1. Spirit Fanfics >
  2. Blues do inferno; Taekook >
  3. (2) O porto.

História Blues do inferno; Taekook - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Eai, suave? to sem saber oq por aquilo, mas é isso, boa leitura <3

Capítulo 3 - (2) O porto.


Em quanto isso, no inferno...

Lúcifer estava sentado em seu trono,   quando chamou Namjoon para uma conversa.

— Oque você quer falar comigo? — Perguntou Namjoon, em um tom de arrogância.

— É sobre Jeon Jungkook. — Disse o senhor dos infernos, sem se importar muito com o modo em que o Kim havia falado. — Preciso que você observe ele.

— Para que?

— Já deve saber que ele voltou para a te- Quando ia completar a frase, Namjoon o cortou. — Todos sabemos que seu queridinho voltou está de "Férias" —  Fez aspas com os dedos. — Enfim, em que parte da história eu entro?

— Primeiro, quando eu estiver falando, não me interrompa, segundo — Suspirou fundo antes de falar. — Jungkook tem o ego forte, faz oque quer e oque não quer, suponho que ele não seja idiota de desobedecer a mim, mas... quando se trata dele, é melhor não duvidar do que ele seja capaz de fazer, por isso preciso que você o vigie.

— Se não? — O Kim não tinha menor vontade de fazer aquilo, estavá preso naquela merda de lugar, porém umas "férias" não seria algo tão ruim, se não tivesse que observar alguém, e se esse alguém não fosse Jungkook.

— Você fica preso aqui para sempre, e sem seus poderes.

— E quanto tempo isso irá durar?

— Um ano, apenas.

— "Apenas". — Repetiu a palavra baixo. — E quando você quer que eu dê uma de agente secreto, uh?

— Quanto antes, melhor.

— Não acredito que estou fazendo um pacto com o diabo, me mande logo para a terra.

— Feche seus olhos, em algum momento você encontrará Jungkook perto do porto de Seul, Duas horas de sua casa, e lembre-se não me decepcione. Namjoon fechou os olhos, e em questão de segundos ele não estavá mais no inferno, assim como Jungkook, Namjoon achou que tudo fosse um sonho, porém, mas ele sabia bem que não era. O Kim estavá confuso com o que deveria fazer, nem como fazer, não sabia em que momento encontraria Jungkook, e como faria para se aproximar do mesmo.

— Merda, merda, merda! — Kim Virou-se na cama e ficou olhando fixamente para sua janela. — Por que eu fui aceitar, eu sou muito idiota, como eu vou saber quando aquele inseto estará na porra do porto? — Depois de alguns minutos encarando a janela, Namjoon avistou seu "antigo" notbook, e começou a mexer nele, pesquisou sobre eventos que ocorriam no porto, talvez, se desse sorte, ele encontraria Jungkook em um deles. Namjoon olhou todos, e costumava ter alguns sobre música, seria talvez, se Jungkook fosse, encontra-lo lá.

E para a sorte de Namjoon, Jungkook havia acabado de descobrir sobre tais eventos, porém, estava indeciso se iria, ou não.

— Se bem que eu deveria socializar. — Falou Jungkook para si mesmo, em quanto brincava com as cordas do violão que estavá apoiado na barriga do mesmo. — Embora ainda está muito cedo, e eu não precise falar com pessoas. — O Moreno colocou o violão de lado e foi para a janela de seu quarto, observou as pessoas conversando. — Eu posso muito bem passar um ano sem falar com ninguém. — O menino olhou para seu violão e para as pessoas. — Eu converso com um violão, não posso ficar sem conversar com as pessoas, irei nesse evento, e socializarei.

O serviço de Namjoon já estaria facilitado, o diabo estava certo sobre o Porto.


Notas Finais


hmkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...