1. Spirit Fanfics >
  2. BNHA imagines >
  3. Katsuki Bakugou - Chiclete

História BNHA imagines - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Katsuki Bakugou - Chiclete


Fanfic / Fanfiction BNHA imagines - Capítulo 1 - Katsuki Bakugou - Chiclete


- Ohayo Katsuki! - Falei animada para meu namorado e já fui lhe dar um abraço e um selinho

Nunca pensei que ele fosse retribuir meus sentimentos, logo ele, Bakugou, a bomba relógio da escola, mas fazia 3 meses que me declarei e ele disse que sentia o mesmo, começamos a namorar logo depois

- Ohayo - Disse mau humorado e logo foi para o seu lugar na sala de aula, me pergunto se existirá alguma manhã que Katsuki acordaria de bom humor

Fui até o meu que era a duas duas fileiras da sua, cumprimentei Momo que se senta a minha frente e Sero logo atrás, não demorei para iniciar uma conversa eufórica com Mina, minha melhor amiga que se sentava ao meu lado, pouquíssimos minutos depois Aizawa chegou e deu início a aula, anotei cada explicação concentrada. Minha Quirk é uma mistura dos meus pais, fogo e puxar qualquer coisa para mim, mas tudo isso havia um lado ruim, que foi quando descobrimos que Izuko, meu irmão gêmeo, não tinha individualidade, vi meu irmão sofrer na pele, mas felizmente sua individualidade despertou na hora exata, e aqui estamos todos na U.A, nos preparando para sermos heróis

- S/a? É o intervalo, vamos? - Mina me cutucou, o que me fez sair dos meus pensamentos

Caminhamos até uma mesa e logo Katsuki e o resto do grupo chegou, beijei a bochecha dele corada e o senti ficar tenso ao meu lado, talvez seja vergonha? Ignorei e voltei minha atenção a Kirishima que contava uma piada

- S/n me diz - Denki me chamou - Como você fez pra domar a fera? - Todos gargalharam e Bakugou os ameaçou explodir em pedacinhos

- Não foi tão difícil gente, eu só.. - Segurei delicadamente o rosto de Katsuki e o fiz olhar pra mim, estava tímida e corada por fazer isso na frente dos nossos amigos - Eu.. Gosto de você Kacchan - Selei seus lábios e senti novamente ele tenso, me afastei ao escutar nossos amigos vibrarem, não sabia aonde enfiar minha cabeça e Bakugou estava vermelho

- O leão virou gatinho! - Mina gargalhou de Katsuki

- E o neném não é neném - Kirishima falou de mim, sorri constrangida

- CALEM A BOCA! EU VOU MATAR TODOS VOCÊS! - Katsuki se levantou e foi para fora do refeitório me levando junto, ri baixinho da sua ação, o que atraiu seu olhar raivoso para mim

- O que foi Kacchan? Não gostou do beijo? - Perguntei brincando e ele se virou para mim sério

- NÃO! NÃO GOSTEI! - Me assustei com seu tom de voz e dei uns passos para trás, ouvi os sons de pequenas explosões em suas mãos

- O-o que?

- Não quero que me agarre, nem me beije nunca mais! Chega! Eu não aguento mais! Não sei aonde tava com a cabeça quando te pedi em namoro! Garota grudenta e chata! - Falou voltando para o refeitório

Meus olhos se encheram de lágrimas, mas segurei elas, ouvi o sinal tocar indicando que o intervalo terminou, voltei para a sala desanimada, bebi água na tentativa de afastar a vontade de chorar, o que funcionou, evitei Bakugou pelo resto das aulas, aquelas palavras significavam que ele não queria mais namorar comigo, certo? Então ele está solteiro e eu também. Aizawa nos liberou e eu fui até Izuku para irmos para casa

- S/n! Me espera! - Ouvi Katsuki me chamar e por reflexo vi que não estava muito longe, agarrei no braço de Izuku e puxei ele correndo para irmos logo

- S/n, o que foi? O Bakugou queria falar com você - Deku falou já do lado de fora da U.A, abracei o braço dele sem problemas por sermos do mesmo tamanho

- Brigamos.. Na verdade, ele brigou comigo, e acho que foi um término - Comecei a chorar na rua - Não quero falar com ele

- Tudo bem, mas não chora ok? Vamos nos animar! Quer ir naquela lanchonete de gatinho? - Assenti enquanto secava as lágrimas

- Podemos chamar a Mina, Uraraka e o Lida? - Falei com a voz ainda embargada

- Claro! Vou ligar para eles

Agradeci por ter um irmão tão legal como Izuku. Assim que chegamos em casa eu cumprimentei a mamãe e corri para me arrumar para sairmos, Katsuki me ligou e mandou mensagem, ignorei completamente e procurei me divertir com as pessoas que realmente gostavam de mim

4 dias depois.

Estava sendo cada vez mais difícil de evitar Bakugou, tanto que agora eu estava presa nas fitas de Sero sentada no jardim da U.A, havia um Katsuki puto de raiva na minha frente e eu tentava segurar o choro

- Por que me evitou todos esses dias? - Virei a cabeça para o lado e fechei os olhos para não vê-lo - Não quer falar comigo? Tudo por causa do que te falei naquele dia? É isso? - Não respondi e tentei a todo custo me soltar das fitas - S/n fala comigo, eu.. - Acabei me mexendo tanto que perdi o apoio de onde estava encostada e fui de cara no chão - QUE DROGA S/N, TEM COMO VOCÊ FICAR QUIETA? - Ele gritou enquanto me colocava sentada novamente, mas dessa vez foi rasgando as fitas para me soltar - EU TÔ AQUI TENTANDO TE PEDIR PERDÃO E VOCÊ NÃO COOPERA PORRA - Vi ele suspirar pesado ao terminar de me soltar - Se quiser pode ir embora, eu não vou mais te forçar a me ouvir.. Sei que o errado aqui sou eu - O olhei desconfiada, nunca tinha visto Bakugou pedir perdão ou admitir que errou

- Você está bem? - Perguntei ainda afastada dele - Pode falar, eu vou te ouvir

- Tsc.. Eu não deveria ter gritado e nem falado aquelas coisas com você, eu fiquei com raiva por causa do pessoal, sabe que eu sou.. Tímido quando o assunto é você.. Nada do que falei era verdade.. Tirando a parte de você ser chata.. - Abracei as costas dele - Eu senti falta disso - Vi ele sorrir

- Eu não vou mais te beijar na frente do pessoal, se preferir - Me sentei ao seu lado

- Na verdade, você pode sim, e eu quero agora também - Ri baixinho

- Kacchan.. Eu amo você - Vi seu sorriso sumir e as bochechas ficarem vermelhas - Ainda quer beijo?

- Quero - Sua voz saiu baixa e eu ri enquanto me aproximava, selei seus lábios e senti suas mãos na minha cintura me puxando pra mais perto, e nosso beijo foi aprofundado, senti as borboletas fazerem uma algazarra e meu coração bater forte, quando nos afastamos Katsuki me abraçou - Eu também te amo, e amo o quanto esse meu apelido idiota fica bom quando você fala

- Mas eu gosto de te chamar de biribinha - Fiz biquinho e Bakugou fechou a cara, foi impossível não cair na gargalhada

- Você acabou com o clima merda - Ouvimos o sinal tocar, o horário do intervalo havia acabado e tínhamos que voltar para dentro

- Poxa, nem deu tempo de lanchar - Katsuki segurou minha mão e entrelaçou nossos dedos para minha surpresa

- Aqui - Ele me entregou um bolinho de arroz - Sabia que ia reclamar, tem mais se quiser

- Kacchan! Você é o melhor namorado do mundo! - Beijei sua bochecha em agradecimento

- Eu sei - Ele piscou pra mim e sorri feliz





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...