História Blood Drops - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Imagine Bts
Visualizações 79
Palavras 931
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Ficção Científica, Mistério, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítulo V (Hot)


Fanfic / Fanfiction Blood Drops - Capítulo 5 - Capítulo V (Hot)

POV Soon

Sinto uma respiração em minha nuca. Abro meus olhos lentamente. Olho ao redor percebendo que não estava em meu quarto. Olho para minha cintura, onde se encontrava um braço. Me viro deparando com o Jimin dormindo. 

Se eu estava brava? Não... Não estava! Jimin realmente se importou comigo, e isso me fez sentir importante. Retiro um pequeno fio de cabelo de seu rosto. Rapidamente, sua mão segura em meu pulso, me puxando para cima do mesmo. 

-O-o q-que... E-está f-fazendo? -Pergunta corada. O mesmo sorri. 

-Nada demais... -Ele abre seus olhos lentamente. 

-O v-você quer... J-Jimin? -Pergunto olhando para o mesmo. 

-Te fuder! -Ele diz com um sorriso malicioso. Sinto meu rosto queimar, por que ele disse isso? Devo estar parecendo um tomate. Depois de breves minutos olhando-o, sorrio. 

-Faça isso então! -Digo. Ele me olha confuso e logo sorri. 

Em questão de segundos o mesmo me vira para o lado. Ficando em cima de mim. Começo a beija-lo intenso. Suas mãos deslizam até minha calça, arrancando a mesma. Desço minhas mãos até sua cintura, logo retiro sua camisa deixando seu peitoral exposto. O mesmo deposita um beijo molhado em meu pescoço. Ele sobe suas mãos até minha cintura, logo retirando minha blusa deixando-me apenas de sutiã. Seus olhos fixam em meus seios. Um sorriso se forma em seu rosto. 

-Você fica tão bonita assim... -Ele passa seu dedo indicador sobre meu seio. -Pena que terei que arranca-lo.

O mesmo retira meu sutiã, tacando para algum lugar daquele quarto. Ele lambe meu pescoço  até parar em um dos meus seios. Começa abocanha-lo, e acariciando o outro com a mão. Solto alguns gemidos baixinho. Ele vai descendo até minha perna. Com a boca, ele retira única peça de roupa, a calcinha. Ele volta a me beijar, e desliza suas mão para minha intimidade, começando a fazer movimentos circular em meu clitóris. 

-J-Jimin... -Gemi ao sentir um de seus dedos penetrar em minha intimidade. 

-Geme mais alto... -Ele sorri e logo penetra mais dois dedos. 

-O-own... -Ele começa a estocar mais rápido. -J-Jimin... E-eu v-vou...

-Não! -Ele para e vai até meu ouvido. -Quero que você goze em meu pau... -Sussurra me fazendo arrepiar.

Ele leva suas mãos até seu cinto. Retirando o mesmo. O ajudo a tirar sua calça. Deixando-o apenas de box. Podia ver o volume. Ele volta para cima de mim, beijando-me loucamente. Paro o beijo e desço minhas mãos até seu membro, que ainda estava dentro da cueca.

-Eu quero te agradar também... -Sussurro. O mesmo me olha. 

Desço da cama ficando de joelhos em sua frente. Retiro sua box calmamente deixando sua ereção a mostra. Pego-o e começo a masturba-lo com a mão, logo depois com a boca.

-Awn... Isso! -Jimin atira sua cabeça para trás com os olhos fechados. 

O mesmo pega em meus cabelos fazendo um rabo de cavalo bagunçado. Em um piscar de olhos, ele me pega pela cintura e me atira na cama novamente. Ele me beija por mais alguns minutos e logo me olha. Sorrio para o mesmo, que leva minhas mãos para cima de minha cabeça. Sem avisar, ele penetra devagar, para me acostumar. Começa a fazer movimentos de vai e vem devagar. No início ardeu, mas logo depois me acostumo. 

-A-ah... -Mordo meu lábio inferior. 

-Tão... Apertadinha... -Jimin sussurra com a cabeça apoiada em meu ombro. 

Ele começa a estocar mais forte, fazendo aumentar meus gemidos. O barulho dos nossos corpos se chocando ecoa pelo quarto. Inverto as posições, ficando em cima do mesmo. Começo a fazer movimentos de sobe e desce. Ele aperta em minha cintura ajudando com os movimentos. Dou uma rebolada fazendo-o soltar um gemido.

-Puta merda Soon! -Ele diz afundando seus dedos em minha coxa. 

Logo chegamos ao nosso ápice juntos. Sinto o líquido escorrer pelas minhas pernas. Logo Jimin me atira para o lado, me abraçando.

-O que achou da sua primeira foda? -O mesmo pergunta curioso.

-Ma... -Olho para o mesmo que sorria, pois já sabia minha resposta. -Hum... Mais ou menos! -Digo rindo. 

-Que nada, ia dizer maravilhosa aí que eu sei! -Ele ri. Sorrio.

Olho para o espelho que havia em nosso lado. Meus olhos estavam vermelhos. Como? Eu não estava com fome... Pelo menos fome de sangue não, já minha fome sexual... Abro um sorriso malicioso. 

-Você é bem gostosa! -Jimin diz fazendo uma trilha de beijos em meu pescoço. -Do jeito que eu imaginava. -Ele morde seu lábio inferior.

-Tarado! -Sorrio. 

POV Jung

Meu mundo estava totalmente destruído. Logo depois de eu ter saído da casa de Kyung, vou para casa e me tranco em meu quarto. Chorei a noite toda.

-"Ela me deixou." -Penso.

Como ela pode fazer isso? Ela sabe que não faz sentido nenhum continuar a merda da minha vida sem ela. Poxa, mesmo ela tendo ido embora, poderia ter me avisado, para eu me preparar! 

Caralho Soon! Não esperava isso de você.

POV Jin

Estava na sala assim como todos os outros. Concentrado em meu livro, nem pude notar que Jimin e Soon estavam se olhando de uma forma maliciosa. Isso me deixou um pouco desconfortável. Ainda preciso estudar um pouco mais sobre a novata. Soon. Preciso saber como está indo, ensinar a como se controlar, achar alguma bruxa para fazer o anel, para ela poder andar ao sol. 

Meus pensamentos são afastados ao ouvir o barulho da porta se abrir. Causando um grande eco em toda a mansão. Um homem de terno se aproxima com as mãos no bolço e logo sorri.

-Sentiram minha falta? -Ao ouvir, pude ver quem era o sujeito. 

 

[...]

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...