História Blue, the hottest color - Imagine HOT Min Yoongi - BTS - Capítulo 43


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Blueishotter, Bts, Minyoongi, Suga!bts, Sugasex
Visualizações 1.135
Palavras 3.586
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E agora que o couple está junto, notei a quantidade de comentários, sim eu sei até que enfim, ela mesmo assumiu para si, mas não disse para ele. quero ver isto.
amo vocês bolinhos, cap quentinho para vocês.

Capítulo 43 - 43- We are strong together


Fanfic / Fanfiction Blue, the hottest color - Imagine HOT Min Yoongi - BTS - Capítulo 43 - 43- We are strong together

Pov's S/N

Eu não sabia para onde Yoongi estava me levando nem me interessava saber, eu me sentia protegida com ele aish tudo está tão errado, na verdade eu nunca deveria ter baixado a guarda, e deixado ele invadir a minha vida dessa maneira me entregando duas vezes aos seus instintos e desejos, eu só queria ser mais forte perto dele, ser o que sempre fui com minha omani e minhas irmãs, mas com ele é diferente eu tentei esconder de mim. Sabe quando você implica tanto com uma pessoa, que esquece o quão obvio que você gosta dela, mas quando os outros te perguntam você nega até a morte? Sim, eu sei como é, mas no final por dentro eu estava irradiante pensando no quanto ele é lindo  e legal, mas alguns defeitinhos, que nem são tão inhos assim, porque são imensos os problemas e defeitos, acabam por maquiar o sentimento verdadeiro. 

Nesse momento me recostei, deitando me sobre o banco do carona, vendo as luzes da madrugada invadirem o carro, enquanto ele dirigi calmamente, seus cabelos azuis chamativos estavam mais compridos, estaria na hora de cortar aquela franjinha já sua boca pequenininha, com dentes fofinhos e seu maxilar delicado, mas ao mesmo tempo tão imponente, rosto de anjo, é assim que posso descrever Min Yoongi,  mas melhor ainda é dizer que é rosto de anjo, jeito do diabo. Ele é sensual, e sexual, tem seu lado charmoso quando fala, sua voz é grossa, e de vez em quando soa rouca, e áspera. 

- o que tanto me olha? - ele diz sem tirar os olhos da rua, coro instintivamente, mal conseguiria explicar para ele, tudo que venho pensando desde que o conheci, eu não poderia expor para ele que o amo, e no fundo sempre amei, mas como  uma tola neguei, eu só podia ficar calada, e aceitar minha covardia, pois ele não sente o mesmo, seria estar se queimando de graça-...hnm deve ser coisa séria, continua tendo um plano em mente para me matar? - ele falou sarcástico, agora me olhando. 

- quê? não! bem pelo contrário - digo sentindo o ardor nas bochechas, nunca fui tímida mas agora me sinto assim.

- mas pela cara que está me olhando, parece que sim! Desculpe se fiz algo de errado com você - eu mal podia acreditar, Yoongi sendo fofo, querendo cuidar de mim e dizendo que se desculpa, seria algo majestoso de mais para seu ser, com certeza amanhã ele dirá que tudo isso, foi só um sonho, eu mesma acordarei na minha cama, sem saber o que foi real ou não. 

- não é nada Yoonie Oppa - falei rindo.

- te ver sendo fofa, é muito estranho! - fico brava com seu comentário e mudo para frente, olhando a rua agora. - ei, não fique brava s/nzinha, eu gosto, olhe para mim....- ele chama minha atenção e o carro reduz a velocidade o olho, na mesma hora, Yoongi rouba um selinho de mim. - consegui! - sorri vitorioso e eu o encaro brava de novo. 

- Conseguiu me irritar, já não curtiu bastante com a minha cara hoje não!

- Não, nem começou ainda, pare com isso sua boba, eu não disse que era ruim ou feio, disse que era estranho, porque não é normal você agir assim! deu explicado para você- aceno com a cabeça mas ainda estava irritada com aquilo-  aish, mulheres!

- claro que mulheres no plural, porque ta sempre com uma diferente da outra. - digo sem perceber a ponta de ciúmes, que eu sempre guardei pra mim e ate mesmo eu não sabia que existia. 

- ciumenta? gosto assim, tem que cuidar do que é seu!- engulo em seco.

- m-meu? 

- isso mesmo gatinha, sou seu, você é minha! 

- na tua cabeça só! - respondo ríspida. 

- você é uma gatinha difícil de domar, mas não impossível! - aigo machista! pensei comigo- porque está andando tão devagar vamos logo, me leve para casa do Taehyungie. - falei nome de forma fofa. 

- já quer estragar meu humor falando nesse cara?

- já te disse, esse "cara" é seu amigo! ok.

- Não mais, ele ficou com você, no fundo ele sabia que eu gos...que eu te queria - ele corrigi rapidinho o que diria. 

- então assume que me queria?

-hã, falaremos disto em casa,    agora estou distraído com a estrada, posso responder qualquer coisa e ser condenado por ela. - bufo, vendo um local conhecido por mim.

- porque estamos no prédio onde Hoseok mora?

- te amo porque é uma espertinha...agora vamos - ele estaciona e descemos do carro, eu já tinha vindo aqui, até mesmo morei por um curto espaço de tempo nada relativo de meses, até a doida que morava com Hoseok vir aqui achando outras coisas, quero ver o que ele vai pensar disto. Mas na frase inteira de Yoongi me liguei no TE AMO. afs ele não te ama assim s/n.

- Bem vinda ao seu novo lar, por enquanto! - ele diz, abrindo a porta do apartamento para mim, estava como sempre tudo organizado, já que Hope sempre arruma tudo e sua organização é impecável. 

- Ah sim, vai viver aqui, eu, Hoseok e a menina louca? só que não, querido. 

- não vai morar com eles. Vai morar comigo aqui, Você estava escondida na casa do Taehyung que era um amigo, e claramente se alguém está atrás de você, ele irá investigar quem é próximo de você, então vir para cá é mais seguro em todas as estâncias, porque você não tem nenhuma relação com Hope. 

Fazia sentido, muito sentindo o que Yoongi disse, mas não posso deixar ele saber do porque estou fugindo ou de quem, ele precisa acreditar que a culpa é dele, que eu sai daquela casa para evita-lo, porque assim ele me permite, morar sozinha aqui e eu iria conseguir me esconder por mais um tempo de Jackson, até sei lá algo acontecer a ele, eu não poderia ficar me arriscando dele saber de toda história, e se ele não ficasse ao meu lado? depois de souber no que estou metida, não posso fazer isto, terei Junmyeon ao meu lado, pedirei para ele redobrar a segurança daqui, não da casa do Tae, já que Yoongi não deixará mais eu ir para lá. 

- Sim, ok aceito, mas não estou escondida de ninguém ou fugida como você pensa, eu só estava te evitando - falo correndo vendo ele, me olhar sério, chaveando a porta, e largando as chaves sobre a mesa, o mesmo passa a mão pelos cabelos azuis, e me olha, com um olhar cansado. 

- me evitando, o que te fiz de tão sério para  me odiar assim? - seu olhar transmitia dor?! nem eu mesma sabia. 

- você sabe Min, não se faça, desde que me conheceu fez muita coisa para mim, aigo pare de perguntar disto, só saiba que a verdade é essa.

- isto é mentira.

- não é.

- se fosse, você teria se debatido até não poder mais, e não teria feito amor comigo, entendeu - ele estava com raiva. 

- eu quis, porque o momento era bom, não por sentimento. 

ele nem me olhava mais. Sinto meu corpo se chochar contra a parede, e fitar os olhos mais avermelhados de Yoongi, ele parecia conter um choro, que nem eu sabia que seria possível ter.  meu corpo pressionado contra a parede gelada se arrepiava, com as escaradas profundas que ele me dava. 

- vai dizer que fez amor comigo, que disse aquelas coisas, para se ver livre de mim?Então diga, mas não acredito em uma só palavra de você, sabe que eu perdi tempo de foder outras, que não me daria a dor de cabeça que você me da, mas eu te escolhi, quis ficar do teu lado, e você está falando essas coisas....-ele desviava o olhar,  mas apertava sua mãos na minha cintura, algo que fazia meu corpo aquecer, - diz que não gostou do que fizemos? que não me quer na sua vida, ou na sua cama?!

Eu estava literalmente encurralada, não sabia o que dizer, por dentro eu estava chorando por magoar o Yoongi, mas é necessário, ninguém pode saber de Jackson, de omani, de Junmyeon, de minhas irmãs YooJun e Dana, minha família não pode ser exposta, porque daí eu serei, e como sempre a consequencia recaira sobre mim. E também não posso por a vida do Yoongi em risco, jackson sabendo de nosso envolvimento com certeza fará algo contra ele. 

- Sim, eu só te usei, eu não sinto nada por você, eu só quero voltar para casa do Tae, e ficar lá, longe de você, o mal que você me faz me fez ficar assim, eu não ligo para o que você disse, porque sei que só fui mais uma na sua cama, eu te conheço bem Min, você não mudou nada, desde que te conheci, continuara sempre sendo mesmo, você fala em fazer amor comigo, mas o que fez foi transar e me usar, usar minha fraqueza, eu não fui neste encontro porque te amava, ou porque queria, você me ameaçou. - após dizer tudo isso, senti ser largada, ele virou de lado, olhou ambiente, respirando fundo.

- tem razão, nunca foi amor! 

ele saiu da casa, mas deu tempo de ver algumas lágrimas, eu nem esperava por isso, minhas palavras saíram mais duras do que imaginei, mas foi pelo bem dele, quando isso acabar pedir perdão, vou dizer o quanto eu o amo, vou provar isso, mas a maior decisão de alguém na vida, para proteger outra pessoa, é fazer ela abrir mão de você, o caso é de vida ou morte, não é necessidade de vingança, eu queria estar com ele agora aqui me abraçando, mas pelo visto ele nunca vai me perdoar, e nem seu perdão eu mereço, estraguei o momento fiz tudo errado, na ânsia de acertar, não posso por ele em risco, não posso saber que ele morreu por minha causa. 

A porta foi fechada com certa força, notei as chaves da casa sobre a mesinha. Eu sabia da besteira que tinha feito, e agora não dava para voltar atrás, de novo eu magoei ele, posso acreditar que ele também me magoou antes, mas nunca com as palavras que eu disse agora, estou me sentindo horrível, como se uma parte de mim estivesse morrendo agora. 

[....] Ficar trancafiada dentro de uma casa, sabendo que não se pode por os pés na rua, é difícil, agora pelo menos Yoongi acredita que a culpa é dele, mas passei depois da nossa briga a noite em claro, praticamente nem dormi, agora já eram nove da manhã, eu estava exausta e ainda deitada na cama, saberia que passaria um dia aqui dentro, nada melhor que assistir seriados o dia todo, e viver de vento, porque preciso de dinheiro, mas meu emprego eu perdi por causa do maluco do Jackson, Batidas na porta com força e violência ressoaram no silêncio da casa. Meu coração quase saiu pela boca, eu havia mandando uma mensagem para Junmyeon, avisando o local onde eu estava morando, e se ele pudesse enviar patrulhas para cá e não para casa de Taehyung como combinado. 

- quem é?- gritei do outro lado da porta, espiei  pelo olho mágico e a única coisa que me aconteceu foi empalidecer, era Jeon Jeongguk do outro lado com semblante irritadíssimo. 

-Abre está porta agora s/n! - só homens mandões a minha volta. 

- não, você não disse que eu tinha morrido para você, então continuo morta, finja que nem sabe de mim. 

- anda s/nzinha abra a porta, por favor! - ele sabia como amolecer meu coração, e na verdade eu estava precisando muito do meu melhor amigo agora. 

Destranco a porta, e ele me abraça. 

- por favor nunca mais faça isso comigo! - ele diz enquanto ainda me abraçava. 

- você que fez isso com nós, porque brigamos mesmo? eu nem me lembro mais! 

- precisamos conversar sério, algumas coisas aconteceram e você precisa saber. 

eu me sentia mais ansiosa ainda. 

- 1º como Yoongi sabia tudo de onde você estava? e porque se escondeu na casa do Taehyung? aigo são muitas perguntas, além destas, você ficou louca, Jackson está atrás de você, e olha a hora da madrugada você não sabe o que Yoongi fez, estamos encrencados até o talo, nunca mais desapareça isso piora, os problemas - de tudo que ele falou, a única coisa que em looping voltava a minha mente era, "você não sabe o que o Yoongi fez".

- O que Yoongi fez? - o olhava assustado. 

- não vem ao caso, o que importa é o que ele contou, e vamos ver ele e Taehyung no hospital - arregalo meus olhos na hora. 

- hospital?

- sim, ontem de madrugada eu estava dormindo tranquilo, quando o maluco do Min, foi na minha casa, contando de você, onde estava, e ele estava muito machucado e cheio de sangue, perguntei o que aconteceu, ele falou que acabou com o seu amante, ele estava bebado e era claro, então perguntei tudo, e ele me contou que agrediu até deixar Taehyung desacordado, pela sua honra, e melhor moçinha, ele me contou que estava escondida na casa do Taehyung, e que você transou com Tae, e tudo isso ta deixando minha cabeça explodindo, não sei se é papo de bebado ou se tudo que ele falou era verdade, resolvi ir para parte mais fácil de comprovar, que era ver Taehyung, resumindo o mesmo está no hospital. Mal! 

eu estava apavorada, Yoongi porque ficou desse jeito? já lhe disse coisas piores.

- aigo eu sei, que fiz muita besteira

- sua sorte é que temos problemas maiores ainda que isto, e eu não posso te dar lição de moral agora, porque tempo é curto.

- por favor o que aconteceu a mais. 

- lembra quando você recebeu uma ligação do Jimin? então era real, eu te menti, porque eu estava cuidando do "caso" do meu jeito, estou com uma gangue inimiga do Jackson, ontem eles tentaram o matar na Oppa Club, deu errado, Jackson ja sabia de tudo e nem foi, a questão é que ele pensa que foi você, que combinou isto, e quer se vingar, ele tem o Jimin sequestrado desde aquele dia, eu sei que deveria ter contado antes, mas eu queria resolver sem meter você no meio, eu gosto tanto de ti pequena, tinha que te proteger de tudo. 

Sabe quando, seu corpo entra em estado de catatonismo, eu estava assim, não tinha reação de rir nem de chorar, meu corpo estava mole, sem vida basicamente, a única coisa que eu queria agora, era morrer, minha vida estava um completo caos, então desde o início eu não estava louca, Jimin estava realmente desaparecido, sendo usado como uma arma secreta, contra mim. Yoongi agrediu Taehyung a ponto de manda-lo para o hospital, por ciúmes, simplesmente ciúmes bobo e doentio, mas eu ainda assim sabia que ele estava mal e eu não consigo culpa-lo, o maldito sentimento de quem ama, é ter compaixão, Jackson agora me culpa por algo que não fazia ideia, Jeongguk envolvido com gangues, para me livrar do Jackson, porque deus? porque comigo, como posso dormir em paz, sabendo que qualquer morte, é culpa minha, não posso me esconder, preciso me entregar e fazer com que Jimin seja solto, ele não pode, não sei como Jeongguk fala isso com tanta calma.

- s/n, s/n por favor me responde, vou chamar a ambulância, você não está bem! - apenas seguro braço dele,para que não se afaste. 

- Você sabe onde está Jackson?

- porque quer saber s/n, não faça besteira.

- preciso me entregar, preciso fazer uma troca, eu pelo Jimin. 

- s/n, não precisa, com essa gangue que estou envolvido vou conseguir, tirar ele do poder, libertar não só Jimin, mas como você também. 

- olha o que está dizendo, gangue? saia dessa, você sabe as leis dessas coisas, meu deus me afasto de você por um tempo, e olha as coisas que você faz Jeon, por favor, vamos fazer assim, me leve ao hospital preciso ver o Tae, outra coisa que é culpa minha, se não tivesse transado com ele, yoongi não teria ciúmes, e isso não teria acontecido - acabo desabafando mas vendo Jeon a minha frente, recalculo o que acabo de falar, praticamente nossa amizade quase terminou, pelo envolvimento que eu tive com o Min, imagine agora. 

- eu pensei que fosse mentira, mas então é verdade mesmo, você não é mais minha, é de todos os nossos amigos. - ergo minha mão e acerto em cheio Jeon, eu estou tão de cabeça cheia, que na mesma hora me arrependo e tento o abraçar, ele nem se esquivou nem nada, aceitou o abraço e acariciou meus cabelos.

- s/n preciso te contar mais uma coisa. 

eu só briguei com você por causa do Yoongi, porque eu te amo, sempre te amei, e você nunca viu, meu coração está me pedaços, sabendo disso de você e o Taehyung, e só consigo entender o Min, ele também te ama, assim como eu, talvez mais, sei que confundi as coisas, sempre foi uma amizade com benefícios, não era pra ter acabado assim, mas eu sinto que preciso me afastar, sempre estarei te protegendo mas as coisas jamais poderão ser, como eram, temos que cortar algumas coisas do nosso relacionamento, seremos apenas amigos, eu não sei dos teus sentimentos, por isso prefiro te dizer isso numa boa, eu te amo, e por te amar te deixarei livre para escolher. 

Ele largou do meu abraço, e acariciou meu rosto Jeon chorava, como nunca tinha chorado antes, eu sabia que um dia poderia acontecer isso, mas eu tentava evitar, e fingia que não, ele nunca demonstrou nada além do que eu via, mas como Yoongi eu também não sei até onde vão estes sentimentos, eu só estou tento pior dia da minha vida, desde que existo. 

- posso te fazer um pedido? - ele me encara, a ponta de seu nariz já se encontrava vermelha. 

- o quê?

- me beija, só o último, a nossa despedida. - eu no fundo queria e não queria, toda vez que eu fazia algo contra pessoa, não importa o gesto de carinho que fosse, eu sentia que estava traindo o Yoongi, mesmo não fazendo sentindo algum isto, mas era como. Mas se esse seria o ponto final entre mim e Jeon, porque não, ele me faz bem desde a infância, ele cuidou de mim, mais do que meus pais, do que qualquer pessoa, quando minhas irmãs me abandonaram, ele esteve lá para me ajudar, para me dar amor e carinho, ele merecia isso de volta, mas no momento eu amo o Yoongi e não posso mentir ou ser falsa com ele, retribuir seria errado demais. 

Apenas inclino meu rosto mais para cima, acariciando sua boca com a minha, sentindo seus lábios em um selo demorado, até se tornar mais intenso, beijar Jeon era bom, doce e cativante, sempre fui segura com ele, o meu príncipe encantado, que nunca passou de um amigo protetor, a atração entre nós, na minha visão era porque, Jeongguk é um homem lindo e atraente, mas nunca foi amor de duas pessoas, para casar e ter uma vida, me permiti chorar nesse beijo, sabia que era uma despedida, nada seria como antes, nem eu nem Jeon somos os mesmos de antes. 

Ele finaliza o beijo, com sua língua aveludada sugando a minha, com carinho. 

- obrigado - ele disse me abraçando. - agora vamos, visitar o Taehyung, ele estava bem mal quando o vi. 

- tudo bem, vou me arrumar - disse para Jeongguk, o vendo sentar no sofá e sacar o celular do bolso, entrei no quarto, me despindo rapidamente, precisava de um banho, precisava me renovar, mudar os ares de tudo, saber que posso ter ele de novo comigo, já me fazia bem. 

Entrei no chuveiro, deixando a água no morno, meu corpo tensionado da noite mal dormida, e das várias e várias revelações do meu dia, inclinei a cabeça para trás me permitindo agora chorar, um choro de soluçar, que Jeon com certeza ouvia,mas me permitiu ter este momento, a vida realmente nos prega peças, sempre quis amar Jeon, sabia que dariamos certos, pois somos feitos um para o outro, mas eu tive que amar e gostar do cara que não tem nada haver comigo. eu tive que me apaixonar loucamente por MIn Yoongi, 

 

" a vida ela nos surpreende, as vezes a pessoa com quem sempre sonhamos estar, nunca foi do jeito que imaginávamos, nos projetamos nos outros, as nossas vontades, e por assim frustramos não só a si mesmo, como os outros também, o amor ele nunca é fácil, se eu soubesse disso, jamais teria envolvido tanta gente nisso, os oposto se atraem e isso posso comprovar, mas não quer dizer que eles durem, que seja pra sempre, o pior das ironias é que: Jeongguk me ama, eu amo Min Yoongi, mas Yoongi...não ama ninguém" 

Nem tudo é como queremos, ou sai como planejado, uma escolha sua ponde afetar e mudar o fator das coisas, sempre pense antes de agir, sei que aprendemos errando, mas vamos começar aprender também vendo o erro dos outros, não seja cobaia de tudo, não seja impulsivo, pense, muitas vezes suas atitudes que pra você não foi nada, para outra pessoa foi muito . 

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...