1. Spirit Fanfics >
  2. Blackpink X You (Imagine Blackpink) >
  3. Jennie - Quando seu casamento está arruinado

História Blackpink X You (Imagine Blackpink) - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Quem e vivo sempre aparece ne, não sei se e assim mais releva, gente desculpa pelo o sumiço, eu simplesmente não sei oque falar ao meu sumiço então...

Boa leitura💜

Capítulo 14 - Jennie - Quando seu casamento está arruinado


Fanfic / Fanfiction Blackpink X You (Imagine Blackpink) - Capítulo 14 - Jennie - Quando seu casamento está arruinado

[1/2]

Meses afastadas, apenas dormindo na mesma cama e dividindo o mesmo teto. Nem mesmo lembro a última refeição que fizemos juntas. Era apenas eu Seung ou Seung e Jennie. Seung é o nosso filho de seis anos, um menino lindo e inteligente, que parece muito com Jen. Até mesmo o sorriso gengival e idêntico.

— Omma vai jantar conosco hoje? — ele perguntou me tirando dos meus pensamentos e suspirei.

— Eu vou ligar e perguntar, pode me ajudar e guardar essa toalha para mim, por favor?

— Claro mamãe — ele sorriu e foi levar a toalha.

Peguei o celular e suspirei antes

que fazia um bom tempo que nem eu e nem ela ligava. Só que Seung sentia falta das nossas refeições juntas e eu faria isso mais por ele do que por mim.

— Jen?

— Sim? — Antes costumava ser "amor?"

— Você vem jantar?

— Pode jantar sem mim.

— Seung perguntou por você — disse e ela suspirou.

— Ok, estou saindo do escritório então.

— Obrigada — disse baixo e desliguei.

Engoli a seco sentindo um gelo desconfortável em meu

estômago. Não sei quando começamos a nos afastar, mas estávamos em um ponto de que parece que Seung é a única coisa que nos mantém. Eu sei que ainda amo a minha mulher, mas não sei se isso é reciproco ainda. E se não tivéssemos mais solução?

— Omma vem?

— Sim, meu amor. Ela já está saindo do escritório.

Pude ver a alegria nos olhinhos de Seung enquanto um sorriso fofo com seus dentinhos pequenos preenchiam seu rosto. Terminei de colocar a mesa com a ajuda do meu filho e poucos minutos depois a porta foi aberta revelando uma Jennie de smoking, com blaser no braço e a maleta na mão. Seung correu para abraçar a mãe e foi retribuído no mesmo instante, me fazendo sorrir.

— Como foi no trabalho?

— Bem — ela disse curta e começou a conversar com Seung.

Jennie foi lavar suas mãos e deixar seus pertences no quarto e assim que voltou, nós três comemos juntos tentando remeter a mesma atmosfera familiar de anos atrás, mas não era a mesma coisa. Eu nem mesmo me sentia confortável, nem sabia o que dizer.

» time skip

— Agora vai escovar os dentes e cama, mocinho — eu disse para Seung que riu e assentiu.

— Boa noite, mamãe — Seung disse e me abaixei para receber um beijo na bochecha.

— Boa noite meu amor.

— Boa noite omma! — ele disse e abraçou a mãe antes de ir para o seu quarto.

Jennie me ajudou a retirar a louça da mesa, mas eu nem mesmo sentia seu olhar sobre mim. Era uma pena já que eu tinha me arrumado antes dela chegar.

— Seu trabalho foi tranquilo hoje?

— Uhum — murmurou — Quer ajuda com a louça?

— Não — sussurrei e ela assentiu, se afastando para ir embora, mas segurei seu braço.

— Huh?

— Você quer conversar?

— Sobre?

— Nós duas.

— Eu tive um dia cheio, preciso de um banho e dormir.

— Jen...

— Conversaremos outro dia.

Jennie se soltou do meu toque e deu as costas para ir ao quarto; sabia que não ia adiantar insistir. Apenas lavei a louça e tentei acalmar o meu coração sobre a

nossa situação.

» time skip

Já estava deitada enquanto Jennie ainda estava em seu banho. Um banho muito longo, devo dizer. Parecia

que ela estava durando o máximo para me encontrar já dormindo quando saisse. Ouvi o vibrar na mesinha ao seu lado da cama e franzi o cenho, me estiquei e vi que era o celular dela.

Vocé quer me ver hoje?

Engoli a seco ao ver a mensagem e um contato salvo como "P". Eu quis muito desbloquear seu celular e ler oque havia ali, mas me odiei por pensar isso. Jennie sempre foi digna da minha confiança e eu não deixaria nenhum pensamento idiota acabar com isso. Deixei o celular de Jennie onde estava e tentei fazer minhas mãos pararem de tremer.

— Voce deveria dormir — ela disse ao abrir a porta do banheiro e engoli a seco confirmando minha teoria deque ela demorava tanto no banho para me encontrar dormindo.

Esperei que ela se trocasse em silêncio e assim que Jennie se aconchegou à cama, apagando as luzes, aproximei-me de seu corpo e abracei-a, deitando minha cabeça em seu peito e esperando por sua

retribuição, mas tudo que recebi foi suas mãos me afastando.

— Eu não consigo dormir assim. Estou cansada.

Doeu. Doeu muito porque eu sabia que aquilo não era verdade; Jennie era que sempre me abraçava para dormir e dizia que se eu não estivesse em seus braços não conseguia adormecer. Tudo que fiz foi assentir e virar para o lado oposto, me colocando de costas para ela. Eu tentei segurar o meu choro, mas estava doendo tanto que não consegui. Eu afundei meu rosto no travesseiro e abafei os soluços do meu choro doloroso.

— Está chorando? — ouvi sua voz, mas o tom de voz não era comovida ou algo do tipo.

Resolvi apenas ignorar e não me mexer para que Jen pensasse que eu estava dormindo, mas ela se inclinou sobre mim.

— Por que está chorando?

— Só estou...

— Seja honesta ao menos uma vez. Você evita falar oque realmente sente e é isso que acaba com tudo.

Ela parecia irritadiça, como se estivesse esgotada de mim. Sinceramente, isso me deixou magoada e com raiva também. Como ela pode me tratar assim quando

eu estou machucada?

— Você está distante, você está me evitando e agora age como se eu fosse a culpada de tudo?

— O que você está dizendo?

— Você...

— Se você for começar uma cena agindo como víitima quando foi você quem escolheu se afastar, eu juro que vou só virar e te ignorar — ela disse e levantei da cama com ar incrédulo.

— O que está dizendo?

— Foi você que começou a se afastar, ignorando tudo e qualquer coisa que eu propunha para nós duas.

— Jennie, eu estava ocupada com o trabalho ou não tinha como deixar o Seung com alguém! Está mesmo me tratando assim porque não pude ir a alguns encontros com voce? Nós somos casadas! Deveríamos entender as nossas dificuldades e...

— Era isso que eu queria! Queria te tirar da atmosfera cansativa e dificil de um casamento e fazer nós duas nos sentirmos como namoradas de novo! Eu planejei tantos jantares e passeios e em todos eles você tinha uma desculpa perfeita para negar

— Desculpa? Jennie Kim, o meu trabalho e o nosso filho não são desculpas!

— E nosso casamento? Tem algum espaço? Eu quis salvar isso antes de afundar e agora veja onde nós estamos!

Eu nem notei, mas já estava chorando em angústia ao ouvir Jennie confirmar que o nosso casamento era um fracasso completo. Ela não entendia que precisei sacrificar algumas coisas por Seung e meu trabalho e ao mesmo tempo sei como ela se sentiu ao ter planos frustrados.

— E por isso que está encontrando outra pessoa?

— Outra pessoa? — ela perguntou e logo após engoliu a seco, me fazendo tremer — Você mexeu nas minhas coisas?

— Então é verdade?

Meu choro se tornou mais intenso ao confirmar que a minha mulher estava realmente encontrando-se com outra pessoa.

— S/N...

— Eu não acredito que você fez isso comigo!

— Deixa eu explicar antes de...

— Eu odeio você! Como você pôde? — disse batendo em seu peito enquanto chorava e ela segurou os meus punhos quando comecei a exagerar.

— PARA! PARA! O que você...

Fomos interrompidas pelo choro de Seung e arregalei os olhos quando vi meu filho na porta do quarto chorando alto enquanto abraçava o seu urso de pelúcia.


Notas Finais


Misericórdia...

Me desculpem a qualquer erro✊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...