1. Spirit Fanfics >
  2. BLACK IN WHITE 2 >
  3. Você tem certeza?

História BLACK IN WHITE 2 - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


Amores, e seguimos nessa quarentena com mais um capítulo emocionante pra vocês! Aproveitem a leitura ♡

Capítulo 25 - Você tem certeza?


Fanfic / Fanfiction BLACK IN WHITE 2 - Capítulo 25 - Você tem certeza?


Pov's Zac Efron


                      Um mês depois...

Já fazia mais de um mês que eu havia voltado daquela viagem pra Nova York torturante, ela tinha tudo pra ser perfeita, mas deu tudo errado. Nesse tempo só sabia ir a bares e beijar garotas mas nada além disso, nenhuma me deixava tão excitado ou com desejo quanto a minha garota. Meu cargo na empresa subiu, fui promovido a gerente e agora cuido de uma parte da empresa junto com Gabriela, faz um mês que Lily também não trabalha mais aqui, ela recebeu uma proposta melhor na área dela mais específica e sinto que estou de fato afastado pra sempre dela, acho que dessa vez não tem mesmo volta. 

Consegui visitar meus pais durante esse mês numa viagem rápida e cá estou eu de volta ao trabalho fazendo a única coisa que tenho feito desde que não tenho mais motivos pra curtir na vida. Bebida apenas uma fuga, mulheres apenas uma distração, mas sabe aquele vazio? Sim, é exatamente com ele que tenho vivido, ou pelo menos sobrevivido. Recebi diversos conselhos dos meus pais para seguir em frente, até de Zoey, mas nada faz mais sentido pra mim, se a única pessoa que queria seguindo em frente ao meu lado não está mais. 


- Senhor? Com licença. - minha secretária entrou na minha sala me tirando dos meus longos pensamentos.

- Sim? - a olhei com tédio.

- Um cliente quer fechar o negócio com o senhor, pediu pra que você encontrasse com ele hoje. - ela disse meio nervosa, não a julgo estava em treinamento como nova secretaria.

- Quem é? Alguém que conheço? - rabisquei algumas coisas em um papel em branco pra tentar passar o tempo.

- Ele apenas pediu pra que você comparecesse nesse local. - ela me entregou um papel com um endereço. - Disse que está interessado em um imóvel que o senhor está à frente e quer fechar negócio com o senhor.

- Certo, ligue pra ele e marque pra hoje mesmo às 15 horas da tarde. - eu disse anotando o endereço que ela havia me passado e devolvendo o papel pra ela novamente.

- Sim senhor. - ela saiu devagar e logo respirei fundo pensando quem seria essa pessoa, geralmente clientes que estão interessados eles ligam diretamente pra mim ou vem na empresa, esse cara deve ser muito misterioso pra não querer nada disso.


(...)


Já era de tarde e eu estava na maior correria aqui na empresa reuniões atrás de reuniões e Gabriela me delegou algumas funções pra ajudar ela no lançamento de novos imóveis. Eu só não estou surtando por que amo o que faço, nunca imaginei que gostaria desse trabalho tanto quanto quando eu trabalhava com meu pai. Finalizei o que tinha pra finalizar vendo no meu relógio de pulso que faltam 10 minutos para eu me encontrar com o tal cliente, corri até meu escritório e guardei minhas coisas pegando minha pasta e saindo logo em seguida.

Liguei meu carro e sair cantando pneu dali, eu nunca fui de me atrasar em nada, aquela poderia ser a primeira vez. Com minha rapidez não demorou muito pra que eu chegasse no local, era uma cafeteria bem sofisticada e haviam poucas pessoas ali, como eu não sabia quem era o cliente eu apenas caminhei na intenção de que ele me visse, vi um rapaz de óculos de sol tomando uma xícara de café e ao me ver levantou a mão em sinal pra que eu me aproximasse, assim eu fiz.

- Desculpe pelo meu atraso, estava em uma reunião. - eu disse colocando minha bolsa na cadeira ao lado e logo me sentando em outra. - Prazer, eu sou Zac...- eu fui me apresentando quando o cara tirou os óculos de sol colocando na sua gola da camisa e sorrindo ironicamente pra mim. Filho de uma...

- Oi Zac, acredito que já nos conhecemos não? - Shawn disse com um tom de debochado me fazendo trincar o maxilar, como eu não percebi que era ele? Está muito diferente agora com o corte de cabelo e esse estilo mais adulto ou sei lá o quê. Respirei fundo para lidar com aquele momento, tentando ser o mais profissional possível.

- Não sabia que era você, se soubesse teria vindo mais cedo. - eu sorri cinicamente vendo os olhos de Shawn semicerrarem em seguida.  - Mas me diz aí, está interessado em um imóvel meu, qual deles? - cruzei meus braços apoiando na cadeira.

- Estou sim. - ele apoiou seus braços sobre a mesa. - Vou me mudar do meu minúsculo apartamento, como a família vai aumentar preciso de mais espaço. Uma casa por exemplo. - ele sorriu malicioso me deixando duvidoso com o que ele estava dizendo.

- Sua mãe vai vir morar com você? Achei que já era bem grandinho. - eu o provoquei mesmo, fazendo ele rir sacarticamente.

- Não seria uma coisa ruim, mas a história é outra. - Shawn se ajeitou na cadeira me encarando perversamente.

- Prossiga...- fiz sinal com as mãos pra que ele continuasse.

- Vou me casar. - ele soltou aquelas palavras me fazendo paralisar, tentei acreditar que ele estaria brincando então eu ri.

- Conta outra.

- Conto sim, vou me casar com a Lily. Como deve saber, estamos juntos a um bom tempo, e não há mais tempo a perder. - ele piscou pra mim me fazendo fechar os meus punhos, eu não acreditava no que acabara de ouvir, podia ver as coisas girando ao meu redor e não conseguia assimilar o que estava acontecendo. Alguém me acorda desse pesadelo. - Ei Zac, acorda! - ele estalou os dedos me fazendo voltar pro mundo real. - Só fico intrigado como o próprio irmão não sabia?!! - Shawn me provocava e tudo que eu queria era deixar marcas no seu rosto de muita porrada.

- Eu não quero ser indelicado, mas viemos aqui pra falar de negócios e não da sua vidinha pessoal. - eu disse da forma mais tranquila possível engolindo toda minha fúria e angústia ao mesmo tempo. - Que imóvel é que você está interessado afinal?

- Só um segundo. - ele levantou o dedo indicador e depois pegou seu celular abrindo a galeria e me mostrando a imagem da casa. - Minha noiva está interessada nela e eu quero que seja nossa primeira casa. - Shawn estava pedindo pra morrer.

- Certo. - engoli seco pegando minha bolsa e abrindo meu portfólio de imóveis e mostrando a casa e todas as informações sobre a mesma contidas ali. - Tudo que precisa saber está aqui. Esse é o valor final. - é nunca que vou diminuir valores por causa dele.

- Pra alguém de negócios você parece bem chateado com tudo que eu acabei de contar, acho que vou ter que reinvidicar isso. - Shawn me olhava provocativo e eu podia sentir um tom de ameaça na sua voz.

- Como é? - eu o fuzilei com os olhos e ele sorriu de lado.

- Ou você me faz a melhor oferta que você puder ou processo você por difamação e mal tratamento de cliente.

- Você só pode está de brincadeira? - eu ia alterando minha voz mas me controlei. - Você quer me machucar não é Shawn, me diz? De tantos outros corretores você quis justo eu. Qual seu problema comigo?

- Eu amo Lily e faria qualquer coisa pra ter ela comigo. Você apenas é uma peça chave.

- Isso que você chama de amor? Magoar todas as pessoas que se importam com ela? Ela sabe disso? Do homem cruel e inútil que você é? - eu me aproximei do rosto dele e podia sentir o ódio queimando em meus olhos, Shawn apenas sorria.

- Aceita que você já perdeu Zac, ela escolheu a mim e não à você. - ele cuspiu as palavras na minha cara e aquilo apertou tanto meu peito que eu poderia ter falta de ar bem ali, mas eu precisava me controlar, pela Lily, não faria mal a alguém que ela ama.

- Vou preparar sua papelada e lhe envio por Email. - eu disse pegando minha bolsa e me levantando.

- Ei espera, é só isso que tem pra me dizer? - Shawn sorria em um tom irônico na intenção de me irritar mais ainda.

- Um desprazer fazer negócios com você. - eu disse tacando um dane-se pra se ele quisesse me processar. Fui pisando firme pra fora daquele lugar, as imagens dele rindo da minha cara me deixaram enfurecido, cheguei no meu carro chutando o pneu e dando murros no meu próprio carro eu não estava nem aí. - AAAAH! - eu gritava de raiva e lágrimas rolavam no meu rosto, eu não queria perder Lily, ela era tudo que trazia sentido na minha vida. Shawn não era a pessoa certa pra ela, ele nunca foi e nunca será. Preciso fazer alguma coisa.

Entrei bruscamente no meu carro e dei partida em direção a minha casa, pedi pra minha secretária remarcar tudo que tinha pra fazer hoje pra amanhã pois eu estava focado em apenas uma coisa agora: trazer Lily de volta!




Pov's Lily Collins

Um mês que passou arrastado, eu estava com uma vida cheia e não parava de focar naquilo de mais importante ultimamente na minha vida: meu trabalho. Estou no penúltimo ano da faculdade e preciso focar nos estudos e também agora no escritório de arquitetos e design. Resumindo, eu sair da empresa da Gabriela, não por causa de Zac ou parecido, simplismente recebi uma proposta melhor de emprego relacionado a minha área, e Gabriela me liberou super feliz por ver meu crescimento, todo esse tempo com ela valeu a pena, pois foi ela que me acolheu quando eu mais precisava.

Agora eu trabalho com o pai do Christopher, sim, ele é dono de um escritório de arquitetos, por mais que ele não fique muito lá pois ela ama mais escrever do que projetar, ele dá oportunidade a jovens em ascensão que estão crescendo, como eu por exemplo. Essa ideia foi do meu professor Christopher, o que me faz ser muito grata a ele, que tem me ajudado muito na faculdade e tem estado comigo nessas horas de trabalho, eu sinto uma conexão diferente com ele, não de homem e mulher, mais sei lá irmão e irmã, a gente tem muita liberdade juntos e ele me aconselha bastante, eu não entendo o porquê dessa conexão mas eu me sinto bem.

Eu estou noiva, pois é, talvez foi a pior decisão que eu tomei na vida? Talvez, mas fiz uma promessa pra Shawn que tenho que cumprir, não vou dizer que estou triste com isso, de certa forma estou feliz eu vou casar, qual garota no mundo que não sonha com isso? Por mais que eu ame outra pessoa preciso decidi amar Shawn, e é isso que eu fiz ao aceitar seu pedido de casamento. Estamos bem próximos depois que voltamos e isso as vezes me sufoca outras vezes me faz bem, Shawn quase nunca sai de perto de mim, é tanto que o escritório que ele trabalha é uma quadra depois do meu. Coincidência não?

- Lily? Tá me escutando? - Meu chefe me tirou dos meus devaneios enquanto eu viajava.

- Ow desculpa Sr. Fabrice. - me sentei normalmente na cadeira enquanto ele batia o pé no chão pra chamar minha atenção, merda vou receber uma bronca!

- Você tem andado muito distraída esses dias. É por conta do casamento? - ele e todos da empresa já sabiam que eu estava noiva, o que não paravam de perguntar dia e noite quando o casamento saí, de certa forma me deixavam nervosa e irritada com tantas perguntas como essa.

- Não. - me levantei querendo mudar de assunto. - O que o senhor tinha falado?

- Pra você finalizar o projeto elétrico hoje! Pois amanhã mesmo eu tenho que está com tudo em minhas mãos. - ele pediu e eu me desesperei interiormente.

- Hoje? Mas eu comecei ele ontem...- tentei me explicar mas não valeu muito.

- Aqui trabalhamos com agilidade e qualidade, se você não sente-se apta devia rever suas decisões. - ele saiu logo após me deixar em choque ao ouvir isso. Aqui não tem sido nada fácil comparado a empresa que eu trabalhava, os arquitetos aqui são muito exigentes e cauculistas, um passo em falso eu caio.

Me sentei e abri meu computador pra dá continuidade ao projeto, pelo visto a noite será longa já que faltava muita coisa pra mim terminar. Quando recebo uma mensagem de shawn:

"Oi minha noiva linda, fechei negócio com nossa futura casa, gostaria de saber se você aceita comemorar comigo essa noite?"

Respirei pesadamente ao ler a mensagem, o que estava enfrentando era algo muito sério, casamento não é fácil e precisa ser um passo bem dado, ou eu me entrego por inteiro ou eu me arrependo amargamente. Respondi de volta:

"Sinto muito, vou trabalhar essa noite preciso terminar um projeto, quem sabe amanhã? Beijos."

Bloqueei meu celular e guardei ele longe, não podia desfocar nenhum pingo, minha mente precisa está aqui no escritório e nesse projeto, então assim eu fiz, coloquei um fone de ouvido com uma música suave enquanto trabalhava, a noite seria uma criança mesmo.




(...)



Já eram uma da manhã e eu tinha acabado de finalizar o projeto, eu estava bocejando muito e o sono me dominava, estava me preocupando já que eu teria que voltar de carro e o escritório não era tão perto da minha casa como o da Gabriela era. Desci pro estacionamento e dei partida no carro, liguei uma música agitada pra eu não dormi no volante e fui em direção a minha casa. Quando cheguei e estacionei Fred estava na porta me esperando com as mãos remexendo muito como se estivesse nervoso, eu me aproximei e ele correu em minha direção, o que tinha acontecido?

- Oi Fred. - sorri gentilmente. - Aconteceu algo?

- Senhorita Collins peço perdão eu tentei fazer ele ir embora, mas ele fez escândalo e disse que não sairia daqui até você chegar. - ele parecia muito nervoso o que me deixou preocupada.

- Ele quem? - arregalei meus olhos e fui caminhando em direção a portaria.

- Seu irmão, Zac. - quando ele falou eu parei na esdaria e respirei fundo, o que ele estava fazendo aqui? Acelerei meus passos e entrei vendo-o deitado no sofá da portaria com os olhos fechados, talvez dormindo. Balancei ele e nada, chamei por ele e nada também, não lembrava que ele tinha um sono de pedra assim.

- Fred me arranja um copo d'água por favor. - Pedi e ele assentiu correndo até o bebedouro e me trazendo um copo de água, despejei no rosto de Zac que levou um susto e se pôs sentado no sofá totalmente sonolento. - Zac o que faz aqui? - chamei sua atenção que o fez me olhar e se levantar na hora.

- Preciso conversar urgente com você. - ele se aproximou e senti cheiro de álcool em sua roupa. Ele havia bebido? Ainda bem que dormiu e recuperou a consciência, pelo menos eu acho.

- Não temos nada pra conversar. - o empurrei de leve e ele me olhou incrédulo.

- Você vai casar, é isso mesmo? - ele se aproximou novamente ignorando a distância que havia entre nós. - Você não pode fazer isso com a gente.

- Não existe mais "a gente", você mesmo decidiu isso lembra? Agora por favor, vá embora eu estou desmaiando de sono e já está muito tarde. - eu pedi mais um vez sentindo um aperto no meu peito, ver ele naquele estado me doía, mas como será que ele ficou sabendo? Nem meus pais adotivos sabiam ainda, pois não fazia uma semana direito que fui pedida.

- Eu te amo Lily, mais do que tudo, não quero que se case com alguém que não seja eu. - Zac ia levando sua mão para meu rosto mas eu o impedi abaixando-a em seguida.

- Se você me ama, me deixa ser feliz. - disse vendo os olhos de Zac lacrimejarem, aquilo fez meu coração apertar e a vontade de chorar junto com ele cresceu.

- Quero que seja feliz comigo, por favor Lily não faça isso, você é tudo que eu amo nesse mundo, é a mulher que quero passar o resto da minha vida junto. - Zac chorava e pela primeira vez pude senti o estado que ele estava, nunca havia visto ele chorando e aquilo me doeu tanto que eu queria sair correndo dali só pra chorar sozinha, precisava ser forte. - Não se case com ele, você não o conhece direito. - eu não entendi a colocação, mas fiquei brava com essas palavras.

- Vá embora! Por favor. - fechei meus olhos pra segurar as lágrimas.

- Você tem certeza disso Lily? De que quer casar com ele...- Zac segurou meu rosto me fazendo abrir os olhos, aquela pergunta mexeu comigo e eu apenas menti.

- Tenho. - logo a mão de Zac saiu do meu rosto e ele se afastou dessa vez enxugando as lágrimas que tinham rolado no rosto dele.

- Zac eu...- tentei consertar meu erro mas ele me deu às costas e saiu correndo e eu por fim me rendi às minhas lágrimas e comecei a chorar feito um bebê.

- Senhorita Collins tá tudo bem? - Fred que assistiu toda a cena se aproximou mas eu não respondi, apenas corri pro elevador e apertava o botão do meu andar inúmeras vezes queria ir logo pra minha cama chorar.

- Tá tudo uma droga! - foi o que eu disse quando as portas do elevador se fecharam me fazendo lembrar de Zac chorando e como aquela cena doía dentro de mim. 


Notas Finais


Poxa gente!! Quê doloroso né? Zac chorando na frente dela, aí que dó. O que vocês acham que vai acontecer???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...