História Blind Out, interativa - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Gossip Girl, La Casa de Papel
Tags Assassinato, Bling Ring, Gossip Girl, Interativa, Mistério, Roubo, Suspense
Visualizações 45
Palavras 364
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


surpresa aaa kkk
trago mais um conto pra vocês, o terceiro. (o segundo, que eu já tirei daqui, será postado amanhã no Tumblr porque sem condições de postar agora com essa internet).
Espero que lembrem da Emília, porque hoje o conto é dela e do Isaac. Não foi revisado ainda.
Boa leitura, anjos <3

Capítulo 2 - .conto III: cicatriz.


Crônicas de um império sombrio — Conto III: Cicatriz.

21 de Março de 2007.

 

Isaac podia ouvir de seu quarto os barulhos vindos da sala de estar. Mesmo estando no andar de baixo, Martín e Emília não faziam o mínimo de esforço para conter os ânimos, ou até mesmo falar mais baixo.

O garoto de sete anos, assustado, obviamente, se contorcia debaixo de sua cama, as mãos nos ouvidos, em uma tentativa falha de reprimir a gritaria. As lágrimas desciam em seu rosto, e ele experimentava, pela milésima vez, o seu gosto salgado.

Ele só queria que tudo aquilo parasse, que sua mãe parasse de chorar lá embaixo, e que seu pai parasse de agir como uma pessoa maldosa. Zach não entendia o porquê de tamanha briga, e nem tentaria, já que sabia que uma simples menção a isso faria seu pai lhe bater.

Ele é meu filho e vai ficar comigo! — gritou Emília. Isaac levantou a cabeça tão rapidamente que sua testa se chocou contra a cama. O garoto rolou para baixo e continuou deitado no tapete, esperando qualquer outra menção a ele.

Nada aconteceu.

Achando que tudo aquilo teria acabado, o moleque de cabelos pretos vai até a porta, que por pouco não atinge o seu rosto, tão machucado que não se importaria com outro baque. Emília adentra o quarto, girando rapidamente a chave e acompanhando o filho de volta a cama.

— O que aconteceu, mamãe? — ele pergunta, inocente, quase como se não soubesse o que teria acontecido. — Você estava chorando. 

— Não foi nada, meu filho. — ela responde, deitando a cabeça do mesmo em seu colo, alisando seu cabelo, enquanto quem realmente precisava de carinho era a mesma. — Escute — ela continuou. — Eu irei embora dessa casa. Você vem comigo?

Isaac não sabia o que responder. Era claro que sim.

Emília tinha planos de ir embora, a situação em sua casa estava insustentável e ela sabia que não precisava ter que aguentar aquilo. O medo de Martín era grande, mas a vontade de tirar o seu filho de um lar tóxico fazia com que qualquer medo de esvaísse.

Mais de dez anos depois e as cicatrizes de infância ainda atormentavam os sonhos de Zach.

 


Notas Finais


Gostaram? Esse é um assunto que eu tô escrevendo com cautela, sem tentar romantizar nada e gostaria muito que falassem o que acharam, a última coisa no mundo que quero fazer é passar a impressão errada.
Não poderei entregar o próximo conto a quem firstar por hora, porque ainda não foi escrito (tô em semana de provas, logo logo a rotina vai voltar ao normal).
Prazo é dia 13/09, contem, como vão as fichas?
Até a próxima <33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...