História Bloco de notas - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Original
Visualizações 3
Palavras 284
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Musical (Songfic), Poesias, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - De 7 Àos 15


Estou entre a cruz e a espada, entre um dever e apenas uma diversão. 

Mas eu quero continuar, quero continuar neste parque até que o carrossel se desligue e todos vão em bora pra casa. 

Sou apenas uma pequena garotinha, apenas uma criança feliz, por favor não compliquem tudo com estas palavras difíceis. 

Eu tenho apenas 7 anos eu não sou adulta o suficiente para brincar de ser a mulher.

Eu estou me afogando em uma água  densa e branca, mas pura não tem nada. Ela está me engolindo enquanto todos estão afastados, ocupados de mais para me observarem perto da margem, não pode acabar aqui. Por favor! Soco...

...E hoje eu cresci, mas aquela menina como uma fênix renasceu agora em um outro "corpo" 

Eu ainda sou aquela a mesma criança confusa de alguns anos atrás. 

Peço que me salvem, eu peço que me tirem desta jaula, me libertem destas memórias sujas que ainda passeiam pela minha mente, como pesadelos medonhos.

Peço que aniquilem essas vozes que falam dentro da minha cabeça. Por favor, faça elas pararem! 

(Por que remédios não apagam memórias)

Juro que não é minha culpa, eu queria apenas não dizer o que sinto... Eu tento, mas não consigo... Elas se acumulam como um copo cheio d'água que chegou ao seu limite. Eu preciso extravasar.

Tudo que faço e escolho é de certa forma irresponsável, tudo o que faço é impulsivo porque de certa forma: aquela criança que tem dentro de mim... Só está tentando viver através desta adolescente patética a infância que foi roubada dela a anos atrás.


Mas sabe... Apesar de tudo o que há de ruim, eu agradeço por isso...

Porque sem essa alegria dessa criança talvez eu...

Nunca teria sorrido pra este mundo amargo




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...