História BloodLycan - A Saga dos irmãos Mool - Parte 1 - Capítulo 10


Escrita por:

Visualizações 20
Palavras 988
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 10 - Jennifer


Fanfic / Fanfiction BloodLycan - A Saga dos irmãos Mool - Parte 1 - Capítulo 10 - Jennifer


Eram aproximadamente 15h00. John, Allec e Acira estavam numa lanchonete que se encontrava no centro de Merrowmash. Allec sentia-se nervoso e não parava de olhar e batucar seu celular em sua mão. John e Acira sentaram-se de frente para Allec e observavam o ambiente. Acira notou que ninguém olhava e começou a morder de leve a orelha de seu parceiro escondida pelos fios negros. Os três ficaram em silêncio até que tocou o celular de Allec com uma mensagem.
— É ela? — Acira perguntou.
— Sim! — Allec sorriu e olhou ao redor até que avistou Jennifer do outro lado da lanchonete. — Vou buscá-la, por favor, seja gentil John!
— Pode deixar! Eu sei ser gentil quando eu quero. — disse levando um olhar malicioso pra Acira que lhe dera uma cotovelada.
— Comporte-se querido... Hihihi 
— Era eu que estava ti provocando agora a pouco né?
— Quero que conheçam minha namorada... — disse chamando a atenção dos dois que se levantaram no mesmo instante. — Jennifer, este é meu irmão John e sua namorada Acira.
— Prazer em conhecê-la. — John beijara a mão dela.
Jennifer ficará vermelha pelo gesto inesperado e encantada pela semelhança em que ele e Allec compartilhavam.
— O prazer é todo meu!
— Prazer em conhecê-la, querida! — Acira a abraçou como se já a conhecesse.
— Igualmente! — Jennifer retribuiu o abraço mesmo sendo tímida.
— Bem, quem está com fome? — perguntou Allec se sentando e mostrando o lugar para Jennifer.
— Dizem que o lanche daqui é delicioso! — afirmou Jennifer.
— E não é só por falarem! É muito bom mesmo! — Acira disse.
John fez um sinal para a garçonete atendê-los e Jennifer comentou em seguida.
— Estou muito Feliz em conhecê-los, de verdade... Allec sempre fala muito bem de vocês.
— Que bom, senão eu puxaria a orelha dele! — Acira fez um gesto de estralar os dedos como se fosse uma ameaça, porém de brincadeira.
Jennifer sorrira com o gesto de Acira e em seguida John comentou.
— A garçonete já está vindo.
Todos fizeram seus pedidos. Enquanto aguardavam John perguntou.
— Eu sei que não é muito legal perguntar isso logo de cara, mas fiquei curioso, quantos anos você tem Jennifer?
— Tenho 16.
John olhara para seu irmão em seguida.
— Quem diria que conseguiria uma linda mulher mais velha pivete! — John disse pra zoar seu irmão.
— Eu não sou mais criança e só sou um ano mais novo! — disse lançando um guardanapo limpo em John que o pegara no ar e o lançara de volta.
— Não ligue pra eles querida, esse aqui si diz mais velho, mas se comporta como um bebê às vezes! — Acira sussurrou pra Jennifer e ambas sorriram.
— Hey, o que estão cochichando da gente? — perguntou John.
— Nada! — Acira riu.
— Nada, hum? — John pegara nas mãos dela e a puxou pra si. — Não me obrigue a fazer aquilo... — disse com um sorriso malicioso, que foi interrompido por Allec que pigarreou de maneira a chamar a atenção dos dois.
— O lanche chegou... — comentou e ajudou a garçonete a distribuir os pratos na mesa.
Jennifer soltou um breve sorriso, pois John e Acira formavam um casal divertido e simpático.
— Vocês formam um belo casal, há quanto tempo se conhecem?
Os dois se entreolharam e Acira respondeu. 
— Desde que este jovem usava fraldas... — apontou para Allec.
— Nossa! E estão juntos desde então? — perguntou admirada.
— Bom, o destino nos separou por um longo tempo, mas voltou nos unindo com tudo, não é amor? — Acira disse olhando para John.
— Uhum... — respondeu de boca cheia e já devorava o lanche acompanhado por Allec.
— Muito bacana! — Jennifer respondeu.
— E vocês dois, onde se conheceram? — perguntou Acira.
— Foi no nosso primeiro dia de aula, Allec foi muito gentil comigo e me apresentou os lugares da escola...
— Não conhecia esse seu lado meigo Al... — disse Acira.
— Nem eu... — John riu.
— Não é pra tanto também, soa esquisito desse jeito. — Allec respondeu envergonhado.
E todos riram. Permaneceram na lanchonete por mais duas horas até que o pai de Jennifer mandara uma mensagem dizendo que havia vindo buscá-la. Despediram-se dos dois na saída da lanchonete, pois Allec iria acompanhá-la e do outro lado avistaram a caminhonete que aguardava o jovem casal. John cumprimentou de longe a pessoa por trás do insulfilm e recebeu uma buzina em resposta após partirem.
— O que achou dela? — Acira perguntou enquanto caminhavam.
— É uma garota muito interessante e simpática!
— Então gostou dela?
— Mesmo eu sendo contra, Allec merece ser feliz, se os dois se dão bem...
— Eu também gostei dela! — Acira riu, mas notou que John ficou pensativo e perguntou. — O que foi John?
— Tenho a impressão de já ter sentido o cheiro dela, mas não me recordo de onde...
— Deve ser coincidência... — Acira pareceu se surpreender e ficar preocupada pelo comentário de John e começou a puxá-lo. — Vem vamos pra casa, tenho uma surpresinha pra você! 
— Mal posso esperar para saber o que é!
Já na casa, os dois entraram se agarrando e Acira o levou até o sofá. Permaneceram se beijando até que Acira o afastou e pediu.
— Por favor, feche os olhos John e não abra até eu mandar! É uma surpresa.
— Ok... — respondeu e a sentiu afastar-se por alguns metros e pegar algo dentro do armário. Alguns minutos depois ela começou lambê-lo em seu pescoço. — O que está aprontando desta vez Acira? — perguntou ficando excitado.
— Não abra os olhos ainda... Você vai gostar... — disse entre as lambidas.
Num instante sentia tesão, mas que se disseminou ao sentir uma picada em seu pescoço. Abriu os olhos de surpresa e Acira estava acima dele com um olhar desgostoso e seus olhos lacrimejando. Ela injetara em seu pescoço 0,2 ml de wolfsbane. No mesmo instante John sentiu suas forças se esgotarem e seu corpo começou a tremer, só não caíra pra frente do sofá, porque Acira o segurou.
— A-Acira? — perguntou enquanto ela o ajudava a se deitar.
— Shhhh... Está tudo bem...
— O... O que você... — e ele desmaiara antes de terminar a frase.
— Me desculpe John... — disse enquanto limpava os vestígios de lágrimas.


Notas Finais


E aí, está gostando da história? =)
Convido-o(a) a deixar um comentário! ^w^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...