História Blood Moore ( Institute Iredalle ) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bruxos, Escolhidos, Hibridos, Lobos, Magia, Romance, Vampiros
Visualizações 4
Palavras 826
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Heyyyy, Amores! Quanto tempo se ver vcs e vcs igualmente, né? Kkkkk

Mas agora é sério. Me desculpem pela demora. Realmente queria ter postado antes só que nunca conseguia terminar esse cap, aff, desculpem mesmo.

Espero q vcs gostem. Eu realmente me esforcei para terminá-lo e deixá-lo exatamente como eu queria, apesar de q o último n foi um sucesso completo.

Bem,

Tenham uma boa leitura! ♥ ♥ ♥

Capítulo 3 - II. Alucinações (Parte I)


Fanfic / Fanfiction Blood Moore ( Institute Iredalle ) - Capítulo 3 - II. Alucinações (Parte I)




- Eu não posso acreditar nisso. - Completamente revoltada, Helena cruza seus braços enquanto fazia bico. A cena era fofa e, ao mesmo tempo, engraçada de se observar, pois ela parecia uma criancinha irritada. Em meus lábios eu contenho um sorriso que queria escapar-me, pois se eu fizesse provavelmente deixaria ainda mais brava comigo.  - Como pôde ficar doente na véspera de seu próprio aniversário, Ivyy? Huhh



- Sinto muito. - eu murmuro fracamente, fechando meus olhos, e pelo ato minha garganta dói e arde ao mesmo tempo, pela desidratação presente na mesma.  Meu corpo inteiro estava febril e eu me sentia extremamente doente e fadigada. Mal conseguia me manter acordada, na realidade. Estava me esforçando ao máximo para não cair no sono enquanto Helena estava ali. Pois isso a deixaria mais irritada ainda. 





Infezlimente, fora dessa forma que despertei nesta manhã. Me sentindo péssima como eu estou neste exato momento. Pelos fatos eu estava dessa forma por ter ficado muito tempo brincando na friagem ontem.

Parecia que os avisos que recebi no dia anterior de madre Adelaide eram realmente verdadeiros e não apenas mentiras para me assustar. E em pensar que não liguei para nenhum deles naquela hora e agi de forma tão negligente continuando a brincar na neve. Tsk, como sou uma tola estúpida...



- Se você sente muito de verdade fique boa o mais rápido possível, Ivyy. Sua festa de aniversário é exatamente amanhã! A-M-A-N-H-Ã! Se a aniversariante estiver doente não há como haver sequer festa alguma. Entende isso? Se você continuar doente não terá festa. E se não houver a festa eu não poderei me divertir como o planejado. Então prometa para mim que ficará melhor até lá, para que a festa não seja cancelada. - ela diz seriamente, sem quaisquer sinais daquela diversão que ela normalmente trasmitia a todos, me fazendo sorrir ligeiramente pelo fato de ela estar tão seria sobre o assunto.  Era algo raro de se ver. 



- Ok, eu prometo.



Ela sorrir com minha resposta ao seu pedido.




E, então, a porta do quarto é a aberta. O som agudo do ranger ecooa pelo cômodo, de forma irritante, que me incomoda bastante. Quem adentra o mesmo é madre Adelaide. 





Ela caminha calmamente em nossas direções e para ao pé de minha cama. Sua atenção está totalmente voltada a mim, apesar de tudo.



- Como está se sentindo, meu bem? - questiona madre Adelaide demonstrando preocupação em seu rosto. - Estás melhor? 




Nego com a cabeça e suspiro. Estou me sentindo péssima...




- Eu estou com sede. - eu respondo-a. Ela rapidamente se dirigi a mesinha que havia próxima a nós, só que localizada mais ao centro do quarto,  onde estava uma jarra com água morna.



Ela enche um copo com o líquido e então gentilmente o entrega-me. Eu agradeço, enquanto me sento lentamente sobre o colchão, a coberta escorregando para meu colo ap fezê - lo, tomando cuidado para não derramar aquela água sobre ou sobre os cobertores. 



Assim que a água entra em contato com meus lábios extremamente ressecados eu sinto um certo alívio percorrer-me por inteira.  A sensação era mais do que ótima. Meu corpo estava reagindo como se eu tivesse ficado anos sem beber água e não há apenas alguns minutos, como era na verdade. 

Eu a bebo rapidamente, de forma afobada. E ao terminar percebo algo de imediato: Que mesmo tendo ingerido uma quantidade considerável de água a minha sede parecia ter aumentado ainda mais do que estava antes. Meus lábios pareciam estar mais ressecados também.



- H-hm. - gemo de dor, sem poder me conter, e recebo de ambas um olhar de preocupação. Devolvo o copo a madre e, então, logo em seguida, me cubro por completo.  Dos pés a cabeça, me escondendo sob o cobertor.



O quê estava acontecendo comigo? Eu me questiono. Esta sede não é normal. Eu sentia cada vez mais vontade de beber mas por mais que eu continuasse a beber a sede parecia aumentar. Eu me sentia angustiada. 




- Ivyy? - ouço Helena me chamar, deveria estar a estranhar meu comportamento repentinamente estranho, mas não a respondo e nem dou sinais que continuo acordada, mesmo estando ainda. A única coisa que eu faço é respirar fundo. 




- Bem, deixamos que Ivyy descansez um pouco mais. Ela ainda não está recuperada. - ouço madre Adelaide dizer a Helana. Ouço-a resmungar algo em confirmação ao pedido da madre. - Durma. - ela ordena, agora, se dirigindo a mim mas eu somente permaneço em meu silêncio.



- Bons sonhos. - Helena deseja enquanto suavemente toca minha perna. Eu aceno levemente de volta, sem tirar o cobertor por cima de minha face, e não sei se ela pode perceber meu ato. Eu me sentia estranha demais para deixa-la me ver naquele estado. 




Enquanto tudo ao meu redor se escurecia e aos poucos sou levada novamente para o mundo dos sonhos o último som que ouço é o do baque da porta. 



×××



Notas Finais


E aííí??? O que acharam? Gostaram? Dêem suas opiniões! Elas são muito mais do que bem vinda rss ♥ Pf, me avisem sobre quaisquer erros que posso ter cometido.

Bem, agora é a parte dois ♥ ♥ ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...