História Blind


Escrita por:


Sinopse:
Seokjin não tem muitos defeitos. Mas, quando um acontecimento da infância o tira a visão, somente Namjoon poderá ser seus olhos.
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 36.506
Favoritos 846
Comentários 316
Listas de Leitura 129
Palavras 167.368
Terminada Sim
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V)
Tags Aleksei Kim, Blind, Namjin, Vmon

Fanfic / Fanfiction Blind
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Prólogo
13
3.062
2.155
 
2.
Primeiro
9
2.149
5.114
 
3.
Segundo
9
1.784
5.881
 
4.
Terceiro
9
1.592
7.342
 
5.
Quarto
13
1.555
6.111
 
6.
Quinto
12
1.548
5.613
 
7.
Sexto
13
1.480
6.770
 
8.
Sétimo
13
1.430
4.809
 
9.
Oitavo
12
1.536
13.435
 
10.
Nono
23
1.715
4.256
 
11.
Décimo
10
1.624
6.195
 
12.
Décimo primeiro
9
1.425
4.921
 
13.
Décimo segundo
14
1.446
5.696
 
14.
Décimo terceiro
13
1.403
11.232
 
15.
Décimo quarto
7
1.361
5.980
 
16.
Décimo quinto
13
1.431
5.261
 
17.
Décimo sexto
9
1.302
8.984
 
18.
Décimo sétimo
7
1.321
4.815
 
19.
Décimo oitavo
6
1.309
7.037
 
20.
Décimo nono
8
1.117
5.598
 
21.
Vigésimo
10
1.011
5.805
 
22.
Vigésimo primeiro
11
843
5.433
 
23.
Vigésimo segundo
22
701
5.390
 
24.
Vigésimo terceiro
21
690
6.289
 
25.
Vigésimo quarto
7
663
12.184
 
26.
Epílogo
15
637
2.128
 
27.
Primeiro extra
8
371
2.934

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por Lunnah_Byu
Capítulo 24 - Vigésimo terceiro
Usuário: Lunnah_Byu
Usuário
Moça eu vou admitir... Eu corri desse capítulo por uns 3 dias. E acabei correndo mais ainda para vir comentar, sorry. Eu sabia q era o final e não queria ler... N queria saber q acabou, mas tbm queria saber o que iria acontecer aos meus amados, todos eles <3

Eu sabia que o Jin iria ficar cego novamente... Doeu o coração, mas aconteceu. Posso dizer q eu ficaria como o Namjoon ficou kk Fiquei triste por ele e não saberia como agir diante disso, ainda mais sabendo que no fundo o Jin tbm sentiria muito com a perda. Mas com certeza ele n se arrepende <3

E não se cobre, esse final ficou excelente! Ficou do jeitinho que precisava ser, pelo menos eu achei ele maravilhoso e bem realista kk

Eu sinto que vou sentir muita falta dessa fanfic porque... É o meu otp e fanfics assim não se acha com facilidade. Uma escrita impecável, um plot tão bem elaborado e estudado, um projeto com tanto esforço e empenho e com Namjin como casal principal. Não, não se acha bons projetos assim com facilidade...
Vai fazer falta na minha vida ;u;

Eu não sou muito boa escrevendo comentários, mas precisava dizer que essa fanfic foi maravilhosa. Eu aprecio todo o seu esforço e dedicação para fazer algo tão maravilhoso e detalhado! Muito obrigada <3
Espero outros projetos tão especiais quanto esse em um futuro. Vou estar te acompanhando kk

Muito obrigada novamente por todo o seu trabalho e dedicação <3
Com certeza uma das melhores fanfics q ja li nesse site <3

Até qualquer dia,

Byu
Postado por LullyKim
Capítulo 24 - Vigésimo terceiro
Usuário: LullyKim
Usuário
Ok, já enrolei demais pra comentar nessa fic maravilhosa. Fazia tanto tempo que eu tinha parado de ler fanfics e você conseguiu fazer minha vontade voltar! Eu só não favoritei até hoje porque recuperei a senha da minha conta esses dias haha.
Mulher, você é maravilhosa! A primeira vez que eu li que você chegava até a falar com especialistas fiquei de cara no chão! É sério, isso aqui devia virar um livro.
Essa foi minha primeira fanfic yaoi e graças a isso eu estou viciada em yaoi mdosmsosk OBRIGADA. Antes eu já tinha lido algumas oneshot mas nada tão... ok, eu vou ficar elogiando a fic o tempo todo mas fazer o que se ela é perfeita?
As partes com lemon foram perfeitas. Antes eu só lia fanfics hetero e ler uma relação sexual entre dois homens pra mim era muito estranho já que eu não estava acostumada, e o lindo destino me coloca uma fanfic que tem lemon na medida certa e ainda é bem escrito! Adorei? Amei.
Só quero reclamar de uma coisa: POR QUE COLOCOU O TAEHYUNG COMO O VILÃO? Ok, brincadeira, gostei disso sim não precisa me bater ndosmsosk mas como ele é meu bias eu fico entre "bem feito seu desgraçado" e "aaaah não porque fez isso com ele???? Coitado!" com esse final lol Me senti arrasada ao ler o estado dele.
Mas como assim o final não é feliz e sim satisfatório? MULHER PRA MIM ESSE FINAL FOI FELIZ SIM. Tudo bem que o Jin voltou a ficar cego com cicatrizes do acidente, mas ele aceitou tão bem que pra mim foi feliz ♡
(Mona, não to brincando, você podia muito adaptar pra se tornar um livro né?)
Postado por LonelyRainbow
Capítulo 24 - Vigésimo terceiro
Usuário: LonelyRainbow
Usuário
Puta que pariu. Quando a notificação chegou já comecei a ficar nervosa e com dor de barriga, fui pega muito de surpresa e não tava preparada pro final :'D. Mas enfim, vamos pra as considerações ~quase finais.
Eu me lembro exatamente de quando eu descobri Blind, uma certa amiga abençoada estava comentando alguma coisa sobre ela no Facebook e eu decidi ver do que se tratava. Meses depois, cá estou eu shuahauahauah.
Se não me engano, quando comecei a acompanhar Blind ela tinha uns 2 ou 3 capítulos, e confesso que me apaixonei já no primeiro. Eu me apeguei muito mesmo ao Aleksei, tanto que chorei muito por ele ao longo da fanfic.
O primeiro momento que me lembro de ter chorado foi quando os dois viajam para a Rússia e o Jin vê a mãe pela primeira vez em décadas. Talvez seja porque eu sou muito apegada a minha mãe e me apeguei tanto ao Aleksei que me tornei uma espécie de esponja de sentimentos em relação a ele, absorvendo as emoções dele pra mim e acabei sofrendo, chorando e sorrindo junto com ele. Pra mim, nenhum momento foi tão emocionante quanto esse. ~segura, vou chorar de novo~.
Nesse capítulo, tentei apostar comigo mesma que não iria chorar ~olha eu sendo trouxa~, e tava indo até bem até que o Namjoon resolve se declarar e boom chorei em posição fetal. Nossa senhora não chorava tanto assim desde que acabei de ler Jogos Vorazes.
Foi engraçado porque durante o capítulo eu falava sozinha sobre como o Jin deveria estar se sentindo, e cheguei à conclusão de que ele faria sim tudo aquilo de novo, pelo amor que ele sentia pela Dawon <3. E ALGUNS PARÁGRAFOS DEPOIS ELE DIZ EXATAMENTE O QUE EU TINHA PENSADO. Seria eu mãe Diná? q (não é a primeira vez que eu adivinho coisas dessa fanfic, acho que temos alguma ligação hein :v)
Tô com uma dorzinha no coração de saber que acabou Blind :') Tudo bem que ainda vai ter uns extras, mas não sei, é a mesma sensação que eu senti quando acabei o fundamental: um vazio em que você sabe que aqueles momentos nunca mais vão voltar :'D Ai tô emotiva ninguém me toca.
Vou continuar te acompanhando na tua nova fanfic, e espero que possamos nos ver no show hein :v Depois te chamo no Twitter pra combinarmos certinho <3.
Lol esse foi só um comentário pré-final mas já ficou gigante, nem imagino como vai ficar o do último capítulo mesmo shushsuahuahsus.
Enfim, até o próximo capítulo ♡
Postado por toppangel
Capítulo 23 - Vigésimo segundo
Usuário: toppangel
Usuário
Reza a lenda que o próximo capítulo só sai depois do meu comentário, então cá estou (e eu acho bom você já correr com a próxima atualização, obrigada). Ok, tudo bem, eu sabia do plot todinho e que tudo isso iria acontecer, mas nada se compara a ler e ver tudo realmente acontecendo e sentir cada detalhe e entender cada mínima coisinha descrita aí. Durante toda a leitura eu me senti o próximo Namjoon, narrando tudo nos mínimos detalhes, observando sem poder fazer absolutamente nada. Eu me senti meio impotente, confesso. Não é segredo pra ti o quanto eu amo menina Dawon e Aleksei. Eu os vi nascer, afinal. Minha relação com todos os personagens de Blind é basicamente o que Aleksei e Namjoon sentem por Dawon; viram a garotinha pequeninha, pegou no colo, adotaram pra si. E eu fiz isso com cada um deles aqui, tomei pra mim, peguei pro meu colo, criei.
Eu confesso que fiquei bem surpresa com a passagem de tempo tão grande, isso eu não lembro de você ter contado (e também nem tem como lembrar, o plot foi contado pra mim há tanto tempo...). Mas, tsc, ver agora o rumo que tudo levou e como ficou aquece meu coraçãozinho de aquariana.
Eu ainda fico abismada com sua paciência pra pesquisar tanta coisa pra colocar nas histórias, isso é bom pra caralho (e eu, por ser fora da casinha, prefiro criar mil e um universos quase que completamente fora da realidade), porque é gostosinho ler coisas mais próximas do que a gente vive (eu, principalmente, por causa de toda a química presente nesse capítulo). Talvez esse seja meu capítulo favorito, eu não sei... Blind me deixa de pernas quebradas e friozinho na barriga; eu gosto dessa sensação. E tenho certeza que você não vai decepcionar a gente no final. Mas, só pra não perder o costume: eu te odeio, vai se foder.
Postado por Srta_Biscoito
Capítulo 22 - Vigésimo primeiro
Usuário: Srta_Biscoito
Usuário
Olá, vim dizer em primeiro que cheguei aqui através de uma autora que adimiro, buscando os favoritos dela, e eis que eu achei essa história. Uma coisa que você precisa saber sobre mim é que eu gosto de analisar os personagens, a situação em que a história se encontra e monto minhas teorias. Na verdade, faço isso desde a sinopse. Confesso que abri o prólogo e o primeiro capítulo esperando um Seokjin - ou Aleksei - que, mesmo não vitimizando a si mesmo, ainda fazia a linha pobrezinho-coitadinho e... Uau! Você me trouxe um Seokjin bem diferente, mesmo avisando esse fato nas notas. Um Seokjin mal-humorado, seguro de si, sincero e de personalidade forte. E, eu, como leitora um pouco velha no ramo, sabia que essa era uma espécie de "capa", uma máscara como as que vestimos ao longo da vida para evitar machucados. Posso dizer que adoro pessoas com essa personalidade, sem um motivo definido u.u e com isso afirmo: eu amei cada patada, cada carranca e cada resposta mal-humorada que o Seok deu ao Namjoon. Também sabia que essa capa específica de mau humor te abria um leque de oportunidades para trabalhar lados diferentes do Seokjin e tornar ainda mais surpreendente o plot já incomum. E é por isso que li tudo que há postado dessa história num só dia, que esse comentário sairá enorme e que não comentei nos capítulos anteriores: eu estava ansiosa para ver a próxima faceta do Seokjin, para ver como você exploraria o abismo imenso entre Aleksei Kim e Kim Seokjin e fui fisgada pela forma como você colocou cada teoria minha abaixo ao mesmo tempo em que confirmou cada uma delas. Isso é genial. Aplausos de pé para ti, moça. Me fez, por minutos a fio, lamentar que fanfics não podem ser utilizadas para fins lucrativos e que por isso eu nunca terei o prazer de, numa tarde qualquer, esbarrar num livro de mesmo título na livraria, onde eu o pegaria e antes mesmo de ler a sinopse lembrasse dessa história que você escreveu e um sorriso nostálgico se instalaria no meu rosto, onde eu lembraria todas essas facetas de Aleksei (ou Seokjin) e riria baixo por algumas delas, com os dedos formigando por quererem acessar a internet e acariciarem o mouse enquanto releio a fanfic, mesmo que cada palavra esteja guardada no meu coração, mas sacudiria de leve a cabeça, afinal esse era um livro diferente, certo? Então a minha certeza se esvai ao ler o prólogo e um sorriso toma de assalto o meu rosto, rasgando-o em dois. Eu compro o livro e o folheio, sentindo o cheiro maravilhoso de livro entrar pelas minhas narinas, tirando uma página ao acaso, onde uma pequenina briga entre esse russo mal-humorado e esse coreano respondão me arranca um riso que, apesar de fraco, está cheio de nostalgia, saudade e alegria por ter reencontrado o frescor que é o poder que você, autora, tem de me emocionar através das suas palavras. Prefiro não analisar brevemente omcurso da história até aqui e dizer que eu sabia, sabia desde o momento em que li a manchete que Taehyung só faria com que todos se esquecessem dele de vez. E aí, ele voltaria. Com a maior das crueldades envolvendo o russo mal-humorado. E você confirmou minhas teorias as destruindo: Sim, ele esperou ser esquecido para então voltar. Mas, como um bom prato, esse "ataque" do Taehyung tem entrada, prato principal e sobremesa. E os ingredientes envolvem mais pessoas que infelizmente não têm nada a ver com isso, diferente do que eu pensava.

Voltando só pra lembrar que eu amo os POV's do Jin, você utiliza as palavras para descrevê-lo que deixam a sutil impressão de que ele ainda é esse russo mal-humorado. E quero deixar claro que quanto a esse personagem, você é e foi incrível em tudo, mas a escolha de palavras foi o que mais me agradou e conquistou, entrameando um pouco de russo, que me deixou louca pela sua escrita.

Nota pra ti: o maior infinito que couber na imaginação da criatividade enorme que escreve isso aqui.