História Blood Sweat and Tears - Jeon Jungkook (Bts) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Red Velvet
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Adrenalina, Aventura, Drama, Jeon Jungkook, Jeongguk, Luta, Medo, Professora, Terror, Vampiro
Visualizações 49
Palavras 2.022
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sejam bem-vindos a minha nova história. Baseada em vampiro. Se você não gosta de coisas referente a sangue , mortes e essas coisas. Sugiro sair dessa fanfic e procurar algo que te agrade.

Ps. Terror também faz parte da história.

Irá conter palavras de baixo calão.

Ficção tá , só pra lembrar.



Boa leitura!

Capítulo 1 - I - Reunião entediante , nova professora.


Fanfic / Fanfiction Blood Sweat and Tears - Jeon Jungkook (Bts) - Capítulo 1 - I - Reunião entediante , nova professora.

Jeon Jeongguk Pov's // Reunião Entediante , nova professora.



Estamos todos sendo convocados a sala de reuniões , algum de nossos integrantes cometeu algo de errado nas ruas de Seul e o soberano afirmou não gostar de nada disso e acabara por chamar com urgência todos na sala.



— Suponho que todos sabem porque estamos aqui novamente , certo? – Assentimos. – Ótimo , Namjoon de pé , agora! – Ordenou , e o mesmo ficou em pé.– Quero explicações! Já que você fez o brilhante favor de quase nos expor para o mundo. – Faz movimentos com as mãos indignado.



— Soberano sinto muito pelo oque aconteceu , eu realmente não consegui me controlar , sabe muito bem do meu desejo por certos humanos. Me perdoe! – Abaixa sua cabeça em reverência.



— Eu disse que queria explicações e não desculpas! Suga? – Ele ô olha – Leve ele para purgatório , lembre-se nada de comida e qualquer semelhante! Agora leve ele! – Apontou para o corredor e assim Suga fez.



O Hyung não fez nenhuma queixa , saberia que seria pior mas ele não deixou de soltar alguns palavrões no meio do caminho. Pior castigo que ele pôde receber foi do purgatório.  Não aconselho ninguém conhecer esse lugar , eu já fui e é totalmente torturante e assustador.



— Vamos ao que interessa! – PD se senta e apoia os cotovelos sobre a mesa. – O verdadeiro motivo de todos vocês estarem aqui é outro!



— E oque seria? – Indagou minha noiva , Irene.



— Algo ou alguém está em posse de algo mais poderoso que o nosso grupo ou qualquer que seja! – Respira fundo.– E está mais perto do que imaginamos.



— Acho que deve ser um "alguém"! – Falei pensativo. – Acha que esse alguém quer alguma coisa? Pra aparecer assim , do nada...



— Não , ao menos que ele saiba esconder muito bem seus desejos porque não consigo captar nada! – Se ajeita na cadeira.



— Sabe onde está? – Hoseok finalmente falou algo.



— Ainda não , mas cedo ou tarde vou saber! – Se levantou. – Assim que eu souber de alguma coisa passo tudo pra vocês! – Ele iria se virar pra sair , mas levantou o dedo indicador , voltando a visão pra nós. – Só mais uma coisa , tenham muito cuidado por onde andam , pode estar na sua frente em qualquer lugar e podem morrer sem saber.



Ele finalmente saiu da sala , e todos se levantam pra sair junto. Fiz questão de sair primeiro , indo para a large no topo da casa. Eu estava todo protegido então eu não teria Problemas com o sol me machucando.



— Jeongguk-ssi ! – Uma voz manhosa se aproximou de mim  me abraçando por trás , alisando meu abdômen.



— Quer algo Jagi? – Puxei a mesma para um abraço e em seguida beijei sua testa.



— Sabe muito bem oque eu quero! – Me morde , não evitei um sorriso malicioso mas eu não queria nada no momento.



— Não posso te dar meu Sangue agora , muito menos em uma transa! Estou cansado e irritado , só quero ficar quieto! Desculpa Noona…



— *Rosna* Sempre a mesma coisa , quer saber ?até o frio da noite Jeon Jeongguk! – Em um piscar de olhos ela sumiu , e eu suspirei aliviado.


— Já estava na hora! – Saio de lá e  vou para a cozinha.



Bendita hora que o PD achou de me arranjar uma noiva , ele sabia muito bem que quem deveria escolher era eu e não ele , mas como sempre , não me ouve e faz oque bem entender. Tudo isso pra provar minha “Sexualidade” aos olhos da mídia.


Que se dane oque pensam de mim , minha sexualidade não interessa a ninguém. E eu sou hétero , tinha que ser um bando de bastardos imbecis que não tem oque fazer ao não ser criar matérias mentirosas de jornal escrito como título principal. “Seria Jeon Jeongguk Gay? Será que ele já pegou todos do grupo famoso : Bts?” , tudo por uma boa matéria. – Riu soprado comigo mesmo e meu pensamento.



— Jeon! – V entra na cozinha se sentando no banco do balcão.


— Ah...Oi Taehyung! – Sorri de canto enquanto ele me observava.


— Oque houve? Porque a Irene foi embora?


— Ela ficou estressada e resolveu ir embora! – Abri a geladeira e peguei sangue que estava em uma garrafa de vidro. – Mas pelo menos tô podendo respirar.


— *Rir* Tem razão Jeongguk , ela é insuportável desculpa mas é a verdade! Nunca vi uma pessoa tão chata como ela! – Brinca com os dedos no balcão.


— Tudo bem , eu concordo com você! PD que é o culpado disso! – Me sirvo em uma taça e coloco outra para o V.


— Oque ele tem haver com isso? – Pega a taça dando um gole.


— É por culpa dele que estou noivo dela! Não que ela seja feia , mas eu não tenho sentimentos nenhum por ela , Irene me ama , mas não amo ela! É tudo forçado , pelo menos pra mim! – V solta um “aah..” Tomo todo sangue que estava na taça de uma só vez e coloco na pia.


— Agora faz sentido...Bom te desejo sorte , ela vai voltar à noite! E vai voltar com sede. – Ele rir um pouco e volta sua atenção para o líquido vermelho.


— Infelizmente , pena que não posso fugir dela!


— Não mesmo Maknae! – Pisca.




________ Pov’s.



Eu estava fixada na tela daquele computador esperando sequer uma resposta de quaisquer escolas que enviei currículo para trabalho. Uma delas disse que enviaria hoje o e-mail e não demorou muito para que chegasse a resposta. Em pleno os 20 anos , desempregada? Agora , não mais.



Finalmente fui contratada na minha melhor área , professora. Demorei muito pra ser aceita nas escolas daqui da Coréia  , já que tinha várias pessoas na minha frente há muito tempo. Mas pelo visto eu conseguir ter o melhor currículo.


Acabei meu banho e começo a me arrumar. Vestir uma blusa social Branca de manga longa , lingerie da mesma cor para não deixar mostrar nada. Uma saia justa preta que vai um pouco abaixo do meu joelho com uma lasca do lado da perna esquerda até a minha coxa , deixando ela um pouco amostra.  


Ajeito a blusa por dentro da saia , realçando mais meu corpo e coloco um salto preto. Finalizo acabando de pentear meu cabelo , passando um perfume e um batom nude e uma maquiagem leve , normas da escola.



Pego minha bolsa e a chaves do meu carro.



[...]



— Bom dia , classe! – Entrei em uma boa postura. – Como já devem saber sou sua nova professora de Geografia! Começarei minha apresentação! – Coloquei minhas coisas sobre a mesa e coloquei meu óculos sobre a mesma também. – Me chamo _______. , tenho 20 anos e será um prazer trabalhar com vocês durante esse segundo semestre!



A turma me acolheu super bem , exceto alguns , isso acontece em toda escola sempre tem uns que não gosta. Me fizeram algumas perguntas , principalmente por eu não ser de fato asiática. Quando eu disse que eu era de nacionalidade brasileira , ficaram impressionados por nunca terem visto de perto uma o ocidental e também causa da distância.


— E porque veio de tão longe pra trabalhar aqui? – Um menino bem branquinho se pronunciou , com um sorriso gengival ,  tão fofo.


— Fiz faculdade por aqui , nada mais justo que trabalhar por aqui também! – Sorrir de lado sem mostrar os dentes.


Passo a vista pela sala e vejo um menino de cabelos escuros com fones de ouvido não dando mínima para oque estava acontecendo. Pra estar assim , Provavelmente escutando música.



— Psiu! O mocinho aí no fundo! – Faço gesto com a mão como se tivesse tirando um fone do meu ouvido , com um expressão cínica. O mesmo entendeu e logo tirou. – Já que estava tão ligado no mundo da lua , porque não fala seu nome?


— “O mocinho do fundo” se chama Jeon Jeongguk , querida! – Uma menina que estava bem na frente falou com deboche ,  enquanto mascava chiclete. Levantei minha sobrancelha olhando para ela.


— Primeira lição de hoje , só responde aquele que eu perguntar , se a palavra não foi dirigida a você , se mantenha calado(a)! – Pego o piloto e anoto no quadro. Algumas risadas foram escutadas na sala por causa da minha resposta. – Seu nome é? – Pergunto para a mesma.


— Me chamo Hyuna!


— ______. Eu me chamo Jeon Jeongguk! – O menino do fundo dita , enquanto levanta sua visão para mim me olhando intensamente. Parecia que queria ver muito mais do que meu visual , ler meus pensamentos talvez.



Sinal toca.



— Podem sair! – Todos se levantam eufóricos. Hyuna praticamente de esbarra em mim.


— Já vi que terei complicações! – Ri comigo mesma.


Arrumo minhas coisas , enquanto isso observo Jeon no fundo da sala sozinho me encarando ainda.


— Não vai sair , Jeon? – Guardo meu piloto no estojo.


— Não gosto de intervalos , tem muita gente! Isso me incomoda. – Desvia o olhar.


— Entende , bom já vou indo! Boa noite Jeon Jeongguk! – Sorrir para o mesmo que retribuiu.



Ele parecia que seria um bom aluno , aparentou ser uma boa pessoa pelo menos até agora. Saí da sala indo para sala dos professores.


[...]


Cheguei em casa cansada , dei pelo menos mais 5 aulas hoje à noite. Já são 22:46pm e eu ainda estou com fome.


— Vou pedir uma pizza! – Liguei e pedi – Metade calabresa e a outra metade de portuguesa. Certo vou tá esperando!


— Chegou tarde em Maninha! – Sumni desceu.


— Né , pedi pizza vai querer?


— Oche , mas é claro filha! Pizza é de lei! – Risos.


Campainha.



— Vou atender! – Abri a porta e não tinha ninguém. Dou de ombros. – Deve ser alguém com as brincadeiras sem graça!


— Quem era?


— Ninguém , estranho né? – Fico pensativa.


— Minha Unnie está com medinho? – Rir.


— Haha , muito engraçada pirralha! Vou tomar banho fica de olho na porta!



Ela assentiu e fui tomar meu banho para colocar meu pijama.


[...]


— Me sinto um elefante , tô cheia! – Reclama.


— Vamos dormir , já são...– Olho a tela do meu celular.– 01:37am. Meu Deus somos um bando de desocupadas.



Sunmi rir e se levanta pra escovar os dentes comigo.


— Quando vou poder ir com você no seu trabalho? – Ela pergunta enquanto molha a escova.


— Não sei , provavelmente nunca! – Dito sarcástica e a mesma fingia chorar.– Aigoo , eu levo você sim!


— Eu sabia que ia!


Acabamos e cada uma foi para seus quartos.




Narradora On.


Vocês já tinha entrado nos quartos. Antes de ir dormir você ficou em sua varanda vendo as estrelas , você gostava lembrava seus pais que faleceram há 2 anos em um acidente de avião. Era doloroso pra você se lembrar todas as vezes disso quando tinha algum evento de formatura. Já que o avião caiu quando era sua formatura do ensino médio.


Apesar de ser nova , já era formada. Seu desejo de ser professora se tornou mais alto e começou amar essa profissão cada vez mais  oque chamou atenção e admiração do dono da faculdade , que  fez com  o mesmo lhe desse 2 anos de curso adiantado e só sobraria pra fazer mais 3 anos , que você já concluiu. E agora trabalha na escola mais cobiçada de Seul.


Estava ficando frio , se formando para chover. Então você entrou e fechou a porta de vidro da varanda e as cortinas.


Telefone toca.


— Quem será uma hora dessas?


Pega o celular já atendendo.


— Alô? – Não se escuta nada.– Alô? Não vai falar nada?


Bufa. Você lembra do momento que bateram na sua porta e não havia ninguém. Assim como na chamada de agora.



— Você é a pessoa que bateu na minha porta não é? Acho bom parar com essa brincadeira sem graça!



— _______-Ah ? – Uma risada horrorosa apareceu falando seu nome. – _______ o gato comeu sua língua? – A risada voltou de novo.



Por impulso solta o celular na cama , mas algo fez com que ele ficasse no viva voz.


— Vai na varanda e olha bem para o outro lado da rua! Querida _______... – O Silêncio  tomou conta , você estava apavorada. – Não vai?



Você correu para seu banheiro onde se trancou ,  estava assustada e com medo de quem poderia ser.



— Não adianta se esconder no banheiro , vai na varanda vai... terá uma breve surpresa "querida"...





Continua?



Notas Finais


Obrigada por lerem❣️
Desculpa por qualquer erro de digitação , beijos e até a próxima! @ImSorry_


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...