1. Spirit Fanfics >
  2. Blue Lagoon >
  3. Pensamentos e ações

História Blue Lagoon - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Oi pessoal, não sei se alguém ainda acompanha fanfics. Mas devido a essa quarentena decidi continuar escrevendo para matar o tédio. Espero que leiam, e se puderem comentar eu agradeço.

Capítulo 5 - Pensamentos e ações


Fiquei sentada na pedra por pelo menos uns 10 minutos olhando aquela imensidão do mar azul, pensando em tudo que estava acontecendo. Em como minha vida tinha dado essa reviravolta, já vai fazer 2 dias que estamos nesta ilha e até agora nada de aparecer alguém. Tenho medo de perder minhas esperanças, e mais medo ainda do que pode nos acontecer. 

Justin também parecia pensativo, e já não demonstrava aquela mesma segurança de que alguém viria. Até que ele se aproximou e sentou-se ao meu lado. 

— No que está pensando Melissa? -disse se aproximando-

— Estou pensando no que pode acontecer nos próximos dias, e se alguém realmente vem para nos buscar -respondi desanimada-

— Eu já disse que vai aparecer alguém, não precisa se preocupar ! 

Justin disse essas palavras, mas eu não senti confiança na voz dele acho que ele realmente está ficando desanimado em relação a um possível resgate. 

— Justin, você também está com medo, não está? -perguntei- 

— Está tão na cara assim? -desviou o olhar. — Eu não queria demonstrar medo Melissa, não queria mesmo. Mas de um tempo pra cá as pessoas não levam fé em mim, se eu sumo já nem procuram mais porque eu já sumi outras vezes e estava fazendo coisas erradas. Não sei se tenho mais toda credibilidade, como você disse anteriormente eu não estou na lista dos mais queridos. -disse ele cabisbaixo-

Logo após ele dizer essas coisas, senti um aperto no peito, não acredito que fui tão cruel ao dizer aquelas palavras a ele. 

— Hey Justin, me desculpa por dizer aquilo, foi num momento de medo e nervoso.

— Não precisa pedir desculpas Melissa, você estava certa. Já vai fazer 2 dias que estamos nessa ilha e até agora não veio ninguém atrás de mim. Eu sinceramente não vou criar esperanças achando que vai vir alguém. 

— Olha Justin, você não pode perder suas esperanças. E se não virem por você, o pessoal da escola vai dar falta de mim. Pra você ter noção, não era nem pra eu estar naquele barco eu só fui porque a Sarah me convenceu eu não sou do tipo de pessoa que curte festas e fazer coisas erradas. 

— Uau, e bem no dia que você decide quebrar as regras acontece isso com você -disse rindo-.

— Haha, não tem nenhuma graça -ri sem humor-. Mas eu tenho que concordar com você Bieber. 

— Já vai anoitecer, seria bom a gente fazer uma fogueira não acha? -perguntou-

— Sim, mas como vamos fazer uma fogueira sem isqueiro? 

— Tem coisas sobre mim que quase ninguém sabe, eu já fui escoteiro, ganhei uma medalha por fazer fogo. -disse ele se levantando-

— Então além de ser o “aquaboy” você também é o rei do fogo? -perguntei rindo-

—Vem, vamos juntar algumas folhas e madeiras antes que escureça. -disse adentrando o mato-.

—Estou bem atrás de você!

Adentramos o mato em busca de madeira e algumas folhas secas, eu não estava botando muita fé que Justin Bieber astro do pop sabia fazer uma fogueira sem isqueiro. Mas quem sabe ele me impressione. 

Juntamos bastante madeira, gravetos e folhas. Ele montou a fogueira, agora só faltava acender. Fiquei observando casa movimento que ele fazia sem entender nada, com o canivete ele arrancou umas cascas de madeira que ficaram como uma espécie de fita e começou a esfregar em um pedaço de madeira com umas folhas secas em baixo. Conforme ele ia fazendo o movimento de vai e vem, notei uma fumacinha se formando e logo em seguida as folhas começaram a pegar fogo. Rapidamente ele pegou as madeiras e colocou mais perto, até que tudo começou a pegar fogo. E voilà a fogueira estava pronta, ele me impressionou.

—Nossa não é que ele é realmente o rei do fogo! -disse surpresa-

—Idiota, eu não disse que sabia fazer fogo? Devia deixar você passando frio agora por não ter acreditado em mim. 

—Você não faria isso que eu sei.

—Não faria mesmo não bobinha. Seria tão bom assar uns peixes agora né ? 

—Nem me fale, não aguento mais comer frutas!

—Quem sabe amanhã a gente consiga pescar alguma coisa. -disse ele confiante-

—Espero que amanhã a gente não precise cozinhar nada, e que alguém chegue pra testar a gente.

—É mas se isso não acontecer, vamos ter peixe assado para o almoço ou jantar. 

— Ver você pescando vai ser hilário -ri-

— Eu estou com um pouco de sono já, acho que vou dormir -disse ele bocejando-

— Eu também vou. 

Deitamos na cama improvisada que fizemos com folhas, e acabamos adormecendo. 




Notas Finais


Espero vocês no próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...