1. Spirit Fanfics >
  2. Blood War - A Love in The Midst of War (Imagine Suga-BTS) >
  3. "Jeon ? É esse seu nome ?"

História Blood War - A Love in The Midst of War (Imagine Suga-BTS) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Gnt dsclp por ficar tanto tempo sem postar,mas agora vou postar com mto mais vezes isso eu prometo

Capítulo 2 - "Jeon ? É esse seu nome ?"


Fanfic / Fanfiction Blood War - A Love in The Midst of War (Imagine Suga-BTS) - Capítulo 2 - "Jeon ? É esse seu nome ?"

Já era o crepúsculo quando decidimos parar de andar,estávamos a beira de uma rodovia,segundo Kai,uma interestadual,paramos naquele lugar enquanto Kai saía para explorar,ele era o único que poderia fazer isso por causa do seu teletransporte.

Ficamos esperando por uns quinze minutos ate ele voltar,depois que ficamos sabendo que havia uma casa que dava para todos nós passarmos a noite houve vários suspiros de alívio.Depois de mais cinco quilômetros de caminhada chegamos a uma chácara bem aconchegante,a porta da frente estava aberta então nós simplesmente entramos.Finas camadas de poeira cobriam a maior parte do móveis e do chão.

-Vasculhem os quartos -disse Sehun- Procurem por coisas úteis...

Nos dividimos e fomos vasculhar o resto da casa,não havia nada a não ser poeira e cobertores com buracos de traças.Um chamado dos meninos me fez descer para o primeiro andar de novo.

-O que encontraram ? -perguntou Sehun

-Nada -respondi.

A resposta da maioria foi igual,tudo que encontramos foram lençóis e cobertores mofados ou devorados por traças,poucos estavam em bom estado mas ainda estavam com alguns furinhos,essa foi a resposta,ate chegar a vez de Luhan falar.

-Encontrei corpos,ou melhor os esqueletos -ele disse- Dois adultos e duas crianças,provavelmente mortos durante o Recrutamento,tinha marcas de perfuração por bala na cabeça,provavelmente foram executados.

Assim como todos,fiquei em choque, duas crianças provavelmente mortos por soldados,talvez nem fosse sangues novos,talvez nem tivessem idade para usar seus poderes e foram mortos de forma bruta,violenta e insensata.Eu queria chorar,gritar e enfrentar cada um desses soldados que nos caçavam incansavelmente ate os matar,queria poder voltar no tempo para impedir que os pais e as crianças fossem mortos mas eu não podia fazer isso.Pensei nas milhares de outras crianças que tiveram o mesmo destino ou pior,presos a uma mesa médica servindo como cobaias para experimentos de cientistas loucos para que o governo saiba o que esta acontecendo e tente deter qualquer forma de anarquia,pensei amargamente em meu irmão,a imagem de seu cadáver jogado em uma vala qualquer ou de seu corpo sendo de instrumento de estudo fez com que meus olhos se enchessem de lágrimas mais uma vez.

Me senti impotente e inútil,Sehun pediu para que Kai teletransportasse os corpos e os enterrassem Beack foi cm ele para que pudesse servir de apoio.O restante de nós recolheu os cobertores que poderíamos usar e ajeitamos tudo para que todos coubessem na sala,não demorou muito para que os meninos voltassem então nos acomodamos e em pouco tempo a maioria já tinham pegado no sono,com exceção de Sehun e eu,alguma coisa não me deixava dormir,tinha a sensação de que alguém nos observava,então preferi ficar acordada,Sehun acabou me fazendo companhia,combinamos que depois acordaríamos os meninos para que ficassem de vigia enquanto nós dois pudéssemos descansar um pouco.

-A sensação não me abandona sabia -comentei baixinho para que apenas Sehun escutasse- Sinto que tem alguém lá fora.

-Não se preocupe,pequena -ele disse- Mesmo que tenha,tudo vai acabar bem.Como sempre acaba.

Ele me deu um beijo casto,cheio de carinho e afeto.Sempre que isso acontecia me sentia um pouco mal por não conseguir retribuir da mesma maneira.

Depois de mais alguns minutos acordados começamos a ouvir o barulho dos arbustos se mexendo la fora,com cautela acordamos cada um dos meninos,por pouco tempo os barulhos sessaram,estava começando a achar que tinha sido só um bicho,mas depois os barulhos aumentaram,com certeza não era bicho algum,era grande de mais,e havia mais de um.Com o tempo passei a perceber a quantidade de inimigos que se aproximavam apenas escutando,e eu podia afirmar,eram sete.

A tensão tomou conta de todos nós,o silêncio se fez presente mais uma vez,então as janelas nossa frente estouraram ,soltei um grito de surpresa quando sete garotos as atravessaram.Todos usavam máscaras brancas que escondiam seus rostos,tudo que se podia ver eram seus olhos e por mais estranho que se parecessem eu reconheci as orbes castanhas de um deles,podia ser ilusão mas podia jurar que eram do meu irmão.Mas não deu tempo de conferir,ele atacou,uma descarga elétrica saiu de suas mãos,um relâmpago vivo saiu das duas palmas do garoto e veio em minha direção,desviei mais rápido mas o raio passou raspando em meus cabelos,as pontas ficaram fumegando e fedendo a cabelo queimado.Eu ia atacar de volta mas algo me impediu,eu não queria machuca-lo,por alguma razão,eu queria saber quem estava debaixo daquela máscara.

Mas nem todos pensavam como eu Beack atacou um garoto da esquerda e todos os outros o seguiram eu era a única q não fazia nada se não fosse Sehun a me puxar para dentro dos corredores ara me proteger eu ja teria sido morta,um dos garotos mascarados parecia ter a habilidade de controlar coisas de metais,garfos,moedas e várias outras coisas flutuavam e tentavam atacar alguém do meu grupo,e o que me  mais preocupada eram as facas,elas cortavam o ar cm velocidade.

A sala onde estávamos virou um inferno,os poderes dos meninos se misturavam e causavam inúmeras explosões os gritos de raiva dos meninos se misturavam,as paredes tremiam e rachavam,pensei que toda a casa iria desabar sobre nossas cabeças.Se não matássemos uns aos outros com toda certeza morreríamos esmagados 

-Ajuda a gente -gritou Sehun sobre o barulho da batalha- Por favor (S/n),sem você vamos morrer !

-Não posso !Não ainda,um daqueles garotos me chamou a atenção,eu acho que é o meu irmão !

-Impossível !Você mesma disse que seu irmão morreu.

-Sehun temos que fazer alguma coisa -disse Kai aparecendo do nosso lado- Se ficarmos aqui vamos todos morrer !

-Vamos embora !Reúna todos e depois nos teleporte daqui.

-Não !Eu preciso falar com aquele garoto !Por favor !

-Não sabemos se ele vai te ouvir,e se ele te mata ?Nós vamos embora !

Antes que começássemos a discutir outra vez saí de trás daquela parede,não sabia o que eu estava fazendo,não sabia se tinha perdido  controle ou ficado louca,mas eu precisava fazer aquilo,pela primeira vez deixei meus poderes fluírem minhas chamas dançaram nas palmas das minhas mãos e pareciam vivas apenas esperando meus comandos,pela primeira vez percebi que aquilo podia ser muito mais que morte e destruição eu poderia usar para me proteger e proteger quem eu amava.

Lancei minhas mãos para frente e deixei o fogo me proteger,quase que de imediato uma parede de fogo se pôs entre mim e os invasores,a sensação de proteção se fez presente,meus amigos e eu estávamos em um lado na sala separados e protegidos por uma parede quente flamejante e viva,eu sentia o fogo pulsar o calor pulsava como um coração,foi então que percebi ser o meu coração,o calor emitia ondas de acordo com minhas batidas descontroladas.Mais uma vez controlei meus poderes para isolar apenas o garoto que me chamou atenção,os outros de seu grupo se espantaram com minha atitude,até meus próprios amigos se assustaram quando me isolei com ele.

Eu queria saber,precisava !A possibilidade única e quase inexistente dele ser meu irmão me matava por dentro.

-Quem é você ?- perguntei- Qual seu nome ?

-Não te interessa -ele respondeu.

O tom de voz o jeito de responder quase me fez querer chorar e correr pros braços dele mas a atitude agressiva me fez congelar de medo.

-Me interessa porquê eu perguntei.

-MATA ELA JEON !! -um dos garotos gritou.

-Jeon ?É esse seu nome ? -mais uma vez perguntei 

-Se eu te falar meu nome você apaga esse fogo ta ficando difícil ficar aqui 

-Apago se seus amigos pararem de atacar os meus !Se não vou queimar cada um deles !

Depois de um empasse silencioso com os amigos ele concordou com um aceno de cabeça,apaguei o fogo e o encarei,precisava de coragem,enquanto o clima quente diminuía foi ficando mais fácil de respira.

-A única coisa que quer saber é meu nome ? -ele perguntou.

-Sim,é só pra tirar uma dúvida.

-Entendi,Jeon Jungkook.Esse é meu nome.

Não me segurei,corri em sua direção e pensei que os outros me atacariam de novo,acho que só não fizeram isso porquê eu o abracei

-Por favor !Por favor deixa eu vei seu rosto -praticamente implorei.

Ele não entendeu mas assim que tirou a máscara tive certeza,era o meu irmão !Os olhos redondinhos,o nariz um pouco grande,e a boca delicadinha com os dentes de coelinho me fizeram chorar mais.

-Kook ? -perguntei chorosa,ele me olhou confuso como se soubesse quem eu era mas não conseguia acreditar,eu também não acreditava.

-(S/n) ? -foi quando a ficha dele caiu,e a minha também- Não brinca !Você ta viva !

Ele me abraçou mais,então foi a vez dele de chorar,meu irmão soluçava enquanto falava que não acreditava que eu estivesse viva e estava feliz por a gente ter se encontrado.

-(S/n) ! -Sehun me chamou,confesso que fiquei preocupada,ninguém tava com uma cara boa- O que tá acontecendo ?

-Sehun,calma !Todo mundo se acalma,por favor ! -eu tentei apaziguar os nervos mas não acho que estava funcionando- Ele é meu irmão,aquele de quem eu falava !

Não sabia o que esperar deles,ninguém parecia querer aceitar,foi quando percebi que todos se encaravam com ódio,o clima começava a ficar tenso,entrei na frente de Jungkook pra tentar protege-lo mas acho que falhei,Sehun e os outros perceberam.

-Vai ficar do lado deles ?-Luhan perguntou bravo.

-Eu não sei o que ta acontecendo aqui pra escolher um lado se alguém pudesse me explicar eu agradeceria -falei irritada,já estava cansando daquele clima.

-Outra hora -disse Kai -Acho melhor eles irem (S/n) !

-Se eu for ela vai comigo !- disse meu irmão.

-Ela fica,Jeon !Não vou deixar ela com vocês - Sehun me puxou pelo braço e envolveu os braços ao meu redor,ele não queria que eu fosse e estava disposto a garantir que ninguém me levasse dali ou me tirasse de perto dele.

-Ela vai comigo sim ! -meu irmão se alterou,sua raiva era tanto que faíscas saiam de suas mãos.Um dos amigos dele tentavam acalma-lo,não adiantou muita coisa.

-Kook -eu o chamei de forma calma como quando eu fazia para acalma-lo quando éramos crianças,tentei ir até ele mas Sehun não deixou,ele ainda mantinha seus braços ao meu redor- Eu posso te encontrar amanhã,só me fala onde que eu vou tá bom ? Pra gente conversar.

Ele pensou muito sobre isso por fim concordou.

-Segue o riacho até uma cachoeira,estamos acampando na clareira,é fácil de achar -ele me disse- Tchau (S/n)!

-Tchau Kook .

Depois que todos eles saíram não aguentei mais conter minha raiva e explodi.

-POR QUE CARALHOS EU NÃO PODIA IR COM MEU IRMÃO ?FIQUEI QUASE DOIS ANOS SEM VER ELE,PENSANDO QUE ELE ESTAVA MORTO !

-Se aclama -pediu Suho- Não confiamos neles para deixar você ir sem mais nem menos.

-Posso saber o por quê disso ?

-É melhor se sentar (S/n) -disse Sehun.

Continua.....?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...