1. Spirit Fanfics >
  2. Boku no Hero: The Brand New Doctor >
  3. Searching the Doctor

História Boku no Hero: The Brand New Doctor - Capítulo 1


Escrita por: Fany_09 e Mensageiropedro

Notas do Autor


Os eventos desse capítulos e de alguns próximos se passam depois do arco do Stain, aproveitem o capítulo

Beijo <3

Capítulo 1 - Searching the Doctor


 

Era um dia comum na U.A, os estudantes tinham acabado de participar do festival desportivo da U.A, uma competição cheia de provas envolvendo desviar de minas terrestres, passar por um cabo de metal em cima de um abismo pra morte e participar de uma luta quase mortal entre os estudantes. Divertido não? Claro que esse tipo de coisa deixaria muitos dos alunos com sequelas das lutas, tais como machucados ou ossos quebrados no caso de Izuku Midoriya. Mas pelo menos os estudantes tinham uma médica bem eficiente pra cuidar dos ferimentos dos alunos, Recovery Girl, a (nem tão) grande heroína de cura da U.A, a mulher idosa já estava trabalhando na escola por quase 30 anos desde que era uma jovem adulta, obviamente a senhorinha estava nos seus últimos anos de emprego na U.A já que tinha atingido a idade de se aposentar. 

A senhorinha já tinha arrumado suas coisas e estava pronta pra ir. Tinha dado tchau aos professores e agradecido mentalmente por todos aqueles anos que passou na U.A, ajudando os alunos que precisassem, mesmo alguns deles sendo muito descuidados como Midoriya que não tinha passado nem um ano na escola e já havia se quebrado pelo menos 3 vezes na conta oficial de Chyio. Era manhã naquele dia quando Recovery Girl foi embora deixando seu escritório vazio para outra pessoa que ela esperava ser uma médica melhor que ela ocupasse. Claro que não levou muito tempo até que a notícia de que Recovery Girl tinha se aposentado chegasse nos ouvidos dos alunos da classe mais famosa da escola, a classe 1-A que, de acordo com Aizawa, eram grandes encrenqueiros.

 

Uraraka: então é verdade?- disse Uraraka enquanto conversava com Tsuyu, Ashido e Momo -a Recovery Girl realmente se aposentou? Pra valer? 

Momo: aparentemente sim- Momo respondeu -parece que depois de tanto tempo de carreira ela finalmente resolveu se aposentar, espero que ela aproveite a aposentadorias

Ashido: é mas, agora quem vai ser a médica da U.A?- perguntou Ashido confusa e curiosa ao mesmo tempo- porque é bem óbvio que vamos precisar de uma nova médica, o Midoriya se quebra toda hora!- disse Mina apontando pro Midoriya que estava do outro lado do dormitório que como resposta abaixou a cabeça um pouco envergonhado

 

Bakugou: Hahaha! Pode ligar pra funerária então, porque o Deku com certeza vai morrer!- exclamou Bakugou rindo- ele não vai restar muito mais tempo desse jeito!- disse gargalhando

Lida: BAKUGOU! Não é engraçado rir da morte de amigos próximos!- disse o representante de classe, Lida Tenya, advertendo Bakugou por seu sua piada enquanto fazia seus tópicos movimentos robóticos -Tenha um pouco de respeito! 

Bakugou: vai se fuder quatro olhos!- xingou Bakugou- você fala como se fosse mentira, vc sabe que o Deku vai se foder sem a enfermeira pra tratar dele- zombou novamente do amigo de infância enquanto o mesmo apenas se mantia quieto observando toda a discussão 

Ashido: mas Bakugou, você também se machuca bastante- retrucou Ashido- você não é lá tão diferente do Midoriya

Bakugou: TÁ ME CHAMANDO DE DESCUIDADO SUA PIRANHA ROSA!?- gritou Bakugou sem o mínimo de escrúpulo -eu sou muito! Mais cuidadoso que esse Deku de merda!

Kaminari: olha mas a Mina tem razão cara, vc e o Midoriya tão ferrados com a saída da Recovery Girl- Disse o garoto elétrico do grupo normalmente chamado de Kaminari- afinal, ela era a principal médica da U.A e com a principal médica da U.A fora sempre que nós nos machucarmos a gente vai tá por nossa própria conta e risco -disse Kaminari um tanto preocupado com a possibilidade de se machucar muito gravemente em batalha

Hagakure: ah gente não sejam tão dramáticos- disse Hagakure, a menina invisível da classe- com certeza vai ter alguém pra substituir a Recovery Girl como médica! Eu espero que seja uma médica legal!- a menina dizia animada pensando em como a nova médica seria

Mineta: eu espero que seja uma mulher bem mais jovem e gostosa!- disse Mineta, um garoto com o dom de jogar bolas do seu cabelo. Uma máquina de bolinhas humana -eu me sentiria 1000 vezes melhor de entrar no consultório se tivesse uma médica igual dos hentais que eu assisto! Com umas testa enorme louca de t....- logo Mineta é Interrompido por um tapa de Tsuyu com sua língua de sapo

Tsuyu: gero, vamos precisar de uma censura pro Mineta- disse a menina que era a que mais se enraivecia e consequentemente batia em Mineta quando o mesmo falava ou fazia algo pervertido

Midoriya: eh...e-enfim, eu mal espero pra ver como vai ser a nova médica- disse o garoto verde e curioso da sala- tomara que ela tenha uma individualidade incrível! Como a da Recovery Girl!- Izuku pensava em como seria a individualidade da doutora e se poderia ter algo a ver com cura como a da antiga médica

Os alunos ficaram por pelo menos 1 hora inteira falando sobre as possibilidades da doutora, como ela seria, como agiria, qual seria seu dom, diversas perguntas que logo teriam uma resposta. Depois dessa longa conversa dos alunos, Aizawa chegou no dormitório com sua típica cara de cansaço

Midoriya: ah! Aizawa- sensei!- disse Midoriya vendo seu professor entrar no dormitório- o que o senhor tá fazendo aqui?

Aizawa: bem, como vocês devem saber a Recovery Girl se aposentou- começou Aizawa- então, nós precisaremos de uma nova doutora da U.A, e sorte que já tenho uma na cabeça- dizia calmo e cansado como sempre, Aizawa com certeza não era o mais entusiasmado, e nem o mais sentimental, grande parte do tempo ele só queria acabar suas coisas pra poder ir pra casa com seus gatos e dormir, não que ele não fizesse esse último o tempo todo- pro nosso azar, não acho que ela vai ser fácil de convencer, por isso resolvi que vou levar um de vocês

Ashido: ah! Ei sensei! -disse Mina chamando a atenção de Aizawa- me leva! Eu quero conhecer a nova médica!- continuava dizendo com grande animação

Aizawa: Ashido senta aí!- disse usando seu dom de tirar individualidades assustando Mina e a fazendo sentar- o aluno que eu resolvi levar, é o Midoriya- essa revelação foi o bastante pra chocar a classe especialmente o próprio Midoriya

Midoriya: eu? Porque professor?- perguntou Izuku confuso - porque não pode ser outro?

Aizawa: você é o aluno que está mais acostumado a passar situações de perigo, ter a sua ajuda com a nova médica vai ser boa- disse Aizawa deixando os estudantes confusos, afinal, porque precisava da ajuda de Midoriya? E porque precisaria de ajuda pra trazer a nova médica? Seria ela muito perigosa pra ir com Aizawa? Isso só serviu pra deixar a turma ainda mais curiosa e até assutada com a nova funcionária da escola- porque se eu conheço bem essa médica, ela não vai ser nada fácil de convencer- completou Aizawa

Midoriya: mas sensei, eu ainda não entendi, porque precisa da minha ajuda?- perguntou novamente dessa vez com ainda mais perguntas e mais confuso

Aizawa: tá aí, isso eu preciso explicar no caminho- disse Aizawa já indo pra saída do dormitório

Midoriya segue Aizawa até a saída, deixando seus amigos confusos, curiosos e assustados ao mesmo tempo, quem seria a médica da U.A? Porque Aizawa precisaria de Midoriya? Da onde Aizawa conhecer essa médica? Tantas perguntas que logo seriam respondidas, talvez não da forma como todos eles queriam, ou talvez saberiam mais do que queriam. Toda essa situação só serviu pra aglomerar ainda mais perguntas que iniciaram ainda mais discussões entre os adolescentes

__________//_______________//_____________//________

Em algum lugar fora dos limites da cidade

 

Uma mulher de aparentemente 20 anos de idade arrumava alguns papéis que estavam em seu laboratório. Era uma mulher um tanto baixa com um cabelo longo e uma franja longa que cobra quase seu olho todo. A mulher tinha o cabelo prendido num coque e estava observando as coisas do seu laboratório que também era sua casa, a mesa estava repleta de papéis com diversas anotações diferentes escritas em uma língua estrangeira, a mulher arrumava as coisas da mesa enquanto tomava uma xícara grande de algo que parecia ser café com chantilly por cima. Na mesa além de diversos papéis também tinha uma foto emoldurada, alguns frascos com algum líquido vermelho, e uma seringa. A mulher anotava alguma coisa num dos papéis enquanto se concertava em alguma outra coisa, nesse caso era um coração humano repleto de sangue e aparentemente recém retirado de alguém. A mulher então pega uma seringa e aplica no coração

 

????: Vamos lá coração- disse a mulher- tenha alguma reação a isso, nem que exploda de combustão- a mulher aplica o conteúdo da seringa no coração e o observa atentamente para ver se o mesmo teria alguma reação. Após alguns minutos de observação, a mulher concluiu que o conteúdo da seringa não tinha surtido nenhum efeito- argh! Scheisse- a mesma exclama em frustração, indo até sua geladeira com o coração na mão, e uma decepção, passando por uma maca com o corpo de uma pessoa desconhecida nela, a pessoa tinha tido o peito completamente aberto e teve seu coração, rin, pulmão e estômago completamente restaurados de seu corpo. A mulher então volta pra sua mesa e anota alguma coisa em um dos papéis que estava observando mais cedo- bem, o Ü-03 não funcionou, mas talvez se eu juntar algumas outras moléculas de sangue, eu possa chegar em um resultado melhor do que esse, talvez um resultado bom o bastante pra...tornar alguém mais forte- a mulher termina de anotar em um dos papéis e volta pra maca com o cadáver, a mulher pega uma serra de ossos próxima a maca e começa a serrar o crânio do cadáver sem sentir nenhuma angústia ou nojo do sangue jorrando e do cérebro se expondo

 

 

 

 

 

 

continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...