1. Spirit Fanfics >
  2. Blue And Grey (HopeKook) >
  3. Capítulo Dois;

História Blue And Grey (HopeKook) - Capítulo 3


Escrita por: e YoongiPan


Notas do Autor


Boa leitura, amores

Capítulo 3 - Capítulo Dois;


Fanfic / Fanfiction Blue And Grey (HopeKook) - Capítulo 3 - Capítulo Dois;

08/02/2019

— Boa noite, mamãe. — Hoseok saudou a mais velha, assim que adentrou a sua casa, deixando a bolsa e colegial sobre o sofá por alguns segundos, apenas para abraçá-la um pouco. — Deveria descansar um pouco, eu preparo o jantar.

— Ei, Hobi. — a mais velha segurou a face do filho entre as mãos. — Por que seus olhos estão assim, parece que não está dormindo a noite. — reclamou. — O que disse sobre ficar acordado até tarde? — Nari indagou, olhando o filho nos olhos.

— Desculpe, mãe, vou tentar dormir mais cedo. — sorriu. — Eu fico lendo e acabo perdendo a noção do tempo.

O Jung mais novo não estava mentindo quando disse que passava a noite lendo, entretanto, ocultou o fato de que não conseguia descansar, e que mesmo que tentasse também não conseguia dormir. Nari sorriu baixinho com o biquinho que Hoseok fez, e bagunçou seus cabelos, seu filho sempre foi um garoto maravilhoso, estudioso, dedicado, tudo sempre estava bom pra ele, nunca reclamava, não era enjoado com alimentos, e sempre estava preocupado com ela.

— Eu te amo, filho, mamãe vai descansar então. — sorriu simples. — Não precisa fazer muita comida, seu pai não vai retornar hoje. — murmurou. — Nem sei quando ele volta de viagem.

— Meu aniversário está perto, mamãe. — Jung falou pensativo. — Ele não vai estar aqui.

— Filho, eu não sei, mas vou pedir para que ele venha. Ok? — sussurrou, em um tom triste, e beijou a testa do filho. — Ji-Mi ainda está acordada. Brinque com ela um pouco.

Depois de ver sua mãe ir para o quarto, o rapaz seguiu para o quarto da irmã, a menor estava sentada no carpete felpudo, encarando a tv, que estava em um programa muito ruim mas que ela parecia adorar. 

— Oh, nossa Ji-Mi é tão comportada, será que ela quer brincar com o oppa?— indagou, fingindo falar com um ursinho.

— Oppa. — a menor abriu um sorrisinho. — Oppa. — e caminhou com dificuldade até o mais velho.

— O oppa veio brincar com você, porque soube que se comportou bem na escolinha. — comentou. — Isso é verdade, pode mostrar para o oppa o que nossa Ji-Mi aprendeu? — o mais velho perguntou.

— Ji-Mi aprendeu a música da abelhinha. — disse com palavrinhas pouco compreensíveis. — A-BELINHA ZUM ZUM. — começou a cantar, e bater palmas.

— Uh, gostei dessa música, eu quero aprender. — Hoseok disse, sentando-se ao lado da irmã.

 Hoseok continuou ali no quarto da irmã até que ela finalmente se cansasse e começasse a pegar no sono, quando isso aconteceu, pegou-na no colo, e colocou na cama, em seguida subiu à grade da mesma para o caso de Ji-Mi bolar para o lado. Continuou ali por alguns segundos, apenas para ter certeza, depois saiu e deixou a porta entreaberta, seguiu para a cozinha para preparar o jantar.

Jimin havia convidado-o para dormir em sua casa hoje, Hoseok até cogitou essa ideia, mas sua mãe parecia tão cansada, não seria nada justo com ela. Enquanto fazia o jantar mandou uma mensagem para o melhor amigo avisando sobre a mudança de planos, claro, Park ficou chateado, entretanto, logo começou seu joguinho dramático.

— Ir em jogo?- Jun leu a mensagem em voz alta. — Jimin só pode estar maluco. — resmungou.

Hoseok odiava lugares com muitas pessoas e barulhentos, e também não era nada esportivo, Jimin também não curtia tanto esporte assim, então teve a certeza de que o amigo só queria ir por causa do capitão do time de basquete.

“Eu com toda certeza vou ficar de vela, então ele está me convidando apenas por ser cômodo pra ele” Jung pensou, suspirou baixinho.

— Na verdade ele só não quer se sentir excluído caso o capitão dê um fora nele. — mordeu o lábio inferior. — Tudo bem, ele vai ficar triste se eu não for. 

Depois de conversar consigo mesmo por alguns segundos, Jung achou melhor aceitar a proposta de Park, e concordar em ir ver o jogo de basquete da escola. Terminou o jantar, arrumou a mesa, avisou para Nari que a comida estava pronta, mas a mais velha tinha pegado no sono. Por fim, ele acabou por jantar sozinho, lavar a louça suja e subir para o quarto após guardar tudo.

Tentou pôr a cabeça no travesseiro e dormir, porém não conseguia, não era algo que ele entendia, afinal seu dia foi comum; acordou, tomou café, levou sua irmã para escolinha, foi para escola, estudou, teve dois testes surpresas mas ele conseguiu se sair bem mesmo com sono, e retornou para csa. Tinha sido um dia como qualquer outro, então por que estava sentindo-se tão sufocado? Por que parecia que haviam mil toneladas de ferro sobre seu peito? Tudo doía, no entanto, não havia machucado algum.

Hoseok se assustou quando percebeu as lágrimas escorrendo pelo cantinho de seus olhos, passeando sobre sua face, respirou fundo, e por alguns momentos sentiu como se tivesse milhares de agulhas em sua garganta. Queria gritar, entretanto, lembrou-se do quão cansada sua mãe estava, ele não tinha como explicar o que estava doendo, se nem ele mesmo sabia.

— Eu me sinto...sozinho. — sussurrou para si mesmo, abraçando o próprio corpo. — Calma, Hoseok, não é nada. — murmurou. — Você está bem.

O rapaz levantou-se da cama e escolheu um livro qualquer em sua prateleira, voltou a deitar-se na cama, mas agora tentando ignorar todas aquelas sensações e focar apenas no conteúdo do livro.

09/02/2019

08:00 a.m

— Ah, você veio mesmo. — Jimin praticamente pulou no amigo, e começou a enchê-lo de beijos. 

— Sim, eu vim. — sussurrou. — Conseguiu falar com o capitão do time? — indagou se sentado ao lado do melhor amigo.

— Ainda não, ele ainda não chegou. — resmungou. — Se ele faltar, vou ficar muito irritado. — continuou reclamando. 

— O verde combinou com você. — Hoseok sussurrou, ao ver uma mechinha de cabelo de Jimin, escapar do boné que estava usando.

— É a cor favorita dele. — Park disse todo animado. — Ah, ali está ele, finalmente, ele é o mais lindo.

— Se você diz. — coçou a nuca. — Estou com sede, vou pegar um refrigerante, quer um? — Jung perguntou, se levantando.

— Quero, e não demora, também estou morrendo de sede. — o de cabelos verdes resmungou, sem desviar o olhar da quadra.

O outro confirmou e começou a se afastar, logo estava longe da arquibancada, foi direto para a máquina de refrigerante e pegou duas latas, entretanto, quando iria retorna ao seu lugar esbarrou em alguém é uma das latas caiu, Hoseok quase caiu também mas alguém foi mais rápido e o segurou.

— Ah, muito obrigado, quase cai. — disse sorrindo, mas assim que se virou para agradecer, já não tinha mais ninguém atrás dele. — Que estranho. — murmurou e pegou a latinha.

Mesmo estando bem confuso com isso, Jung tentou ignorar, afinal ele já havia agradecido de certa forma, retornou ao seu lugar ao lado de Jimin, que estava com o olhar fixado na quadra, isso porque o jogo ainda nem tinha começado, e eles ainda estavam se aquecendo.

— Pega, o seu refrigerante. — entregou a latinha ao amigo. — Cuidado pra não engasgar. — resmungou, e passou a olhar para a quadra também.

Jung Hoseok viu outro garoto entrar na quadra, esse parecia estar bem mais atrasado que o capitão do time, e este também estava um tanto misterioso, já que estava com uma máscara.

“Estou pensando demais, talvez ele só esteja com tosse e não queira passar pra ninguém” Jung pensou, bebendo um pouco de refri.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...