História Blue (incesto) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gigi Hadid, Magcon, Nash Grier, Nina Agdal
Tags Incesto, Magcon, Nash Grier
Visualizações 183
Palavras 1.559
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Incesto, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Preparados para o último capítulo?

Capítulo 20 - The Final


Fanfic / Fanfiction Blue (incesto) - Capítulo 20 - The Final

Não leve isso pro lado pessoal

Mas, pessoalmente, acho que você seria melhor com alguém como eu

Mas pior de tudo, você nem sequer vê (você nem vê)
Eu acho que é hora de deixar meu coração na linha

Eu acho que é hora de dizer o que está jogando na minha mente Eu vejo você com ele e eu digo que estou bem

Acontece sempre (a cada vez)
( Personal ,The vamps )

Nash Grier Point Of View

A minha tarde foi de planejar com Cameron minha surpresa para Maquenzie, na verdade a supresa já estava pronta só estávamos dando os últimos retoques vamos assim dizer.

Eu já tinha chego em casa e já estava tomando meu banho quando escuto barulhos vindo do quarto, provavelmente maquenzie já tinha chego.

Me enrolo na toalha branca na qual minha mãe havia me dado e abro a porta do banheiro vendo que eu estava certo.

 -O que houve amor? - Pergunto quando ela suspira.

 -Estou exausta - Ela fala se jogando na cama e colocando a mão na barriga.

  -Você está sempre exausta - ri e ela sorri concordando, então largo minha toalha pegando a cueca que estava em cima da cama.

  -Não me provoque - Ela falou fechando os olhos.

  -Eu te provocando? - Me fiz de desentendido.

  -Nós só vamos fazer quando voltarmos do jantar - Ela diz tirando sua blusa.

  -E depois sou eu que provoco aqui - Falei indo até o closet  colocando minha roupa mais cara do armário.

Eu já estava nos meus últimos detalhes, só faltava colocar meu perfume mas ao contrário de Mac que Ainda estava no chuveiro cantando.

  -Não demora muito - Falei abrindo a porta e vi que ela estava lavando seu cabelo.

Isso vai demorar uma eternidade da porra.

  -Vou tentar - Ela retrucou voltando a cantarolar alguma música.

Desci as escadas, já me sentando no sofá de couro preto e chamei Dallas, nosso cachorro.

Bem a ideia do nome é claro que foi minha, Cameron não passa de um cachorro que só sabe comer e largar as garotas, então achei que o nome combinava muito, maquenzie não gostou de primeira mas logo acabou concordando, Dallas ao contrário riu descaradamente da minha cara quando eu falei, mas aceitou na boa, já que ele sabia que essa era a verdade, ele era uma cachorrão.

Já tinha se passado uma hora e eu já tinha tirado alguns cochilos.

  -Demorei? - Acordei em um susto e ela riu da minha cara.

Eu estava paralisado de como essa mulher era maravilhosa.

Seus cabelos estavam levemente ondulados caindo sobre o decote em "v" do vestido vermelho. E nossa como ela estava linda!

  -Você está linda - Falei me levantando e andando até a mesma que fazia questão de sorrir.

  -Obrigada - Ela sorriu dando um pequeno selinho, já que pelo visto não queria tirar seu gloss dos lábios.

  -Vamos? - Pergunto e ela assente entrelaçando nossas dedos com sua mão livre já que na outra carrega sua bolsa e uma sacola que deveria ser meu presente.

Vamos até a garagem e eu abro a porta do carro para que ela entre.Dou a volta no carro e coloco minha mão no bolso de dentro do blazer vendo se eu não tinha esquecido nada. 


Maquenzie Lawley Point Of View

Assim que acabamos nossa refeição e o garçom o recolhe eu olho para Nash que já estava me olhando parecendo... nervoso?

  -Está tudo bem? - Pergunto colocando minha mão sobre a mesa para que ele segure.

  -Está - Ele sorri e eu olho como ele ficava lindo com essa luz de velas.

O restaurante era totalmente a luz de velas, com decoração preta e detalhes em dourado, mas eu não queria ficar do lado de dentro, então pedi para ficar em uma das mesas do lado de fora,ou seja, no pier de frente para o mar, esse era o local perfeito para minha surpresa.

O vento não estava forte o que colaborava par não bagunçar meus cabelos.

  -Está pronto? - Falei sentindo que eu iria desmaiar.

  -Sou uma pessoa pronta - Ele ri e eu acabei soltando uma gargalhada logo levantando a sacola na qual eu havia deixado em baixo da mesa.

  -Espero que goste - Falei colocando minhas mãos sobre o colo esperando para ver sua reação.

Assim que ele abre a sacola me olha não entendendo.

  -Que engraçado - Ele ri assim que tira a primeira embalagem das várias na qual eu tinha feito.

Ele abre pela terceira vez e já estava chegando a uma das últimas embalagens.

  -Quantas você fez? - Ele fala rindo e eu sigo rindo também.

  -Cinco - Falei sentindo minhas pernas tremerem.

Eu estava tão nervosa pra ver sua reação.

E ela chega na quarta jogando o papel dentro da sacola e suspira abrindo a última camada de papel de presente me olhando surpreso com a caixinha rosa.

Ele abre depressa e assim que vê a resposta me olha com os olhos marejados.

  -Você está grávida? - Ele me pergunta e eu assenti.

Ele se levanta me puxando para um abraço.

  -Eu te amo - Ele fala e eu começo a chorar com a sua reação.

  -Eu te amo mais - Falei o apertando mas aí sua atitude me choca.

  -Nós vamos ter um filho! - Nash grita no meio do restaurante e eu faço apenas um "shiu".

Todos em volta aplaudem e dão os queridíssimos parabéns.

  -Ou filha -Falei sussurrando e ele sorri.

  -Agora falta a minha supresa - Ele fala colando nossas testas e eu lhe dou um selinho rápido mas ele se afasta já começando a falar - você sabe o quanto nós passamos para ficar juntos e como eu quero você sempre ao meu lado - ele fala - eu amo você mais que tudo maquenzie - e eu paro para pensar no que estava acontecendo agora - com essa sua supresa tudo ficou ainda melhor para eu não me esquecer desse dia e para melhor tudo - ele se ajoelha e eu já começo a chorar - maquenzie Grier você aceita se casar comigo? - Então ele tira a caixinha do seu bolso mostrando o o anel maravilhoso.

  -É...É - Eu gaguejava vendo como as palavras não conseguiam sair da minha boca de tanto que eu já chorava.

Eu não estava nem ligando se eu estava bonita ou não, mas que eu deveria estar com uma cara de panda isso era meio óbvio.

O puxei para ele se levantar e assim que ele fez eu o puxei para um abraço apertado e molhando sua camisa azul pois ele já havia tirado seu Blazer e colocado sobre a cadeira.

  -Isso é um sim? - Ele ri e quando ele da uma fungada em meu pescoço percebo  que ele também estava chorando.

  -Óbvio que sim! - Falei empolgada me soltando dele e ele já colocou o anel em minha mão, me fazendo chorar mais ainda, claro.

  -Ainda tem mais uma coisa - Nash falou e eu ri tentando entender novamente sobre o que ele estava falando. - Olha pra cima - E foi aí que me surpreendeu.

O céu não estava mais escuro e tomados por estrelas e sim cheio de cor e alegria.Os estrondos que os fogos de artifício faziam todos olharem atentos assim como eu que não parava de sorrir.

  -Obrigada - Falei encostando minha cabeça em seu ombro enquanto ele passava seu braço pela minha cintura me puxando mais para perto enquanto fazia carinho de leve em minha barriga. - Por tudo.

  -Eu que tenho que te agradecer por me dar o que eu sempre quis no mundo inteiro - Ele fala colocando a mão em minha barriga e mais lágrimas caem sobre minhas bochechas.

E quando os fogos finalmente acabaram olhei para a areia na Praia e percebi que tinha mais uma surpresa para mim.Mas o aniversariante não era ele? 

Olhei para as pétalas de rosas que estavam sobre os finos grãos da areia que antes não estavam ali, e Nash me puxou sorrindo para o caminho que dava para a praia e assim que levantei minha cabeça vi que quem estava ali eram todos.

  -Lox - Falei assim que ela veio correndo e se pendurando sobre meu pescoço.

  -Então você aceitou o pedido hum? - Cameron pergunta e eu ri assentindo.

  -Não tinha como não aceitar - Nash falou por mim e eu o encarei - um cara bom de cama como eu - e foi aí que ri, mas assim eu ri muito.

  -Convencido - Falei e ele me puxou para um beijo.
  
    -Hoje você vai ter o melhor sexo da sua vida - Ele sussurrou e deu um tapa forte em minha bunda.

Assim que nós nos separamos todos em volta se sentaram na mesa branca que estava sobre a areia e começamos a comer besteiras como marshmallows, chocolate e a conversa fluía de todos os jeitos.

Parei de conversar um pouco para pegar um dos grandes morangos quando olhei para todos ali e vi que na verdade nós éramos uma família, não uma família qualquer mas uma família maluca que todos teriam vontade de ser parte.

Ohana é um conceito da cultura havaiana. A palavra Ohana significa família, incluindo parentes de sangue ou adotados. Esse conceito representa que na família, os membros estão ligados e devem cooperar e ajudar-se entre si.


Notas Finais


Ownnnn! Não acredito que acabou!
Obrigada por todos que me apoiaram e não desistiram da Fanfic e muito menos de mim.
Chorei escrevendo esse capitulo não posso negar.Espero que todos vocês tenham gostado.
Nunca achei que iria chegar esse dia mas a história terminou mas saibam que um dia os personagens podem voltar para a segunda temporada.
Amo vocês muito e aproveitem a vida que ela é apenas uma!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...