História Black Story - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii babys!! Voltei com mais um capítulo hj. Espero que vcs gostem desse. Me digam se estiverem gostando. Eu prometo responder todo mundo. Me ajudem a fazer com que mais pessoas conheçam essa história. 🙏🏻

Capítulo 13 - Natal


Naquela mesma noite, Lívia tinha acabado de se deitar, quando seu celular, uma moda trouxa que as amigas a convenceram a adotar tocou. A loira estendeu a mão e o pegou na cabeceira da cama. Sirius resmungou. Já estava dormindo. O celular tinha o nome de Lily na frente, era uma ligação. Ela atendeu.
- Alô!
- Você tinha razão. – Dizia Lily. - Tinha razão. Eu estou grávida mesmo. Eu estou tão feliz, mas ao mesmo tempo tão ansiosa. E se eu não souber cuidar de um bebê? 
             Lívia começou a rir da animação e nervosismo da amiga. Acordando um Sirius curioso.
- Olha, eu também não tenho muita experiência no assunto, mas você pode perguntar a Molly, ela com certeza sabe. Já tem 5 filhos. – Sirius compreendeu do que se tratava e começou a perguntar por James. - Sirius está dizendo parabéns pra você e quer saber de James. 
- Obrigada! James está aqui do meu lado. – Ela fez uma pausa. – Uma pilha de nervos por saber que será pai. – Ela deu uma risadinha. – Mas ele está dizendo que está muito feliz. Ai James, espera, agora não. – Lívia achou que a amiga havia arfado.
- Tudo bem, Lily. – disse a loira. – A gente se fala amanhã. Vai lá com seu marido. Beijos.
- E James? – Sirius perguntou assim que a namorada terminou. 
- Está nervoso e ansioso, mas está feliz. – Disse a mulher. – Mas como não estar? Ele vai ser pai. – Lívia sorriu.
            Sirius ficou pensativo por um tempo. Calado. Lívia levantou da cama para beber água e quando voltou deu um beijo no namorado e se preparou para dormir.
- Lív? – Chamou o rapaz. A garota respondeu apenas com um murmúrio. – Se eu te fizesse um pedido, você me diria sim?
- Lógico que depende do pedido, mas eu provavelmente diria sim, não tem muitas coisas que eu negaria a você. – Ela disse curiosa e com um sorrisinho no rosto.
- Então casa comigo?! – Ele falou. – Eu te amo mais que tudo no mundo. Eu quero viver o resto da vida com você. Sei que de certa forma, nós já vivemos como casados, mas quero oficializar isso. – Lívia ficou estática. Não conseguia responder então ela assentiu e deu um beijo no, agora, noivo.
- Sim, Sirius Black. – Ela finalmente respondeu. – Eu me caso com você.
            A garota voltou a beijar o namorado, dessa vez com muito mais calor. Logo ambos estavam sem roupas e trocando beijos ardentes.
#----------------------------------------------------------------#
             Duas semanas depois, Lívia e Sirius se casaram em uma cerimônia simples, apenas para os amigos mais íntimos. Com uma decoração delicada e de muito bom gosto, um representante do ministério, seus irmãos e os amigos apenas. Depois da celebração houve um jantar de comemoração. E por fim a noite de núpcias dos dois foi linda. 
             Dentro de 1 semana seria natal. Lily já estava com 2 meses de gestação. Todos estavam muito animados com a chegada do novo bebê, apesar de ainda faltar muito tempo para isso acontecer.
- Lily, queria tanto que estivéssemos em tempos de paz. – Disse Lívia. As amigas conversavam na casa da ruiva. – Gostaria que você tivesse um baby chá.
            Lily sorriu tristemente. 
- Ah Lív. Quem sabe em uma futura gestação. – Disse a ruiva. Lívia assentiu. – E você e Sirius? Não planejam um amiguinho para o meu bebê? 
Lívia sorriu e balançou a cabeça. 
- Quem sabe. – Ela falou pensativa. – Nós não estamos tentando, nem nada, nem acho que seja uma boa hora. Você me entende. – Lily assentiu. – Mas quem sabe, não estamos exatamente nos protegendo. No fundo, queremos um filho. 
Lily sorriu e abraçou a amiga.
- O que as duas moças conversam tanto? – Perguntou Remus, sentando entre as garotas no sofá. 
- Estamos falando de casa e filhos. – Disse Lívia. – Por falar nisso, seu Lupin! Por que você nunca nos apresenta ninguém? 
- Você sabe que é complicado, Lív. – Ele fez uma careta. – Principalmente quando as pessoas sabem o que eu sou e que não tenho emprego por isso.
- Remmy, estamos em guerra, nenhum de nós tem emprego. – Disse Lily fazendo carinho no braço do rapaz loiro. 
- Mas vocês têm de onde se sustentar e sustentar uma família. – Ele retrucou. 
- Deixem-no em paz! – Disse Sophie, sentada no braço da poltrona a frente do trio. A menina estava cada vez mais linda. Muito parecida com a irmã. Sophie estava adquirindo corpo de mulher, mas o tom em sua voz era de puro ciúme. Remus olhou para ela e deu um sorrisinho tímido, que ela retribuiu largamente. Lily e Lívia trocaram um olhar de compreensão. Eles estavam apaixonados um pelo outro, mas Remus nunca ficaria com Sophie, pelo menos não até ela ser de maior. O que não faltava muito, uma vez que ela já tinha 15 anos.
- Tudo bem! – As duas disseram ao mesmo tempo, com as mãos pra cima. – Você que sabe, Remmy. Mas uma coisa eu te digo. Você merece ser muito feliz, meu amigo. Muito mesmo. – Terminou Lívia. – Voltemos ao assunto de antes. Lily, você acha que é menino ou menina? Já tem ideia de nomes? 
- Eu acho que é uma menina, James acha que é um menino. – Disse ela. – Se for menina o nome vai ser Morgana e se for menino provavelmente vai ser Harry James.
            Lívia torceu a língua e riu.
- Tudo bem! – ela fez uma pausa e olhou bem para Lily. – Pois eu acho que é um menino também, estou com James nessa. 
- Está comigo em que? – Ele perguntou entrando na sala.
- Acho que é um menino. – Ela explicou.
- É uma menina. – Disse Sirius sonhador. Todos riram da sua expressão de bobo. 
- Sirius quer que você pague, James. – Explicou Remus. – Pelo que você era na escola. 
             Todos riram ainda mais. 
- Vai ser um menino, meu garotão. – Disse o rapaz sorridente sentando no braço do sofá ao lado da esposa e colocando a mão na barriga dela. 
#---------------------------------------------------------------------#
             Finalmente era natal. Aquele ano o natal seria na casa de James, Peter seria o único que não estaria presente, pois passaria o natal com os pais. Até os pais de Remus foram. Foi um natal realmente animado. Todos comeram muito. Ao fim do dia estavam completamente cheios. 
             Os pais de Remus se despediram e foram embora. Lily estava cansada e um pouco enjoada, então também foi se retirar. James a acompanhou. 
             Carollyn subiu alegando estar muito cansada e estranhamente, Régulus também estava muito cansado e subiu logo em seguida. Todos ficaram confusos. 
- Eles estão transando. – Explicou Sophie. Lívia olhou para ela. Nunca tinha visto a irmã falar disso, as vezes esquecia que a menina doce e inocente crescera. – O que? – Ela perguntou. – Por Merlin! Vocês não tinham notado isso.
- Sophie, eu realmente não quero imaginar meu irmão transando. – Disse Sirius. 
- Ainda mais com uma das minhas melhores amigas. – Completou Lívia. 
             Remus caiu na gargalhada. Sirius o acompanhou e Lívia balançou a cabeça tentando afastar a imagem. Sophie admirava a risada de Remus encantada com aquele rapaz.
- Como sabe disso. Sophie? – perguntou o loiro, mas Sophie demorou para sair do transe de seus olhos. 
- Hm... é... – Ela pensou um pouco. – Eu ouvi. Desde que voltamos de Hogwarts para o natal. Vai me dizer que vocês não estranharam Carollyn passar tanto tempo lá em casa. E as vezes eu perco o sono e vou andar pela casa de madrugada, e bom, eles não são muito discretos. – Ela ficou um pouco vermelha. Lívia riu dessa vez, sendo acompanhada pelos outros.
- Será que eles vão namorar? – perguntou Sirius.
- Talvez! – Disse Remus. 

 


Notas Finais


Beijinhos de luz!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...