História Black South College - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Agustín Bernasconi, Ana Jara Martínez, Carolina Kopelioff, Jorge López, Karol Sevilla, Lionel Ferro, Michael Ronda, Ruggero Pasquarelli, Sou Luna, Valentina Zenere
Personagens Agustín Bernasconi, Ana Jara Martínez, Carolina Kopelioff, Jorge López, Karol Sevilla, Lionel Ferro, Michael Ronda Escobosa, Personagens Originais, Ruggero Pasquarelli, Valentina Zenere
Tags Aguslina, Chiara Parravicini, Giovanna Reynald, Liona, Michentina, Pasquale Di Nuzzo, Ruggarol
Visualizações 46
Palavras 983
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiê...
Sem querer repeti o mesmo capítulo, mais agora sim é o capítulo certo!
Boa leitura 💕

Ps: desculpem qualquer erro de ortografia.

Capítulo 7 - Chapter 6


Chiara saiu sem direção, procurando por um professor ou funcionário do colégio, e acaba atraindo Jorge que quando vê a garota sai desparado atrás dela.


- Oi - diz ele sorrindo.


- Oi Jor! - ela sorri parando de Caminhar.


- Ah...Eu...Er... Eu queria saber se quer dar uma volta comigo, como ontem? - Pergunta ele sem jeito.


- Agora? - ela pergunta e ele confirma com a cabeça - Desculpa Jorge, mas agora eu tenho que pegar uns travesseiros para... - ela para de falar quando percebe que falou demais.


Para que? - ele pergunta curioso.


- Para mim e as meninas, nosso travesseiro estão molhados! - diz ela dando uma desculpa qualquer - Você sabe onde fica a dispensa, vou pegar lá!


- Acho que vi a faxineira sair de lá, uma porta branca no carredor de trás do refeitório. 


 - Obrigada! tenho que ir! Tchau Jorginho! - diz ela começando a andar.




Ana tinha entrado em todas as salas de aulas, procurando por jornais, até que achou na sala de artes, pegou todos que achou que iria precisar e ao sair da sala de depara com Lionel que passava pelo corredor.


- Uou, quer ajuda Ruivinha? - Pergunta ao ver ela com vários jornais - Nossa, pra que quer tantos jornais?


- Eu...eu encontrei com o professor de artes e ele me pediu para pegar alguns jornais para ele. - Ana mente.


- Ah, quer ajuda? - ele pergunta sendo educado.


- Não obrigada, até mais! - ela sorri e sai andando pelos corredores.




Carolina correu para o refeitório, já olhando a hora, não podia demorar muito, então foi logo para o balcão.


- Ah, Manuela né?! - Pergunta Carolina a moça do refeitório e ela assentiu - será que você pode me dá uns cinco potes de mel? 


- Cinco? - Pergunta a moça surpresa.


- E as minhas amigas tão com cólica e já que não tem chocolate eu vou levar mel mesmo! - Carolina inventa uma desculpa qualquer.


- Sendo assim...- a moça vai até uma portinha e volta com os cinco potes e dá os mesmos para Carolina.


- Obrigada! - Carolina agradeçe e pega os potes e quando ia sair logo vê Pasquale e Agustín em sua direção.


- Poxa, eu mandei um oi e você nem respondeu... - diz Agustín fingindo estar magoado.


- Ei, pra que tantos potes de mel? Vai acabar diabética garota! - diz pasquale


- Não é para mim, as garotas está com TPM então já que não tem o chocolate vou levar isso mesmo. - diz dando a mesma desculpa.


- Ah, Vai acalmar as feras! - Pasquale ri - Tchau para vocês dois, vou para o quarto! - diz se virando e saindo.


- Eu também vou indo... - diz Carolina começando a andar.


- Espera... - diz Agustín entrando na frente dela - Quer ajuda?


- Vai por mim, você não vai querer ir até lá! - ela diz causando um certo medo e uma risada em Agustín, e logo saí.



Karol, Giovanna e Valentina foram até a ala masculina, sem que ninguém as visse, procuraram o quarto dos meninos, e não demoraram muito tempo para achar.


- Tá quem entra? - Pergunta valentina.


- A Giih! - diz Karol.


- Ok, fiquem de olho! - diz ela ao entrar no quarto dos meninos.


Giovanna entra e começa a procura pelas camas, armários, escrivaninha, malas, dos meninos.


Karol e valentina estavam olhando os corredores até Karol ouvir um barulho, e vozes, onde ela afirmou que era Ruggero e Michael.


- E Agora? - diz Karol.


- Se joga no chão e faz cara de dor. - diz valentina observando a distância que eles estavam.


- Como é que é? - Pergunta karol confusa.


- Se joga logo no chão e faz cara de dor! - diz valentina impaciente e Karol se senta no chão e finge dor.


- Garotos, dá para vocês ajudarem a Kah, ela pisou em falso e agora ele tá se reclamando alí de dor! - ele aponta para Karol e fala tudo dá forma mais normal e tranquila o possível.


- Qual a palavra mágica? - Michael Pergunta sorrindo de lada a valentina enquanto Ruggero levantava Karol.


- Deixa de ser idiota e vai ajudar a garota?! - diz ela com um sorriso no rosto.


Michael e Ruggero levaram Karol para enfermaria e valentina acompanhou, e assim que eles saíram da infermaria as meninas voltaram para frente do quarto dos meninos para vigiar, mas mal ela sabia que Pasquale já tinha entrado no quarto.


Minutos antes, Giovanna estava procurando e ouviu a desculpa que valentina deu para os garotos e voltou a procurar, quando achou uma maleta, achou e pegou o que precisava e colocou tudo que tinha tirado lugar, em seu devido lugar  e já estava preparada para sair, mas antes que pudesse sair ouviu o barulho na maçaneta e se escondeu debaixo da primeira cama que viu, Pasquale entra no quarto de deitando na cama onde Giovanna estava escondida, ela coloca seu celular no silencioso e manda um mensagem dizendo "S.O.S" para Karol e valentina.


Tendo recebido a mensagem as meninas, logo receberam outra dizendo "O Pasquale tá no quarto!", Karol logo teve uma ideia.


- Vai para o outro corredor quando eu falar o seu nome, você vem! - diz Karol


- Tá! - diz valentina indo para o outro corredor.


- Tem alguém aí?! - Karol bate na porta do quarto dos meninos.


- Karol o que faz aqui? Sabe que é proibido meninas aqui! - diz pasquale abrindo a porta depois de alguns segundos.


- Vou já sair, só queria perguntar se você viu a Valuh? - diz Karol.


Giovanna logo percebe a distração e sai debaixo da cama indo em direção da janela e saindo.


- Não... - diz ele depois de pensar um pouco.


- Ah, não precisa mais, olha ela aí! - ela percebe que Giovanna saiu e suspira aliviada e ao ouvir seu nome valentina aparece pelo corredor.


- Ok, tchau! - diz ele fechando a porta.


- Ela conseguiu sair? - Pergunta a loira com mechas.


- Sim, vamos! - diz a morena.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...