História Heart Attack - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo, Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Sulay, Taoris, Xiuchen
Visualizações 681
Palavras 1.014
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Nove


Minseok On

Eu era muito desconfiado das pessoas, isso não era muito bom. O palácio era um lugar protegido dos alfas ruins que possuem do lado de fora, no entanto, algumas pessoas nos olhavam estranho, isso era muito ruim. Olhei pela janela e vi que tinha como chegar ao telhado, eu realmente gostava de olhar as estrelas e na maioria do tempo ficava apenas admirando o céu.

As coisas pareciam muito mais simples quando naturais. Por ter nascido pobre eu nunca fui de sonhar com contos de fadas, príncipes e essas coisas. Achava que só acontecia com pessoas de classe maior, dinheiro, poder, em todos os contos geralmente a menina é uma princesa e é por isso que nos deixam sem esperança.

Me deitei no telhado, mesmo com um pouco de frio ignorei aquilo e fiquei observando ali. Escutei alguns passos e avistei o alfa, um dos príncipes. Fiquei envergonhado, ele era muito bonito e eu apenas um pobre coitado de seu reino. Tinha vergonha de falar alguma besteira na presença dos reis e príncipes, era a vida do meu hyung em jogo.

-Olá? Não sabia que mais alguém gostava de observar o céu daqui. -Ele se sentou ao meu lado, acabei me encolhendo um pouco tímido.

-Hn, desculpe alteza, quer que eu saia? -Ele me parecia uma pessoa calma e serena,

-Imagina, claro que não. Qual é o seu nome?

-Minseok, mas todos me chamam de Xiumin.

-Irmão do Sehun certo?

-Sim.

-Vocês são todos muito bonitos e à propósito me chame de Chen ou Jongdae. -Ele sorriu, parecia natural e por algum motivo eu gostei. Jongdae era muito bonito, uma pessoa diferente das que eu estava acostumado à lidar. Em nenhum momento tentou alguma coisa ou falou algo em sentido sexual.

-Obrigado pelo elogio senhor.

-Não precisa dessa formalidade toda por favor. Você está bem acomodado aqui no palácio?

-Sim. Apesar de alguns olhares me sinto bem aqui. Sehunnie também tem cuidado muito bem de nós.

-Entendo. Sinto muito que existam algumas pessoas olhando diferente, talvez seja por ter sido muito repentina a mudança de Luhan e eles estejam curiosos. Não tiro a razão do povo também, afinal, ele será o rei.

-Sim.

-Eu fiquei sabendo que vocês, são um pouco diferentes.

-Isso é ruim? Lhe incomoda? -Eu tinha certa vergonha de admitir que era infantilista por já ser adulto e muitas pessoas recriminarem isso. Acabei usando apenas chupeta, tentava ser individualists e necessitar muito pouco de ajuda.

-Não. Eu fui criado de maneira que para mim todos são iguais. Cada um gosta e faz aquilo que bem lhe parece, não tenho nada com isso. Te incomoda usar essas coisas?

-Sim, um pouco. A verdade é que o mundo sempre foi cruel, as pessoas me julgaram muito, acabei me reprimindo pois não queria ser uma pedra no caminho de Sehun. Meu hyung sempre cuidou de nós e eu nao queria que ele fosse obrigado à escutar essas coisas. Sempre me preocupei com as coisas que ele escutaria

-Você é um bom irmão então. Eu também me preocupo bastante quando as pessoas resolvem falar mal dos meus irmãos, claro que, se eles fazem coisas erradas eu não passo a mão, acho que merecem escutar mas quando o exagero começa e principalmente atingem a criação dos meus appas me deixa um pouco mais irritado.

-Eu nunca tive appas mas para falar a verdade não sinto falta. Sempre fui muito bem amado, protegido, isso é relativo para mim.

-Fico feliz que ele tenha conseguido. Sehun me parece ser uma boa pessoa e vendo como Luhan tem mudado em sua presença sinto que ele acabou encontrando seu destino de uma maneira sem pensar.

-Hn... -Estava cheio de sono, acabei bocejando e ele percebeu me olhando sorrindo. -Acho que já vou dormir.

-Ah, bom. Tenha uma boa noite. -Ele continou sentado. Meu lobo por algum motivo queria continuar em sua presença mas ignorei. -Não esqueça de se cobrir bem, será uma noite meio fria devido o início do inverno.

-Eu me esqueci disso.

-Sente muito frio?

-Sim, droga. Sehunnie está dormindo essa hora. -Resmunguei. O início do inverno era um período extremamente frio e maioria dos ômegas precisavam sentir o calor de um alfa para ficarem bem.

-Quer dormir no meu quarto? Eu não farei nada contigo.

-Eu não quero lhe incomodar e na verdade você não tem obrigações com isso senhor.

-Não precisa agir assim, eu realmente quero lhe ajudar então venha comigo. -Acabei aceitando e andei com ele pelo telhado até chegar onde imagino que seja a janela de seu quarto. Chen me ajudou à descer, fiquei encantado com a beleza do quarto e sorri. -Gostou?

-É muito bonito.

-Bom, você pode se deitar onde preferir. -Ele murmurou e eu assenti indo para o canto ficando o máximo de encolhido que eu pudesse. -Vou me deitar.

-Tudo bem. -Ficamos em silêncio durante muito tempo. Jongdae parecia pensativo com algo e me causava certa curiosidade. Eu nunca tinha ficado próximo à um alfa que não fosse meu irmão, e estava sendo uma experiência estranha, ainda mais com alguém que acabei de conhecer.

-Você está desconfortável não é? Eu não queria que se sentisse dessa maneira. -Ele resmungou de olhos fechados, me virei para seu lado tentando entender aquilo. Não eram todos os alfas que gostavam de ômegas em sua cama?

-É um pouco sim, mas acho que o motivo é que eu não tenho intimidade com você. Sinto muito, não queria deixar esse clima ruim e você parece ser legal. -Me lembrei que não dormia sem chupeta e acabei grunhindo frustrado, certamente eu não poderia fazer aquilo na frente de um príncipe. Mesmo que as pessoas digam que não se importam no fundo quando vêem a situação verdadeira acabam sentindo irritação.

-Aconteceu alguma coisa?

-N-não.

-Pensei que você utilizasse chupeta para dormir, por quê não está com ela?

-Ahn, é um pouco constrangedor, eu não uso na frente de ninguém além dos meus irmãos então estou me sentindo um pouco estranho. -Murmurei.

-Oh, desculpe. Apenas esqueça que estou aqui, vire-se para a parede. -Ele falou, acabei aceitando e virei de costas colocando a chupeta mas fiquei surpreso ao sentir ele se colar atrás de mim e abraçar minha cintura. Suas mãos foram para meu cabelo em um carinho. -Durma bem meu pequeno.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...