História Bloody lovers - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Gente me desculpem se eu demorei para postar, eu estava em época de provas no colégio e minha criatividade resolveu simplesmente dar a louca e sumir, vou tentar voltar a postar.

Boa leitura.

Capítulo 5 - Lovers at night


Fanfic / Fanfiction Bloody lovers - Capítulo 5 - Lovers at night

" Se você não eliminar algumas coisas da sua vida, essas coisas eliminaram a vida que há em você"



(...)_1hora depois - 00:05



Nayeon acordou sentindo seu corpo doer por inteiro, em um ato rápido quando tentou mover de leve a cabeça sentiu uma forte pontada em seu pescoço a lembrando do que havia acontecido pouco antes de perder a consciência.


A menina repousou a mão na lateral do pescoço sentindo a área doída, passou de leve a mão sobre a pelo sentindo o que pareciam ser dois furos ou pontos se sobressaindo na pele branca de menina. Nayeon novamente, porém com a mão no pescoço dessa vez tentou e com sucesso e um pouco menos de dor levantar a cabeça, conseguindo um pouco de visão do lugar onde estava, a menina rolou os olhos sobre o cômodo percebendo que estava deitada na cama bagunçada do quarto em que havia entrado. A menina colou todas as forças que tinha nos braços os apoiando na cama e conseguindo sentar.


No estande em que a menina se pôs sentada seus sua visão deu de cara com a porta do banheiro de frente para si a fazendo lembrar da banheira, do menino a de toda a água, Nayeon passou os olhos pelo chão procurando pistas mas não achou nada, tudo havia sumido, o chão não estava molhado a banheira vazia e suas roupas um pouco humidas, essa era a única confirmação de que a mesma não estava ficando louca e que a cena no banheiro não era apenas um pesadelo.


Nayeon se pôs a levantar da cama tentando fazer o mínino de barulho possível já que de acordo com Seokjin a mesma nem deveria estar lá. Assim que a menina pôs os pés no chão deu um passo em direção a porta porém quando foi se mover de novo escutou um grande ranger vindo das madeiras a baixo de seus pés.



Nayeon: Que bosta! Essa casa é tão velha que nem se você tentar o máximo não consegue ser silencioso.



A menina com medo de ser descoberta usou toda sua energia e andou o mais depressa que pode até seu quarto, a mesma entrou logo fechando a porta e se sentou apoiada na parede olhando para os lados procurando algum visitante indesejado. Vendo que estava sozinha a mesmo correu até a cama pegando seu celular constatando logo depois de o ligar que realmente não havia sinal no lugar. A mesma bateu sua mão na testa logo passando a mão na nuca puxando de leve os cabelos em um ato de raiva e chateação. A menina jogou o celular na cama e quando estava prestas a virar as costas avistou um pequeno pedaço de papel azul ao lado de sua mesa o pegando rapidamente quando lembrou que podia ser de sua irmã.



" Eu demorarei para voltar, se cuide e lembre-se eu te amo 🖤 
Ass: Jyho



A menina leu o bilhete indignada, não podia que ser que sua irmã iria a abandonar justo na mansão do Conde Drácula. Nayeon raciocinou e olhou em seu relógio vendo que não tinha apagado por muito tempo a dando um sinal de esperança.



Nayeon: Talvez ela não tenha saído a tanto tempo, ela pode estar lá em baixo ainda 



Nayeon apesar de não ouvir se quer um piu no andar de baixo apesar de não receber pista nenhuma, se recusava a acreditar que a irmã a havia deixado lá. Com todo o seu medo a adrenalina brigando dentro de si a menina colocou todas as suas forças nas pernas e correu o máximo que pode até o andar de baixo, quase tropeçando na escada. 


Porém toda sua esperança foi abaixo quando parou no último degrau da escada, avistando apenas cinco rapazes reunidos na sala, entre eles Seokjin, a menina juntou a coragem que havia no fundo de seu corpo e foi em passos firmes até o menino sendo encarada pelos outros quatro, Nayeon evitou olhar para os meninos e andar somente parando quando se pôs de frente a Seokjin que a olhava como se sentisse que apesar de menina mostrar coragem tremia de medo por dentro. Nayeon segurou o ar nós pulmões e direcionou a palavra a Jin.



Nayeon: C-cadê a minha irmã ?!



Nayeon não obteve nenhuma resposta somente um sorriso debochado por parte de Jin. A mesma se enfureceu e quando ia começar a discutir com Jin sentiu sua cintura ser puxada em um ato rápido a virando e deixando seu corpo colado com o de um dos meninos que estava encostado na parede apenas observando, o mesmo possuía o cabelo vermelho em um tom mais escuro que sangue e um sorriso galanteador preso no rosto.


Nayeon olhou para o mesmo e logo começou a se debater para sair dali, porém quando mais se movia mais sentia o mesmo apertar sua cintura colando mais seus corpos.


Nayeon: Me solta seu desgraçado! Filho da puta ! Babaca! Me solta!


O mesmo a olhou de cima por ser um pouco mais alto que a menina soltando o mesmo sorriso debochado logo olhando para os outros meninos a sua frente que corresponderam sorrindo junto com um olhar psicótico e debochado ao mesmo tempo.


Taehyung: Olha como ela tem a boquinha suja 


Falou o que segurava a cintura da menina usando a outra mão para passar o dedo indicador nos lábios da menina, Nayeon teve a brilhante idéia de morder o dedo do menino mais ele foi mais rápido tirando o dedo a tempo deixando a menina mais irritada ainda.


Jungkook: Cuidado Taehyung, ela morde kkk...


O menino que permanecia com um sorriso ao lado de Jin se pronunciou pela primeira vez vendo Taehyung sorrir de lado. Nayeon sentiu as mãos do menino deslizarem de seu queixo até seu pescoço, o mesmo afastou seu cabelo passando a mão pelo seu pescoço o investigando até parar sobre a marca ainda doída no canto, Taehyung pousou a mão sobre o machucado e apertando de leve recebendo um gemido de dor vindo Nayeon


Nayeon: hm... aí!


O mesmo lambeu os lábios olhando para o pescoço da menina logo voltando a olhar a mesma.


Taehyung: O Namjoon fez isso com você ? 


A menina subiu o olhar para Taehyung com os olhos arregalados. Então era esse o nome do menino, aquilo significava que ela não estava louca ou que tinha sido um pesadelo , tudo tinha acontecido e o nome do culpado era Namjoon. A menina viu Taehyung soltar um olhar de satisfação e um sorriso malicioso e psicopata se formar em seu rosto.


Taehyung: Não se preocupe, eu vou fazer uma melhor.











Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...