História Boku no Hero: O Caminho do Herói - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens All For One, Dabi, Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Fumikage Tokoyami, Fuyumi Todoroki, Gran Torino, Hanta Sero, Hitoshi Shinsou, Hizashi Yamada (Present Mic), Ibara Shiozaki, Inasa Yoarashi, Inko Midoriya, Itsuka Kendo, Izuku Midoriya (Deku), Katsuki Bakugou, Kinoko Komori, Kurogiri, Kyoka Jiro, Mashirao Ojiro, Mei Hatsume, Mina Ashido, Minoru Mineta, Mirio Togata (Lemillion), Momo Yaoyorozu, Naomasa Tsukauchi, Neito Monoma, Nejire Hado, Nemuri Kayama, Ochako Uraraka (Uravity), Personagens Originais, Pony Tsunotori, Sen Kaibara, Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Stain, Tamaki Amajiki (Sun Eater), Tenya Iida, Tetsutetsu, Thirteen, Toga Himiko, Tomura Shigaraki, Toru Hagakure, Toshinori Yagi (All Might), Tsuyu Asui, Yosetsu Awase, Yu Takeyama (Mount Lady), Yuga Aoyama
Visualizações 183
Palavras 3.536
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá Olá, gente o, esse cap ele é meio corrido, em um momento eles tão em um logar e no outro ja estão em outro, eu achei bem corrido, mas, ele serve pra colocar os personagens no tempo certinho, como vocês vão ver oque ocorre na Fic esta dentro da cronologia do anime, so que a partir do proximo cap pode começar a sair um pouco mais e eu posso deixar de fora oque acontece tanto do anime quanto do manga, então personagens que so apareceriam mais pra frente podem aparecer mais cedo e etc... Mas se ficarem sem entender é so perguntar que vou tentar explicar melhor
Aproveitem a leitura

Capítulo 14 - Propostas


                Um mês passou correndo, e neste tempo a turma passou pelas provas, seguidas pelo treinamento com a Wild Wild Pussycats, que logo foi atacado pela liga de vilões que levou um dos alunos, e Isamu via tudo apenas pelas noticias, e ele sabia que logo poderia estar com sua turma, contou os dias, e então a porta de sua cela finalmente estava aberta, ele se levanta, seu macacão laranja estava colocado apenas até a cintura onde ele amarrou parte da roupa, ele segue andando para fora do lugar, mas um pouco antes, ele olha para trás um ultimo segundo pro companheiro de cela que estava deitado, eles trocam um rápido olhar, sem sorrisos, sem expressões, e logo Isamu segue andando, ele passa por uma ultima revista, os policiais ali o encaram feio, ele que se mantinha serio... E finalmente a porta de saída, que se abre lentamente e com grandes alarmes tocando, do lado de fora tudo que via era uma longa ponte, ele não tinha carona dali, então, seguiu andando... Ele estava tranquilo até no caminho perceber que uma moto para no meio do caminho, ele percebe que é uma garota, que ao tirar o capacete o faz querer continuar andando sem falar nada

 

Midnight- Você vai demorar um dia inteiro para atravessar essa ponte sabia Isamu?

Isamu- Eu tenho paciência, não precisa se preocupar- Ele seguia andando

Midnight- Quer carona?- Ela perguntava já sabendo a resposta

Isamu- Não, eu não quero- A mulher sobe a calçada e para na frente do garoto

Midnight- Para de ser arrogante e aceita, eu só vou te levar até em casa...

Isamu- E depois disso pretende me levar pra algum quarto e brincar de 50 tons de cinza ou algo do tipo?- Ela encarou surpresa...

Midnight- Que rancor... Isamu- Ela sai da moto e se aproxima de Isamu- Me diga que não gostou e que não faria de novo e eu te peço perdão na mesma hora

Isamu- Não, eu não gostei, e não quero que peça perdão algum, só me deixa em paz

Midnight- Oras Isamu não minta para mim... – Ela leva a mão ao ombro do garoto, que mantinha o mesmo olhar, ela percebe mais de perto que isamu esta com olho roxo por causa de algum golpe, e ele tenta esconder outros golpes que levou pelo corpo com a roupa, e aquilo a excitava de varias maneira- Diga que não gostou nem por um segundo- O garoto hesitou- Aha!! Sabia, eu quero saber qual parte foi, seria a em que eu...- Ele tira o mão da mulher de seu ombro, ele anda para frente e então se senta na moto colocando o outro capacete que ela trazia

Isamu- Antes de ir pra minha casa eu quero comer alguma coisa, no shopping... Preciso comer um hambúrguer-A mulher não recusou o pedido

                Akami estava deitada em sua cama, estava tão irritada, não acreditava que não teve a chance de ajudar Bakugo, não estava por perto na hora, ficou na sala junto com Vlad que garantia a segurança dos alunos, ela fazia questão de se culpar, ela se levanta de sua cama e percebe as inúmeras mensagens dos colegas, que marcam de se encontrar no hospital. A garota precisava acalmar a mente, e talvez falar com o amigo de Bakugo a ajudasse a relaxar, então seguiu pro hospital, onde foi surpreendida com um forte abraço de uma colega

 

Akami- Tsuiu, você sempre faz isso de pular em mim me abraçando, por que so em mim?- Ela fala segurando a amiga entre seus braços

Asui- Por que você sempre me segura, e eu não resisto, seu cabelo é tão cheiroso

Akami- Ei sai pra lá, seu namorado vai ficar com inveja

DarkShadow- LARGA A MINHA GAROTAA- A sombra logo veio renunciando a garota para sí, mas se abaixa assim que a garota libera uma forte luz- Desculpa...

Tokoyami- Ele sempre se agita, como vai Akami?

Akami- Vou bem, já estão todos aqui?

Tsuiu- Não, fomos os primeiros a chegar...

Akami- Ótimo, preciso falar com o Deku sozinha, se importam?- Os dois abrem passagem para a garota- Obrigado- Ela corre até o quarto onde ao entrar vê o garoto comendo umas poucas frutas

Midoriya- Akami, como vai?

Akami- Vou bem, e eu que devia te perguntar isso Deku, mas parece que esta melhorando pelo jeito, vai perder os braços?

Midoriya- Não, ainda tenho muito pelo oque lutar... Veio sozinha?

Akami- Sim, queria falar com você Deku, devia ter feito essa pergunta antes mas sei lá, achei que não devia te perguntar isso...

Midoriya- É sobre o Kachan- A garota abre um sorriso

Akami- É so que... Nesse tempo que passei com ele, foi como se eu tivesse uma amiga que eu podia confiar, sentia como se ele não se irritasse tanto comigo e até se preocupasse de vez em quando, claro que ele ainda grita comigo como com todo mundo, mas eu não sei, pode ser que ele me trate so como mais uma amiga... Ele sempre te tratou assim?

Midoriya- Então...- O garoto tinha os olhos grandes e os joga para o lado- Ele nunca me tratou do jeito que te trata, sempre gritou comigo e até me batia...- A garota pensa como aquilo parecia cruel- Mas esse é o jeito que ele usa pra se preocupar comigo, ele tem seu jeito de mostrar que se preocupa, e ele é 8 ou 8000- “Eu percebi” pensou Akami- Ou ele se preocupa ou ele nem percebe você... Ele me percebia , e odiava quando eu tentava fazer as coisas, me julgando apenas uma pedra no caminho, mas depois ele tem um jeito de me desafiar... Com você ele parece preocupado, se você vai conseguir acompanhar seu ritmo nas aulas...- Akami sente seu coração pulsa de alegria, Bakugo realmente se preocupa com ela? Era sua maior duvida...

                A moto para em frente a uma casa não muito grande de dois andares, Isamu desce da moto sem pressa, ele leva a mão até a nuca e respira fundo

 

Isamu- Midnight espera ai que talvez eu não fique muito tá bem?

Midnight- Esta bem, mas qualquer coisa so chamar

Isamu- Obrigado eu acho...

                O garoto abre a porta, ele nunca havia se livrado da chave, ele entra já tirando o sapato,  escuta os paços e ao olhar pra escada da de cara com a mãe, que ali fica esperando algo, o garoto tem um olhar firme na mãe que parecia meio desamparada, seus cabelos ainda são negros mas agora estão curtos, ele se aproxima e fica de frente para seus olhos azuis que logo ficam marejados, ele recebe um lento abraço seguido de lagrimas...

 

Yoki- Meu filho... -Ela cai em lagrimas e seu corpo fica fraco

Isamu- Me perdoa mãe, eu sei que te preocupei..

Yoki- Não... não fala isso- Ela separa o abraço- Hoje você pode ficar, jantar em família mais uma vez, amanha será outro dia

Isamu- Esta bem... Se importa se tivermos visita?- A mulher olha confusa...

                A mesa naquele dia estava cheia, de frente um para outro estava Isamu e sua mãe, ao lado de Isamu estava Midnight que comia corada, estava com uma de suas roupas de couro apertada na casa de uma família bem comum, mas o problema eram os pequenos vibradores em seu intimo, a sua frente estava uma senhora e na ponta da mesa um homem velho que comia com a cara aborrecida

 

Kon- Então... Você é uma heroína?- O homem velho falou ainda rabugento- Meu filho também era um herói

Midnight- Era?- Ela olha confusa, ela vasculha a casa com os olhos e vê uma imagem- Shot... Ele era um grande herói

Himiko- Meu filho se negou a receber medalhas por anos, e nem participava dos ranques de super-heróis- A velha se gabava orgulhosa

Midnight- Eu me lembro, ele fez grandes coisas, ele até trabalhou com All Might uma vez, eles viviam discutindo quem era mais rápido

Kon- Meu filho era mais rápido, ele era uma bala viva, e vou te dizer, se não fosse por este garoto

Yoki- Kon- A mulher para o homem- Hoje não, estamos jantando, amanha fala disso se quiser

Isamu- Tudo bem mãe, deixa ele falar- Ele sorri pra mãe, que respira fundo e se acalma com um bom sorriso

Kon- Se não fosse por esse garoto indo tirar a concentração dele, ele teria vencido aquela luta

Isamu- Mas ele venceu, o vilão foi pego e preso

Kon- Mas morreu! Por sua culpa- O velho bateu na mesa

Isamu- Ele nos últimos segundo deu um soco que apagou o cara e ele foi preso, meu pai estaria feliz, se não gosta não posso fazer muita coisa

Midnight- É verdade, Shot acreditava que os vilões deveriam pagar por seus atos de acordo com a lei, Black Smoke pagou, pegou pena de morte

Kon- “Pegou pena de morte” Você diz, mas se tivessem matado antes, não teria acontecido- Ela aponta o rashi para o neto- Eu achava que esse garoto era um cabeça oca sem individualidades, mas ele não é tão cabeça oca... Matou 19 vilões... Isso sim me deu orgulho

Isamu- Não fale disso de novo- Ele olhou furioso pro velho que recuou um pouco, o garoto percebeu- Desculpa o susto, só não sou mais esse garoto que você queria ver...- Ele se levanta pegando os pratos sujos da mesa e seguindo para a pia- Vamos ver um filme mãe?

Yoki- Que boa ideia... Que tal... O despertar da lenda?

Himiko- Ai vocês já viram umas mil vezes esse filme!- A velinha se levanta- Kon, vamos pro quarto- O velho se levanta sem falar nada

Midnight- Que filme é esse?

Isamu- É um filme de ação chinês, ele ensina que a maior vingança é a vida- A mulher fica sem entender

                Na sala estava a mãe de Isamu deitada em um sofá e no outro estava Midnight e Ismau comendo pipoca, Midnight que ainda tinha suas pernas cruzadas por causa do vibrador em seu intimo

 

Isamu- Você podia ter ido no banheiro sabia

Midnight- Como?- Ele percebe que Isamu já sabia- Como Sabe?

 Isamu- Não pergunta, quer ir tirar?

Midnight- Não mesmo... E tudo bem falar assim? Sua mãe...

Isamu- Dormiu, feito uma pedra- Ele joga uma pipoca nela- Midnight, por que apareceu hoje? Achei que não fosse com a minha cara- A mulher repousa-se sobre o garoto que se sentou no sofá com as pernas cruzadas, ele não gostou muito daquilo, mas deixou

Midnight- Eu te devia essa, por ter se arriscado por uma aluna, se eu tivesse sido mais rápida talvez...

Isamu- Não importa, eu estou bem e você tinha trabalho a fazer... Eu te perdoo por isso- A mulher abre um sorriso agradecida

Midnight- Esta tarde, preciso ir pra casa

Isamu- Dorme aqui, vou precisar de carona

Midnighr- Cara de pau, me fez ficar so pra isso...

                Os dois saem da sala em silencio e sobem pro quarto do garoto, cheio de coisas espalhadas, até algumas latinhas de tinta, em um canto circuitos, e até um bom computador, o garoto estende um futon para a mulher se deitar, ele se troca na frente dela sem vergonha, já havia sido humilhado por ela antes, não tinha muito oque esconder... Ele se deita em sua cama mas logo sente algo por cima dele... A mão da mulher já descia por suas calças

 

Midnight- Deve ter sido solitário no Tartarus... Quer que eu te ajude

Isamu se sente meio irritado com a intensão da mulher esta prestes a tirar sua mão dali, mas ela estava certa, Isamu não tinha como fazer muitas coisas na sua cela...- Quero sim- A mulher se surpreende com a resposta- Mas essa é a ultima vez

                Midnight aceita e logo aproveita para chupar o garoto que não a deixaria fazer mais que isso, ele aproveita cada segundo junto a ela, que depois de muito trabalho bebe cada gota da porra do garoto, e quando acordam estão na mesma cama, Isamu se levanta cedo, e Midnight é obrigada a acordar

 

Midnight- Por que ir embora as 6 da manha?

Isamu- Eu não moro aqui, vamos...- Ele falou se levantando e já saindo

Midnight- Por que não?

Isamu- Minha mãe me descobriu antes de todo mundo, e ai me expulsou, ela se culpa até hoje, mas não quero que se sinta mal por me abrigar aqui

Midnight- E você mora onde agora?

Isamu- No momento sou um desabrigado- Os dois já estavam quase na porta

Yoki- Isamu- A mãe do garoto aparece na escada, ela estava seria, ainda esfregando os olhos do cansaço

Isamu- Mãe, volta a dormir, esta cedo

Yoki- Eu sei mas... Eu quero que tome cuidado meu filho, me promete que vai ficar bem?...- As palavras da mãe acalmam o coração de Isamu, que achou que ela poderia querer que ele ficasse, e ele não queria ficar para trazer mais tristeza a mãe

Isamu- Claro mãe, prometo que vou tomar cuidado, e que um dia eu volto pra jantarmos juntos de novo- Ele beija a testa da mãe- Agora tenho que ir...

Yoki- Vai se tornar um herói? Como seu pai?- Ela tinha um sorriso, mas junto tinha um tom de voz amedrontado

Isamu- Sim, e vou te orgulhar- A mãe pega a mão do filho e leva ao próprio rosto

Yoki- Já me orgulho de ver que cresceu tanto...- Isamu abraça a mãe por um ultimo estante, antes de sair

Midnight- Pra onde agora?

Isamu- Midoriya ta no hospital?

Midnight- Sim, sai hoje a noite

Isamu- Quero ver ele, de lá você pode ir embora

                Midnight o leva para o hospital e de lá ela da um ultimo aceno para o garoto que ainda veria na escola, ele segue para o hospital onde ele assina um papel, descobre o quarto de Midoriya facilmente apenas pelos nomes já assinados, ao ver que a turma toda estava no mesmo lugar, segue para o corredor, mas ele escuta vozes familiares

 

Jiro- Aqui não Denkii, Isso é um hospital seu idiota

Kaminari- Ta legal ta legal, mas depois daqui vamos tomar um sorvete

Jiro- Tá... Você paga

Kaminari- Ai... Pra que me bater, eu pago sim... Mas antes me da um beijo- Logo vem um silencio- Toda vez é o melhor beijo... Incrível

Jiro- Você se contenta muito fácil com um beijo na bochecha

                Isamu escuta passos se afastando, ele sente certo desanimo, ele não queria assumir mas sentia falta da amiga, ele respira fundo e aceita que aquilo não iria atrapalhar amizade dos dois, se é que ainda teria aquela amizade... Ele segue andando e logo da de cara com a porta, ele respira fundo... Não sabia como seria o reencontro, então respirou fundo, ele tenta abrir a porta, mas tudo fica escuro... Ele sente estar caindo por alguns segundos antes de apagar, ele se vê preso em algum lugar...

 

Isamu On

                Eu respiro fundo, eu sinto como se tivesse vomitado sem parar, eu sinto preso nos braços e no pulso, meu maior problema é a tontura, eu escuto vozes, não sei dizer oque é mas alguma parece conhecida... Eu logo tento abrir os olhos, vejo alguém saído pela porta, em sua meia calça havia um “NE”, mas só isso que vejo, logo que acordo me deparo com um homem velho e um outro que não vejo

 

- Finalmente, estava preocupado de ter te matado, mas como é de esperar você não é tão frágil

Isamu- Quem... Quem é você?- Falo tentando acordar direito

- Eu sou o culpado de você ter sobrevivido a aquele dia no shopping, eu sou o culpado dos atentados a U.A...

Isamu- Eu preciso de um nome pra eu lembrar- Tento cuspir algo, tem um gosto ruim na minha boca

- A perdão, meu nome para você nessa nossa próxima conversa será All for One- Eu senti um arrepio

Isamu- Perdão, eu tentei te matar em algum momento e não me lembro? Não é sempre que alguém me teleporta ou sei lá

All for One- Não, e imagino que até tentaria, mas seria um desperdício de sua vida

Isamu- Então okay, eu so preciso saber umas coisas tipo onde eu to, o por que ou se você pretende me matar sabe?

All for One- Perdão não posso responder algumas de suas perguntas, mas posso lhe responder o por que esta aqui... Jisatsu, quero que se junte a minha liga de vilões- Eu o encaro por alguns segundos até que começo a rir

Isamu- Perdão... Eu sei que eu devia estar serio e com medo mas sabe... Acho que você devia pesquisar um pouco mais sobre mim... Um justiceiro que mata vilões e que recentemente foi liberado do julgamento... E que pretende virar um herói

All for One- Sou bem informado sobre você, e é por isso que te queremos, se você mudasse de lado desmoralizaria a U.A e o próprio All Might por ter te convidado, além do mais seria uma força excelente para o meu aprendiz...

Isamu- Huuum, legal, bem, eu não sei como responder, começar com obrigado por me manter vivo, e depois desculpa por não aceitar a vaga de emprego, sabe eu to tentando ficar dentro da lei, e me juntar a uma empresa chamada “Liga de Vilões” me faria mal sabe...- Começo a tossir, aquele gosto na boca não saia...

All for One- é uma pena, eu achei que me seria útil, mas já que não te entregarei a Shigakare, ele tem pendencias com você

Isamu- Ta uma pergunta antes, se importa?- Ele manteve silencio, nem se quer consigo ver seu rosto- Black Smoke, ele trabalha para você?

All for One- A, uma pergunta para revelar o passado e decidir o futuro, lhe contarei que sim, tanto o antigo quanto o novo, o novo só não percebeu ainda... A, mais uma coisa, sua individualidade, se importa em me contar qual é?

Isamu- É verdade, não anunciaram no jornal ainda... Eu não tenho- O homem demonstra surpresa... Seguido de uma risada

All for One- Então me deixe refazer minha humilde proposta e criar uma grande... Eu tenho a individualidade de tirar e dar individualidades como eu bem entender, para isso so preciso de um único toque- Ele estende a mão- E para você, ofereço a individualidade de seu pai, como um presente caso aceite se juntar a minha “empresa”- Eu demoro a entender, sinto como um frio na barriga... Eu acho que nem da pra acreditar numa proposta dessas

Isamu- A... Individualidade... Do meu pai?- Ainda estou bem sem acreditar

 

Isamu Off

                Eu estava a horas apagado e não tinha como saber, mas aposto que All for One sabia, e até já esperava oque veio em seguida, um forte golpe que parece destruir o lugar, eu vejo um carro preso a um pé gigante, eu acabo solto e jogado em um canto sem muitos ferimentos, mas quando olho vejo de longe Best Jenist, e All for One anda calmo até o herói, o herói foi derrotado tão rápido que nem acredito, ele é o numero 3, e nem suportou a luta, eu podia ter corrido pra longe naquele momento, mas eu tinha que saber a verdade, eu não poderia simplesmente escutar que ele tinha a individualidade do meu pai e ir embora

 

Isamu- É verdade?! Você tem a individualidade do meu pai?!- Eu grito com o resto de forças que ainda tenho

All for One- Eu tirei dele após sua morte...  Quer uma prova

Isamu- Não...- Eu não queria ver o poder do meu pai sendo usado por aquele homem- Eu vou ser sincero com você- Ele se virou pra mim- Eu odeio saber que alguém tão nojento tem a individualidade de alguém tão bom... E quero mais é que você seja derrotado

All for One- Que palavras arrogantes, não gastarei meu tempo com você- Ele estende a mão e traz pessoas para aquele lugar, Isamu reconheceu cada um como integrante da liga, e logo Bakugo...- Shigakari... Eu tenho algo pra você, este garoto....

                A conversa durou pouco, Bakugo não teve tempo de me perceber, eu corro para os escombros, algum vilão tenta me seguir mas me perde fácil, eu tenho que sair dali...

 

Isamu Off

                A luta seria intensa se não fugisse, mas havia algo que Isamu não tinha notado, uma conhecida que o encarou por um tempo, ela tinha certeza que encontraria novamente o amigo...

                A luta de All Might contra All For One, uma luta que jamais será esquecida, de proporção absurda e de risco máximo para a sociedade, todos a assistiam, Isamu conseguiu uma vista privilegiada de um local destruído longe o suficiente, e sentiu a terra tremer junto do grande grito que sinalizava o final da luta...

 

All Might- UNITED STETES OF SMASH!

                Um soco que fez a terra tremer e os ventos mudarem levantando um furacão e destroços, Isamu o assistiu e sentiu que seria levado, mas assim que a luta terminou teve que partir... Isamu chorava, apenas por que estava distante de todos... Mas suas lagrimas eram de revolta, pois sentia que havia perdido a maior das chances de mudar sua vida, de poder ser igual ao seu pai... Talvez se tornasse algo grande, mas sua decisão de seguir o caminho certo igual seu pai era mais importante que sua individualidade...


Notas Finais


Espero que tenham gostado viu? O próximo sai ainda hoje!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...