1. Spirit Fanfics >
  2. Bloody Crown >
  3. Sangue na coroa

História Bloody Crown - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Bom dia/boa tarde/boa noite :) mais um cap hehehe

Capítulo 2 - Sangue na coroa


O camponês nervoso termina sua explicação sobre vândalos tentando invadir o castelo, a rainha furiosa com essa falta de respeito pede aos guardas para caçar os rebeldes, a princesa Samantha por algum motivo aquela notícia não à afeta:

-Mãe estou indo fazer uma caminhada no jardim, me diga se tiver sorte em sua busca aos vândalos; diz ela com uma risada sarcástica 

-Sem piadinhas Sam isso é sério,leve as criadas contigo eu não confio em você sozinha; a garota com uma careta sai do cômodo.

Já do lado de fora o cheiro das flores é contagiante o vento sobre as folhas faz com que pareça que as rosas estão cantando, o jardim real, uma das paisagens mais bonitas do reino...a garota perdida em seus pensamentos é interrompida por um barulho estranho vindo de arbustos.. é a criada Lívia, já a tinha visto pertubando Amélia então sia relação com ela não era lá das melhores:

-Lívia? O que está fazendo?

-Majestade? OH sinto muito  sinto muito, achei que fosse Amélia

-O que quer com Amélia? Se quiser saber acho que à vi pelos corredores

- tenho que resolver uma coisa com ela...mas de qualquer forma obrigada, vou procura-la 

-tente não se espreitar para tentar espionar os outros novamente, isso é perigoso. A criada faz um sim com a cabeça e sai apressada enquanto a princesa volta a conversar com as flores. Já havia começado a escurecer, a princesa logo entrou novamente..ers bem perigoso a noite do lado de fora do castelo,a caminho da sala de jantar a garota vira a criada Lívia pertubando Amélia novamente, quando percebera que ela estava a postos para derramar um balde de água em Amélia já era tarde,correra o máximo que os saltos permitiam para socorrer a criada e amiga: 

- O QUE PENSAS QUE ESTÁ FAZENDO?

-M-majestade! É somente uma brincadeira, não é Amélia?

-Amélia com um olhar tristonho faz com a cabeça que sim, tentando manter um sorriso

-CHEGA! VOCÊS AO REDOR, PAREM DE RIR E VOLTEM AO TRABALHO! Amélia venha,vou lhe emprestar minhas roupas...e VOCÊ Lívia, me espere em meus aposentos

-mas majestade não posso utilizar suas roupas sou apenas uma criada samant- Sam

- sem mas nenhum! Lívia me espere em meu aposento, se não estiver lá quando eu chegar eu mesma venho buscá-la puxando-a pelos cabelos! A criada assustada corre em direção ao quarto da princesa.

Depois de dar a criada Amélia as roupas limpas, a princesa caminha calmamente até o seu aposento e então abre a porta delicadamente:

-M-majestade, era só uma brincadeira juro com minha vida que não pretendia assustar Amélia...

-Hm vamos lá Lívia todo mundo viu...incluindo eu! a princesa ri feliz e calma, sabes que Amélia é não só minha criada fiel como amiga não sabe Lívia?

-Majestade eu imploro, não diminua meu salário eu presciso cuidar da minha família, piedade senhorita  A criada se ajoelha diante os pés da princesa pedindo perdão

- e como uma boa amiga Lívia...eu deveria defender Amélia não acha? A criada faz um movimento com a cabeça como se estivesse confusa, a princesa começa a rir com um ar feliz e calmo novamente, entre as gargalhadas ela tenta se segurar para falar:

- é tão engraçado te ver aqui aos meus pés pedindo perdão só por que sou da realeza não é? Se quisesse mesmo não estar aqui não teria equivocado Amélia... Mas vamos conversar como duas adultas civilizadas! A princesa abre uma gaveta e pega duas taças de vinho juntamente com a garrafa, ela a abre e dá uma das taças para a criada:

-Então Lívia sente-se aqui |ela aponta a uma cadeira na varanda| A criada prontamente dá uma leve caminhada até a cadeira, enquanto a princesa procura algo a mais na gaveta:

-Então majestade...eu sinto muito pelo o que fiz com Amélia...|ela dá um gole no vinho| eu só fiquei com raiva entende? Ela é muito irritante... se me permite

- só sinceridade por favor, não se preocupe não vai me afetar... diz ela ainda procurando algo em sua gaveta 

- oh entendo que bom! Urgh majestade ela é insuportável! Como consegue lidar com ela? distraída e desajeitada, parece que está sempre com a cabeça nas nuvens! A princesa sorri e puxa algo da gaveta e rapidamente esconde em seu vestido enquanto anda em direção a criada na pequena varanda:

-Continue sinta se a vontade para me falar tudo que acha de Amélia acredite convivo com ela, irei entender... A princesa continua com seu sorriso estranhamente satisfatório:

- Oh! Sabia que entenderia majestade, me sinto bem em extravasar, urgh QUE GAROTA INSUPORTÁVEL! Então a princesa derrama sua taça de vinho na criada

- M-majestade tome mais cuidado e-eu...

- Oh! Sinto muito Lívia...foi sem querer sabe? Te achei um pouco insuportável! Ela sorri de orelha a orelha e retira umas mordaças de seu vestido, antes que a criada possa reagir ela tampa suas mãos e pernas:

- o que está fazendo majestade?!? Aonde arranjou isto? M-majestade pare...SOCORRO A PRINCESA FICOU LOUCA! 

- CALE-SE ISSO É UMA ORDEM! A princesa tira seu sorriso do rosto e furiosa usa as mordaças em sua boca impedindo-a de gritar ou pedir ajuda, então o sorriso volta a ssu rosto:

-Ora ora, ela joga sua taça na criada e começa a gargalhar novamente' que irônico não? A caça vira o caçador...você nunca mais vai fazer mal a Amélia me entendeu? Até por que...como fará algum mal morta? Ela ri sem parar, mas era como se tivesse contado uma ótima piada, você vai para o inferno Lívia. A princesa empurra a criada no parapeito, da cintura para cima ela está dependurada a ponto de cair em um arbusto de rosas com espinhos;

- O que será que acontece se eu fizer... A princesa solta e segura rapidamente a criada na tentativa de um susto ela se debate e chora tentando gritar;

-Hmm não isso não vai funcionar melhor ficar parada se não lhe jogo mais cedo! ela ri calma, vamos ver...O que posso fazer com você antes de encerrar esse capítulo da sua vida? Ela olha para o piso e vê uma xícara de chá que tomara ontem e as criadas esqueceram de recolher;

- Que tal um último chá..? Ela agarra a xícara e derruba o chá nos cabelos de Lívia e logo depois quebrando a xícara em sua cabeça em pequenas batidas até quebrar enquanto fala "Puff!" Como se achasse divertido;

-umph foi bom enquanto durou, eu não tenho mais nada por aqui para você...Então acho que é um adeus certo? A criada se debate e chora com os olhos cheios de vinho chá e sangue da Pancada da taça, ela desesperadamente com todas suas forças tenta gritar mas só saem pequenos sussurros

- então é isto! ela fala soltando a criada lentamente, ela grita silenciosamente enquanto cai da varanda, a princesa escuta o estalar dos ossos da criada quando ela chega ao chão.



Notas Finais


Opaaan qualquer erro d português 6 me perdoa viu? Tô melhorando minhas habilidades de fanfiqueira hehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...