História Blandet - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Blandet, Hell's Gate, Killers, Leon, Mistério, Red Zone, The Killer Academy
Visualizações 27
Palavras 1.278
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shonen-Ai, Shounen, Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 13 - Arco (I) - Hell's Gate - Partida e Chegada Parte 2


11 de Janeiro do ano 3000 – 09h27min da manhã – Hell’s Gate.

 

Malena estava em seu escritório fazendo seu trabalho de administração quando a porta de repente foi aberta. O Dr. Willian Natzweiler entrou sem cerimônia e muito animado disse:

- Bom dia Malena!

- Esqueceu os seus modos doutor? Poderia ter batido na porta. – Reclamou Malena.

- Não precisa ser tão rígida. Acabei de chegar não podia me receber ao menos com um sorriso.

- Suas estadias aqui geralmente são as mais complicadas pra mim.

- Cruel! Dizer logo isso pra mim que sempre fui como um segundo pai pra você.

- Chega de enrolações. Diga logo o que veio fazer aqui!

- Gosto de como você vai direto ao ponto Malena. Realmente eu vim aqui porque tenho interesse em um prisioneiro que você acabou de receber.

- Que prisioneiro seria esse?

- O nome dele é Leonteu Alfeu.

- O moleque de cabelos vermelhos...

- Onde posso encontra-lo?

-Nesse momento ele deve estar trabalhando na fabrica de reciclagem.

- Hum... Não tem problema. Mas tarde quero que mande um guarda busca-lo e leva-lo para o meu laboratório.

O Dr. Willian se levantou e saiu logo depois. Ele parecia um pouco apressado ao mesmo tempo ele esbanjava um sorriso de felicidade no rosto. E essa sua felicidade deixava Malena incomodada. Ela sabia que Willian deve ter voltado a Hell’s Gate com algum plano em mente.

‘’Preciso ficar de olho nele’’ – Pensava Malena.

 

11 de Janeiro do ano 3000 – 11h37min da manhã – Residência de George – Nova York.

 

Ricardo e Aqua esperavam no apartamento de George que ele trouxesse as informações que eles precisavam. Pra isso George precisava de alguns dias e os convidou a ficar em sua casa durante esse tempo.

Aqua estava na sacada olhando para a vista da cidade quando Ricardo se aproximou dela.

- Gostou da vista? – Perguntou Ricardo.

- Vocês humanos realmente são incríveis. Conseguiram construir tantos prédios altos sem a necessidade de poderes especiais.

- Não somos poderosos como os killers, mas ao menos sabemos usar bem nosso cérebro.

 - Acha que seu amigo vai conseguir o que a gente procura?

- Acho! George é um homem competente.

- Tem sorte de ter alguém em quem confia. A ultima pessoa que eu realmente confiava já estava morta.

- Aqua porque você está procurando por esse garoto?

- Fiz uma promessa à mãe dele. Uma promessa que eu devo cumprir a qualquer custo. – Respondeu Aqua com um olhar ameaçador.

A conversa deles então foi interrompida com a chagada de George. George entrou ofegante em casa como se tivesse corrido até aqui. Ricardo lhe serviu um copo de água e ele agradeceu.

- Consegui a informação que vocês procuram!1 – Disse George colocando uma pasta de arquivos na mesa de centro.

Ricardo pegou a pasta e começou a ler os papeis.

- Hell’s Gate? É lá onde o garoto está?!! – Gritou Ricardo.

- Hell’s Gate é uma prisão localizada nos limites da Red Zone. É pra lá que mandam os killers capturados por nós. – Disse George.

- Já ouvi falar dessa prisão. Mas não sabia que ela existia de verdade. – Disse Ricardo.

- Como encontrou isso George?

- Tive que contratar um hacker para quebrar alguns códigos de acesso. Por isso disse que levaria alguns dias. – Respondeu George.

- Isso foi perigoso. Se eles tivesse te rastreado você poderia ser preso! –

- Tive que arriscar. As informações dadas a nós agentes de baixo rank são limitadas. Precisava de um recurso ousado para conseguir essa informação.

- Então já temos nosso destino! – Disse Aqua.

- É. Nós vamos pra Madagascar!

 

11 de Janeiro do ano 3000 – 13h15min da Tarde – Hell’s Gate.

 

Enquanto saiam do refeitório após o almoço. Sing e Leon foram abordados por dois guardas. Um deles era Patrícia.

- Leon preciso que me acompanhe, por favor.

- Algum problema Paty? – Perguntou Sing.

- Já disse pra não me chamar assim Sing. Deixando isso de lado Leon venha comigo.

Leon e Sing não entendiam o que estava acontecendo. Mas ambos seguiram Patrícia até o prédio principal da prisão. Leon entrou acompanhado por outro guarda e Patrícia barrou a entrada de Sing.

- Desculpe Sing. Daqui pra frente só Leon seguirá.

- Então vou esperar aqui fora. – Disse Sing com um sorriso falso.

Patrícia entrou logo depois. E assim que ela entrou o sorriso despareceu do rosto de Sing que estava desconfiado.

Leon um guarda e Patrícia seguiram por um corredor até chegar a um elevador. Eles entraram e Patrícia selecionou o botão do painel fazendo o elevador descer até o subsolo.

Assim que chegaram todos saíram juntos e continuaram caminhando até chegarem numa sala que parecia um consultório médico.

- Finalmente vocês chegaram! – Disse o Dr. Willian assim que os avistou.

Dr. Willian Natzweiler se aproximou de Leon e se curvou para olhar para o rosto dele. Ele levou a mão esquerda direta ao rosto de Leon e começou toca-lo. Isso deixou Leon assustado, que sem pensar deu um tapa na mão dele.

- Desculpe. Acabei me deixando meu entusiasmo subir a cabeça – Disse o Dr. Willian

- Bom quando terminar a consulta nos chame Dr. Willian. Estaremos esperando no corredor. – Disse Patrícia antes de se retirar acompanhada do outro guarda.

O Dr. Willian foi até sua mesa e pegou o seu estetoscópio e se aproximou de Leon.

- Sente-se na maca, por favor.

Leon ainda estava desconfiado ao mesmo tempo assustado, porém atendeu ao pedido do Dr. Willian e se sentou em cima da maca.

- Será que pode tirar seu macacão também?

Leon tirou o macacão até a parte da cintura deixando apenas o seu tórax de fora. O Dr. Willian se aproximou dele e colocou o estetoscópio em seu peito para ouvir o seu coração.

Em seguida ele tirou uma seringa do bolso de seu jaleco e tirou uma quantidade pequena de sangue de Leon.

- Pode se vestir agora.

- Tem algo de errado comigo doutor? – Perguntou Leon curioso

- Não! Mas o exame feito a partir de seu sangue confirmará isso.

- Bem então vou indo. Obrigado pela consulta.

- De nada. Tenho certeza que nos veremos de novo. – Disse o Dr. Willian acenando com um sorriso.

Leon deixou o prédio principal da prisão sozinho. E do lado de fora Sing esperava por ele. Ao avista-lo Sing se aproximou.

- Leon está tudo bem?!

- Estou sim.

- Não fizeram nada de estranho com você?

- Não.

- Isso é ótimo. – Sing suspirou aliviado.

- É melhor voltarmos Sing. – Disse Leon voltando a caminhar

- É vamos...

Sing seguia Leon ao mesmo tempo em que pensava o quanto era estranho ele ter feito uma consulta médica sem apresentar nenhum problema de saúde. Sing pressentia que alguma ‘’tempestade’’ estava se aproximando de Leon aos poucos.

 

Após retirar o sangue de Leon. O Dr. Willian foi direto até um dos seus laboratórios e lá estava Angelina olhando para alguns corpos boiando dentro de tubos de vidro.

- Apreciando a vista Angelina?

- Eles estão vivos?

- Obvio que não.

- Os killers são tão parecidos com nós humanos...

- A aparência deles pode ser igual a nossa. Mas não muda o fato de que são monstros.

- E então se encontrou com o nosso garoto?

- Sim. Ele é lindo, perfeito, maravilhoso e único. Peguei uma amostra dele pra você analisar. – Respondeu o Dr.Willian enquanto tirava a seringa de dentro do bolso de seu jaleco e entregava pra Angelina.

- Irei começar analise imediatamente. – Disse Angelina enquanto se retirava.

- Leonteu Alfeu. Breve você será mais um dos meus troféus. – Disse o Dr. Willian enquanto olhava para os corpos dentro dos tubos de vidro.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...