História Blood - Capítulo 54


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Eren Jaeger, Erwin Smith, Hange Zoë, Kenny Ackerman, Levi Ackerman "Rivaille", Mikasa Ackerman, Mike Zacharius, Reiner Braun
Tags Alfa, Armin, Armin Arlert, Attack On Titan Snk, Drama (tragédia), Eren, Eren Jaerger, Eruri, Erwin, Erwin Smith, Hanji Zoe, Hentai, Lemon, Levi, Levi Ackerman, Levihan, Lgbt, Magia, Mikasa, Mikasa Ackerman, Mistério, Rivaille, Shingeki No Kyojin, Suspense, Universo Alternativo, Vampiro, Yaoi
Visualizações 25
Palavras 1.080
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 54 - Capítulo 53


Depois que o sanguessuga foi embora, Carla e Grisha também foram levando o filho e Mikasa para não acabar em briga entre nós, Ymir e Krista ficaram até o jantar, Krista parece não estar incomodada como eu com o que aconteceu no banheiro hoje mais cedo... ela me disse que eu devo está confuso por causa da medicação pesada. Depois do jantar elas e Dot foram embora também ficando só a Hanji comigo.




Floch☆
Oi, Levi. Eu sabia que ia dá merda esse almoço...
Erwin está com raiva apesar de falar que não, ele vai te ligar para vim aqui, por favor, não o provoque... Levi, acho você que sabe como ele é. 22:30




Ok. 22:30




Floch☆
Levi?
Que tipo de relação vocês tem??
Eu posso saber?? 22:31




Por que não pergunta ao seu padrinho. 22:32



          Floch ainda insistiu um pouco, mas eu ignorei e não o respondi mais.
Conversei um pouco com Eren e perguntei como estava a minha irmã e outras coisas mais simples... como o Titã, eu gosto de animais, mas ficar com ele só me faz lembrar de coisas que doem demais... então o dei a Eren que ficou muito feliz por eu o ter confiado para cuidar do animal, Eren foi bem diplomático e direto nas respostas para não me irritar.





         - Você e Erwin já conhecem. - Hanji fala de repete deitada no meu peito.
         - Não. - digo passando a mão nos cabelos dela.
        - Eu não fiz uma pergunta Levi, eu sei que sim. Eu e Ymir percebemos isso. - quando eu ia protestar ela se levanta de cima de mim e senta na cama - O estranho é vocês dois fingir que não... a Ymir já havia me dito que ela mesma ficou desconfiada quando vocês foram lá na casa dele... ... eu notei que o garoto, Floch... apesar de ser discreto parecia bem desconfortável, ele olhava para você e o padrinho... que você mencionou como enteado... do Erwin e não afilhado... 
      - Hanji! Eu só tive um momento de irritação... eu estou sem paciência ultimamente... a Rico me disse que isso pode ser um tipo de escape... para tudo isso que aconteceu...
         Hanji não me questiona só me olha nos olhos por um tempo.
         - Ok ok... só... saiba que eu sempre estarei ao seu lado... você não está sozinho... se tem algo a dizer... me diga eu vou está ao seu lado sempre... sempre, Levi.
         - Eu sei...
       Ela não me deixa falar ao me beijar com carinho. Eu me sento e ela vem para meu colo fazendo o beijo ficar mais quente e cheio de desejo.
         - Ich liebe dich... - ela sussurra e eu me deito puxando ela sobre mim.
         Desta vez o sexo foi cheio de carinho e amor, sem presa para saciar nosso desejo.






         Hanji passou a manhã toda comigo até chegar a hora dela seguir viagem, eu fui com Hanji para casa dela buscar as suas malas e fui com ela ao aeroporto.
Eu me sentir tão vazio quando através do saguão pude ver o avião decolar.
         - O senhor está bem? - Reiner sussurra atrás de mim.
         - Sim.
         - Mesmo?
         - Sim... eu acho que... que agora vou fazer uma visita a alguém...
         A coisa me mandou uma mensagem logo após de Floch como ele tinha me avisado, com uma frase curta e direta.

         - Reiner... - digo ao chegarmos na frente de casa - Eu vou fazer uma visita ao Smith, acho que devo um pedido de desculpas...
         - Senhor... - Reiner começa, mas se cala como se tivesse dúvidas se devia falar ou não.
         - Diga.
         - Hã... é que... hã...
         - Reiner...!! - digo impaciente.
        - Eu não sei bem, isso é com o Bert... mas, ele tinha ou tem uma cisma, sabe como ele é, ele nutre uma desconfiança esquisita dos Smith em geral, minha prima e os irmãos dos agentes Grice e Galliard estudam no internato do Smith de Oxford, e os três pirralhos acham um tanto esquisita a garota Annie e a própria Mikasa, sua irmã também acha isso... ...o Smith é um bom diretor e ponto, o que ele fez foi incrível sim e tal e coisa... mas, não se torne íntimo desse homem, senhor...
         - Sim... obrigado pelo conselho, mas eu tenho que ser diplomático... algo que eu aparentemente não fui ontem, então...
         Reiner meio que ri, ele foi o único que não achou que eu agi rudemente.


        Eu tentei convencer os dois últimos agentes que pareciam irredutíveis em concordar em não me acompanhar quando vou a algum lugar onde não há pessoas conhecidas pelo esquadrão quando e Reiner que se tornou meu guarda-costas pessoal. Foi um custo, mas eu conseguir faze-los só me acompanhar até a casa da coisa e então eles seguiram em frente já que eles estavam em outro carro.
         Eu chego e Ivone estava de saída, sendo sábado ela só trabalha meio período.
         - Levi... meu príncipe... - ela diz saindo de perto do táxi e vem até mim.
         - Oi.
         - Meu querido, você está bem? Você não veio mais aqui depois do... hã...
         - É pois é, seu patrão está em casa? - ignoro totalmente o que ela quis dizer.
         - Sim... hã...
         - Certo, até outro dia, seu táxi está esperando. - saído de perto dela e vou para a entrada da casa sem olhar para trás.
         Toco o interfone enquanto escuto o carro de Ivone dar a partida e sair.
         - Oi. - Floch diz baixo com um meio sorriso ao abrir a porta. 
         Eu só aceno e entro.
         - Onde ele está? - sussurro a pergunta. 
         - No escritório, ele está no celular... Erwin já vem... - Floch acena para eu acompanha-lo até a sala.


         Depois de vinte minutos esperando eu decido puxar assunto.
         - Quando você volta para Princeton? - pergunto.
         - Não esse semestre. Erwin disse que me quer aqui... - ele fala e dá de ombro.
         - É... não é seguro para você, se estiver do outro lado do país...
         Floch me olha e faz uma careta, mas não diz mais nada, e com isso também fico em silêncio.


         - Floch... - e na hora eu e Floch olhamos para a porta onde Erwin está parado - Pode ir para seu quarto, sim?
         - S-Sim... - ele me olha ao se levantar e sai rapidamente. 
         Eu me mantenho em silêncio enquanto Erwin se aproxima e senta ao meu lado me olhando intensamente.








 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...