1. Spirit Fanfics >
  2. Boku No Hero react >
  3. Dabi (Touya Todoroki)

História Boku No Hero react - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Okay, lembra que eu disse que “não ia ter nada de mais de spoiler” no sinopse anterior? Agora eu mudei porque minha fic tá infestada de spoiler do mangá

Capítulo 8 - Dabi (Touya Todoroki)


Fanfic / Fanfiction Boku No Hero react - Capítulo 8 - Dabi (Touya Todoroki)

Meu nome é Touya Todoroki

 

—O-o que? — Natsu gaguejou 

 

—Acho que, vai ser uma homenagem a ele ou algo assim — Murmurou Fuyumi, seus olhos estavam baixos, era um assunto delicado nenhum deles estava preparado ou esperava por isso

 

Shoto não se lembrava muito de Touya, provavelmente até Hawks conhecia seu irmão melhor que ele, o mais novo era só uma criança quando ele morreu, mas se fechasse os olhos, podia visualizar o garoto de cabelos ruivos e olhos ciano no quintal brincando com seus irmãos, pedindo para Endeavor lhe treinar, brincando com seus dedinhos quando ele ainda era um bebê, e sendo queimado por suas próprias chamas

 

Dabi suspirou, ele sabia que em algum momento seria a sua vez, só esperava que não fosse tão cedo, mas tudo bem, uma hora isso ia acontecer 

 

—Endeavor? — All Migth olhou para ele — Explique isso! Você tem outro filho? 

 

—Tinha — Foi a única coisa que ele ganhou como resposta, ninguém ousou insistir no assunto

 

Sou o filho mais velho de Endeavor

Até agora eu matei mais de 30 pessoas inocentes

 

—O-o que — Natsu engasgou — Isso só pode ser mentira! Touya, ele...

 

—Natsu está certo! — Interrompeu Shoto com as orbes fundas enquanto encarava o chão com as mãos rente a cabeça para facilitar a respiração — Touya morreu, e mesmo que...mesmo que ele estivesse vivo, ele nunca seria esse tipo de pessoa! 

 

—Deve ser uma brincadeira, nas próximas estrofes vai ter algo indicando que era uma piada ou algo assim! Touya sempre quis ser um herói! — Fuyumi tranquilizou os irmãos 

 

—Ahh, eu não estou afim se assistir mais um casos de família, cara — Disse Twice com tédio, aparentemente ele mudou de ideia logo em seguida — Isso pode ser interessante! Quero muito ver no que isso vai dar!

 

E irei informar a todos

O que me levou a cometer tais atrocidades

 

—Meu filho não é um assassino, e nunca foi! — Endeavor bateu a mão no braço do sofá com força rangendo os dentes

 

Existe um menino

Em uma família

Que por tanto tempo foi esquecido

No corpo, escrito

Toda minha vida

E eu voltei para lembra-los que existo

 

—N-não é possível

 

Sim, eu to vivo

 

—Não, não, não, não — Natsu podia ouvir as respirações pesadas e irregulares de seu pai e irmãos

 

Houve uma época, por alguns meses onde a família costumava acreditar que Touya ainda estava viva, procuraram e procuraram em todos os lugares mas no fim desistiram, tiveram que aceitar que o garoto foi carbonizado por completo

 

Mas agora o mundo estava dendo virado de cabeça pra baixo, as músicas não tinham mentido em momento algum, não era agora que isso iria mudar 

 

E o pior de tudo é que fazia sentido

 

—N-nunca houve um corpo — Fuyumi mordem os lábios com tanta força uma que vermelhidão inchada cresceu na superfície da pele

 

—Se ele estiver vivo...

 

Fuyumi acenou com a cabeça e correu os olho nervosamente pela sala, o coração parecendo uma escola de samba

 

—Então ele...está aqui, definitivamente está aqui — Suas mãos não conseguiam parar de tremer 

 

E agora eu sou vilão

 

Endeavor e seus três filhos assistiram horrorizado e em choque enquanto imagens de um Dabi com cabelo descolorido passavam passava pela tela, Shoto foi o primeiro a se virar para encarar o vilão das chamas azuis, que tinha se levantado 

 

—Hey, ototou — Ele acenou, havia um sorriso em seus lábios cremados — Faz bastante tempo que não nos vemos, oh, me desculpe — Seu sorriso se alargou, ele colocou as mãos nos bolsos da calça azul marinho — Nos vimos a alguns meses atrás não é? No Acampamento de verão, eu até mesmo...chamei por seu nome

 

Shoto cambaleou para trás, aquele não poderia ser Touya, aquele não era seu irmão

 

—Saaabe ~ — Ele cantarolou passando a mão pelos cabelos pretos — Eu pensei que mesmo com essa aparência, vocês me reconheceriam, afinal, família é família, mas não aconteceu, que pena...não é Keigo?

 

—Dabi...— Sussurrou o Herói alado, de alguma forma, ele parecia implorar 

 

—Ora, não me chame assim, afinal, mamãe me batizou com um nome realmente bonito não é? Significa "Porta de casa" ou "uma porta ao vale", irônico, já que eu nunca mais vou voltar para o que vocês chamam de casa, invés disso, acho que vou destrui-la, é, isso soa bem — Dabi mordiscou o dedão — Posso ser a porta que vai dar para as ruínas daquele lugar! Eu deveria começar com aquela sala de treinamento, tenho certeza que Shoto concorda comigo 

 

—Você não é meu filho! — Assegurou Endeavor, sua voz tremeu um pouco mas ele parecia estável, naturalmente, era apenas fachada — Meu filho morreu naquele dia — Ele era o que mais estava em negação em relação aos acontecimentos atuais

 

Dabi deu um passo a frente com um sorriso maníaco, se ainda tivesse glândulas lacrimais estaria chorando de felicidade, ele esperou tanto tempo por esse momento...

 

—Sim papai, seu filho está vivo, e bem na sua frente, ooooi — Ele andou até a barreira que dividia os heróis e vilões permitia que ele fosse e colocou as duas palmas das mãos no no muro invisível — Já faz uma década desde que tivemos uma conversa descente não é? Me diga, você nunca olhou...nos meus olhos?

 

Eles se encararam, Touya sorrindo, Enji com os lábios trêmulos, azul no azul, era o mesmo tom de ciano escuro, olhos idênticos...como ele não tinha percebido?

 

—Mas é verdade que as vezes eu esqueço de Touya, fico tão absorvido em ser Dabi que me perco no personagem, é divertido brincar de vilões como nos gibis, provocar o Senhor mãozinhas, assistir Twice fazendo algo estúpido como terapia quando lembrar que minha vida é e foi uma merda, e mandar a louca se foder mesmo que no final do dia acabe pedindo aulas de dança pra ela

 

Endeavor também se levantou 

 

—Meu filho...

 

—Eu te odeio Enji — Dabi declarou — Odeio tudo em você, Shoto não, ele está esperando o momento certo para poder enfim te perdoar, mas adivinha, eu não sou gentil como Shoto, Fuyumi, Natsu ou mamãe, eu sou louco! Perdi a cabeça e nunca te perdoarei, enlouqueci completamente, você me enlouqueceu, papai, é tuuuuudo sua culpa ~

 

—Touya...— Murmurou Fuyumi — Se você estiver aí, em algum lugar, por favor, seja sincero...

 

—Yumi! — Dabi se virou para ela — Você sim faz um tempão! Que saudades imotou, como vai? Descobri que mesmo com 22 anos você ainda brinca de boneca, tão adorável, acho que independente da idade você nunca vai deixar de ser a minha irmãzinha

 

Natsu apertou a mão da irmã, sua pele já era naturalmente pálida mas se possível ela parecia ter perdido ainda mais cor

 

—Você desde pequena tendo todo esse trabalho para construir a casa de bonecas perfeita, com pais amorosos e filhos felizes, deve estar contente agora que papai está tentando mudar não é? Ele finalmente descobriu o que é a sensação de ter uma família e vive pensando que precisa se redimir — Ele fez biquinho no final da frase antes de se virar novamente para o Herói Número 1 — Mas sabe de uma coisa? O passado nunca morre, você vai acabar pagando por seus crimes de qualquer forma! Tão cómico que me da vontade de rir!

 

—Você é um vilão, mesmo que esteja certo, você mesmo admitiu ter matado mais de 30 inocentes, vamos terminar queimando juntos no inferno

 

Mais de 30 pessoas? Isso não o fazia tão diferente de Endeavor, o herdeiro dos Todoroki chutava que seu pai já tinha feito bem mais do que isso, mas é claro, esses falsos heróis nunca admitiriam e continuariam a esconder seus crimes e varrer tudo para de baixo do tapete, Stain sempre esteve certo, ele era o único, Dabi honraria sua memória, a vontade do Assassino de heróis, ele cumpriria, e daí que ele era um só? Com uma forte convicção apenas uma pessoa poderia mudar o mundo

 

—Onde quer que eu esteja, se você estiver comigo, já vai ser como o inferno pai ~ — Seu sorriso era tão grande que Natsu teve medo de que sua pele fosse rasgar e os prendedores que juntavam a parte cremada a parte intocada fossem cair — Mas éhhh, eu não acredito muito em religião, mas acho que depois de tudo o que eu fiz e pretendo fazer aqui, se existir uma pós-vida eu não vou para nenhum lugar bom, mas eu vou levar você comigo pai, isso é o suficiente

 

—Você ficou maluco — Disse Shoto horrorizado, sua caixa torácica subia e descia em ritmos sobre-humanos, a única lágrima que teve a ousadia de escorrer evaporou — Não se importa mais com as consequências

 

—Isso mesmo Shoto, você é mesmo um prodígio, seu Nee-Chan Já não preservar mais a sanidade, só quero que Endeavor sofra

 

Fuyumi deixou escapar um soluço, ela chorava na manga da jaqueta de Natsu, o segundo mais novo da família não chorava como a irmã, mas sua expressão era como vidro, prestes a se quebrar

 

—Okay, recapitulando — Bakugou interrompeu a discussão dos Todorokis — O Okumura Rin é o irmão anteriormente morto do Icy-Hot que sobreviveu, virou vilão e agora só quer fazer a Tocha Olímpica sofrer

 

—Isso resume bem as coisas Bakubro, mas não é hora — Kirishima agarrou o braço do loiro o puxando, Midoriya correu até Shoto e o abraçou, sentindo que o amigo precisava daquilo, Uraraka e Momo só não se juntaram a eles porque Iida disse que o colega precisava de um tempo

 

Seu inimigo, do assassino

Eu herdei convicção

Pelo o que fez comigo

Não espere compaixão

Heróis

Morram perante a Cremação

 

—Isso! — Dabi se sentou de volta ao lado se Shigaraki que olhava estranho para ele

 

As mãos dos heróis 

 

Eram tão sujas de sangue quanto a dos vilões, se não mais

 

Eles protegiam vidas tirando outras

 

Protegiam sonhos tirando sonhos

 

Preservavam sorrisos tirando outros

 

O que era ser um herói? Para a maioria, era um trabalho, como ser guarda noturno de um shopping famoso, você fazia seu turno sem se importar com a vidas que estavam nas suas mãos, era um trabalho, de qualquer jeito no final do mês o salário estaria na sua conta no final do mês e você voltava para casa sem arrependimentos mesmo que milhões de pessoas estivessem confiando suas preciosas vidinhas medíocres nas suas mãos, porque se você falhasse...não se importaria, você poderia esconder os seus erros 

 

Mas os heróis só protegiam a si mesmo, os outros, a população eram a escada que eles orecisavam subir para chegar ao topo

 

Dabi era quem daria um fim a aquela sociedade desconstruída de heróis que só se importavam com si mesmo, ele acenderia a chama do desespero e derrubaria tudo o que demoraram tanto para construir, sem nenhuma piedade

 

Minhas chamas azuis

Eu não tenho mais um lado bom

Ao ideal de Stain eu faço jus

Essa crueldade virou dom

É que a minha chama tá queimando tipo labarada

Vai me ver

Queimando seu coração

Não importa o herói que hoje aqui apareça

Vai morrer

Perante a Cremação

Endeavor era obcecado com poder

Superar All might pro número 1 ser

Por esse egoísmo que então eu fui nascer

 

Seu pai não era um herói, era um monstro com uma sede insaciável por poder, egocêntrico e com uma ambição não saudável, não muito diferente dos Noumus feitos dos cadáveres dos maiores bandidos viciados em lutas do Japão 

 

E olha só a ironia...ele, a vítima estava na Liga dos Vilões, e Endeavor, aquele que causou toda a sua dor, estava no posto de heróis número 1! Isso era tão hilariante que lhe dava vontade de rir, fale a verdade agora, entre aqueles dois...quem realmente precisava ser salvo? 

 

Endeavor escolheu machucar e destruir a própria família que poderia lhe dar um abraço apertado...para ajudar estranhos que poderiam lhe conceder fama, trama, rótulos e a manchete do jornal da cidade todos os dias, e quantos outros não faziam o mesmo? A era dos heróis foi alimentada por combustíveis tão facilmente inflamáveis quanto carvão, era podre desde o início e só bastava uma fagulha pra poder incendiar até que só restassem cinzas

 

Droga, até mesmo o mimadinho do Shigaraki tinha ciência disso, se Nana não tivesse renegado o filho e fingido que ele nunca existiu tanta coisa seria diferente

 

Mas infelizmente, perfeito, não pude ser

Tantos abusos que eu já passei

Tantas as vezes que eu já chorei

Por você, tanto eu treinei

 

Ah, aqueles dias, aqueles dias em que Touya se esforçava ao máximo para ser um herói que superaria All Migth, Endeavor colocou isso na sua cabeça tantas vezes que tornou-se quase impossível de se tirar, mesmo que ele acabasse queimando seu corpo frágil adequado para um quirk de gelo com seu próprio fogo intenso a cima de 300 graus durante cada seção, ele continuaria, naquele tempo ele até mesmo pensava em herdar o nome de herói de seu pai

 

Nojento

 

Tá vendo meu rosto? Foi você que fez!

 

E ele não poderia terminar de queimar aquele rosto, e Dabi não ia parar, não ia até que a sociedade dos heróis desmoronasse  

 

Mas Endeavor jamais poderia matar seu filho, e Shoto sabia disso, por isso mesmo que ele mantinha a face a mais serena possível mesmo prestes a desabar

 

Ele nunca acreditou no destino, mas sabia que estava destinado a matar seu irmão, tinha que ser ele, mesmo que doesse mais que tudo

 

Agora rebelde, vilão me tornei

Inimigos na frente, todos eu queimei

Tantas pessoas que carbonizei

Então se prepare chegou sua vez

Qual o motivo da minha existência?

Me perguntava enquanto chorava

A conclusão veio com a vivência

E eu adorava quando imaginava

Milhares de maneiras de te fazer sofrer

 

—Você é...completamente sádico — Shoto soluçou 

 

—E nós Touya? — Berrou Natsu sem se conter, saliva voou em Nejire a sua frente que com aquele clima instalado nem teve coragem de reclamar — Você não pensa em nós? O que nós pensamos disso? O que mamãe acharia?

 

—Hmm, vocês...? — O mais velho olhou para o rosto de cada um dos irmãos, ele arregalou os olhos divertido enquanto seus lábios se curvavam — Como será que seria o rosto do papai se eu matasse vocês com minhas próprias mãos?

 

Essa foi a gota da água para a torneira estourar e lágrimas descerem dos olhos cinzentos de Natsu

 

Seu irmão tinha realmente morrido, a parte boa e gentil dele pelo menos, tudo o que restava eram todos os sentimentos negativos, uma corrente de ódio, dor e raiva que prendia a alma de Touya naquela carcaça

 

E Endeavor nunca se perdoaria por isso, porque ele sabe que dessa vez, a culpa era toda e completamente sua, ela o apunhalava pelas costas e ele podia sentir a dor de ver seu filho ali, arrependimento não matava, o ditado estava errado, porque Enji Todoroki Já teria dado seu último suspiro a tempos se fosse verdade

 

E ele sabia que nem isso seria capaz de fazer com que Dabi no mínimo ficasse satisfeito

 

Seus irmãos...Dabi não sabia o que pensar sobre eles, sua sanidade se fora, a única coisa que sentia era o ódio do pai, aquele ódio tão forte e ardente que queimava mais do que seu próprio fogo azul que conseguiu dissolver em cinzas qualquer outro sentimento que ele poderia ter por seus irmãos 

 

Agora Natsu e Fuyumi eram simples instrumentos de tortura psicológica, e se ele matasse os dois? Endeavor sofreria ainda mais, e se ele matasse Shoto então? O perfeitinho, a melhor criação de Enji Todoroki da qual ele estava dando tão duro para orgulhar

 

Endeavor sofreria tanto, sua mente se despedaçaria! Como será que ficaria sua expressão se Dabi, o defeituoso, carbonizasse o corpo meio-a-meio do Senhor-Perfeição? Ele ria só de imaginar, passou noites pensando em mil formas de fazer o pai sofrer e ansiava pelo momento em que tornaria realidade

 

Era assim que via seus irmãos, objetos para provocar gatilho no pai, os dias que jogava bola com Fuyumi, consolava Shoto e se sentava na cama de Natsu para que ele curasse seus ferimentos pareciam tão distante, como se tivessem sido em outra vida, qualquer amor fraternal que pudesse sentir evaporou, porque o ódio pelo tal herói número 1 era um sentimento que se sobrepunha a todos os outros, e eventualmente o cegou

 

Essas marcas pelo corpo não me deixam esquecer

Não percebem?

Que esses indivíduos

Chamados de heróis, só que sua fama cresça

 

Os heróis não são como os dos quadrinhos, eles eram cercados de interesses pessoais e falsidade, nenhum, repito, nenhum herói era verdadeiro

 

Não relevem

Não sejam iludidos

Pra eles não passam de ferramentas

É isso mesmo, Shoto

Seu irmão não sente mais nada

Eu já to no fundo do poço

Só quero que Endeavor sinta essa raiva

 

E ele estava sentindo, a raiva de si mesmo e a de Touya o corroendo de dentro pra fora, a dor era quase física 

 

O passado não pode ser apagado

Sinto seu fim, ele está bem perto

Pelo que fez, você será cobrado

Venha dançar com seu filho no inferno

Durante o acampamento a UA vai entender

A diferença que o ódio da ao poder

 

—Bem, ele te entende — Disse Rolo malicioso

 

—Eu vou te matar — Avisou Obito

 

Subaru suspirou, tentar fazer aqueles dois pararem de brigar era pior do que lidar com a Emlia na Tpm

 

A floresta em chamas

Não vai adiantar

Porque a fúria é tanta

Que nada pode parar

Minhas chamas azuis

Eu não tenho mais um lado bom

Ao ideal de Stain eu faço jus

Essa crueldade virou dom

É que a minha chama tá queimando tipo labareda

Vai me ver

Queimando seu coração

Não importa o herói que hoje aqui apareça

Vai morrer

Perante a Cremação

 

—Bem — Subaru quebrou o silêncio mexendo na orelha — O chefe disse para pararmos por aqui hoje, na porta a direita tem quartos suficientes para todos vocês, heróis e alunos, na esquerda, para os vilões, eu vou falar com meus colegas para arranjarem um jeito de trazer algo para que vocês possam comer, fiquem acordados o tempo que quiserem mas estejam aqui novamente as 9:10 que é quando vamos voltar a passar as músicas 

 

—Por que não deixa que eu cozinho — Perguntou Fuyumi ao grupo, ela parecia muito abalada tentando quebrar o gelo e não pensar no que tinha acabado de testemunhar, mas era possível ver lágrimas brilhando em suas bochechas — Eu gosto de cozinhar!

 

Obito encolheu os ombros

 

—Bem se você quiser cozinhar para um grupo de vilões incluindo seu irmão maluco, e um bando de desconhecidos, acho que podemos providenciar uma cozinha improvisada pra você 

 

—Nós devíamos tentar cozinhar o Hawks — Ofereceu Endeavor saindo de seu transe, o mais novo deu um gritinho ofendido, mas não retrucou, sabia que o Número 1 estava prestes a explodir com tudo que tinha acontecido 

 

—Ou o rosto do Shoto — Disse Dabi ácido, ele não estava colaborando muito para as coisas se acalmarem dentro da família Todoroki

 

—Disse o cara cujo o corpo tá tão queimado que poderia ser confundido com carne recém-saída do forno, devíamos servir você como prato principal pra poupar tempo — Zombou Shigaraki

 

—Anh, okay — Interrompeu Subaru antes que a discussão se prolongasse — Eu vou contatar meus colegas de trabalho — Ele mexeu em algo parecido com uma escuta no ouvido — Tenho certeza que Merlin-Sama ou Saiki-San podem conseguir teletransportador alguns utensílios de cozinha para cá se Obito-San abrir uma brecha no Kamui...

 

—Diga para eles não trazerem uma chaleira — Gritou Dabi para Natsuki — Não queremos dar gatilho no meu querido irmãozinho 

 

Shoto caminhou em direção ao nada, foi quando uma mesa apareceu magicamente após Subaru dizer algo em suas escuta, e ele se sentou, seus braços tremiam enquanto ele encolhia os joelhos sobre a cadeira e os abraçava, sua expressão parecia tão quebrada quanto cacos de vidro, seus amigos correram até ele para o darem apoio naquele momento tão difícil da melhor maneira que podiam

 

Camie se inclinou e sussurrou no ouvido de Inasa 

 

—Risco o Aquecer a água e fazer chá da lista de coisas que ainda temos que testar com a individualidade do Todoroki?

 

Inasa acenou com a cabeça

 

...~...~...~...~...~...~...~

 

—O curry está maravilhosos! A combinação da tilápia com o molho apimentado conchavaram muito bem , e ainda o vinho Sémillion que você usou harmoniza perfeitamente o molho, o peixe está no ponto e muito bem grelhado, e quando molhado ao curry, deixa uma sensação...

 

—Para de analisar a porra da comida como se fosse um crítico do Master Chefe Deku de merda! — Interrompeu Kacchan, ele estava colocando mais molho de pimenta no Curry que já era por si só bem picante — Não consigo nem sentir o gosto da comida porque você não cala a porcaria do boca!

 

Izuku coçou a nuca olhando pra baixo constrangido antes de voltar a falar

 

—Você cozinha muito bem, hm...— Midoriya parou, não poderia chamar a mulher pelo sobrenome quando haviam quatro Todoroki's na mesa

 

—Oh, só Fuyumi está ótimo querido — Fuyumi sorriu docemente, o garoto era uma graça, gentil e educado embora seus murmúrios e habilidades de análise fossem meio assustadoras as vezes, ele era bastante observador

 

ela conversou um pouco também com Asui, Uararaka e o Tenya e todos pareciam ser bons amigos e boas influências para seu irmão (completamente diferentes de Utsushimi e Bakugou, mas ela não iria dizer isso em voz alta)

 

—O garoto auto-destruidor tem razão — Elogiou Hawks dando mais uma colherada na comida — Você cozinha muito bem, Fuyumi-Chaan! Todo esse tempo de espera valeu a pena, mas devo dizer que já estava perdendo a paciência 

 

A garota deu uma risadinha

 

—Bem, a pressa é a inimiga da perfeição 

 

—Hm, entendo, bem, boa sorte no próximo confronto perfeição, tenho certeza que você pode vencer a pressa somente com um sorriso 

 

A garota corou dos pés a cabeça gargarejando alguma coisa incompreensível 

 

Endeavor bateu a mão na mesa

 

—Hawks! Pare de flertar com a minha filha — Ele gritou enfurecido, já não bastava ele dar em cima de todas as pessoas de 19 a 27 anos que encontrasse por aí (desde a moça do caixa do super mercado ao garçom de seu restaurante favorito que já tinha até se acostumado, e Endeavor ainda poderia jurar que o viu assobiando para uma coruja uma vez) ainda tinha que dar uma cantada cafona dessas na sua filha mais velha?

 

—Okay, okay — Keigo ergueu as mãos em sinal de rendição enquanto a Todoroki continuava uma bagunça corada

 

—Anh — Fuyumi praguejou baixinho tentando se desviar do assunto, ela viu Natsu comendo silenciosamente, sua faceta ignorante que costumava reservar somente para Eiji estampada no rosto, e que irmã mais velha deixava a oportunidade de importunar o irmão mais novo escapar?

 

—Hey Nat, como vai a faculdade? Porque você não convida a sua namorada para almoçar com a gente qualquer dia desses quando nós três estivermos em casa?

 

Natsu gemeu enterrando as mãos no rosto dizendo algo como “Não! Vocês vão espanta-la e ela vai fugir assustada”

 

—Eu queria que o Hawks tivesse dito aquilo pra mim — Suspirou Camie em descontentamento 

 

—Não acho que faria bem para o Herói Número 2 cantar uma menor de idade, mesmo que ela gostasse ainda traria a má fama de pedófilo para ele — Argumentou Inasa após engolir um pouco do peixe

 

—Ahhh, droga — Choramingou ela com a cara deitada na mesa se balançando nos pés da cadeira, uma hora se apoiando somente nas pernas traseiras, outrora somente nas frontais

 

Os vilões estavam do outro lado, ainda separados por uma barreira, nenhum deles comia perto um do outro com excessão de Toga e Twice que murmuravam sobre alguma coisa, eles tinham ficado com o que tinha sobrado depois que todos já tinham se servido, mas pelo menos eles estavam comendo, Fuyumi era boa de mais para esse mundo

 

Ninguém tinha muito o que falar sobre Dabi, ou melhor, Touya, estavam surpresos, não sabiam sobre aquilo é claro, mas não é como se não suspeitassem que ele escondia algo, não sabiam seu nome até pouco tempo atrás 

 

—Bem...— Disse Uraraka enquanto roubava um tomate-cereja do prato de Tsuyu e colocava na boca — Vamos? — Ela pontou a porta que dava para os corredores dos quartos, antes o Dekusquad apenas estava determinado a fazer Shoto ver todos os filmes da Disney que tinha perdido em sua infância, mas agora também tinham concordado em tentar distrai-lo de toda a questão envolvendo seu irmão mais velho 

 

Ela, Iida e Midoriya se levantaram, os três lavaram seus pratos e saíram esperando os outros dois já no quarto

 

—Bem — Hawks se levantou — Eu também já vou pra cama, já que Endeavor se ofereceu humildemente para lavar a minha louça suja

 

—Eu nunca fiz isso!

 

Hawks ignorou

 

—Boa noite — Ele se levantou — Hoje eu vou dormir com Deus, mas se Deus quiser amanhã durmo com você 

 

Ele piscou para Fuyumi que desviou o olhar se escondendo no casaco do irmão, ela conhecia Hawks a tempo o suficiente pra saber que ele era desse jeito mesmo, flertando com tudo e todos, ele já tinha cantado praticamente sua família inteira das últimas vezes que ele e Endeavor fizeram patrulha juntos e Fuyumi o convidou para entrar, coisa que ele sempre aceitou de prontidão, isso quando não era ele a se convidar. Portanto ela  não deveria se importar com isso, mas não conseguia não se envergonhar, não conseguia se acostumar com aquilo nunca 

 

E Endeavor definitivamente ia mata-lo

 

Aos poucos todos foram saindo Tsuyu e Shoto foram os próximos, Toga e Twice logo em seguida, um grupo da Shiketsu, e rapidamente quase todos da Yuuei ja tinham se retirado, o The Big Three do 3º ano sendo os últimos da A.U, Spinner, Mister Compress e Shigaraki foram um pouco mais tarde, os Pro Heros ficaram por mais tempo, até quase meia-noite, quando enfim foram dormir (Aizawa não realmente, ele apenas ficou deitado, acordado olhando para o teto)

 

Touya nunca saiu, ele ficou ali, até o amanhecer


Notas Finais


Jantarzinho no final porque tava muito drama, clima muito tenso


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...