1. Spirit Fanfics >
  2. Boarding school - Min Yoongi >
  3. Entregue

História Boarding school - Min Yoongi - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Entregue


Fanfic / Fanfiction Boarding school - Min Yoongi - Capítulo 11 - Entregue

-Vai mesmo deixar ele fazer o quiser com você?- perguntei indignada-Só pode ser brincadeira.

-Não se envolva nisso, Filha-respondeu-Não quero você metida nos negócios da família .

-Que negócios da família?-ela já tinha saído, sem me explicar nada-Merda.

 

Me lembro bem da primeira vez que vi Yoongi, o odeie por sua arrogância e irônia, sentia urgência em socar o rostinho bonito de badboy dele até arrancar toda aquela posse de garoto frio que ao meu ver era apenas uma armadura para esconder seus verdadeiros sentimentos. Um lado meu me dizia para continuar, ir fundo e ficar com ele de novo, ouvir meus sentimentos e me permitir ser feliz, mas a outro parte me dizia outra coisa, para ficar longe que o que eu queria levar a diante só me traria encrenca e eu sabia afinal, mas ele me atraí, me atraí de uma maneira assustadora como se nada mais importasse, só nós dois. Talvez seja até egoísta pensar em te-lo só para mim mas meus pensamentos sempre me dominavam a mostravam minhas verdadeiras intenções.

Toda vez que me punha a pular aquele grande muro sabendo dos riscos que estou correndo ao me expor a esse risco, uma serie de coisas podiam acontecer e uma delas poderia ser minha e expulsão daquele colégio que mais parecia uma prisão , qual e a gente não pode nem sair. E quando me punha a pular aquele muro me sentia viva novamente, viva e livre, a adrenalina em um simples ato me faz querer mais, cada vez mais. Como se fosse uma droga.

Observei Yoongi pular o muro e logo se por em meu lado, sorriu gengival observando algo no outro lado da rua e eu sorri instantaneamente, como se seu sorriso fosse contagiante. Aquele sorriso gengival qual eu achava lindo nele, tão lindo quanro ele e era uma pena ele não sorrir constantemente assim. Observei seus movimentos, quando me chamou com o olhar e atravessamos a rua com uma pequena corridinha, avistei uma moto estacionada ali e sorri.

-Te apresento a July, meu bebê-passou a mão no banco na moto como se estivesse fazendo carrinho na mesma e ri baixo.

-É muito bonita, sempre quis ter uma mas meu pai é um saco-rolei os olhos e admirei a moto. Era preta e aparentava ter sido pintada recentemente de tanto que brilhava.

-Pais são sempre um saco, só servem para opinar na nossa vida-ele parecia amargurado ao lembrar de algo e logo fez careta-Enfim, programei toda a nossa noite-se eu não estivesse embriagada com sua beleza podia dizer que ele foi malicioso -Vamos?

-Ah, claro-sorri para ele que continuava inexpressivo e peguei o capacete de sua mão o colocando, subi na moto sentindo meu coração palpitar-Estou ansiosa para ver o que preparou para nossa noite.

-Ah linda, você vai amar. 

Ele arrancou a moto após sorrir e senti a adrenalina tomar conta do meu corpo, senti o sorriso se formar em meu rosto e meu coração disparar. Yoongi corria com a moto como um louco e eu sentia o vento bater contra minha pele exposta, as ruas estavam iluminadas e a cidade estava movimentada como sempre, Seul nunca ficava parada a noite. Meu coração disparou novamente na curva e quase me vi toda ralada no chão mas valia a pena no final, o medo levava a adrenalina e quando ele parou a moto desci e sorri animada tirando o capacete lhe entregando.

-Ual-sorri igual uma criança quando ganha doce e pude ver um pequeno sorriso no canto de seus lábios-Nunca vim aqui, Como achou esse lugar?

-Gosto de ficar sozinho, me faz refletir-deu de ombros indiferente mas eu soube que era um lugar importante para ele-Aqui é lindo não é ?

-Mais que lindo, Yoongi-o obeservei sentado na areia de frente para o mar e o segui sentando de seu lado-Seria estranho dizer que me sinto atraída por você?

-Não-demorou para responder e o olhei, queria analisa-lo, guardar cada parte de seu corpo em minha memória-Também me sinto atraído por você.

Sentia sede dele, sede de saber mais sobre ele, como ele chegou até aqui? Por que ele está aqui? Tudo nele me intrigava. Yoongi era o cara mais atraente que já tinha conhecido em toda minha vida, fechado, sabia exatamente o que fazer e quando fazer, tudo nele me atraía de uma maneira que não consigo explicar, era intenso demais até para mim entender.

-Está jogando comigo, não está?-ele se virou para me olhar e senti meus pelos se arrepiarem, mordi o lábio para conter a tensão.

-Tem certeza de que querer jogar comigo?Pode ser perigoso, Heloíse-sorriu malicioso e sorri na mesma altura. Não sei se era coisa de minha cabeça, ele parecia muito mais gostoso agora.

-Nós dois sabemos que estamos jogando já faz tempo, Yoongi-sorri aproximando minha boca da dele , não quero parar, meu corpo não quer parar.

Em uma fração de segundos estou no colo de Yoongi, com minhas pernas uma de cada lado de sua cintura, e como suas mãos me apalpando, me precionando contra seu corpo, cada vez mais colados, meu corpo ficou quente e eu estremeci com seus toques em minha cintura, cada vez mais quente. Juntei nossos lábios em um beijo quente e nescessitado, eu estava louca para me entregar para ele ali mesmo em público. No momento não estava ligando aonde estávamos, quando nos soltamos para respirar eu fiquei desnorteada e com gosto de quero mais, era bom, era gostoso, era quente, muito quente e me exitava.

-Não foi isso que programei-sua voz saiu rouca e arrastada por conta da ereção, não me contive e sorri ao ouvir sua voz-Realmente não programei isso.

-Talvez eu tenha programado isso-o olhei sugestiva e ele riu, uma risada gostosa.

Ele devia rir mais vezes, sorrir também. 

-Embora eu queria muito, não vou te comer, não agora-sorriu sacana me deixando boba-Vamos a outro lugar.

-Yoongi-apelei sendo manhosa, eu queria mundo ser fodida ali, de frente pro mar.

-Safada-gemeu abafado e rouco-Prometo que te recompenso mais tarde.

- Eu quero agora- susurei em seu ouvido e lambi seu pescoço. 

-Quero depois-apertou minha cintura, suspirei sôfrega. 

-Que tal agora e depois?-olhei em seus olhos e sem esperar resposta o puxei nogamente colando nossos lábios. 

Rebolei contra sua ereção e senti sua respiração falhar contra meu rosto, quando separei nossos lábios Yoongi segurava minha cintura fortemente. Sua mão esquerda deslizou para dentro do meu short saia, e sem dizer nada introduziu o primeiro dedo em meu interior, ofeguei, o segundo veio logo em seguida, os movimentos nao eram nada gentis, gostava assim.

Yoongi rasgou o short que tinha por debaixo da saia, abriu o sinto de sua calça jeans e me olhou com o mesmo sorrisinho sacana de mais cedo. Sem avisos, seu pau deslizou para dentro do meu interior, ofeguei novamente, mordendo os lábios. 

-Olhe para mim-fiz o que foi ordenado- Quero ouvir seus gemidos enquanto olha para mim.

Uma estocada forte e funda, gemi baixo novamente mordendo os lábios, não podia desviar o olhar, não queria. Meu corpo ficava mais quente a cada estocada, cada olhar. Naquele momento, estava totalmente vulnerável a ele, entregue, estava totalmente entregue a Min Yoongi.

-Yoongi-ofeguei, umedeci os lábios. 

-Isso,  assim!-juntou nossos corpos.

Pude sentir nossos corpos se contraindo, Yoongi me beijou, um beijo cheio de desejo enquanto chegavamos ao limite.

-Está satisfeita?-perguntou, enquanto fechava o zíper da calça, sorri umidecendo os lábios em seguida.

-Estarei mais tarde. Na sua cama- susurei em seu ouvido após me levantar.

Sorri adorando a ideia e bati a mão em minha saia, tirando a areia indo até a moto, assim que subi na moto e Yoongi disparou pela rua novamente a adrenalina se fez presente em meu corpo, apertei o abraço quando Yoongi inventou de impinar a moto, novamente meu coração foi a mil e eu ri, ri como nunca antes, eu estava me divertindo pela primeira vez em anos

-Chegamos senhorita-parou a moto e desci observando o local grande e luxuoso.

-Uma boate?Sério? -o olhei em descrença e ele sorriu gengival, derreti como uma manteiga em pleno sol quente.

-Mais que uma boate, linda-ele me chamou mesmo de linda? Alguém me segura, vou desmaiar-Minha boate-acho que vou desmaiar mesmo.

Não sei quando tempo ao certo ficamos naquela boate, me lembro sa entrarmos e Yoongi cumprimentar muitas pessoas e percebi que ele conhecia muita gente, gente importante, ele me levou até o bar e disse que eu podia escolher o que quisesse e assim eu fiz, não me lembro de muita coisa só de que depois do quarto copo de tequila meu corpo ficou quente, muito quente e depois fui para pista de dança.

-A noite ainda não acabou, linda-ouvi sua voz rouca em meu ouvido me fazendo arrepiar-Vamos.

E eu fui, Yoongi me conduziu até a saída e colocou o capacete em mim, onw que fofo ele cuidando de mim, apesar que eu queria muito te-lo em minha cama agora, me possuindo por inteira, não tinha mais como negar, Yoongi era quente, e eu gostava disso nele, gostava muito.

Quando chegamos no campus Yoongi me puxou e mesmo atrapalhada com os passos eu corri o seguindo, ao passar por uma escada fui parando os passos, uma luz vermelha vinha de lá, instiguei a andar até lá, algo me dizia para ir até lá, senti uma mão em meu pulso e me virei vendo Yoongi me olhar curioso.

-Os dormitórios são para lá, linda-me conduziu e o segui olhando para trás uma vez ou outro, esqueci, eu devia estar muito bêbada, afinal, eu bebi muito, era de graça mesmo.

E no final do dia eu ganhei o que tanto queria, Min Yoongi, não nescessariamente na minha cama, mas na dele já bastava. Era verídico, Yoongi além de gostoso e popular era o mais quente da escola, e o que mais me alegrava era, eu tinha o cara mais gostoso popular e quente, e o melhor de tudo, sabia o quão ele podia ser quente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...