1. Spirit Fanfics >
  2. Black Florest >
  3. Cap. 23 - As Lagrimas de Fogo

História Black Florest - Capítulo 23


Escrita por:


Capítulo 23 - Cap. 23 - As Lagrimas de Fogo


Ficamos parados em posição de alerta, esperando o primeiro movimento do inimigo. Parece estranho, mas é como se o mundo tivesse parado a nossa volta e apenas nos cinco estivéssemos em movimento. Não escuto mais nenhuma agitação a nossa volta e nem alguém gritando ou de algum combate, tudo estava parado. Concentro um pouco de minha em minha ferida para tentar acelerar a minha cura, mas diferente dos irmãos, o meu é muito demorado e ainda tem os fragmentos de Cristais que impendem a cura e logo não demorará para eles entrarem em meus vasos sanguíneos e me impedir de usar meus poderes.

O problema é que estávamos enfrentando duas pessoas que contem muita força, Annie pode ainda usar um pouco de seus metais e Kenny, mesmo não se transformando em lobo, ainda poderia usar as suas habilidades. Eu estava um pouco fraco e com Cristal no corpo, e Mikasa e Levi não parecem estar tão diferentes de mim. O que em preocupa, o corpo de Levi puxa muita energia para proteger o
bebê, assim ele ficará fraco rapidamente.

E como esperado, Kenny dá o seu primeiro movimento correndo em nossa direção acompanhado de dois lobos que saem da floresta. Annie segue fazendo duas laminas de metais se desprender se seu corpo e voar a nossa direção. Os irmãos e eu começamos a correr em direção a Kenny, dois lobos aliados – um de Levi e outro de Mikasa – também vem em nosso auxilio correndo em direção aos lobos. Quando as laminas estavam bem perto, firmo meus pés ao chão derrapando um pouco, os irmãos me ultrapassam. Canalizo minha força em minha mão, e em um só movimento para o lado, faço as laminas irem para o chão perfurando a terra violentamente.

Mas ela não para por aí, com movimentos firmes, faz espinhos voarem não só para a minha direção, mas também para os Ackerman. Forço todas as minhas forças para parar os metais no ar, mas ela também usa a usa força para tentar me vencer. A disputa entre nossas cinéticas é perigosa, qualquer erro poderia custar em morte. Nossas forças era como uma balança que pendia para um lado de acordo com a força, quando eu empurro ela vai para trás e quando ela empurra eu vou para trás.

Ao meu lado eu podia ver e ouvir a batalha acontecendo. Os rosnados e as mordidas dos lobos eram assustadores, fariam qualquer criatura feroz fugir. Os Ackerman lutavam bravamente, Mikasa é mais rápida e precisa e Levi mais forte e resistente, por ser mais baixo tinha um pouco de vantagem na velocidade e acertava Kenny com golpes certeiros. Eles dançavam sobre o chão, acertando golpes em sincronias perfeitas, quando caiam no chão logo se levantava e atacava.

Mas eu preciso me concentrar na minha batalha primeiro antes de ir ajuda-los. Annie é uma atacante de longo alcance e os irmãos são de curto, somente eu tenho o poder de derrota-la.

Olho para trás dela e vejo o fogo das casas que os soldados tinham acendido. Bem, fogo derrete metal e seu eu a deixar sem nenhuma arma, não tem o que ela contra a atacar e perderá. Mas preciso ser rápido, já posso sentir o Cristal começar a fazer efeito e a telecinesse começou a falhar, meu ferimento também só piorava, saindo mais sangue que deveria.

Invés de manter o “escudo invisível” uso meu poder para mudar os espinhos de direção, os enviando para baixo ao mesmo tempo que empurro com força, fazendo Annie perder o equilíbrio. Sem os espinhos, começo a correr em sua direção, ela se recupera rapidamente e contra-ataca lançando uma lança contra mim. Consigo desviar a tempo, quando a lança passa por mim, a agarro e a remeço novamente que usa seus poderes para parar a lança. Ótimo, pulo para o lado e começo a correr em direção as chamas. E como esperado, ela me seguiu.

Estamos agora em meu território, o fogo me cercava, mas não me incomodava, sinto que nem queimar eu posso. Já Annie não tem tanta sorte, fazia nem dez segundos que ela estava aqui já está suando e com dificuldade para respirar. O seu metal em suas roupas lentamente derretia. Mas mesmo assim, ela não parou.

- Desiste Annie, sabe que não pode me derrotar aqui – falo me virando para ela quando chegamos a uma clareira. Fecho com as chamas a passagem de onde nós viemos. Nos prendendo, ou pelo menos prendendo ela. – Isso é fogo, seu metal é inútil aqui, derreterá rapidamente.

- Não me chame de burra.

Mesmo sem metal algum, ela vem para cima de mim. Uso meu braço para parar seu braço e desvio para o lado quando ela tentou usar o outro braço. Luta corpo a corpo foi um dos treinamentos que Levi mais se empenhou a me ensinar. Mas também sei lutar sem seguir regras. Com minha mão jogo nela terra para cega-la. Aproveito que ela está cega e me jogo contra o seu corpo a derrubando no chão. Usa sequência de socos era tudo seu se ouvia além do som de coisa sendo queimada. Annie tentava se recuperar, mas era fraca demais para mim.

Vejo que há sangue em meus punhos e seu rosto estava todo acabado. Me levanto e me afasto dela, talvez essa luta não precise acabar com apenas um sobrevivente. Além de tudo, Annie era uma vítima das ações de meu pai, não merece sofrer isso.

- Acabou Annie.

Ela se levanta lentamente, cuspindo sangue e dentes. Ela me olha, mas não com um olhar de derrotada ou de arrependimento. E sim um olhar psicopata, seu sorriso aumentava, sem quatro dentes e estar sangrando com hematomas roxos no rosto, a fazia assustadora. E o pior é usa risada, uma risada de assombrar até a alma.

- Sim, acabou – ela dizia e se aproximava de mim, mas eu me afastava. Ela anda cambaleando, salivando. – Mas acabou com nós dois queimando no inferno.

- Espera, o que?... Annie, não!

Tarde demais, Annie se joga contra mim, fazendo nós dois sendo engolidos pelo fogo ardente. Nada acontece comigo, o fogo invés disso ajuda a curar meus ferimentos, enquanto escuto os gritos agonizantes de Annie enquanto era queimada viva. Era triste, minhas lagrimas desciam, mas eram consumidas pelo fogo, elas se transformam em cinzas. Desculpe-me Annie...

Guerras eram cruéis e só trazem sofrimento

Tudo ficou escuro, não senti mais nada.

Só meu corpo ficando mais leve e o fogo me envolvendo.


Notas Finais


Estamos entrando na reta final, só falta alguns capítulos para acabar. O que será que acontecerá?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...