História Blood, Sweat and Tears- Imagine Park Jimin sobrenatural - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé
Tags imagine bts sobrenatural, Imagine Bts, Imagine Jimin, Imagine Park Jimin
Visualizações 441
Palavras 1.798
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Canibalismo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui está outro episódio!! Bunnies e Cupcakes <3.
Espero que gosteeeeeeeeeeeeeem!!
Agora vocês me perguntam, porque eu fiz uma capa para esse episódio? eu também não sei, talvez porque eu não tinha muitas coisas para fazer (exceto escrever) e também porque fiquei com vontade hehe ^-^.
Aproveitem <3
Lembrem-se (meu lugar preferido, é no coração de vocês <3)

Capítulo 7 - Meu lugar preferido


Fanfic / Fanfiction Blood, Sweat and Tears- Imagine Park Jimin sobrenatural - Capítulo 7 - Meu lugar preferido

Anteriormente

Comecei a simplesmente chorar, sim, CHORAR! bem,apesar de ser uma garota extremamente fria,pelo menos para mim eu continuava sendo um ser humano,no qual todos devem ter algum sentimento. Eu estava com medo de morrer.

Agora 

Nesse exato momento eu estou naquele maldito quarto,apenas ouvindo o barulho dos pássaros que me trazia uma sensação de relaxamento. Fazia exatamente uma semana que eu estava naquele quarto, Jimin nunca veio me ver, os únicos que vêem aqui todos os dias, são Suga e J-hope, para me alimentar ou conversar. Jungkook também veio uma vez, ele pediu desculpas pelo seu ato e falou logo depois que não consegue controlar bem seus poderes como vampiro.Eu aceitei suas desculpas, afinal não queria ter mais inimigos nessa casa, Jimin já era mais que o suficiente.

Era de manhã e oque eu mais pensava era ''maldito tédio'', não havia praticamente nada para fazer naquele quarto, era um saco ter que ficar presa, as únicas coisas que tinham para fazer ali, era pintar ou dormir., e eu já estava cansada de escrever naquelas folhas de pintura a frase '' Você não tem coração? você não sabe o quão sortudo és por não ter um. Corações nunca serão práticos enquanto não forem feitos para não se partirem'' , e também estava cansada de ficar deitada naquela cama.

55 minutos depois 

Depois de alguns minutos esperando que me levassem comida,ouvi alguém destrancar a porta. Era a Jisoo. Ela carregava uma bandeja com um sanduíche, uma maça e uma xícara de café. Fiquei admirada com o capricho da mesma.

Ela estava me observando mexer na comida, e quando ia tomar meu café a mesma me chama pelo nome, me fazendo olhar para ela.

Jisoo - desculpa pelo Jimin, eu acho que entendo oque você está passando...- a mesma fala com um olhar triste.

Encaro a mesma um pouco séria demais

S/n - como você pode saber oque eu estou passando? 

Jisoo- é que , eu sou como você, ou pelo menos era antes.....- a mesma não continua, me deixando curiosa

S/n- antes do que? 

Jisoo- antes de me tornar uma vampira. Bem, eu era humana como você, e vivia com minha mãe e minha irmã. Um dia, vampiros atacaram nosso vilarejo, e mataram as duas. Eu fugi não sabendo para onde ir, até que descobri essa mansão. Ao entrar nela me deparei com os meninos, eu fiquei com medo, e ao mesmo tempo ódio quando descobri que eles também eram vampiros. Só que eles me fizeram acreditar que poderia ser da ''turminha'' deles e eu aceitei, logo eles me tornaram uma vampira, bem, o Jimin. Pensei que não haveria mais violência ao estar com eles, e não teve, até Jimin voltar para casa no meio da noite todo sujo de sangue, e literalmente ficou louco, e acabou descontando em várias pessoas.

S/n- .........- fiquei sem palavras ao ouvir sua história, eu sabia que aquele ''voltou todo sujo de sangue, no meio da noite'', eu sabia que tinha sido a noite em que meus pais foram mortos e me senti um tanto, culpada?

Jisoo- bem...desculpa qualquer coisa, eu preciso ir- A mesma sai do quarto. Noto que ela deixou a porta encostada, ou seja, não havia a trancado. Isso pareceu de propósito.

Mesmo parecendo de propósito ou não, sai do quarto, ando até o fim do corredor normalmente, e desço as escadas. Ao chegar na metade delas começo a ouvir um som, um som de piano. Havia alguém nessa casa, em algum comodo, tocando piano. Curiosa como sempre sigo o som da música, e me deparo com um garoto de costas, sentado no banquinho do piano. Pelos cabelos brancos pude notar que era Suga, fiquei repetindo várias vezes na minha mente o fato dele tocar muito bem. Até que o mesmo virou e se deparou comigo encostada na porta o observando. 

Suga- oque está fazendo aqui? - ele diz confuso e calmo, como de costume.

S/n- .........nada- digo nervosa e com vergonha, pelo fato dele me pegar no flagra quando estava o observando.

Suga - venha aqui - o mesmo levanta sua mão e faz um pequeno gesto com o dedo, que indicava para chegar mais perto.

Quando fiquei ao lado do mesmo que estava ainda sentado no banco do piano, ele chega para o lado e me faz sentar, bem ao seu lado. Fiquei ainda mais nervosa por ele levantar do banco e ficar nas minhas costas, pegando minhas mãos com as suas, e me fazendo tocar piano. Eu estava calada, e estava gostando do som que ele me fazia tocar. Até que..

Jimin- estou atrapalhando alguma coisa? -Suga saiu de trás de mim e nós dois olhamos para trás e vimos Jimin na porta, logo depois Jisoo aparece ao seu lado, fazendo uma cara de ''Desculpa, ele descobriu''. 

Suga- não estávamos fazendo nada demais. - ele diz, ainda calmo.

Jimin- oque ela faz fora do quarto? foi você que a tirou ? - diz sério e frio

Suga - eu não a tirei do quarto. - ele responde

Jimin- então quem foi? 

Jisoo- fui e*interrompida*

S/n- eu sai sozinha do quarto! Jisoo foi me alimentar e conversou comigo, quando notei que ela estava distraída peguei a chave da mesma.- digo inventando uma desculpa para salvar ela de um castigo pior

Jisoo ficou quieta e quando Jimin olhou para a cara dela ainda sério, ela afirmou e ele não falou mais nada, apenas saiu da porta do comodo indo em direção a sei lá onde. Em fim, ele saiu do comodo e não me prendeu novamente naquele maldito quarto, oque me aliviou.

Jisoo veio na nossa direção e disse um obrigada antes de sair também daquele comodo deixando eu e Suga sozinhos novamente.

Suga - porque você não vai falar com o Jimin? 

S/n - porque eu falaria com ele? - digo surpresa por sua pergunta

Suga- qual é, vocês dois vão viver muito tempo juntos um do outro, não deviam ser inimigos

S/n - e eu não estou entendendo da onde eu tirei tanta intimidade com você e a Jisoo? - digo um pouco risonha 

Suga - é normal, afinal moramos todos juntos, então logo vai ser assim com todos. - calmo como sempre

S/n- ainda tenho minhas dúvidas com o Jimin....- falo me referindo a ''ser amiga dele''.

Suga - ele é um cara bem estressado, mas no fundo ele é um cara divertido e gentil. Você logo vai descobrir mais sobre ele.

S/n - huh....

Depois da 'longa' conversa com Suga, decido passear pela casa, olho tudo que havia nas prateleiras e todos os retratos, até que me deparo com uma porta de vidro, e atrás dela haviam árvores, flores, plantas, frutas, vegetais, pássaros e muito mais! Ao entrar lá dentro sem exitar, vejo que era uma enorme estufa, as paredes eram de vidro, mas o teto era aberto, podia entrar vento, chuva e sol. Definitivamente havia descobrido meu lugar favorito nessa mansão enorme.

Fiquei sentada embaixo de uma enorme árvore que havia ali, provavelmente a mais alta, e peguei algumas flores que haviam ao seu redor, cheirando seu perfume. A brisa do vento era incrivelmente boa,e aquele lugar....ah, aquele lugar me trazia uma maravilhosa sensação de tranquilidade, era quase um calmante.Era realmente meu lugar preferido diante daquela imensa mansão.

Acabei pegando no sono ali mesmo, só acordando com uma pessoa me olhando...quem mais seria? 

S/n - Jimin? estava me observando dormir? - digo ainda sonolenta por ter acabado de acordar. Notei que havia falado normalmente com o cara que.....espera, eu fiz uma lista

Matou meus pais

. Roubou o colar da minha mãe

Me fez de prisioneira 

. Me prendeu em um quarto abafado e sem nenhuma ventilação com pouquíssimas coisas para fazer.

Naquele momento cheguei a conclusão de que aquele lugar tinha algum tipo de magia,não era possível! eu nunca falaria tão calmamente e sem nenhum pingo de frieza para uma pessoa que fez tudo isso comigo.

Jimin- S/n- o mesmo me tira de meus pensamentos.

S/n - oi - EU FIZ DE NOVO! S/n burra burra burra.

Jimin - *risos* 

S/n - oque...ah, é claro...

Jimin- ''se esqueceu ? isso sim é engraçado!"

S/n- ''muito engraçado...fica lendo o pensamentos das pessoas,lê até suas coisas pessoais''

Jimin - escuta, aquele Jimin que você viu semana passada naquela noite, aquela é uma das minhas personalidades, sabe, eu tenho muitas personalidades. Por exemplo, agora eu estou falando normalmente com você, porque será? - ele responde sua pergunta sem nem me deixar falar- porque você está falando normalmente comigo, então....depende de como a pessoa fala comigo. Como vi que você iria ser fria e grossa comigo, fiz a mesma coisa.

S/n - ah..tem certeza que não foi por vingança ? vingança por minha mãe ter te traído com meu pai? 

Jimin - assim, se eu quiser posso ir até o mundo dos mortos e tirar satisfação com sua mãe ou com o seu pai, mas isso já foi a 9 anos, e eu já estou superando, bem, estava,até você que é praticamente o clone dela, aparecer.

S/n - me levanto e vou até a sua frente para encara-lo nos olhos-não tenho culpa se puxei minha mãe, e também não tenho culpa pelo erro dela, só porque sou parecida com ela você vai descontar oque ELA fez, em mim? porque antes de ficar com ela, não se assegurou de que a mesma não era casada?! me fala Jimin!! você já superou o fato de acabar com uma família ?!! em JIMIN!! me responda! ........já superou o fato de acabar com a minha felicidade?- digo a última frase em um sussurro.

Jimin estava com a cabeça abaixada na minha frente, ele sabia que tudo que falei era a pura verdade, ele não devia descontar sua raiva de minha mãe em mim, mesmo eu sendo parecida com ela, embora eu não ache que matar meus pais tenha sido a melhor opção.

Jimin - você não tem noção da dor que senti ao ver ela com outro...- ele fala triste

S/n - ao ouvir aquilo começo a chorar e falo baixo, quase em um sussurro- e você não sabe oque é ver seus pais mortos e passar meus 9 anos sem o colo e o carinho da minha mãe, e viver em um orfanato.E ao achar o suposto culpado de tudo isso, o mesmo rouba uma das únicas lembranças da minha mãe, me faz de prisioneira e ainda me tranca, sem liberdade nenhuma, acabando com o pingo de felicidade que eu ainda tinha

Jimin - S/n..eu não - ele tenta se aproximar, mas recuo dando um passo para trás- você está chorando?...

S/n - por favor..não chega perto..- me ajoelho na grama do jardim

Sinto ele chegar perto jimin (foi sem querer) abaixar ao meu lado e me abraçar

 

 


Notas Finais


Então foi issoooo!!
Espero que tenham gostado.
E até o próximoooo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...