História Black Heart - Bts - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Álcool, Bts, Festa, Hentai, Lemon, Namjin, Novela, Romance, Violencia, Yoongi
Visualizações 294
Palavras 1.606
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá gente!!!! TURO BOM???? Espero que sim *-*
Então pessoas é o capitulo da semana!!!!! Eu estava louca pra postar capítulo e então, aí está!!!! Bem vou deixar você leitor(a), ler kkk bjs!

DESCULPE ATRAPALHAR, MAIS POR FAVOR! LEIA AS NOTAS FINAIS, É IMPORTANTE.

Capítulo 13 - Desconfiada


Fanfic / Fanfiction Black Heart - Bts - Capítulo 13 - Desconfiada

- Eu hã... - Percebi que Yoongi engoliu em seco. - E-eu estava falando sobre negócios. Eu queria falar com Wook mais ele não está então... Eu já estava de retirada. - Por que eu sinto que não era isso?

- Era isso? - Levanto um cenho ele assenti. - Aliás, pai eu preciso falar uma coisa. - Sorri.

- Diga.

- Eu acho que eu não vou mais morar com você. - Eu andei pensando sobre isso.

- N-não vai? - Ele pergunta.

- Ela e Yoongi ficaram mais pertos ultimamente, não sei se vão querer ficar longe um do outro. - Eu e Yoongi reviramos os olhos, ao comentario de Joyce.

- Mais por que você não quer ir? É por causa dele?

- N-não! - Ri nervosa. Será que é por causa dele? - Eu apenas odeio fazer mudanças. - Sorri. - E você mora muito longe da escola, pai.

- Mais eu iria te transferir, na melhor escola de Seul. - Engoli em seco.

- A onde você mora é muito perigoso...

- Mais de qualquer forma você iria ir e voltar de carro, com meus guarda-costas.

- De qualquer forma eu não quero ir! - Vi que seu olhar ficou meio irritado. Mais por que?

- Okay, mais quando você mas quando você se arrepender... - Ele olha para Joyce. - Me ligue que eu te busco no mesmo momento.

- Acho que ela não precisará ligar pra você, John. - Yoongi sorri um pouco amargo, talvez. - Ela está bem. Está em boas mãos. - "Boas mãos"?

- Bom eu vou me retirar. - Ele sorri. - Joyce, Min Yoongi e.. Cecília, até outra hora. - Vi que ele estava esperando Joyce abrir a porta pra ele, mas a mesma estava o secando.

- Joyce? - Yoongi chama sua atenção, ela da um pulo.

- Ah, me desculpe. - Ela vai até a porta e abre a mesma, dando espaço para meu pai sair. Eu ainda sinto que estão escondendo algo...

- Estranho... Muito estranho... - Digo baixo para mim mesma.

Dando de ombros, saio da sala, vou ao meu quarto e a primeira coisa que penso em fazer é tomar um banho.

( Cecília off )

( John on )

Assim que cheguei em casa soltei um suspiro aliviado e me deitei no sofá.

- Essa foi quase... - Suspiro aliviado novamente. Ouvi meu celular tocar, procurei pelos meus bolsos e assim que achei atendi. Pelo número era Seungri, meu "amigo". - Fala.

- Tudo bem "amigo"? - Ele debocha. Eu e ele nunca tivemos uma relação boa. Somos apenas uma dupla nos negócios, mais mesmo assim não nos damos bem. - Bem, eu só liguei pra avisar que, estou indo para sua casa fazer uma visitinha. - "Visitinha"?

- Eu mereço...

- Te vejo daqui uns segundos. - Ele desliga o celular e logo a campainha toca. Bufei irritado. Me levantei do sofá, fui a porta e abri a mesma, ele nem ao menos me deu um "oi", apenas passou por mim e se sentou no sofá.

- Então... - Fecho a porta e me escoro sobre a mesma, o olhando com cara de tédio. - O que aconteceu com seus negócios? - Ele revira os olhos.

- Não é de negócios. - Franzi o cenho. Se não é negócios o que é? Ele só pisa aqui para falar sobre anotações e as coisas sobre a empresa.

- Então é o que?

- Quero falar sobre sua filha. - Aish... O que esse mulece quer com ela? - Você sabe que sempre tive desejo por Cecília... - Ele sorri, não sei se foi um sorriso sádico ou um sorriso normal.

- Quantos anos você tem, pra começo de conversa?

- Tenho 25, por que?

- Você deveria ser mais amadurecido, Seungri... Seu pai não gostaria de vê-lo, dessa forma. Se achando o bad boy e se iludindo achando que levará Cecília para a cama. - Ri debochado. Eu conheço minha filha e sei que ela não é esse tipo de garota. Ela não é a Joyce.

- Mais quem disse que eu a quero apenas pra transar? - Ele debocha. - Antes de eu dizer o que eu quero, quero saber se você concorda.

- Diga, bad boy. - Ri alto, ele bufou.

- Eu quero que você venda Cecília para mim. - Arregalei os olhos. - A quantia será boa...

- Não. Eu não vou vendê-la para alguém como você. - Digo friamente. - Eu não quero vendê-la. Você é muito perigoso.

- Eu? Eu não vou bater nela John não se preocupe... Mais é claro, provavelmente ela será uma garota muito mal criada. Já que ela não gosta da minha cara também... Não entendo sou um ótimo garoto. - Cruzo os braços revirando os olhos.

- Quanto é? - Pergunto só por curiosidade.

- 100.000.000. - Arregalo os olhos. - Por mês, ainda.

- De onde tirou tando dinheiro? - Ele da de ombros.

- Talvez por que eu seja bilionário? - Ele debocha. - John, eu sei que você precisa de dinheiro já que sua empresa está caindo aos poucos.... Você pode vender sua filha, ganhar cem milhões por mês e ainda com esse dinheiro arrumar sua empresa.

- Eu não posso fazer isso... - Por mais que eu queira e precise desse dinheiro, eu não posso.

- Vou deixá-lo pensar mais sobre isso... - Ele se levanta do sofá, saio da frente da porta e abro a mesma pra ele, antes de sair ele diz: - Eu sei que você não se importa com Cecília, John. Você apenas tem medo de morrer nas mãos de Min Yoongi. Pois você sabe que a empresa da família dele é mais rica que a de nós dois, e com todo dinheiro que ele ganha pode muito bem mandar mata-lo, se nem ao menos deixar rastros seus. - Engoli em seco. - Você nunca quis que Cecília se aproximasse dele... Se você me vendê-la não a deixerei jamais, se aproximar dele. - Ele ri e sai. Fechei a porta, fui ao sofá e me sentei no mesmo, comecei a fitar a parede branca e pensar ao mesmo tempo sobre sua proposta.

- Será que se eu fizer... Não! - Exclamo. Eu posso não ter me importado com Cecília da infância mas... Agora é diferente. Eu posso estar sendo até um falso por isso, mas eu não devo vendê-la. Só em caso de morte. Mais aí e outra coisa, só a venderei se tentarem me matar, aí é por uma causa boa. Soa frio demais? Desculpe mais se soou, eu não me importo.

( John off )

( Yoongi on )

- Você tem certeza que não sabe de nada sobre os negócios de seu pai e do meu? - Que merda... John mente e sobra pra mim.

- Não. - Digo firme.

- Mais você vive na empresa, Yoongi. - Ela cruza os braços. - Eu tenho certeza que isso é mentira! - Irritada ela sai do quarto batendo a porta. Fechei os punhos, eu não gosto de mentir pra ela, sem contar que ela deveria ser a primeira a saber disso. Não entendo porque John não contou, mais se ele não falar a tempo, eu vou falar. Ela já está desconfiando... Se ela ouvir da boca de Isabella, de Joyce ou até mesmo de Wook, ela vai acabar se machucando e eu não quero ver isso. Balançando a cabeça pra tirar esses pensamentos da cabeça, saio do quarto, vi que ela estava conversando com meu pai, fui até seu lado. - Como assim meu pai não falou nada? - Engoli em seco.

- Sinto muito Cecília, mais eu e ele não temos nada pra fazer em negócios... Somos rivais, esqueceu? - Fudeu...

- Verdade... Mais pelo menos você sabe algo que meu pai, esconde? - Wook me olha com uma cara de querer ajuda.

- Cecília, isso é problema deles não seu. - Seguro seu braço. - Você não tem nada a ver com isso.

- Como posso saber? Para meu pai e Joyce conversarem assim é porque tem sim meu nome! - Ela exclama irritada, se soltando. - Yoongi por a causo você também sabe de algo, mais tem medo de falar? - Sinto meu maxilar trancar. Vi que meu pai tinha saído, bufei. - Por favor, se você sabe me conte. É sobre meus pais, eu preciso saber.

- Eu não sei de nada, Cecília. - Digo firme.

- Mas... Você está sempre com seu pai, ele deve contar as coisas a você... Ele deve saber o que está acontecendo!

- Mais ele não me contou nada... Por que você não esquece? Se você tivesse a ver com isso, eu já teria falado. - Sorri me aproximando.

- Teria, mesmo? - Ri fraco, assentindo por mais que me doa mentir assim.

- Sim. - Sem pensar, devagar seguro sua cintura, grudando nossos corpos, ela coloca sua mão no meu rosto, me olhando triste.

- Eu tenho medo de ter algo muito sério comigo e eu ser a única pessoa a saber, Yoongi... - Ela diz baixo, olhando nos meus olhos. Coloquei uma mecha de seu cabelo atrás da orelha.

- Você não tem nada a ver com isso... - A abraço, ela demora pra corresponder mais mesmo assim sinto seus braços, enlacarem em mim. Eu devia falar a verdade, mais... John é o pai, ele tem que falar.

- Obrigada Yoongi, por estar ao meu lado... - Ela sussurra, sinto algo muito raro acontecer, que é minhas bochechas corarem. Cecília me trás tanta harmonia, nunca senti algo assim por uma garota como com ela... A última pessoa com qual senti isso foi a Charlotte. A garota que petreficou meu coração, e que desde então passo a odiar por todas as custas, por ter brincado com meu coração.


Notas Finais


Bem quem está lendo as notas finais, eu apenas queria dizer que eu estou muito feliz! Pelos leitores! Vocês perceberam que a fic está crescendo aos poucos, não? Eu agradeço a vocês viu? ^^ agradeço também muito na galera dos comentários, por estarem sempre me elogiando e me insentivando mais ainda a escrever! Enfim é isso, eu queria agradecer por me ajudarem! E que se nós chegarmos a 50 favoritos, farei uma surpresa, que talvez vocês gostem! Mais é claro, se demorar demais pra chegar isso, farei até antes ok? Mais eu acho que chegaremos lá rapidamente, e eu farei essa surpresinha! Bom, Bjs e até o próximo capitulo ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...