1. Spirit Fanfics >
  2. Boku no Hero Academia: Killing Game...? >
  3. CAPÍTULO 3 - A Morte é Imparcial e Dolorosa - Investigação

História Boku no Hero Academia: Killing Game...? - Capítulo 34


Escrita por:


Notas do Autor


FINALMENTE!! Eu terminei a investigação!! Eu acho que pelo horário que eu estou postando está deixando bem claro, mas eu quero postar isso o mais rápido possível, pois já faz muito tempo que eu não dou sinal de vida... Mas eu terminei (talvez a custo de alguns erros de digitação e talvez com algumas partes parecendo meio robóticas... Ou é minha ansiedade falando mais alto mesmo.). E caramba... Essa foi a maior investigação até agora (o que já era de se esperar...). Bem, não quero tomar mais tempo de vocês por aqui, então.... Nós vemos nas Notas Finais!

Capítulo 34 - CAPÍTULO 3 - A Morte é Imparcial e Dolorosa - Investigação


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

CAPÍTULO 3 – A MORTE É IMPARCIAL E DOLOROSA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(...)

 

 

 

 

 

 

(Um arrepio violento atravessou sobre meu corpo.)

 

 

 

(Meu coração batia cada vez mais rápido ao ponto que eu já não o sentia mais.)

 

 

 

(Minha boca aberta, completamente embasbacada com o horror que acabara de ocorrer.)

 

 

(Quando finalmente retomei forças para falar, minha voz saiu mais trêmula do que nunca.)

 

 

Midoriya: P-Por que-e... I-Isso est-tá acontecend-do...?

 

 

(3 corpos foram descobertos em seguida...)

 

 

 

 

 

(O Corpo de Iida caído ao chão da cozinha...)

 

 

(O Corpo de Kaminari entre a Porta da cozinha e do depósito...)

 

 

 

(E... O corpo de Hagakure sobre o chão do depósito.)

 

 

 

(Os 3 corpos descobertos ao mesmo tempo...)

 

 

 

 

 

Ojiro: Mas... Como...?

Uraraka: K-Kaminari...? H-Hagukure...?

Koda: E-Espera... O Kaminari... A Hagakure....E-e T-Teve mais 1 anúncio... O que está acontecendo...?!

Tsuyu: Nós temos...2 vítimas?

Midoriya: Não...

 

 

 

 

 

(O...Iida... Ele...)

 

 

 

 

Midoriya: Nós temos 3 vítimas...

 

Koda: 3...?

Ojiro: Nós achamos o cadáver do Iida na cozinha...

Uraraka: ...

 

 

 

 

(Nós 5 apenas mantivemos nosso silêncio...)

(Como que devemos reagir a esta situação...?)

(Depois de tudo que passamos... Ver 3 de nós caídos...)

(Quietos expostos ao ar quente, ficamos sem ideia do que fazer.)

 

(O Tempo simplesmente passou e aos poucos, todos os outros se juntaram a nós)

Bakugou: Que caralhos está acontecendo?! A Hagakure...!-

Yaoyorozu: A Hagakure...E o Kaminari e o Iida...?

Tokoyami: Então 3 de nós realmente morreram...

 

Monokuma: Acalmem-se um pouco! Ou se não vamos perder a melhor parte!!

 

(Monokuma, com sua voz característica, de forma repentina apareceu entre todos nós.)

Shoji: O que você quer dessa vez?

Monokuma: Eu vim dar as iniciativas para investigação, mas decidi esperar um pouco para aproveitar o espetáculo que está acontecendo!

(Espetáculo...?)

(Com a provocação de Monokuma em mente, eu apenas viro para a direção que Monokuma está encarando e me deparo com o corpo de Kaminari, e em sua volta...)

Kirishima: K-Kaminari...?

Sero: E-Ei...N-Não... C-cara...

Jiro: ...

(Jiro está ajoelhada sem emoção nenhuma em sua face, tentando aceitar o fato de que um de seus melhores amigos está caído em sua frente.)

(Kirishima e Sero, que normalmente são energéticos agora estavam falando em um tom de voz agoniante, trazendo a melancolia de seu âmago para fora.)

 

Jiro: Por que o Kaminari...?

 

(Essas foram as palavras de Jiro que fizeram todos se calar e prestar atenção nela, que parou de se importar com as pessoas ao arredor.)

Jiro: O-o que o Kaminari fez... Para merecer isso...

Kirishima: J-Jiro...!

Jiro: Ele foi gentil com todos... E-Então por que...?

Sero: D-Droga.. Droga...

(Eu... Nunca tinha visto a Jiro, o Sero ou o Kirishima tão emotivos assim...)

(Nao... Eu nunca tinha visto nenhum de meus colegas assim...)

 

Ashido: H-Hagakure...?

 

(Uma nova voz ouvida no meio do lamento das 3 anteriores foi ouvida)

Ashido: N-Não.. Hagakure...? E-Eu... Tinha que me desculpar ainda... N-Não...

Koda: ...

(A Ashido estava perto do corpo de Hagakure, e de lá, apenas encarando seu corpo caído ao chão.)

Ashido: E-Eu...-

Monokuma: Buuhuu, que pena do Iida, ele é o único aqui sem torcida. Ninguém daqui quer ir lá chorar perto dele? Pois os que estão aqui já começaram a me dar tédio.

Bakugou: Ok, CALA BOCA, isso já é ridículo.

Monokuma: Concordo, nem sei pra que tanto drama, a Ashido nem se importava com a Hagakure antes, então por que lamentar ela ag-

Uraraka: Só vai logo para os detalhes.

Monokuma: Ok... Hoje vocês estão impossíveis... Bem, ta na hora de ir para a rotina!

(Com a declaração do Monokuma, com um pouco de relutância, todos que estão perto dos corpos se aproximam para poder ouvir sua explicação.)

Monokuma: Como todos vocês sabem, agora é hora do Monokuma File!

Kirishima: ...

Jiro: ...

Sero: ...

Ashido: ...

Koda: ...

Monokuma: Credo, que desânimo é esse? Achei que já estariam acostumados com essa situação depois de acontecer tantas vezes. Isso ta bem menos interessante do que eu tinha pensado.

(Monokuma continua nos provocando mas...)

 

(Eu to cansado demais para dar bola pra isso)

 

Monokuma: Pupupu, como vocês já estão ficando craques em descobrir o assassino no meio do seu grupinho de amigos, eu vou sair e esperar todos vocês na Sala do Debate. Tentem não se empolgarem muito e até mais!!

(Com suas últimas provocações do momento, Monokuma desapareceu em meio ao ar, nos deixando apenas com nossos pensamentos.)

 

 

 

 

 

(...)

 

 

 

 

(Eu... Preciso falar algo...)

(Todos estão quietos sem movimento nenhum... E-Então...)

Midoriya: Precisamos investigar...

(...Nós...Precisamos investigar os casos de Iida, Kaminari e Hagakure... Não temos outra opção...)

Bakugou: Falar é fácil... Agora que temos 3 vítimas eu não tenho nem a menor ideia por onde começar essa merda.

Koda: ...Mas...Se não fizermos nada vamos ser executados por não participar do D-Debate....!

Sero: Tem essa também...

Tokoyami: Não deve ser tão diferente do que á enfrentamos. O melhor que possamos fazer agora é buscar o máximo de pistas possíveis,

Kirishima: Eu ainda to me recuperando... M-Mas a Jiro e a Ashido... Eu não sei se e-

 

Jiro: Não Kirishima... Eu tô sobre controle.

 

(Olhando para Jiro, seus olhos estão um pouco avermelhados, devido as lágrimas que despejava momentos atrás.)

Jiro: ...Ficar parada...Não vai ajudar em nada.

Ashido: ...

(Eu me viro para olhar a Ashido, que até agora não demonstrou nenhuma reação.)

Kirishima: Ei... Ashido... Nós precisamos...-

Ashido: Eu não consegui me redimir com ela... Mas... O pior...

(Com uma voz incrivelmente fraca e não característica do quenos acostumamos, Ashido apenas continua fitando o cadáver de Hagakure)

 

Ashido: Eu acho que depois do que eu falei... A-A Hagakure deve ter m-morrido me odiando...

 

(Lágrimas agora caiam dos olhos de Ashido. A visão dela ajoelhada perto de Hagakure quebrou o coração de todos que estavam observando)

(Todos nós nos sentimos fracos e impotentes ao ver a cena que acontecia em nossa frente, sem ter como ajudar a Ashido...)

(Até que, uma mão pousa sobre seu ombro.)

Jiro: ...Não. Eu tenho certeza que a Hagakure queria se desculpar com você.

 

Ashido: ...Porque?

 

Jiro: Ela me disse isso. Bem... Antes da festa ter acontecido e todo incidente que ocorreu, porém a Hagakure me disse sobre precisar se desculpar melhor com você, pois ela sentia que não era o suficiente... A Hagakure provavelmente já estava esperando que você agisse da forma que agiu.

Sero: Espera... A Hagakure foi falar com você...?! Ela não estava meio reclusa depois de tudo que aconteceu...?

Uraraka: Eu posso confirmar o que a Jiro falou. A Hagakure estava se desculpando com as garotas separadamente por conta do que aconteceu, ela acabou tocando o assunto quando foi pedir desculpas para mim...

Jiro: E vendo pela reação do todas aqui, eu e a Uraraka devemos ser as únicas que ela se desculpou... Mas foi assim que conversamos com ela.

Ashido: Vocês...Estão falando sério...?

Uraraka: Sim...? Por que mentiríamos agor-

Ashida: O-Obrigada.

(Ao ver a Ashido, ela estava agora com um pequeno sorriso no rosto enxugando as lágrimas de seus olhos)

Ashido: E-Eu... Obrigada Hagakure... E eu sinto muito...

Bakugou: Tch, não quero parecer o cara babaca, mas precisamos começar a investigar ou o Monokuma vai vir encher nosso saco.

Ashido: ...Sim. Precisamos continuar.

Koda: Shoji, você vai fazer as necrópsias de novo...?

Shoji: É minha intenção, apenas não esperem algo tão preciso quanto das outras vezes, vou ter que trabalhar em um intervalo de tempo bem menor que antes para cobrir os 3 corpos.

Jiro: ...Posso me juntar dessa vez com você Shoji?

Yaoyorozu: Tem algum motivo que te faça querer ficar aqui Jiro?

Jiro: Eu... Quero ser útil dessa vez. Por isso quero ajudar o Shoji.

Bakugou: Então vamos deixar vocês 2 tomando conta das necrópsias.

Ojiro: O melhor é começarmos... O quanto antes acabarmos com esse pesadelo, melhor.

(Sim... Por mais agonizante que seja, precisamos por um fim nisso.)

 

(Precisamos terminar isto de uma vez por todas.)

 

(Mesmo que pareça inacreditável que alguém daqui cedeu aos motivos de Monokuma novamente...)

 

(Nós precisamos encerrar esse pesadelo.)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

INVESTIGAÇÃO COMEÇAR

 

(Todos fizerem o próprio caminho para investigar. Eu vou começar também...)

(E eu estive pensando nisso por um tempo... Mas...)

 

(Por que está tão quente aqui dentro?)

 

(Ok... Vamos com calma. Melhor eu começar checando o Monokuma File.)

 

(Pensando bem, como o Monokuma vai fornecer o Monokuma File agora que tem 3 vítimas?)

 

(Pegando meu Monopad e abrindo o arquivo, percebi que o Monokuma File está dividido em 3 arquivos.)

(Melhor eu checar todos em ordem.)

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

MONOKUMA FILE #3

- A vítima é o Iida Tenya. Seu corpo foi encontrado na Cozinha e seu corpo demonstra danos de queimaduras fortes. Químicos como veneno ou sonífero não foram encontrados no corpo.-

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

PISTA – Monokuma File #3 – ADQUIRIDA

 

(O Monokuma File do Iida...)

(Sem Horário da Morte... Sem arma do crime... Ele está apenas dizendo o óbvio...)

(Espero que Shoji nos dê mais informações.sobre o Iida...)

(Bem, o próximo...)

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

MONOKUMA FILE #3

- A vítima é a Hagakure Tooru. Seu corpo foi encontrado no Depósito e seu corpo demonstra danos de um ferimento contundente.-

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

PISTA – Monokuma File #3 – ATUALIZADA

 

(O Monokuma File continua sendo o #3 ao invés do #4...? Como é o 3° caso eles todos devem ser Monokuma File #3...)

(Mas deixando isso de lado... Novamente foi bem escasso... Me pergunto se essas informações de Monokuma vão servir para algo no Debate.)

(O único que falta agora é o Kaminari, tomara que tenhamos mais sorte com esse...)

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

MONOKUMA FILE #3

- A vítima é o Kaminari Denki. Seu corpo foi encontrado no Depósito.-

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

PISTA – Monokuma File #3 – ATUALIZADA

 

 

 

 

(...Ahn?)

 

(Mas que tipo de informação é essa...?! Esse Monokuma File não chega nem a ser escasso, ele não tem nada!)

(E nenhum deles está mostrando o Horário da morte também...)

(Um momento... Tinha uma regra para caso houvesse mais de 1 assassinato, certo?)

(Aproveito o tempo da investigação para novamente ligar meu Monopad e checar as regras mais uma vez.)

(Aqui...!)

( Regra #12: Se dois assassinatos diferentes com assassinos diferentes ocorrerem ao mesmo tempo, somente será válido o qual a vítima morreu primeiro.)

 

(Entendi o motivo de Monokuma não por o tempo de morte... Mas...)

(Mesmo que apenas 1 vítima seja validada, precisamos primeiro descobrir qual vítima é a qual morreu primeiro, então...)

 

(Vamos ter que passar pelo caso dos 3...)

 

(Ou seja, vou investigar o máximo possível...!)

 

(Voltando ao que eu estava pensando antes... O Depósito está estranhamente quente... Talvez eu possa seguir a fonte de calor.)

Midoriya: Aquilo...

(Não demorei muito e me encontrei com um equipamento eletrônico)

(Ele deve ter vindo da sala eletrônica... Pensando bem...)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

FLASHBACK

Shoji: Olhem em volta, tem outros aparelhos eletrônicos por aqui.

(Shoji está certo. Nesta parte do quarto temos outros eletrônicos, porém desta vez já podemos identificá-los.)

Tsuyu: Um Desumidificador, um Aquecedor, um Ar Condicionado Portátil, uma Impressora... Essa sala tem bastante equipamentos, Kero.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

(A Tsuyu disse sobre um aquecedor, talvez esta máquina seja um?)

(Analisando a mesma, eu consegui as informações que eu queria.)

Midoriya: ...35°C?

(Eu acabo até mesmo falando em voz alta devido a minha surpresa. Além de ser um aquecedor, eles está mantendo o depósito em uma temperatura bem alta.)

(Por que alguém faria isso...?)

 

PISTA – Aquecedor – ADQUIRIDA

 

(Melhor deixar a parte dos questionamentos para o Debate. Por enquanto o melhor que posso fazer é continuar investigando...)

 

(Olhando ao arredor do depósito para qualquer pista, decidi me atentar a objetos que pareçam fora de lugar... Mas...)

(Aqui praticamente tem de tudo, então como que algo vai ficar fora de lugar?)

Midoriya: ...Espera...

(Jogado ao chão tem algo que chama minha atenção por se destacar em comparação aos outros objetos.)

Kirishima: ...Você achou uma corda?

Midoriya: AAaah!!

Kirishima: Oh, desculpa! Não queria te assustar!

(Então não apareça repentinamente pela minhas costas...)

(De qualquer forma...)

Midoriya: Sim... Ela não parece fora lugar?

Kirishima: Jogada no chão ao ar livre? Com certeza.  Acha que ela foi usada por alguém?

(Inspecionando a corda com atenção a frase do Kirishima, noto algo...Estranho.)

Midoriya: Tem um nó nela.

Kirishima: Olhando melhor, tem bem mais de um nó...!

(A corda tinha nós espalhados por ela, além de estar um pouco desgastada.)

Midoriya: E isso responde se ela foi usada ou não.

Kirishima: Mas como alguém teria usado essa corda?

Midoriya: ...Não faço a menor ideia...

 

PISTA – Corda – ADQUIRIDA

 

(Colocando a corda de volta ao chão, dou mais uma analisada ao meu arredor.)

(Shoji e Jirou estão olhando o Corpo de Kaminari, e...)

(Ao ver o corpo de Hagakure, vejo Ashido ainda ajoelhada olhando para ela.)

(Eu sei que não sou o melhor para isso... Mas... Deixá-la parada não parece correto...)

Midoriya: Ei Ashido...!

Ashido: ...

(O que eu posso falar...?)

Midoriya: Eu sei que voc-cê queria se desculpar com a Hagakure... Mas... F-

Ashido: Pare Midoriya...

Midoriya: Olhe... Eu só estou tentando aj-

Ashido: Não, é sério, espera, eu acho que senti alguma coisa.

(Esfregando suas mãos ao chão, Ashido começa a vasculha-lo até...)

Ashido: Achei!

(Ela então tira do chão o que me parece ser um pedaço de vidro.)

Midoriya: Espera... Você estava ajoelhada pois...

Ashido: Eu tive a sensação de ter chutado algo, e me abaixei para pegar.

(...)

(Ah...)

Ashido: Você sabe de onde vêm...?

Midoriya: O pedaço de vidro?

Ashido: Não, a motosserra que vi no chão- É claro que é o pedaço de vidro!

(Fico feliz em ver que a Ashido esta conseguindo voltar a brincar dessa forma.)

Midoriya: Você achou uma motosserra?

Ashido: Pelo amor de..- Claro que.... Você ta tirando uma comigo, né?

(Não consigo evitar e rir um pouco.)

(Vendo minha reação, Ashido sorri de canto e também acaba rindo um pouco.)

(Pelo menos a tensão do lugar ficou um pouco mais calma... Mas...)

Midoriya: Falando sério, eu faço a mínima ideia...

Ashido: Como tem um pedaço desse ao chão, não duvido que tenham mais... Se eu achar algo semelhante, eu te conto!

 

PISTA – Pedaço de Vidro – ADQUIRIDA

 

Midoriya: Ok!

(E com isso, Ashido voltou a sua procura, me deixando só com meus pensamentos.)

 

(E agora...)

(Olhando ao arredor, além da Ashido e do Kirishima que estão aqui, vejo o Kacchan, o Tokoyami, o Shoji e a Jiro, e a Tsuyu.)

(Com exceção ao Shoji e a Jiro que estão ocupados com a necrópsia, é melhor eu checar nos outros.)

 

(Vendo como a Tsuyu estava parecendo confusa, eu sinto que é melhor começar por ela.)

Midoriya: Pensando em algo Tsuyu...?

Tsuyu: Apenas estava pensando sobre os assassinatos, Kero...

Midoriya: Oh...

Tsuyu: Nos casos passados, os assassinos usaram os quartos recém descobertos por Monokuma em seus planos, portanto é provável que o mesmo tenha acontecido agora, Kero...

Midoriya: Você diz... A sala de controle, a sala de químicos e a sala de eletrônica...?

Tsuyu: Principalmente a eletrônica. Lá tem diversas máquinas, então é melhor eu ir investigar lá. Obrigada por me escutar Midoriya.

(E com isso, Tsuyu fez seu caminho até a porta e saiu do depósito)

(...Ok, isso foi bem estranho, pareceu que ela apenas queria alguém para poder refletir melhor.)

(Mas o que ela falou tem razão... A sala de eletrônica tem diversos equipamentos exóticos... Além de ter aquele Painel que o Kacchan tinha encontrado.)

 (Melhor eu mantê-los em minha mente.)

 

PISTA – Painel de Controle – ADQUIRIDA

 

(Falando no Kacchan, ele está aqui no depósito também pelo que eu me lembro.)

(Olho para ele e o vejo olhando para o teto, e não consigo evitar a ter uma sensação de Dejà Vu.)

(Mudando sua visão do teto para o chão, ele abaixa-se e põe sua palma da mão sobre o mesmo.)

Midoriya: ...O que você está fazendo Kacchan?

Bakugou: Não acha que este chão está molhado?

(...Ahn?)

(Começo a prestar mais atenção no chão do depósito e reparo algumas poças d’água nele, e nos locais os quais deveriam estar secos estão bem úmidos.)

 

(...Espera, molhado?)

 

(Involuntariamente levanto minha cabeça ao teto para checar o que passou sobre minha mente.)

(...Ah! É por isso que o Kacchan estava olhando o teto!)

Bakugou: Os rociadores de incêndio. Você acha que eles foram usados?

Midoriya: É a única explicação para o chão deste estado.

Bakugou: Seria melhor se pudéssemos checá-los.

(Novamente olho ao teto, e percebo que ele não está tão distante de nós.)

Midoriya: ...Quer subir nos meus ombros para checar?

Bakugou: Mas que caralhos Deku?! Por que eu teria que subir em você?!

Midoriya: Você quer checar os rociadores, e eu também, e subindo nos meus ombros você provavelmente conseguirá alcançá-los, além de que eu acredito ser capaz de levantar você.

Bakugou: Esse não é o problema! A quest-

 

Midoriya: Então você prefere que eu suba no seus ombros?

 

 

(...)

 

 

 

Bakugou: ...Tch, você ganhou, deixa eu subir.

(Convencer o Kacchan até que é fácil...)

(Como o planeado, o Kacchan sobre nos meus ombros para poder inspecionar os rociadores de incêndio.)

Bakugou: ...Mas que...?

Midoriya: Você achou algo?

Bakugou: Ei! Não se mexa muito! Espera aí que eu vou descer.

(Sem me dar nenhum outro aviso ou informação, Kacchan pulou do meu ombro me dando uma pequena sensação de dar nos meus ombros que rapidamente passou,)

 Midoriya: ...Então?

Bakugou: Enquanto os rociadores não dão pista nenhuma se foram usados por aparência, tem outra coisa que chamou minha atenção.

Midoriya: Que é...?

Bakugou: O encanamento do teto. Ele está igual ao do caso do Aoyama.

(...Que?)

Midoriya: Igual ao caso do... Você diz que ele está...Riscado?

Bakugou: Sim... Os canos estranhamente estão todos riscados de uma forma completamente não normal.

Midoriya: ...Como se tivesse sido exercido atrito neles...?

Bakugou: Praticamente...

 

PISTA – Rociadores de Incêndio – ADQUIRIDA

 

PISTA – Marcas de Atrito – ADQUIRIDA

 

Bakugou: Agora sai da minha frente, eu já terminei de olhar esse lugar!

(Me empurrando de leve pelo ombro, o Kacchan fez também seu caminho até a porta.)

(Ele pode já ter terminado de investigar o depósito, mas eu ainda quero terminar de checar.)

(Pensando sobre a água no chão, se os Rociadores de Incêndio foram usados, isso significa que os tanques devem estar vazios.)

(Com esse pensamento em mente, faço meu caminho até a Sala de Controle.)

 

(Entrando foi quando eu reparei algo de errado.)

Midoriya: ...O chão...

(Ele também está molhado...)

(Mas Monokuma disse ter rociadores de incêndio borrifaria água no depósito, não na sala de controle... Então... Por que aqui ta molhado...?)

(Abrindo os Tanques eu apenas confirmo o que á tinha pensado.)

Midoriya: ...Vazios.

(Os rociadores foram usados... Pelo menos uma dúvida foi solucionada.)

 

PISTA – Rociadores de Incêndio – ATUALIZADA

 

(Saindo da Sala de Controle e retornando ao depósito, me deparo com o Tokoyami encarando o chão.)

Tokoyami: Midoriya, você sabe o que é esta coisa?

Midoriya: ...Ahn? E-Eu?

(O que o Tokoyami está perguntando?)

(Me aproximo para analisar o pedaço do chão que ele encara, e...)

(Há uma mancha de água no chão, e por conta dela, é possível ver que um pedaço do chão parece um...)

Midoriya: ...Isso é um alçapão?

Tokoyami: É o que eu estava me perguntando agora a pouco.

(O que parece ser a porta de um alçapão nos é revelado pela marca da água, deixando distinto a separação do mesmo sobre o resto do chão.)

(Abaixando e enfiando seus dedos sobre as rupturas, Tokoyami foi capaz de levantá-lo, nos dando visão a uma escadaria apertada para um caminho subterrâneo.)

Tokoyami: ...Você sabia sobre este lugar?

Midoriya: Não fazia ideia... Alguma suposição para onde a escadaria termina...?

Tokoyami: Há apenas uma forma de descobrir.

(Após se virar em direção ao chão, Tokoyami começou a desceu as escadas.)

Midoriya: E-Eu vou ir também.

(Rapidamente, me aproximo dele para podermos ir juntos.)

 

(Ao chegarmos ao final, nos demos de encontro com um apertado corredor subterrâneo o qual está iluminado com um sistema consideravelmente decente)

Midoriya: ..Uau.

Tokoyami: Este lugar é honestamente surpreendente.

(Nós continuamos nosso caminho pelo corredor, enquanto analisávamos o interior deste lugar.)

Midoriya: Essa passagem... Como a iluminação esta em perfeito estado, será que Monokuma que o construiu?

Tokoyami: Não sei se foi ele que construiu, entretanto tenho certeza que não é abandonado. Aqui está estranhamente limpo.

(Pensando bem... Eu conseguiria imaginar algumas teias de aranhas ou poeiras neste lugar, mas ele está bem preservado.)

(Chegando ao final, nos chegamos a uma escada igual a qual descemos que nos leva até um outro alçapão.)

(Sem outra opção, nos dois subimos as escadas e nos encotramos em um local desconhecido.)

Tokoyami: ...Tem alguma opinião sobre qual lugar é este Midoriya?

(O quarto é pequeno, sendo bem maior de um lado do que o do outro, me lembrando de um corredor com 2 portas.)

Midoriya: Eu não sei... Melhor tentarmos abrir alguma das portas...

(Com isso eu fui em uma porta e Tokoyami  na outra.)

(Impulsivamente, coloquei minha mão sobre a maçaneta e ao tentar a abrir a porta, notei que ela estava trancada.)

Midoriya: Esta porta está trancada...

Tokoyami: Esta também encontra-se impossibilitada de abrir...

Midoriya: Então estamos em um quarto fechad-

(Antes de terminar minha frase, olho para a fechadura de minha porta e lá vejo uma chave pendurada.)

Midoriya: Tokoyami, aqui tem uma chave...!

(E ao virá-la, a porta fez o barulho de como se tivesse destrancado.)

(Novamente tento abri-la, e dessa vez-)

Midoriya: A porta destrancou!

(Entrando pela porta me deparei em um lugar familiar.)

Midoriya: ...Este corredor...

(É igual aos corredores que ligam ao mini museu e a biblioteca.)

(Para confirmar meu pensamento, vou até uma das portas do corredor e ao abrir, me deparo com...)

Midoriya: A sala de jogos...!

(Este é o corredor que liga a Sala de Jogos com a Biblioteca e o Salão Principal!)

Tokoyami: Midoriya, poderia me passar a chave, quero testar algo.

(Olhando para trás, vejo o Tokoyami com o braço estendido e com sua mão me pedindo a chave, que eu rapidamente entrego.)

(Tokoyami se virou para trás e foi em direção a outra porta do outro corredor.)

Tokoyami: Como o esperado.

(A porta demonstrou dar ao outro corredor, o qual liga o Mini Museu e o Salão Principal.)

Midoriya: Os corredores então ligam um com o outro!

Tokoyami: Mais importante, existe uma travessia entre o quarto que os liga e o Depósito. Como se fosse uma Passagem Secreta.

Midoriya: ...Estou surpreso que nós não chegamos a descobrir sobre ela antes.

(Essa passagem é algo que eu definitivamente não estava esperando ter encontrado.)

 

PISTA – Passagem Secreta – ADQUIRIDA

 

Tokoyami: Eu vou voltar ao depósito, obrigado pela companhia Midoriya.

(E com isso, Tokoyami fez seu caminho para a saída.)

(Agora que já não estou mais no depósito, é melhor dar uma olhada na cozinha.)

(Caminhando de forma rápida para não perder tempo, fui em direção a cozinha.)

 

(Abrindo a porta da cozinha, eu novamente me deparo com... O corpo do Iida ao chão.)

(...)

(Não pense sobre isso agora Midoriya... Vai apenas te distrair...)

(Olhando a cozinha com uma visão mais calma, não posso deixar de notar que a cozinha inteira está bagunçada com algumas marcas...)

(Além destas marcas talvez tenha algo mais característico.)

(Qual lugar devo olhar primeiro...? A geladeira...? Não... O fogão...? Fora o gás que solte nele, não há nada de interessante... Quem sabe em algumas das gavetas...? Também... não... Talvez tenha algo nas bancadas...?)

(Inspecionando em busca de algo anormal, a primeira coisa que chama minha atenção é uma máquina em cima de uma das bancadas.)

(Eu chego mais perto para poder ver de perto...Porém...)

 

(O que é essa coisa...?)

 

Uraraka: Você também notou esse Gerador Deku?

Midoriya: U-Uraraka?!

(Qual é a das pessoas de se esgueirarem e aparecerem repentinamente nas minhas costas?!)

(Pensando melhor..;)

Midoriya: Gerador...?

Uraraka: É! Da sala de eletrônica! Eu completamente estranhei o ver aqui!

(Um Gerador... Deve ser aquilo...)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

FLASHBACK

Shoji: Algum de vocês sabem qual equipamento é este?

(Shoji nos mostrou um aparelho eletrônico junto dos outros, porém eu também não tinha conhecimento deste...)

Tsuyu: Este não é um dos Geradores Elétricos que agem como bateria?

(Durante este tempo, Shoji apareceu em nossa frente com um manual em sua mão, foleando suas páginas atrás da resposta.)

Shoji: A Tsuyu está certa... É um gerador de energia que pode ser carregado na tomada, e após ser desconectado, ele fornece energia para outro eletrônico.

(Por mais que seja interessante, não sei como isto pode ser útil.)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

(Definitivamente é o aparelho que o Shoji me mostrou quando a Sala de Eletrônica inaugurou...)

Midoriya: Mas... Ele não está conectado em nada...

(Por ser um gerador, ele deveria estar conectado em algum aparelho daqui da cozinha, para assim fornecer energia... Vê-lo avulso assim...)

Uraraka: E pra qual motivo alguém o usaria aqui na cozinha...?

Midoriya: Mesmo assim, o ver em cima da bancada e no mínimo... Estranho.

 

PISTA – Gerador – ADQUIRIDA

 

Uraraka: Ei Deku! Eu estava pensando em algo!

Midoriya: ...No que exatamente...?

Uraraka: O... Anúncio de corpo do Iida, ele tocou quando eu, você e o Ojiro vimos o...Cadáver...Certo?

(...)

(Eu... Não gosto de me lembrar que o Iida está morto... Mas...)

Midoriya: Sim... Qual o problema com isso?

Uraraka: Bem... Logo após o anúncio de corpo do Iida ter tocado, o anúncio para o Kaminari e a Hagakure tocaram logo em seguida, sem nenhum de nós ter visto o corpo... O que significa que ele ativou com apenas o Koda e a Tsuyu...?

(Agora que a Uraraka disse...)

Midoriya: Mas os anúncios não devem apenas tocar quando 3 inocentes vissem o corpo...?

(Eu me lembro bem... É a Regra #10...)

- #10: Um Aviso de descoberta de corpo irá tocar quando 3 ou mais estudantes, excluindo o assassino, visualizarem um corpo –

Uraraka: Eu estou intrigada com isso faz um tempo...

Midoriya: É melhor perguntarmos isso para o própria Koda ou a Tsuyu.

Uraraka: Parece ser a única forma...

 

PISTA - Anúncio de Descoberta do Corpo – ADQUIRIDA

 

Uraraka: Se eu encontrar algo a mais, eu te conto Deku...!

(Virando seu rosto para parar de olhar para minha face, Uraraka foi em direção a porta para poder sair da cozinha.)

(Eu... Não tinha parado para ver quem que estava na cozinha quando eu cheguei...)

 

(Olhando ao arredor, vejo o Ojiro, o Sero e a Yaoyorozu investigando ao arredor.)

(Conversar com eles pode me trazer pistas...)

(A mais perto de mim é a Yaoyorozu, portanto fiz meu caminho a ela.)

Midoriya: Yaoyorozu...!

Yaoyorozu: Midoriya! Timing perfeito! Eu estava perguntando a todos quando foi a última vez que viram a Yaoyorozu, o Kaminari ou o Iida, para poder tentar deduzir um intervalo para o tempo de morte.

(Essa é uma ideia surpreendentemente boa)

Midoriya: A Hagakure... Foi junto com todos durante a festa do Iida de ontem...

Yaoyorozu: ..Entendo...

Midoriya: Tem algo de errado...?

Yaoyorozu: É que todos responderam a mesma coisa... Eu estava esperando uma resposta diferente, mas isso é apenas expectativas que eu mesma criei, então não tem problema... E sobre o Iida e o Kaminari...?

Midoriya: Sinto muito, mas minha resposta não vai ser tão diferente. Eu os vi subindo no elevador junto com todos os garotos.

(Pensando bem... Eu vi todos os garotos subindo ontem...)

(Então...)

 

(Por que o Iida e o Kaminari morreram...? Eles... Desceram aqui no Horário da Noite...?)

 

(Estranho...)

Yaoyorozu: Não precisa se desculpar Midoriya, eu já estava esperando esta resposta. Pelo visto os únicos com uma resposta diferente são o Sero e o Kirishima...

(...Espera.)

Midoriya: Eles responderam de forma diferente...?!

Yaoyorozu: É melhor você perguntar diretamente para algum deles, não é meu lugar para falar.

Midoriya: Justo... Mas obrigado Yaoyorozu!

Yaoyorozu: Eu que agradeço... Porém... É triste saber que fora a festa de ontem, a última vez que ficamos juntos foi por conta dos motivos de Monokuma ou em nossos eventos de discussão....

(Eu... Tinha me esquecido sobre o motivo de Monokuma...)

Midoriya: ...É.

Yaoyorozu: Eu também estou perguntando a todos essa pergunta, então, você sabe alguém que poderia se tentar ao motivo?

(Se... Eu acredito que alguém seria tentado ao motivo...)

 

(...)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

FLASHBACK

(Mesmo sendo aprendizes para super-heróis... A bastante gente que apenas entra no ramo para ganhar dinheiro como...)

(Meus olhos instintivamente fitam a Uraraka.)

(A mesma apenas está com um rosto o qual não consegui decifrar. E pela sua reação ao me ver observá-la, acredito que já imaginava a minha linha de pensamento.)

(Mas ela não mataria por dinheiro...)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

(...)

 

 

 

 

Midoriya: Eu...Não sei... Desculpe Yaoyorozu...

Yaoyorozu: Não há necessidade de se desculpar, essa é apenas uma pergunta padrão, eu não espero conseguir muita informação dela. Obrigada por ajudar Midoriya...!

(Yaoyorozu me deu as costas e partiu em direção a outro estudante.)

 

(Essa informação foi bem útil...)

 

PISTA – Álibis – ADQUIRIDA

 

(Agora... Eu devo falar com os outros daqui da cozinha.)

Ojiro: ...

(O Ojiro parece estar pensativo sobre algo.)

(Será que ele achou alguma pista...?)

Midoriya: Encontrou algo Ojiro?

Ojiro: Não, eu apenas estou pensando sobre ontem de noite.

(Oh...)

Midoriya: Sobre a... Confusão que aconteceu com a Ashido e a Hagakure...?

Ojiro: Não...! Na verdade é sobre algo que aconteceu um pouco antes disso.

(Ahn...?)

Midoriya: Tem algo que ocorreu de importante além disso...?

Ojiro: Foi depois de eu ter me separado do grupo de vocês, eu estava na cozinha quando de repente, as luzes desligaram.

Midoriya: As luzes... O que?

Ojiro: Eu acho que toda a energia da cozinha caiu... Foi por isso que eu fui chamar vocês no salão de jogos. Eu ia falar sobre isso... Mas...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

FLASHBACK

Ojiro: Pessoal, algo estranho acab-

(Fomos todos interrompidos pelo barulho do Ojiro entrando no salão, para o mesmo se silenciar ao ver a Hagakure chorando no chão e todos agitados.)

Ojiro: HAGAKURE!! Respira. Isso... Você esta bem?!

(Ojiro pegou a Hagakure em seus braços, deixando-se ser o apoio dela)

Ojiro: O que foi que aconteceu?!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Ojiro: Eu vi o que estavam fazendo com a Hagakure...

(A energia da cozinha caiu...?)

Ojiro: Na hora eu não tinha visto essa queda de energia como algo tão importante. Poderia ter sido alguma falha no sistema elétrico ou algo do tipo, mas por precaução eu fui pedir a opinião de todos.

Midoriya: Só que depois do que aconteceu...

Ojiro: Eu acabei esquecendo completamente... E agora... Vendo que temos 3 vítimas, essa queda de energia deve ter sido importante.

(Por mais que eu não veja como uma queda de energia na cozinha possa ser útil, deve haver algum motivo para que tenha acontecido...)

 

PISTA – Apagão na Cozinha – ADQUIRIDA

           

Ojiro: Se eu descobrir qualquer outra evidência sobre esse apagão, eu aviso.

Midoriya: Ok, obrigado Ojiro...!

 

(Agora, falta apenas conversar com o Sero.)

(Se eu conseguir mais detalhes sobre o que a Yaoyorozu disse, já é suficiente.)

(Porém, antes de eu poder chamá-lo, vi o Sero indo em direção a porta.)

(Para não precisar gritar seu nome, eu começo a andar em sua direção com um passo mais rápido)

Midoriya: Sero...! Onde você está indo?

Sero: ...Até a sala de químicos...? Eu não cheguei a ir lá ainda.

(Eu também não cheguei a olhar lá...)

Midoriya: Posso ir junto...?

Sero:  ...Ok?

(O Sero provavelmente está confuso sobre o por que eu me aproximei.)

(Juntos fizemos nosso caminho até a a Sala de Químicos.)

Midoriya: Eu queria perguntar sobre o que você fez ontem de noite.

Sero: Ah... É por isso que você quis me acompanhar?

(Um pouco envergonhado, eu apenas aceno com a cabeça.)

Sero: Depois “Daquilo” acontecer ontem, quando estávamos indo para nossos quartos, eu, o Kaminari fomos até o quarto do Kirishima e ficamos um tempo com ele.

Midoriya: ...Por que?

Sero: O Kirishima tinha que arrumar a faixa da cabeça dele, então eu e o Kaminari fomos para ajudar, afinal, ele precisava apenas dormir, e depois ele poderia tirar a faixa tanto que ele já a tirou.

(Eu tinha me esquecido completamente do Kirishima ter tido sua cabeça enfaixada... Mas explica o Kaminari e o Sero irem para seu quarto.)

Sero: Mas no final das contas, ficamos conversando por um tempo, até nos perdermos noção do horário. O Kaminari... Ele disse que ia passar na cozinha comer algo, para depois ir dormir...

(Oh... Está explicado o motivo do Kaminari ter descido no elevador durante o horário da noite...)

Sero: Enquanto isso eu fiquei conversando com o Kirishima por mais um tempo até me dar sono para eu ir dormir. Nós estávamos apenas conversando avulsamente então eu não cheguei a marcar horário, mas ficamos por um bom tempo juntos.

(Então o Sero e o Kirishima ficaram juntos pelo começo da noite...)

 

PISTA – Relato de Sero – ADQUIRIDA

 

Sero: Mas...

(Olho para o Sero, e ele parece estar próximo a chorar, e seu sorriso cotidiano foi substituído por um trejeito mais sério.)

Sero: Agora que eu vi o que aconteceu com o Kaminari... Eu... Eu devia ter ido junto com ele na cozinha... Ou até impedido ele... Eu tinha... Por um momento eu esquecido que estamos nesse jogo d-doentio...

(Eu... Não sei como confortar o Sero... Então ficamos apenas com um clima tenso, até ele apenas se recompor sozinho.)

Sero: Desculpa... Eu... Não devia piorar a situação, vamos, estamos perto da sala de químicos.

 (Olhando ao meu arredor, eu me encontro com a porta da sala de químicos em minha frente.)

(Eu fiquei tão imerso na conversa que não estava prestando atenção por onde andava.)

(Vendo que o Sero já entrou pela perto, eu faço o mesmo, me deparando novamente com este lugar.)

Sero: ...Ahn?

(O Sero já chegou, e eu troco minha atenção a ele pelo fato de ele ter soado surpreendido.)

Midoriya: Aconteceu algo Se-

(Paro instantaneamente ao ver o local que Sero está olhando. Um amontoado dos vidrinhos de veneno estão espalhados pelo chão, e junto com o Sero, o Koda está olhando os venenos.)

Midoriya: Por que todos estes frascos de veneno estão jogados ao chão...?

Sero: Está... Está tudo vazio.

(...Que?)

Midoriya: C-Como assim tudo vazio...?

Sero: Todos eles... Todos os frascos de veneno... Estão vazios...

(Ahn?!)

(Corro em direção ao Sero e o Koda, que agora estão apenas olhando incrédulos para o monte de veneno.)

(Eu mesmo pego alguns dos vidrinhos ali em minha mão, para me deparar com frascos vazios.)

Midoriya: C-Como isso é possível...?

Koda: E-E tem tantos... V-vai demorar até para contar... M-Mas tem mais de 50...

Sero: 50?! Eu ficaria surpreso se aqui tiver menos de 100! Aqui está com todos os venenos!! E por que tudo está vazio?!

 

Midoriya: ...Talvez todos foram usados?

 

 

 

 

 

Sero: Aproximadamente 100 vidros de veneno foram usados?! Que?!

Koda: Por mais que pareça impossível... É a única explicação para todos e-eles estiverem vazios Sero.

(Mesmo assim... É... Muito peculiar e surpreendente.)

Sero: Melhor deixarmos isso para o Debate... Mas caramba.

 

PISTA – Veneno – ADQUIRIDA

 

(Revirando o vidrinho de veneno que peguei, eu começo a ler o seu rótulo.)

“Veneno Monokuma! Feito exclusivamente para envenenar algo até a morte!”

 “O Veneno Monokuma possui um líquido potente de rápido efeito. Por favor, tome cuidado! ...Ou não!”

“Em sua forma líquida caso injetado causa morte instantânea causando um sangramento interno no coração! E se a vítima o engolir, uma corrosão de seu estômago é esperada!”

“Ele pode ficar em seu estado gasoso a próximos 20°C! Quando no estado gasoso, ele se torna mais pesado que o ar e pode acabar se misturando ao mesmo, e é dissipado por hidrólise.”

“Caso solto aleatoriamente ao ar livre em sua forma gasosa, sua pequena dose será mínima e não terá o efeito esperado! Portanto lembre de forçar a vítima a inalar caso queira utiliza-lo em sua forma gasosa!”

(Considerando que toda esta quantidade de veneno foi usada, é melhor lembrar disso...)

 

PISTA – Veneno – ATUALIZADA

 

(Olhando ao meu arredor, o Sero já foi embora e o Koda ainda está checando os venenos.)

(Quase que eu me esqueço...!)

Midoriya: Koda! Posso te perguntar algo?

Koda: ...I-Isso já não é uma pergunta...? M-Mas sim, o que foi?

Midoriya: Quando você descobriu o corpo de Kaminari e Hagakure, você estava sozinho com a Tsuyu?

Koda: S-Sim. Eu e a Tsuyu f-fomos os primeiros a descer para o Salão, e decidimos ir até a cozinha enquanto passáv-vamos pelo campo aberto... Aquele lugar me acalma e a ela também... E p-por conta disso passamos pelo depósito....

(Por isso que eles foram ao depósito... E também...)

(Eles estavam sozinhos...)

 

PISTA – Anúncio de Descoberta de Corpo – ATUALIZADA

 

(Olhando ao Koda, ele parece bem distraído...)

Midoriya: Você está bem Koda...?

Koda: E-Eu... Eu estava apenas pensando na Hagakure...

(Ah...)

(A Ashido estava triste por não conseguir se desculpar com a Hagakure... Mas...)

Koda: Eu... Queria poder me desculpar com ela... Ela... É uma das poucas pessoas que eu realmente me tornei amigo... M-Mas depois do que tinha acontecido... E-Eu... Eu fiquei tão bravo... M-Mas agora ela morreu... Só agora eu percebi o quão tolo eu fui por ter ficado de b-birra com ela...

Midoriya: Você tinha seus motivos... O que aconteceu é algo bem difícil de apenas aceitar...

Koda: E-Eu... Eu vou indo Midoriya. Obrigado pela c-companhia.

(Enquanto eu o vejo se partir, o Koda se vira até a porta e faz seu caminho.)

 

(...)

 

(Eu não devo ter muito tempo até o Debate começar. Melhor eu ir ver se o Shoji já terminou sua necrópsia.)

(Sem perder tempo, corri em direção ao depósito, passando primeiro pela enfermaria, para então ir para o campo aberto, e assim me deparando com a porta do depósito.)

(Quando abri a porta do depósito e entrei no mesmo, eu instantaneamente fui fechá-la... Entretanto...

Midoriya: O que... É ...?

(Enquanto segurei a maçaneta da porta por dentro do depósito para poder fechar a porta, tudo que meu cérebro conseguiu focar foi...)

Midoriya: Marcas de Atrito...?

(A maçaneta da porta do depósito por dentro estava marcada com riscos.)

(É isto que o Kacchan disse ter visto no encanamento...?)

 

PISTA – Marcas de Atrito – ATUALIZADA

 

(Foco Midoriya...)

(Eu olho para frente e vejo o Shoji e a Jiro, que já parecem ter notado minha presença, ambos já de pé.)

Jiro: ...

Shoji: Midoriya...! Imagino que veio aqui para saber o resultado que obtive com as necrópsias.

Midoriya: Sim...

(E Espero que traga alguma informação relevante... O Monokuma File não chegou a nos ajudar muito desta vez...)

Shoji: Vamos ver... Por quem eu começo... Melhor ir pela ordem dada pelos Monokuma File’s. Primeiro o Iida, eu não consegui encontrar nenhuma ferida em seu corpo, porém com parte de seu corpo carbonizado, não seria possível enxergar qualquer corte ou dano superficial. Ele possui uma queimadura de 3°grau ou maior no rosto, peito, estomago e pernas, provavelmente sendo acertado pela frente.

Midoriya: Você tem ideia do que pode ter deixado ele naquele estado...?

Shoji: O máximo que posso fazer é levantar teorias, mas para isso é melhor deixar para o Debate.

Jiro: E também encontramos isso no bolso de Iida...

(Viro meu olhar para Jiro, e a vejo segurando um pedaço de papel.)

(Ao pegar o papel, e ler o seu conteúdo, não consigo evitar e me assustar com o que estaca escrito.)

“Encontre-me na cozinha as 23:00 em ponto sem companhia. Ao contrário, uma vida será perdida até o amanhecer.”

Midoriya: I-Isso é...

Jiro: Uma ameaça...

Shoji: Como estava no bolso de Iida, eu acredito que ele tenha lido essa mensagem.

 

PISTA – Necrópsia de Shoji – ADQUIRIDA

 

PISTA – Bilhete – ADQUIRIDA

 

Midoriya: Mas quem que escreveria uma mensagem dessas...?!

Shoji: Por mais que eu gostaria de discutir sobre isso um pouco mais, temo que não tenhamos muito tempo. Vamos deixar para discutir sobre este bilhete no Debate.

(...Iida.)

(O que foi que aconteceu com você...?)

Shoji: A próxima é... A Hagakure...  Por ela ser invisível, eu não pude determinar muito preciso, mas ela não aparenta ter nenhuma marca em seu corpo.

Jiro: E antes que você pense sobre isso, eu que analisei o corpo da Hagakure.

Midoriya: ...Ahn? Por que?

Jiro: Para ver se tinha alguma marca nela que é invisível eu tive que...

Shoji: A Jiro passou a mão no corpo inteiro de Hagakure.

Jiro: NÃO FALA DESSE JEITO que parece errado!! E-Eu apenas chequei os locais mais normais como pescoço, cabeça, ombros, braços, pernas... Essas partes.

Midoriya: Então... Não há nada de errado com ela...?

Jiro: Tirando o fato que não da para escutar o bater do coração dela e o ferimento na cabeça, nada que eu tenha visto.

Midoriya: Espera... ferimento na cabeça? Então o dano contundente marcado no Monokuma File...

Shoji: Foi na cabeça dela. Essa parte eu analisei... Como não da para enxergar o ferimento, e apenas sentir ele com a mão, eu posso apenas especular, porém ele não parece ter sido suficiente para matar Hagakure, provavelmente causou ou uma concussão e/ou desmaio.

Jiro: Porém não é nada fatal...

Shoji: É provável que o que é que tenha assassinado Hagakure tenha sido em seu interior... Mas eu não tenho como conferir isso... Sinceramente, eu nem sei como conferir.

(Faz sentido... Mas isso já é bem mais informação do que o Monokuma File disponibilizou.)

 

PISTA – Necrópsia de Shoji – ATUALIZADA

 

Midoriya: ...E o Kaminari?

Jiro: ...

Shoji: O corpo dele se assemelha a um de que está dormindo... Ele não tem ferimentos aparentes. A única coisa anormal é que sua roupa está um pouco suja, mas ele estar no chão já explica isso.

Midoriya: Então... Ele não tem nenhum ferimento aparente...?

(...Eu..Já tenho uma ideia do que pode ter matado o Kaminari... Mas é melhor deixar para depois...)

 

PISTA – Necrópsia de Shoji – ATUALIZADA

 

Midoriya: É prováve-

 

"Ding Dong Ding Dong"

 

(…Este…Barulho…)

 

(De repente, Monokuma apareceu na tela do monitor)

 

Monokuma: Finalmente pessoal! Chegou a hora do tão aguardado Debate Escolar! Como vocês já sabem, o local de encontro é o Mini Museu! Todos devem ir para o Mini Museu imediatamente! Puhuhu!! Mal posso esperar!!

 

(Após terminar seu recado, a tela do Monitor desligou.)

 

Shoji: Chegou a hora...

Jiro: O Debate...

Midoriya: ...Eu ainda queria ter investigado outros lugares...

(Eu somente conseguir ir na cozinha, no depósito e na sala de químicos... Se eu tiver sorte, não vou ter precisado ir em qualquer outro lugar...)

Shoji: Nós não devemos nos preocupar com o que poderia ter sido feito... Vai apenas nos levar ao pânico.

(Sem mais ter o que falar, nós três fomos até o Mini Museu.)

 

(Todos nós chegamos em um pequeno intervalo de tempo. E minha primeira realização é...)

(Tem... Poucos de nós...)

(Toda vez que penso em minha classe... Eu penso em um grande aglomerado de pessoas... Mas...)

(Estamos em 13... E com sorte... Ficaremos em 12...)

(E com menos pessoas... Mais difícil será resolver o mistério...)

(Sinto que eu não fui o único a pensar nisso, pois todos aqui inquietaram-se quando olharam ao arredor.)

 

 

“RMM-BMM-BMM-BMM”

 

 

(O pequeno terremoto do Mini Museu ocorreu e a parede já localizada por todos virou, dando acesso ao elevador.)

Midoriya: N-Nós... Temos que i-ir...

(Eu tentei soar confiante... Mas tudo que saiu foi um gemido em forma de palavras tremidas...)

(Mas isso não fez com que todos ficassem parados, pelo contrário, como o normal, todos nós entramos no elevador em silêncio, para assim ele descer.)

(Pode ter sido minha imaginação, mas eu sinto que o elevador tenha ficado mais rápido... Talvez isso tenha acontecido por ter menos de nós...)

(E continuamos a descer... Mais rápido e rápido... Até chegarmos no ponto final do elevador.)

(O elevador parou, e a porta lentamente se abriu.)

(As luzes do lugar infiltraram meus olhos me deixando momentaneamente cego... Até que...)

Monokuma: Bem vindos!! E vamos acelerar que eu quero começar esse Debate! Desta vez eu estou bem ansioso!!

 

(Vou em direção ao meu assento,  enquanto vejo os lugares de Iida, Kaminari e Hagakure, que agora foram substituídos por quadros com suas imagens, e todos eles possuem um “X” pintado...)

Sero: ...De novo com esse gosto doentio...

(Presto mais atenção aos quadros recentes... O “X” pintado no quadro de Iida é formado por 2 óculos que cruzam entre si. Enquanto o “X” do quadro de Kaminari é formado por 2 pequenos relâmpagos.)

Monokuma: Pupupu! Estou tentando me tornar criativo, me deem pelo menos um pouco de crédito!

Kirishima: Não perde seu tempo conversando com ele... É inútil...

 

 

(...)

 

 

(O nosso terceiro Debate Escolar está prestes a começar...)

(O Iida... A Hagakure... O Kaminari...)

 

(Nenhum deles merecia partir...)

 

(Quem foi que os matou...?)

 

(Foi apenas 1 pessoa ou...)

 

(2 pessoas diferentes...? Ou 3...?)

 

(Nós precisamos chegar a um veredito final neste Debate... )

 

(Para sobreviver... Precisamos descobrir a verdade sobre o que aconteceu...)

 

(E eu farei o meu melhor para poder triunfar no final deste maldito jogo doentio.)

 

PISTAS:

- Monokuma File #3

- Aquecedor

- Corda

- Pedaço de Vidro

- Painel de Controle

- Rociadores de Incêndio

- Marcas de Atrito

- Passagem Secreta

- Gerador

- Anúncio de Descoberta do Corpo

- Álibis

- Apagão na Cozinha

- Relato de Sero

- Veneno

- Necrópsia de Shoji

- Bilhete

 

 

 

 


Notas Finais


E a investigação chega a seu fim! Agora todas as pistas estão expostas, e me faz novamente ficar preocupado que o caso tenha ficado óbvio... Bem, como eu escrevi, é meio óbvio para mim... Mas esse caso me deu trabalho... 3 vítimas ta sendo mais trabalhoso do que o esperado... Como prova disso... Um pequeno mini Spoiler do Debate: Ele vai ter 5 partes... Os outros Debates tem 3 partes, sendo as 2 primeiras grandes e a 3° uma conclusão só que menor... Desta vez tem 4 partes grandes e a 5° parte é a conclusão... Cabe a vocês agora decidir se isso é um ponto positivo ou negativo.

Quando eu vou postar o Debate? Provavelmente a 1° parte sai semana que vêm, e como padrão que eu estou fazendo, as partes 2, 3 e 4 vão sair em um intervalo de tempo de 1 a 2 dias em comparação ao anterior (fiquei todo esse tempo sem postar para poder fazer isso...) E a última parte vai sair com sorte 1 semana depois da 4°.

Sobre a investigação, eu acho que é meio óbvio, mas eu infelizmente não vou poder comentar sobre qualquer teoria que criarem nos comentários, pois se eu validar ou invalidar qualquer teoria é eu dando Spoiler, então para manter surpresas eu vou ficar na minha.

Obrigado pela paciência de vocês! Como já avisei o que queria no momento, então vou deixar os outros avisos para o futuro. Por enquanto, obrigado pela atenção e até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...