1. Spirit Fanfics >
  2. BLUE EYES - Taekook >
  3. Ousadia

História BLUE EYES - Taekook - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Hi lorenas 😎

Capítulo 16 - Ousadia


Fanfic / Fanfiction BLUE EYES - Taekook - Capítulo 16 - Ousadia


— Princesa gato?! Ao menos eu não matei minha própria mãe! — Yoongi jogou na cara de Jungkook um fato pertubador de seu passado, e provavelmente ele teria cavado sua própria cova. Rapidamente seu corpo foi levantado com uma enorme facilidade, e preensado contra o cascalho de uma grande árvore, que esteve atrás de si desde o início. Jungkook o olhou nos olhos, que ficaram vermelhos mais uma vez. Qualquer demônio na idade de Min sequer soltaria um gemidinho de dor, mas Yoongi era muito fraco e delicado, só por ser preensado na madeira; ele já chorava com um criança. Era decepcionante para todos os dominantes de magia negra!

— Como ousa falar algo de mamãe?! — A mão do mais novo encontrava-se apertando o pescoço do baixinho. Por ser muito branco, era óbvio que marcas de mão iriam se fixar ali, e só iriam desaparecer depois de um bom tempo. A maior vontade de Jungkook era mata-lo ali mesmo, mas assim estaria quebrando o acordo que seu pai havia feito. Seu passado era obscuro e pertubador demais para ser verdade...e talvez pesado demais para alguém que era tão jovem. Sim...Jung matou sua própria mãe; isso ao comando de seu pai ainda. Não são todos que sabem o verdadeiro motivo dos comandos de Lúcifer, nem mesmo Jungkook sabia. Ele apenas seguia as ordens do pai sem questionar...desde que nasceu foi assim. Sempre um fantoche particular de Satanás, que pode ser considerado o ser mais perigoso existente. Mas depois de depois de descobrirem a mulher que faz verbena, parece que o Diabo ganhou uma competidora. Verbena é uma espécie de veneno para sobrenaturais que os enfraquece e as vezes até os mata...para fazer verbena, e preciso matar alguns bebês, socar-lhes em um pilão e seguir as orientações de um ritual complexo. Só que tem um detalhe, é necessário uma alta quantidade de CAOS (maldade, escuridão, trevas) dentro do sobrenatural, sem contar no quanto de poder é exigido. Enfim...para se fazer verbena é necessário ser extremamente poderoso e maléfico, e pelo o que todos sabem apenas Lúcifer e Jeon conseguiam produzir perfeitamente o veneno.

— P-por favor...me desculpe...— Yoongi implorava ao filho do Diabo, ele era frágil de mais e não demorou para corrigir seu erro em meio aos prantos.

— Patético. — O moreno debochou apertando ainda mais o pescoço alheio. E logo o rostinho de Min ficou vermelho, ele mal conseguia respirar.

— M-mamãe! — Yoonnie chamava por sua mãe inutilmente, e com tamanha difícil que sentia até que iria desmaiar. Mas novamente alguém veio para interromper aquele momento, é impressionante como sempre aparece alguém para acabar com sua diversão.

— Jeonnie...solte ele. — Aquele apelido...aquela voz...a intimidade que não foi dada para o anjo de fios vermelhos. Era Taehyung. E a cara do mesmo não era nada boa, ele estava bem revoltado com a situação. A verdade é que Tae não é o anjinho indefeso e inocente como aparenta, ele não pode negar o medo que sente do demônio; mas não é nenhum fraco, e muito menos fofo e inocente. Taehyung é ousado, debochado e poderoso...muito poderoso.

— E por que não vem me obrigar? Anjinho de merda... — Junggukk estava nervoso de mais para tipos como Taehyung...seu passado sempre foi delicado de mais e Yoongi não tinha o mínimo direito de ter falado sobre sua falecida mãe.

— Por favor...deixe de ser uma criançona e solte o homem. Eu já estou de saco cheio dessa sua atitude, sabia? — Kim revirou os olhos se aproximando cada vez mais dos dois rivais.

— Mas é esta criança aqui que governa o Inferno, e pode arrastar sua alma pra lá idiota. — Jungkook ficava cada vez mais nervoso.

— Ah, é? Duvido muito disso...minha alma não entra no Inferno. Tente o quanto quiser, meu bem... — Taehyung parou bem próximo a Jeon sem sombra de medo e olhou suas próprias unhas como um ato de deboche. Jung já tem um temperamento muito quente, e Kim não estava ajudando; imediatamente Jeon soltou Yoon, que caiu no chão tonto e ofegante. Ele foi rápido como sempre ao encontro de Taehyung.

— Tem certeza, maldito? — Jungkook disse desafiador e bem autoritário, o que já não é nenhuma novidade. Mas tamanha foi sua surpresa em sentir Tae puxar o colar em seu pescoço com uma certa força, o que fez seu rosto pender para frente.


Notas Finais


Tá pequeno, mas...nhe 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...