História Boku no hero - A nova geração (interativa) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Tags Boku No Hero
Visualizações 44
Palavras 1.352
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Então, esse capitulo ficou meio grande, então pra não deixar a leitura massiva, eu resolvi dividir em dois.

Dito isso, vamos a algumas observações sobre a fic.
O meu co-autor está sem tempo, então eu não tenho ninguém pra me dá uma segunda opinião sobre os capítulos, agora o feedback de vocês passou a ser mais importante que nunca.

Sinceramente, essa fic tem muito leitor fantasma, muitos participantes sumiram após o cap um, e isso me desanima um pouco sinceramente. Eu venho tentando dá espaço a todos os personagens, justamente para que todos possam se sentir incluídos na fic e interagir, mas isso não vem acontecendo, então se você achar que seu perso tá sendo mal usado ou tendo pouco destaque, por favor, comente em vez de sumir.

Não vou mais enrolar muito, só peço que respondam as perguntas das notas finais. Espero que gostem do cap.

Capítulo 8 - Entre lutas


Pov Narrador 

 

Erla, os garotos e Kalazar saíram da sala de observação e ficaram no alto da escada esperando a chegada de Edward e das garotas. Elas ainda estavam empolgadas com o resultado e de ego inflado devido aos elogios de Edward  ao trabalho em equipe e capacidades individuais de cada uma. Isso só o fazia crer que o novo exame de admissão realmente era mais eficaz que o anterior.

- Sinceramente, não achei que conseguiriam, vocês me surpreenderam - disse Erla, quando as garotas chegaram ao topo da escada 

- Obrigada - agradeceram as meninas.

- Apesar dele ter pego leve, fico feliz com nosso desempenho - comentou Hinata com as garotas.

- Eu também. Minhas costas doem - disse Alis com uma mão nas costas.

- Minha barriga também - comentou Helena , fazendo todas rirem.

- Sinto muito por isso meninas, mas eu só bati por que sabia que iriam aguentar comentou rindo. É, ele realmente tratava todos como filhos.

Após falar rapidamente com as garotas, Edward dirigiu-se à Erla e Kalazar.

- Então, o que achou delas ? - perguntou a professora.

- Sinceramente, me surpreenderam, todas tiveram papel importante, Akai soube trabalhar muito bem como elemento surpresa, sinceramente eu não sabia como elas iriam usar os portais em batalha, mas o modo como usaram me surpreendeu, se todas tivesse individualidades ofensivas, é bem provável que não conseguissem nem chegar perto de colocar a pulseira em mim. Akai e Doa foram essenciais.

- Pelo visto partilhamos do mesmo ponto de vista - comentou Erla

Quando Edward saiu de perto das garotas elas dirigiram-se para os garotos que as parabenizaram.

- Você foi muito bem - disse Nash soltando Alis do abraço - você também - falou olhando pra Helena .

- Obrigada, queria que a luta tivesse durado mais, queria ter acertado pelo menos um golpe nele - disse ela.

- Eu fiquei prestando atenção em você, você já fez muito pra uma aluna. E seus chutes são bem pesado - disse ele com um meio sorriso.

- Prestou tanta atenção assim em mim? - provocou a garota.

- Mal tirei os olhos de você - disse Nash olhando nos seus olhos.

- Pensei que ia ficar vermelho e mudar de assunto - provocou novamente.

- Se quiser me ver vermelho, vai ter que fazer mais que isso então - respondeu ele devolvendo a provocação.

Vendo que os dois iam ficar nesse joguinho, Alis saiu de perto com um sorriso no rosto. Até ser abordade por Kurama, que tinha acabado de felicitar Hinata.

- Você é bem forte, Alis-chan - disse ele sorrindo.

- Ah, Kurama-kun, obrigada. Apesar deu não ter conseguido encostar nele - falou ela, ficando meio triste por essa última parte.

- Ei, olha de quem você está falando, ele é o número 1, você fez tudo o que estava no seu alcance - consolou-a

Enquanto isso Draugon dirigiu-se à Hinata, após falar com Akai

- Hinata-chan, sua estratégia foi incrível - comentou ele

- Sinceramente fiquei com medo de não funcionar - disse ela coçando a cabeça.

- Mas funcionou, e foi muito bem feito. Se algum dia formos lutar em duplas, eu quero você comigo - disse ele sem medir as palavras ou perceber o que dizia. Ele costumava falar mais do que devia quando estava com ela.

- Com certeza, vamos fazer uma dupla incrível - disse ela e eles bateram os punhos.

Ren aproximou-se de Akai quando Draugon acabou de parabenizá-la e começou.

- Como você consegue ser medrosa com uma individualidade tão forte? - brincou Ren com um sorriso.

- Eu não sou medrosa, apenas evito riscos desnecessários, como querer brigar com o homem mais forte do mundo, por exemplo - ironizou com um bico infantil, fazendo-o rir. - Mas com os vilões eu não preciso me preocupar já que você vai me proteger, né ?  - falou ela com uma cara de cachorro pidão e inflando o ego de seu novo guarda-costas pessoal.

- Claro que sim - disse Ren com um sorriso confiante e ego inflado - quando as situações ficarem difíceis, fique atrás de mim que eu protejo você - continuou ele, sentindo-se o máximo

Ele é incrivelmente manipulável - pensou ela, rindo por dentro.

- Certo - disse ela rindo - só espero que você não esqueça disso igual esqueceu que a me comprar um sorvete - disse ela como quem não quer nada.

- Ah, o sorvete do primeiro dia de aula?! pode deixa, eu vou pagar também, amanhã eu te levo lá - disse ele

Muito manipulável mesmo - pensou ela

Vendo todos conversando em duplas, e muito empolgados pelo visto, Makai aproximou-se de Doa.

- Vai prejudicar sua visão se ficar jogando sempre esses games - comentou ele descontraído.

- Vai valer a pena - disse ela, deixando-o na dúvida se foi uma brincadeira ou ela realmente acreditava naquilo.

- Já que quer tanto ter problema de vista, por que não olha pra uma tela maior? Quando voltarmos pro dormitório, que tal uma partida de Street Fighter? andei trainando desde que você me ensinou a jogar.

Aquilo era música para os ouvidos dela, nunca que recusaria uma boa competição, apesar de ficar meio sem graça já que a única competição que teve com uma pessoa foi contra sua avó, e foi massacrada por ela, mas claro que isso não seria motivo suficiente para ela recusar a proposta.

- Claro que sim, eu não recuso uma competição - disse ela olhando pra ele e tentando dá um sorriso, ele tocou na boca dela 'ajeitando' seu sorriso, fazendo ela ficar muito vermelha, e ele não ficou pra trás, rapidamente pulou para trás, tirando suas mãos dos cantos dos lábios dela.

- Des-desculpa, vou indo, já já é minha vez - disse ele e saiu quase correndo de perto dela.

Aquilo não passou despercebido por Helena e Nash, que se olharam com sorrisos maliciosos.

- Muito bem, garotos é a vez de vocês - falou Erla dirigindo-se à sala de observação com Edward, as garotas desejaram boa sorte e os seguiram.

- Venham com tudo o que vocês tem, eu não vou me segurar - disse Kalazar enquanto passava por eles, indo posicionar-se 

- Eu tava pensando - começou Ren - essa atividade não vale ponto nem nada do tipo, aposto que todos aqui querem ver o que podem fazer contra o rival do herói número 1, então porque nós não simplesmente fazemos isso? Em vez tentar ganhar a prova, não somente lutamos contra ele, e só colocaremos a algema se for possível, mas deixando a luta em primeiro plano. Afinal a sensei só quer ver nossas habilidades, e assim estaríamos mostrando a ela de toda forma. Então em vez de ficar tentando colocar a algema nele, a gente pode se juntar e rebobinar ele na porrada.

- Primeira vez que você fala algo útil hoje - disse Draugon com toda a calma do mundo. Eles não perdiam a oportunidade de se provocarem.

- Concordo - disseram Nash e Kurama ao mesmo tempo, depois se olharam e riram tocando os punhos.

- É que minha individualidade não é tão ofensiva quanto a de vocês - disse Makai coçando a cabeça - minha neve é mais distração mesmo.

- Não se preocupe, estaremos juntos - disse Kurama

- Apanhar juntos é sinal de união - brincou Nash, pra descontrair 

- Como fica a nossa aposta com as garotas ? - indagou Makai

- Vai valer a pena perder dessa vez - disse Kurama e os outros assentiram.

O sinal tocou e os garotos começaram a descer as escadas.

- Não pensei que ia lutar junto com você - comentou Ren, olhando Draugon

- Tente não me atrapalhar - respondeu ele, com um meio sorriso - mas eu sinto uma nostalgia - comentou olhando seu rival e ambos tocaram os punhos.

- Que fofinhos vocês - disse Kurama rindo junto de Nash e Makai e os garotos olharam pra eles irritados.

Assim eles acabaram de descer as escadas e já caminharam ao centro da cidade para encontrar Kalazar


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capitulo, respondam as perguntas, por favor.

O próximo cap já está pronto, como eu disse, esse foi dividido em dois, querem que eu poste quando, hoje? amanhã? depois?

Quando os caps ficarem grandes, querem que eu divida assim mesmo ou poste tudo de uma vez?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...