1. Spirit Fanfics >
  2. Blood Drops >
  3. Capítulo 6

História Blood Drops - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Capítulo 6


Fanfic / Fanfiction Blood Drops - Capítulo 7 - Capítulo 6

Ela observava o horizonte, as vastas florestas colina acima, pintada com tantas cores, que sequer sabia da existência. O vento sacudia seus cabelos, fazendo alguns fios ficarem sobre seus olhos. Sem dúvidas, era o lugar mais bonito e sereno que já estivera. Parecia em paz, mas essa paz, era apenas como um leve pano de cetim, que cobria o real conflito que guerreava dentro de si.

- Estou sentindo o fedor de queimado dos seus miolos a metros, S/n. – Jimin se aproxima, com um belo sorriso no rosto.

- Do que está falando? – olhou para ele, que se acomodava a seu lado, na imensa pedra.

- Sei que algo á está incomodando. 

- Jin sabe que está aqui comigo?

- Está mudando de assunto. – ele nega com a cabeça – E não, ele não sabe que estou aqui.

S/n ri de leve. Nos últimos dias, depois que voltaram da breve viagem, Seokjin estava ocupado demais, para fazer vista grossa com o amigo. Uma bela oportunidade, que não passou despercebida pelo Park, que logo tratou de agarra-la. A amizade dos dois cresceu rapidamente. Assim como com Jungkook, mas diferente dele, ela sabia bem lá no fundo, que aquilo não era somente amizade.

Tentou de todas as formas esquecer aquele pensamento, parecia aquela adolescente que fora anos atrás, até mesmo chegou a fugir do moreno.
Logo depois, se julgou imatura, sentiu vergonha de estar preocupada com algo tão pequeno, enquanto o resto do povo se apavorava, temerosos que novos ataques surgissem.

Os sete jovens haviam executado o plano, e falharam. Em meio ao caminho desconhecido, que a "mulher fera" os guiou, acabaram se perdendo uns dos outros. E mesmo que tentassem usar outros meios, o olfato apurado, a telecinesia, nada funcionava. Suspeitavam que o bloqueio fosse causado por aquela floresta. Não a conheciam, nunca haviam ouvido histórias sobre ela, mas tinham certeza, que até mesmo as gotas de orvalho eram banhadas em magia negra.

- Não gosto desce lugar, hyung! – Jungkook dizia ao Kim mais velho.

- Fique calmo Jungkook. Apenas se concentre em segurar firme essa corrente! – se referiu à imensa corda de metal, que os ligava até a mulher fera.

- Mas e os outros? Não devemos parar e procura-los? – o moreno tomava cuidado para não tropeçar. Afinal, não conseguia enxergar onde pisava. E nesse momento desejou ser como seus amigos, Jimin e Hoseok, que enxergavam perfeitamente no escuro.

- Como quer procura-los, se não sabemos nem onde nós mesmos estamos? – ele erguia a lanterna, estreitando os olhos, para ver melhor. Não queria dar de cara com uma árvore, novamente.

- Ela parou...

- O quê?

- Ela...- a corrente começou a ricochetear agressivamente, fazendo Jeon dobrar a força no aperto.

- Fique atento! – o mais velho ficou a frente. Não conseguia encontrar a mulher.

E então, o peso da corrente diminuiu, e aos poucos Jungkook foi puxando de volta, para descobrir por fim que não havia mais ninguém conectada a ela.

- Isso não é nada bom! – ele e o mais velho trocam olhares preocupados.

Depois de dois dias e meio, voltaram. Feridos, cansados, frustrados, e sem Hina, a filha do Sr. Lee.
Que sem dúvidas, ficou arrasado pela perda novamente, mas estava ciente de algo iria dar errado. Então tratou de engolir o choro, para começar a pensar em uma resolução. Dois dias depois, já haviam equipes de buscas, e guardas trabalhando ardilosamente a comando de Lee Geon.

- Você se perde tão rápidos nos pensamentos. – o moreno se diverte com a distração alheia – Talvez esteja pensando demais, sobre o fato de eu estar perto.

Ela o olhou surpresa, e foi pega no ato, voltando a posição normal com as bochechas fervendo. Jimin riu, adorava saber que afetava o psicológico da garota.

- O que diabos se passa com você? – Ela negou e se colocou de pé, limpando a poeira da calça.

- Vai negar o óbvio, S/n? – ele sorri convencido. Correndo para alcançar o ritmo da jovem que já retornava para a vila.

- Você anda muito perturbado esses dias Jimin, talvez uma consulta com a curandeira melhore isso. – ela continuava a andar apressada.

- Talvez ela também me diga, o segredo de como fazer você parar de fugir de mim! – ele quase tropeça nos calcanhares da moça, que em um breque parou de andar.

- Do que está falando agora? – ela suava frio.

- Sabe do que estou falando. – Jimin tentou tocar as pequenas mãos da mulher, mas ela se afastou, mantendo-se em uma distância segura. – Está vendo? Está fugindo de mim, sim.

- Não estou!

- Tem certeza? – o olhar de Jimin seria capaz de tirar até o seu último segredo, ela sabia disso, então resolveu sair de perto dele.

- Tenho! Agora preciso ir, as roupas não vão  se estender sozinhas. – S/n passou por Jimin, tentando voltar a vila, mas em um rompante, com estrema agilidade, ele segurou o braço dela e a virou, puxando-a para si, chocando seus corpos.

- Você não consegue mentir para mim S/n. – seus lábios estavam tão perto, que S/n podia sentir a brisa de seu hálito, chegar a sua boca. – Passei um bom tempo sendo impedido por Jin, de me aproximar de você. Agora que tenho uma chance, você nega qualquer aproximação minha. Está querendo me enlouquecer?

Não obteve respostas. Ela estava em choque com o acontecimento. Jimin vendo a fragilidade dela, começou a aproximar seus rostos, gritando por dentro, para que acabasse logo com aquele sofrimento, e tomasse aqueles belos lábios para si, da forma que desejava. Porém ele não queria assusta-la mais ainda.

E antes tivesse o feito, pois quando faltavam milímetros para as bocas finalmente se encostarem, S/n começou a se debater, e assim que estava livre dos braços do Park, correu tão rápido para a casa, que ele mau conseguiu vela.

- Dessa vez foi quase. – Jimin respirou fundo e sorriu, um sorriso triste.


- Hyung, você vai enlouquecer. Me enlouquecer. Enlouquecer todo mundo aqui! Se não parar pelo menos um minuto! – Hoseok repreendia Kim Seokjin, que não parava de andar de um lado para o outro.

Porém, as palavras deslizaram para um ouvido, e saíram pelo outro. Seokjin estava totalmente desligado do mundo, era só ele e os livros.

Foram tantos resumos, anotações, pesquisas, sobre relatos de situações semelhantes a que estavam vivendo, que seus amigos já estavam ficando preocupados. Afinal, ele parecia um robô.

Nos livros históricos, encontrou de mandingas a romance, medicina a anedotas, e quando lia algo semelhante as transformações, eram palavras vagas, muitas vezes sem sentido.
  Queria ele poder decifrar os livros, mas já era tanto esforço, que as palavras já começavam a voar das páginas.

- Jin hyung...você é um bundão! – Taehyung tentou provocar o irmão mais velho, mas não obteve vitória. Jungkook riu da situação.

- Deixe as piadinhas para depois, Kim Taehyung! – Nanjoom chama sua atenção.

- Tudo bem. Kim Namjoon...- o moreno faz questão de enfatizar o sobrenome, só para provocar. E recebe um olhar de canto do mais velho.

A porta se abre, trazendo o ar gélido da noite para dentro da acomodação. Era Jimin, que voltava da "caminhada”, com uma expressão nada contente.

- Eí, você! – de repente, Jin larga o livro abruptamente em cima da mesa. – Aonde estava?

- Há, então para ele você dá atenção? – diz o Jung indignado.

- Deixa de ser infantil, Hoseok! – o mais velho faz pouco caso. Deixando o moreno ainda mais irritado.

- Gente! – Namjoon tenta chamar a atenção dos colegas. Mas só consegue que os dois mais novos o mandem calar a boca, e ouvir a discussão.

- Eu só estava preocupado com a sua saúde mental, mas pelo que pude ver, continua a mesma merda.

- Porque eles estão brigando mesmo? – Yoongi pergunta. E é ignorado.

- Me respeite, que eu sou o mais velho!

- Nossa. Quer que eu construa um pedestal para a vossa alteza?

- Calem a boca! – por fim, Jimin consegue parar a “discussão” - Mau cheguei e já sou motivo de discussão? – ele sorri amargurado – Vou embora, não quero ouvir idiotice há essas horas. – e do mesmo jeito que entrou, ele saiu.

- Viu o que você fez? – Jin acusa o amigo.

Yoongi, que ultrapassando novamente o limite de privacidade do amigo, resolveu ir atrás. Sabia perfeitamente do ocorrido, e provavelmente seu amigo precisava de apoio, não de duas “crianças” brigando.

- Jimin? – ele entra no quarto do Park, que estava deitado na cama.

- Deixa eu adivinhar? Leu minha mente por engano? – ele se virou minimamente, para o olhar nos olhos.

- Exatamente! – ele se joga no acolchoado – É que eu fui espirrar sabe, e acabei tendo um deslize no controle mental.

- Que trágico...

- É muito trágico. – Yoongi concorda – Nós não estamos falando da minha telecinesia, não é?

- Você quis dizer da sua falta de vergonha na cara? – ele corrige o amigo, e ganha um tapa na cabeça. – Ela fugiu de novo. Estava nos meus braços, mas de repente deu uma de louca, e saiu correndo.

- Não sei porque está deprimido assim. É obvio que você não vai desistir, eu te conheço. – os dois se olham por um momento.

- Você me conhece mesmo. – os dois riem – Mas é tão difícil. Ela foge de mim, os moradores ficam fofocando, e nesses últimos dias Jin está parecendo um lunático.

- Dá um desconto para ele. No fundo é preocupação com você.

- Se ele continuar assim, eu é que vou ficar preocupado!

- E também tem os desaparecimentos. Essa manhã sumiram duas crianças...- Jimin suspira com a notícia.

- Isso precisa se resolver logo!

O silêncio se instalou no quarto. Não tinham mais o que dizer, mas não se importavam, a companhia um do outro já bastava.

Mas parecia que paz, era a última coisa que iriam ter. Pois gritos começaram a surgir, e rapidamente o tumulto se alastrou. Assim os dois rapazes assustados, correram para ver o que afligia seu povo.

Ao chegarem no centro da vila, viram Hina, e mais outros dos desaparecidos, incluindo as crianças. Estavam histéricos, destruindo tudo em seu caminho.
Porém o mais impressionante, era que pareciam ter um alvo...
E esse alvo era S/n.


Oii gente. Espero que estejam gostando da história.
Queria avisar que agora tenho internet em casa, (isso mesmo, eu não tinha internet em casa🥺) e vou passar a postar capítulos com mais frequência.

No entanto ainda estou em processo de divulgação, e desde já agradeço a quem favoritou!!

Também em breve teremos um trailer, para deixar tudo mais empolgante.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...