História Blosoom - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Flex, Flores, Heoserendipity, Namgi, Namgi!flex, Namjin!mention, Sugamon, Yaoi, Yoonjoon
Visualizações 133
Palavras 1.979
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, lindo <3
Obrigada por todos vocês terem entendido o que falei e as pessoas que chegaram agora e perderam o medo de comentar, sejam bem-vindos!

Espero que gostem do capítulo!

Boa leitura!

Capítulo 5 - Ganhar coragem


As mãos de Namjoon tremiam de nervoso e ele só seguia andando em frente até seu carro, por mais que quisesse dar meia volta para se desculpar com Yoongi por ter saído tão rápido de lá, sua consciência só o guiava para voltar ao seu carro e dirigir até sua casa. O rapper já tinha perdido quantas vezes tinha repassado toda a fala de seu hyung.

Por que aquilo tinha que acontecer naquele momento? Seu relacionamento com Jin estava tão bom. Finalmente, depois de anos, ele tinha conseguido alguém para namorar e chamar alguém de “seu”. Namjoon se perguntava se tudo o que tinha passado com Yoongi quando eram mais jovens, foi apenas um pretesto para o outro se aproveitar de si e conquistá-lo ou realmente era a mais pura amizade?

Assim que desembarcou em sua casa, ele pensou que teria um pouco de paz, porém foi surpreendido por Jungkook para na frente de sua casa junto com Taehyung e ele bufou, rolando os olhos.

— O que vocês estão fazendo aqui? — o rapper nem educado tentou ser. — Nem me avisaram que viriam para cá!

— Como não? — Taehyung foi o primeiro a responder. — Nós mandamos mensagens no kakao para você, porém nunca nos responde, então… — ele deu espaço para Namjoon abrir a porta do apartamento para eles entrarem.

— Passei o dia fora, meu celular descarregou. — ele se defendeu, entrando em sua casa.

— Já ouviu falar de carregador portátil? — Jungkook implicou. — Onde estava, hyung?

— Eu fui para a Big Hit, almocei com o Jin e depois fui para floricultura.

— Você vive na floricultura agora. — Taehyung deu uma risada.

— É que ele reecontrou o melhor amigo de infância dele, deve ter muita coisa para colocar em dia, né mesmo? — o mais novo deu uma risada enorme, levando para um lado malicioso. — Mas me diga, como está você e o Jin-hyung?

— Ainda nos conhecendo. Quero dizer, estamos na fase de que eu estou quase pedindo ele em namoro, certo? — Namjoon falou com um sorriso no rosto, porém, imediatamente desapareceu ao lembrar-se de Yoongi.

Droga Yoongi, por que você tem que aparecer logo agora na minha mente? — ele pensou, ficando com o olhar distante.

— Até que enfim, né? — Taehyung deu risada. — Faz algum tempo já que vocês estão nessa amizade com beneficíos, né?

— A gente não estava com amizade com beneficios, Taehyung!

— Qual o motivo de estar tão estressado, hyung? — Jungkook jogou-se no sofá da sala de Namjoon.

O rapper olhou para seu amigo, querendo pular no pescoço do mesmo e acabar com a carreira de modelo dele ali mesmo.

— Aconteceu uma coisa que eu não queria que tivesse acontecido, sabe? — ele foi sincero, sentando-se na poltrona da sala.

— Jin te traiu? — Taehyung jogou o palpite no ar.

— Não, claro que não! — ele exclamou. — Quer dizer, não sei. Por acaso, você sabe de alguma coisa, querido?

— Eu não. — ele bufou. — Mas uma vez que você está nesse estresse todo pensei que fosse algo bem, mas bem cabuloso mesmo.

— Não tem nada de “cabuloso” ou tem, depende do ponto de vista. — ele mordeu os lábios. — Lembra daquelas orquídeas que recebi quando vocês estavam aqui?

— Sim. Lindíssimas. — Jungkook suspirou, olhando para as flores que estavam em uma mesa perto deles. — Eu queria muito uma namoradinha que me mandasse flores para mim. Ou um namoradinho. Quer dizer, até amigos, eu estou aceitando.

— Você não cuida, quer para quê? — Taehyung perguntou.

— Me sentir amado.

— Sei. — ele rolou os olhos. — Continua, hyung. Foi o Jin, né?

— Foi o Yoongi!

— O seu amigo que você nos fala? — Jungkook ajeitou-se no sofá, abrindo a boca.

— Exatamente ele, gente!

— Pode ter sido como amigo. — Jungkook respondeu na tranquilidade. — Pelo o que me disse, vocês dois eram muito amigo. Ele deve ter ficado feliz que você repareceu e está querendo reatar a amizade.

— Ele se declarou para mim há uma hora, Jungkook!

— Se declarou? — Taehyung indagou. — Como assim?

— Ele falou que é apaixonado por mim. Disse que era apaixonado por mim desde quando éramos mais jovens. Só que ele não tinha coragem de falar e que tinha medo de perder minha amizade. Só que aí eu sumi e ele pensou ter esquecido, mas quando eu reapareci, ele percebeu que não tinha esquecido. — Namjoon fechou os olhos. — Ele pediu desculpas por me amar.

— Ai que romântico. — Jungkook abriu um sorriso de ponta a ponta do rosto. — Aí você beijou ele, né?

— Não!

— Não? — os dois mais jovens perguntaram juntos.

— Eu travei na hora e só consegui ser guiado por minhas pernas até meu carro e vir para casa.

— Mas se você gosta dele também, qual o motivo de ter saído correndo? — Jungkook perguntou. — Era para ficar feliz.

— Como assim você gosta do Yoongi, Namjoon? — Taehyung ficou espantado com a revelação.

— Eu estou quase namorando o Jin.

— Ah, é. — ele fez uma barulho com a boca. — Vocês curtem threesome? Chamava ele para o relacionado.

— Jungkook! Você quer deixar minha cabeça pior do que já estava, né?

— Claro que não, hyung. Que maldade pensar isso de mim. — ele sorriu. — Eu entendo que esteja meio irritado. Deve ser difícil saber que, logo agora que conseguiu superar o amor que tinha por ele, o mesmo se diz que é apaixonado por você por anos.

— Como eu nunca soube disso?

— Pois o Jin é seu primo, certamente você contaria para ele! — Namjoon ficou irritado. — Pelo amor de Deus, Taehyung, não abra a boca.

— Desde que você não engane ele, pode ter certeza que eu não vou abrir o bico.

— Eu não estou enganando ninguém! Eu realmente entrei nesse relacioanemento com o Jin, pois gostava dele. Imagina seu melhor amigo dizer que sempre foi apaixonado por você, quando você estava certo que nunca foi e já está com outra pessoa, isso bagunça sua cabeça.

— Jungkook, se você for apaixonado por mim, diz agora, pois se for para falar quando eu arrumar alguém, eu vou te bater até você esquecer seu nome.

— Ah… — Jungkook só abriu a boca, dando uma risada. — Sonhou tão alto que quando cair, vai cair morto e despedaçado. Só que voltando, você deveria ter dito alguma coisa para ele.

— Eu travei! Jungkook, como eu posso olhar para ele e pensar que tudo o que ele fez no passado foi com segundas intenções? Intenções de me pegar.

— Como você fosse reclamar, né?

— Por que quando tudo parece bom e certo na sua vida, aparece uma coisa que te desestabiliza.

— Talvez seja o destino falando para repensar sobre certas coisas. — Taehyung se intrometeu. — Talvez não seja para você ficar com Jin ou é o destino querendo provar seu amor pelo Jin, não acha?

— Também acho.

— Vocês dois querem me deixar mais louco do que eu já fiquei.

— Quem te deixou louco foi o Yoongi. — Jungkook se defendeu. — E aí, o que você vai fazer?

— Não sei.

— Não sabe?

— Não sei.

— Como não sabe?

— Não sabendo, Jungkook! — o Kim se iritou. — O que poderia fazer?

— Ligar para ele e falar “Então, foi um baque o que aconteceu naquele dia, então podemos conversar outra vez depois que o calor da emoção passou?”. É assim que se resolve as coisas.

— E se ele nã quiser?

— A gente sequestra seu outro amigo lá. Com certeza, ele vai atrás e você fala “Resgaste será você conversar comigo.”.

— Ótima ideia, gostei. — Taehyung ficou animado. — É o Hoseok seu outro amigo? O bonitinho, né? Minha casa está aberta para ele.

— Não está não! — Jungkook cortou a felicidade do mesmo. — Você mora comigo.

— Ele vai ficar no meu quarto e não no seu, então levo quem eu quiser.

— Gente, é para vocês me ajudarem e não tentarem sequestrar o Hoseok.

— A gente vai te ajudar sequestrando o bonitinho.

— Eu estou muito bem com dois amigos como vocês. — Namjoon fez uma careta, não gostando muito do que estava ouvindo dos mais novos.

• ⚘ • ⚘

Após ter colocado Taehyung e Jungkook para fora de sua casa. Namjoon tomou um banho bem longo e ignorou todas as mensagens que recebia sem sentir nenhum remorso. Assim que deitou-se na cama e abraçou um travesseiro, sua mente teve mais espaço para deixar Yoongi entrar com força em seus pensamentos, fazendo-o apenas ter mais incertezas sobre as coisas e deixando que memórias com seu, até então, amigo, invadissem sua mente.

 

Namjoon estava dormindo ao lado de Yoongi na cabana ao lado de fora de sua casa. Aquele era o lugar mais longe que seus pais deixariam ele ir para fazer um acampamento, porém ele sentiu bastante frio no meio da madrugada. Ele não estava acostumado a dormir no chão e do lado de fora, sentindo aquele vento frio do começo da primavera. Ele estava ao contrário de Yoongi que parecia estar bem confortável naquela posição.

O mais novo, com movimentos leves, aproximou-se de Yoongi tentando buscar um pouco mais de calor e quem sabe, um pedaço a mais do cobertor do amigo. Quando chegou meu próximo de Yoongi, o mais velho abriu os olhos e franziu o cenho deixando Namjoon apreenssivo e com as bochechas pegando fogo.

O que foi, Nammie? — Yoongi pergintou.

Eu estou com frio, hyung. — ele fez menção a se afastar, porém, delicadamente, Yoongi pegou a cintura de Namjoon, trazendo-o para mais próximo de seu corpo.

Yoongi abraçou o corpo magro de Namjoon, embora o mais velho fosse um pouco menor, e apertou-o contra seu peito. Logo, Namjoon se aqueceu, até mais do que queria. Estar tão perto do melhor amigo que tinha uma queda, era bem estranho, porém o tranzia a sensação de ter vencido na vida e que agora poderia fazer qualquer coisa, já que estava dormindo agarradinho com o mais velho. Namjoon deu um risada e fechou os olhos, sentindo-se extremamente confortável nos braços do amigo.

 

Aquela tinha sido a primeira e última vez que tinham feito aquilo. No dia seguinte, eles terem acordado tão próximo um do outro, deixou as coisas um pouco estranhas por algum dia, como eles tivessem se evitando e Hoseok pergutando para os dois o que estava acontcendo de errado entre eles e sempre a mesma resposta genérica aparecia, quando eles queriam falar que estavam daquele jeito depois de terem acordado quase se beijando.

Namjoon, naquela época, estava tendo um dilema sobre a sua sexualidade e lutando para não se apaixonar por ninguém para não correr o risco de perder sua vaga como trainee. Só que, diferente do que ele queria acreditar, ele já estava bem, mas bem apaixonado por seu hyung baixinho. Mas antes de se admitir aquilo, ele foi chamado pela Big Hit para ser trainee e o afastamento foi acontecendo de forma rápida até que perdessem o total contato.

O Kim ficava imaginando como era para Yoongi gostar dele e vê-lo se afastar daquele jeito. Mesmo não querendo admitir, a culpa dos três terem se afastando foi, pelo menos, 80% culpa de Namjoon. Ele queria ser famoso, ele queria debutar. Aquela ganância toda dele, só o fez nunca mais ter tempo para encontrar os antigos amigos e ficar treinando e treinado. Claro que uma hora, os dois se cansariam de esperar e se afastariam, aquilo, de alguma forma, deixava-o bem, mas bem inconformado consigo mesmo. Será que Yoongi poderia contar algo, caso eles não se afastassem tanto assim?

Aquelas coisas que passavam pela cabeça do mesmo, só conseguiam o deixar com mais raiva de si mesmo. Ele estava feliz e triste ao mesmo tempo por saber dos sentimentos de Yoongi. Estava confuso por causa de Jin. Estava confuso por causa dele mesmo. Taehyung estava certo, ele não podia magoar Jin. Jungkook estava certo, ele tinha que deixar seu medo para trás e conversar com Yoongi como um adulto que ele era.

Só que Namjoon não sabia que era tão difícil dar o primeiro passo de uma coisa que parecia ser tão simples, principalmente depois dele, certamente, ter magoado Yoongi, saindo daquele jeito do floricultura como tudo que o mais velho tinha falado não valesse de nada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...