1. Spirit Fanfics >
  2. Boku no Hero: Uma Diabinha na U.A ? >
  3. Capítulo 2: A Verdade

História Boku no Hero: Uma Diabinha na U.A ? - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo 2: A Verdade


- Bem, é aqui… - Hiroshi fala enquanto abria a porta da casa. Os irmãos haviam ido até uma casa, um pouco afastada da cidade, Izukie se surpreendeu, ela não sabia que aquela casa existia. Hiroshi abre a porta, dando espaço para irmã entrar, e assim Izukie faz, e a primeira coisa que a garota percebeu era que a casa era bem simples - A casa é minha, o Hisashi, a Inko, muito menos a Izumi sabem sobre esse lugar… 


- O que você quer falar comigo Hiroshi ? - Izukie pergunta, cruzando os braços e voltando a sua atenção para o mais velho.


- Conversar com você. Conversa com a minha irmã… - Hiroshi fala, largando a sua mochila em um canto da sala e se sentando em um dos sofás - Izukie… Eu quero falar a verdade pra você, tudo, absolutamente tudo… E-Eu não aguento mais ver você sofrer em silencia por causa dos merdas do Hisashi, e da Inko, e principalmente da puta da Izumi !


- Olha só, o "filho perfeito" fala palavrão - Izukie fala em um tom irônico enquanto cruzava os braços.


- Izukie ! E sério… - Hiroshi fala, cruzando os dedos das mãos e se apoiando nas pernas com os cotovelos - Eu nunca te defendi por causa dos nossos pais, e da Izumi… Eu me importo com você, eu sempre me importei, eu só me afastei de você porque eles ameaçaram de largar na rua ! 


- O-O que você quer dizer com isso ?


- Izukie, maninha… E-Eu não podia tê perder… Por isso eu me afastei de você… - Hiroshi fala em um tom de choro - Você é minha irmã, sempre foi e sempre vai ser… O Hisashi, e a Inko ameaçaram te largar na rua, até mesmo te matar se eu não me distancia-se, se eu não parece de te defender da Izumi, e do resto dos alunos da nossa escola… Mesmo eu nunca podendo fazer algo concreto, eu sempre te defendi pelas sombras… Uma vez aquele nosso ex-diretor… Ele tentou abusar de você, mais eu ouvi ele falando sobre isso e… 


- O diretor Toshiba ? O que entrou em coma ! - Izukie fala quase gritando, se sentando em um dos sofás da sala.


- Sim… Não foi um vilão… Foi eu… Aquele merda já tinha tentado fazer isso com outras garotas, e eu nunca deixei… Sempre que eu sabia que algo poderia acontecer eu impedia, mas… Quando ele disse que tentaria com você… Eu… Eu tive que fazer alguma coisa para ele parar de vez…  - Hiroshi fala voltando a sua atenção para a irmã. Os olhos do esverdeado estavam vermelhos e inchados - E-Eu sou um vilão ? H-Herói não fazem isso… Eu sou um vilão ? - O rapaz de cabelos verdes pergunta chorando, e em um movimento instintivo Izukie abraça o mais velho.


- N-Não… Você não é… - Izukie fala abraçando o irmão mais velho, que por sua vez retribui o abraço - Você não é um vilão… Você fez o certo do seu jeito… Isso te faz um herói do seu jeito… 


- O-Obrigado… Obrigado de verdade… E-Eu… Eu precisava ouvir isso… - Hiroshi fala ainda abraçando a irmã. Depois de alguns minutos abraçados, os irmãos se separam, e Izukie se senta ao lado do rapaz.


- V-Você quer falar mais alguma coisa ? - Izukie pergunta inclinando a cabeça para o lado, ainda mantendo o seu olhar no irmão.


- … Eu também achei isso… - Hiroshi fala tirando uma folha de papel do bolso de sua calça - Anos atrás… Dez anos atrás nós fizemos os nossos exames de Individualidade, bem… Mexendo nas coisas do Hisashi eu encontrei isso aqui… - O rapaz fala entregando a folha para a irmã - E o seu exame, aquele médico falou que eles não haviam conseguido determinar a sua Individualidade… Ele mentiu, essa é a sua Individualidade… 


- Minha… Individualidade ? - Izukie sussurra começando a ler o papel do exame.


[Demon]


- Essa Individualidade concede ao usuário uma gama impressionante de habilidades, tão grande que não sabemos a sua real extensão. As habilidades conhecidas que essa Individualidade concede ao usuário são: Capacidades Físicas Melhoradas; Regeneração Aprimorada; Fogo Negro; Voar; Feromônios;


- Pera, então eu…


- Sim Izukie… Eles esconderam a verdade de você por serem racistas de merda ! - Hiroshi fala apertando o punho, que chega a ganhar uma coloração verde - Dos nós três, eu, você e a Izumi… Você maninha é a mais forte, eles não queriam que o nome da "família" fosse sujo por...


- Um monstro...- Izukie sussurra, continuando a fala do irmão.


- Não diga isso ! - Hiroshi fala irritado, segurando a mão da garota, que por sua vez olha para o rapaz - Você não é um monstro ! Você não é uma demônia ! Você é a minha irmã, e de todos eles, você é a pessoa que eu mais me importo, e que mais amo… - O esverdeado fala colocando uma mecha de cabelo de Izukie atrás da orelha, fazendo-a corar. Hiroshi arregala os olhos, e rapidamente se afasta da garota - N-Não, não nesse sentido ! Eu te amo como irmã ! Um relacionamento normal, sem nada romântico no meio ! - Hiroshi fala desesperado, balançando as mãos na frente do rosto.


- O-Obrigado… - Izukie sussurrou se encolhendo um pouco.


- O-O que ? - Hiroshi pergunta ainda envergonhado com o que havia acabado de acontecer.


- OBRIGADO HIROSHI ! - Izukie grita, pulando no irmão gêmeo, o abraçando, e se encolhendo no peitoral do mesmo - Obrigado… Por ser o meu irmão Hiroshi… De verdade… - Izukie fala começando a chorar um pouco.


- T-Tudo bem… Tudo bem maninha… - Hiroshi responde se deitando no sofá, enquanto fazia cafuné na esverdeada. Depois de alguns minutos Hiroshi e Izukie dormiram.


Algumas horas depois;


Izukie lentamente vai acordando, a garota estava confusa, e olhando ao redor ela percebe que estava em um quarto, e que ainda estava vestindo a sua roupa de escola.


- E-Eu dormi ? - Izukie se pergunta, enquanto se sentava na cama do quarto.


- Olha só, a dorminhoca finalmente acordou - Hiroshi fala de um jeito simpático, entrando no quarto com uma bandeja com comida em mãos - Você acabou dormindo em cima de mim, e eu também, tava confortável - Hiroshi fala dando de ombros. Ele entrega a bandeja para a esverdeada que começa a comer.


- Quanto… Quanto tempo eu dormi ? - Izukie pergunta inclinando a cabeça para o lado, enquanto comia uma torrada na boca.


- Bem, já vai fazer uma hora que eu acordei, fora isso… Já tá de noite - Hiroshi fala apontando para a janela. Izukie se assusta, e quando ela olha para a janela, a garota percebe que o céu noturno já era presente.


- M-Mas…


- Sem "mas", o Hisashi e a Inko não ligam para você, eles nem ligariam se você aparecesse amanhã depois de ser abusada… - Hiroshi fala visivelmente irritado, apertando o punho com força - Já eu… Eles ligaram para mim perguntando onde eu estava, e respondi que tava na casa de um amigo. A gente vai dormir aqui, isso se você quiser sair por aí…


- N-Não… Tudo bem… Obrigado Hiroshi… - Izukie sussurra, dando um sorrisinho, que não passou despercebido pelo mais velho, que também sorrir.


- Hiro, você pode me chamar de Hiro, foi o apelido que vocês me deram antes de toda a merda começar - O rapaz fala dando um sorriso doce, se lembrando do passado de quando eles eram crianças.


- Bons tempos… 


- Bons tempos… - Hiroshi fala sorrindo. O rapaz se levantou da cama e começa a se espreguiçar - Bem, eu vou está na sala assistindo algum filme, ou série, então, você sabe onde me encontrar - Ele diz indo até a porta.


- Hiro ! - Izukie fala, chamando o irmão, que olha para trás - Amanhã… Amanhã você pode começar a me treinar ? Sabe… Agora que eu sei que a minha Individualidade é mais do que isso… - Izukie para de falar, apertando os punhos - Você pode me treinar para o Exame da U.A, temos dez meses… E eu não posso ficar pra trás ! - A garota fala olhando para o irmão de forma determinada.


- Estarei esperando, o treino vai começar às 5:30, em ponto, então acorda mais cedo ainda - Hiroshi fala, lançando um olhar determinado para a irmã.


- Não vou te decepcionar Hiro ! - Izukie responde sorrindo.


No dia seguinte;


Izukie estava no lado de fora da casa, se alongando um pouco. A garota estava vestindo uma roupa de treino que ela havia pegado e guardado em sua mochila no dia anterior. A roupa dela se resumia a uma legging preta adaptada para a sua cauda, e uma camisa preta.


- Olha só, você realmente acordou - Hiroshi fala saindo de dentro da casa. O esverdeado estava vestindo uma bermuda preta, e uma camisa sem manga cinza.


- Não, não, eu ainda tô dormindo lá no meu quarto, isso aqui é o meu espírito ! É claro que eu acordei ! - Izukie responde de forma irônica, e irritada, arrancando alguns risos do irmão - Então, vamos logo ? - A garota perguntou terminando de se alongar.


- Nham. Eu tenho dois amigos, sempre que eu durmo aqui, eu aviso pra eles e a gente treina junto - Hiroshi fala, enquanto alongava os braços.


- Midoriya/Hiroshi ! - Duas vozes chamam a atenção de Izukie, e quando a garota olha de onde elas vieram, ela se depara com um ruivo, da mesma altura que Hiroshi, e ao lado dele vinha uma garota rosa - Ah, você deve ser a Izukie né, né ? O Hiroshi vive falando de você ! Prazer, Mina, Mina Ashido ! 


- Ah, p-prazer, Izukie, Izukie Midoriya - Izukie fala cumprimentando a rosada. A esverdeada inclina a cabeça para o lado, e vê alguma coisa balançando atrás de Mina - V-Você…


- Tenho uma cauda ? Sim ahaha, nós duas somos iguais ! - Mina fala com um sorriso animado, enquanto balançava os braços rapidamente.


- Sim heheh - Izukie responde colocando uma mecha de cabelo atrás da orelha, corado um pouco.


- Elas ignoraram você completamente Kirishima… - Hiroshi sussurra para o ruivo, que por sua vez bufa em desistência.


- Você tem razão - Kirishima fala balançando a cabeça em negação. Enquanto os dois garotos conversavam, Izukie e Mina conversavam de forma animada, principalmente por causa dos rabinhos, e dos chifrinhos que ambas tinham - Elas ficam bonitinhas juntas… - O falso ruivo fala inclinando a cabeça para o lado.


- É, mas a Izukie é assim como toda menina que fala com ela, então nunca se sabe - Hiroshi responde, colocando as mãos na nuca - Ei meninas vamos logo ! Ainda precisamos testar a Individualidade da Izukie, vamos logo !



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...