1. Spirit Fanfics >
  2. Bleach na Itália >
  3. Gêmeos

História Bleach na Itália - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que a história siga, sempre, sorrindo, afinal o que de pior pode acontecer?

Comentem

Capítulo 2 - Gêmeos


Fanfic / Fanfiction Bleach na Itália - Capítulo 2 - Gêmeos

Orihime ficou pasma com o que viu, outro rapaz idêntico a Ichigo a olhando feio, ele estava na companhia de um rapaz moreno alto e forte, outro de cabelo castanho claro, e um de cabelos azulados bem escuro e curtos, os quatro usavam sobretudos negros e boinas de lã grafite na cabeça.

O novo rapaz de cabelo laranja a encarou feio.

-Ichigo? De onde saiu essa garota hein - ele e os amigos riam dela - ele não é o Ichigo, eu é que sou!

Ele e os amigos viraram a atenção para o outro Ichigo.

-Eu não estou entendendo mais nada - disse confusa - como tem dois? Eu pensei que você era, ou é o Ichigo.

Então o ruivo com quem ela tomou chá pôs a mão no peito numa postura formal.

-Você perguntou se eu era filho do Isshin Kurosaki, e eu sou - ele disse alegre - sou Kon Kurosaki, somos gêmeos eu e ele, obviamente eu sou o mais bonito.

O outro deu um chute que quase acertou o irmão.

-Idiota, como você pode ser mais bonito se nós dois temos a mesma cara?

Nisso Orihime acabou sorrindo do agora Ichigo, definitivamente.

-Tá rindo do quê o garota perdida? - Retrucou mau humorado.

-Nada não - ela ficou sem graça - é que você disse "cara" e cara quem tem é cavalo, pessoas tem rosto ou face.

Os amigos de Ichigo viravam o rosto tentando conter os risos.

-Eu não gosto de você - bradou ele - fala demais, é irritante e cansativo te ouvir.

Kon passou um dos braços pelo ombro dela como se tivessem intimidade.

-Pois eu gosto dela, e é melhor se acostumar irmão - Kon sorriu pra ela de perto a olhando - pois ela criou uma bebida deliciosa com ingredientes que ela não revelou ainda, mas que o nosso pai vai ficar interessado.

A bela ruiva não sabia os motivos do novo amigo mentir por ela, mas gostou de ser bem tratada pra variar.

No meio da conversa chegou uma garota que vestia roupas meio masculinas, com cabelo preto curto e também de sobretudo e boina, ela olhou para cada um deles.

-Minha mãe disse que quer o Chad na academia por toda a tarde de hoje! - Disse ela e os rapazes ficaram sérios.

-Oi - disse Orihime no meio de um silêncio constrangedor.

A outra praticamente a engoliu com um único olhar.

-Oi - respondeu - eu sou Karin Kurosaki.

-Inoue Orihime, é um prazer te conhecer!

-Digo o mesmo, mas o que você faz com esses caras? Eles não são boa companhia pra você.

A ruiva fez um gesto de deixa pra lá.

-Aposto que quando se conhece eles, são todos legais - esperançosa e sem muita noção de perigo, típico Orihime - mas eu ainda não sei os nomes deles.

Karin pegou um jornal do bolso do sobretudo e começou a bater neles, obviamente não estava machucando, mas tinha sentido.

-Andem logo e se apresentem, ou vou contar pra minha mãe e vão todos ser garçons na arena essa noite!

Eles se olharam e retiraram as boinas.

O rapaz de cabelos castanhos foi o primeiro a fazer um gesto de cumprimento para a ruiva.

-Eu me chamo Keigo Asano, meus pais tem uma padaria, e eu te achei linda.

Kon fechou a cara pro castanho, e o moreno tomou a frente.

-Sou Mizuiro Kojima, é um prazer te conhecer - disse o de cabelos escuros.

As feições de Mizuiro são tão delicadas e sutis, que na mesma hora Orihime imaginou muitas garotas suspirando por ele.

O maior deles, de pele morena e um cabelo castanho escuro selvagem que lhe tapava um olho ficou na frente dela, o rapaz a impressionou pelo maxilar forte, ombros largos e braços também fortes, mas quando se olharam ela não pode deixar de sentir que ele era uma pessoa gentil.

-Eu me chamo Yasutora Sado, ou Chad como me chamam os meus amigos - ele fala de um jeito lento, sem muitas emoções, porém firme - é um prazer te conhecer.

Ela sorriu para ele mais animada que para todos os outros.

-Também é uma prazer te conhecer Chad, vou te chamar assim porque já te considero meu amigo, então pode me considerar sua amiga também.

Ele não sorriu pra ela, mas acenou com a cabeça como sinal de aprovação.

Ichigo estava farto dessa garota e queria se ver livre dela o quanto antes.

-Não vou te apresentar pro meu pai porque ele é ocupado - disse Ichigo a fazendo ficar triste - então pode parar de dar encima do Kon e cair fora daqui!

Os olhos da ruiva se encheram de lágrimas, mesmo assim ela olhou cada um deles nos olhos.

-Eu não queria aborrecer ninguém - disse triste - vou parar de importunar vocês.

Ela saiu correndo feito uma desesperada enquanto o grupo ficou ali discutindo.

O outro ruivo ficou possesso.

-Você é um idiota Ichigo, não precisava falar assim com ela - disse Kon - eu vou contar pra nossa mãe!

Ichigo segurou ele pela gola da camisa.

-E eu acabo com você idiota!

Kon se soltou e deu um soco no estômago do irmão.

Karin olhou a cena e fez um gesto com os dedos para Chad, que foi rápido em conter Ichigo.

-Vocês dois vão para com isso agora mesmo ou eu conto tudo pra mamãe!

Os dois se conteram, não queriam aborrecer a mãe deles, nunca era boa ideia.

Xxx

Quando anoiteceu perto das 20h, a família Kurosaki estava preparada para dois eventos, uma luta de boxe, Chad Vs Mosqueda, um estrangeiro, e ao mesmo tempo um jantar beneficente para as damas da cidade, os dois eventos na verdade não eram o que pareciam, e a noite ainda guardava surpresas interessantes.

Os três homens da casa estavam vestindo ternos: azul marinho em Ichigo, verde musgo em Kon, e amarelo queimado em Isshin, todos com lenços de bolso preto, sapatos pretos engraxados e gravatas também pretas.

Já as mulheres não pareciam em nada padronizadas; se Masaki tinha um poder, era o de parecer uma mulher cuja idade ninguém consegue se quer imaginar em números, o cabelo castanho claro cortado na altura dos ombros ressaltando os olhos e os lábios carnudos lhe concediam um ar sexy, a linha que se formava no queixo sempre que ela sorria também era um charme adicional, mas o belo e longo vestido vermelho escuro com sapatos da mesma cor, faziam ela parecer a mais perigosa da família.

Yuzu estava linda com o cabelo feito um arranjo alto e complementado por uma tiara prata com pedras vermelhas, um vestido verde e saltos como a mãe porém pretos, e um casaco branco claro, para uma jovem ela parecia querer se destacar.

Karin era a mais diferente das mulheres, estava com um lindo e justo vestido preto, sendo coberto por um sobretudo preto longo, botas de cano alto e o cabelo negro solto e com mechas grossas.

Na porta da alfaiataria, Tatsuki Arisawa chegou em um belo vestido vermelho, acompanhada de Chizuru Honshou, também de vestido vermelho, e Mizuho Asano também de vestido vermelho, e por fim Inoue Orihime, também de vestido vermelho.

Assim que a notou Ichigo reclamou com ela.

-Ta fazendo o que aqui!?

 


Notas Finais


Então, não era o Ichigo e sim o Kon ao lado dela, e o Ichigo parece não ter gostado muito dela a principio.

Chad treina em uma academia de boxe, não é como as que existem atualmente só pra esclarecer, é uma academia de luta da época.

As garotas que estão vestidas todas iguais pois serão garçonetes na luta do Chad, eventos esportivos de boxe e polo eram muito comuns na época.

Masaki Kurosaki está viva na Fic, e ela tem planos para a ruiva, de fato ela será crucial.

Obs: Foi a Tatsuki que convidou a Orihime para ser garçonete.

Qualquer dúvida, perguntem e por favor Comentem...

Continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...