1. Spirit Fanfics >
  2. Boku no hero(IMAGINE) >
  3. Saída entre amigos

História Boku no hero(IMAGINE) - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


imagem aleatória de novo YAAAAAAAAAY

Capítulo 13 - Saída entre amigos


Fanfic / Fanfiction Boku no hero(IMAGINE) - Capítulo 13 - Saída entre amigos

"Minha pequena ovelhinha" estava escrito com sangue... Eu paralisei, estava com medo. Quem teria me mandado essa mensagem? Alguém entrou aqui? Como entrou? Era aquele cara novamente? Ele estava blefando sobre minha família? O que eu faço agora?

 

Depois dessa carta eu estava distraída demais no estágio, resultando em uma Lumaki inútil e BJ viu meu estado, eu acabaria mais atrapalhando eles que ajudando então o loiro mais velho falou para eu voltar para casa e me recompor para o dia seguinte, já que voltaríamos a ter aula.

Os dias foram se passando, eu ia para a escola e mais tarde eu pedia para a Beatrix passar no hospital para ver os meninos, foi isso por uns dois/três dias até eles se recuperarem e deixarem o Midoriya sozinho lá. Contudo nada, nada mesmo me fazia esquecer sobre aquela carta. Eu pensava em ir e a sua consequência de ir no local, eu pensava em não ir e a consequência de não ir, por dias eu estava com meus pensamentos nas nuvens, tanto que as garotas até me perguntaram o que estava acontecendo... Eu deixei tão na cara que algo havia acontecido que elas se preocuparam e eu apenas disse "é apenas um mal estar, já vai passar." Com certeza elas não acreditaram, mas deixaram de lado. Aizawa-sensei chamou várias e várias vezes minha atenção na sala e meu empenho nas aulas de combate do All Might não estavam dos melhores.

Nesse exato momento estamos tendo aula de combate do All Might, o mesmo falou que eu estava distraída e que meus movimentos estavam mais lentos, apenas abaixei minha cabeça e ouvi. Não, ouvi não, fingi que ouvi e quando ele terminou de falar eu fui me sentar em algum canto apenas para pensar, então eu senti uma mão em meu ombro, era uma mão pesada e logo ouvi a voz da pessoa.

 

- Porra... Por que anda tão lesada? - Bakugou e suas grosserias. "Péssimo momento Bakugou" pensei.

 

- Olha, Bakugou, eu não estou nem um pouco a fim de ouvir suas grosserias hoje, tá? - Me levantei e saí da sala onde estava os alunos olhando a luta de dois senseis pelas telas de monitoramento para explicar algo que eu nem sei... Não prestei atenção na explicação de All Might. Logo pude ouvir passos atrás de mim e então alguém me puxar pela cintura.

 

- Dá pra falar? - Vi Bakugou me puxar mais pra perto dele. - Por quê? Cacete eu estou preocupado... Não consegue abrir a merda dos olhos?

 

- Bakugou... E-eu... Eu não sei. Agora licença.- Em um movimento brusco eu me soltei do loiro e eu corri pelos corredores, eu não queria ficar mais nenhum momento ali e fui para o prédio principal(Onde fica as salas de aula, refeitório e etc.) e fiquei no banheiro me olhando espelho tentando me recompor.

 

- Lumaki Masuta, se você continuar assim vai se tornar uma péssima heroína. Pare de juntar o pessoal com o profissional!- Comecei a dizer para eu mesma. Lágrimas caíram de meus olhos e percorreram minhas bochechas, caindo na pia. - Lumaki, não chore mais! - Eu comecei a olhar para baixo e juntar minhas mãos e novamente olhar para mim mesma no espelho. - N-não... Não dá pra acreditar, é tão engraçado... Como você foi deixar algo do tipo acontecer? - Comecei a passar minha mão no espelho, justamente em cima da onde refletia meu rosto. -  O que está acontecendo? Você está... Frouxa... FRACA... Sozinha... E-eu não sei o que está acontecendo, mas você tem que fazer algo e tem que fazer já! Olha como você está, não pode ficar assim, e não pode permitir que continuem te ver assim!

 

Nesse momento ouvi a porta do banheiro se abrir e então limpei minhas lágrimas e arrumei minha postura na frente do espelho. Pude ver Midnight entrar no banheiro e veio na minha direção e colocou sua mão sobre meus ombros.

 

- O que foi, Masuta? Você está tensa. - A mais velha perguntou para mim.

 

- Não, nada grave. Mas é como sempre minha vó dizia, os problemas tem que ser cortados pela raiz e é exatamente isso que vou fazer.

 

- Você se parece bastante comigo quando tinha sua idade, apenas não deixe que ninguém te corrompa. - Ela colocou sua cabeça ao lado da minha.

 

- Somos bastante parecidas, é como se tivéssemos o mesmo sangue e tudo. - Eu olhava nós duas no espelho. Então Midnight ficou meio tensa e logo se afastou de mim.

 

- É, como duas gotas da água. - A pro-hero saiu do banheiro.

 

Aquela conversa foi realmente estranha, mas continuei minha reflexão com o espelho e cheguei numa conclusão antes de sair do banheiro.

"Tem que ser forte e resistir. Não pode permitir ser pisoteada por aquele verme."

Provavelmente todos já voltaram para a sala, então fui colocar meu uniforme escolar e entrei na sala e dei alguma desculpinha esfarrapada para o professor. Prestei máxima atenção em sua aula e na hora da saída eu fui bastante rápida. Não queria dar de cara com ninguém, precisa fixar totalmente meus pensamentos, além do mais, talvez Bakugou fosse aparecer e começar com seu papinho de "Me importo com você". Importa o caralho, só vê o próprio umbigo esse estressadinho de merda.
Mais a frente, já nos portões pude ver BJ na frente do carro esperando e olhando atentamente pra mim.

 

- Fiquei sabendo que esses últimos dias você não está prestando nem um pouco de atenção nas aulas. - Ele estava com seus braços cruzados.

 

- Se for me dar sermão me avisa porque aí eu vou andando pra casa. - Semicerrei os olhos na direção dele e cruzei meus braços. Senti um suspiro do maior e então ele foi na direção da porta do motorista, então percebi que ele não ia me dar sermão e eu entrei no carro. - Posso pelo menos saber o motivo de estar tão aérea?

 

- Como eu disse para a Midnight eu direi pra você também. Eu preciso cortar o mal pela raiz e é exatamente isso que vou fazer. - Minhas palavras saíram frias, pude sentir BJ me olhar desconfiado para mim. Ele já havia percebido que eu não era tão fria assim, eu realmente não sou, mas as circunstâncias me levaram a isso.

 

Chegamos em casa eu fui rapidamente para meu quarto coloquei um shorts preto e um suéter laranja e comecei a estudar um pouco, e então fiquei olhando pela janela e refletir sobre tudo.
Eu não deveria me corromper, mas também não deveria ser fraca. Muito sentimentalismo te tornará uma inútil e a frieza não te fará uma heroína que salva as pessoas, você vai ser um Endeavor. Meu coração pode ser muito mole, mas preciso endurecer um pouco ele. Preciso equilibrar para os dois lados. Não serei totalmente eu, mas também não serei totalmente uma desconhecida e esconder a verdadeira Lumaki Masuta de mim mesma!

 

- AH CACETE! QUE SUSTO DIABO! - Meu celular vibrou no bolso de meu shorts.

 

Mensagens On

"Pessoal, bora numa sorveteria, Mc Donald's? Sei lá, andar pelo parque, fazer coisas que um adolescente não sedentário faz?" - Mina

"Adoraria Mina. Que horas? Onde?" - Tsuyu

"Agora, na sorveteria Cuordicrema." - Mina

"Uma ótima idéia, eu vou." - Kirishima

"Eu só preciso avisar que estou indo aí, já já encontro vocês." - Eu

Mensagens Off

Nem vi o resto do pessoal aceitar, apenas coloquei uma bota preta de sempre e fui para a sala.

 

- Beatrix sabe onde está Tsunagu-sama?

 

- Foi na agência. Precisa de algo, Lumaki-chan?

 

- Não, apenas vou sair com uns amigos e precisava avisar ele. - Já estava saindo quando Beatrix pegou as chaves do carro e foi em minha direção.

 

- Não precisa andar até lá, eu te levo. Sou paga pra isso. - Ela sorriu. Eu realmente não queria ficar tão dependente, mas ela apenas está seguindo ordens do Tsunagu... Não tem culpa.

 

- Okay, vai tirando o carro, vou apenas comunicar o BJ, antes que o loiro tenha um piripaque se não me encontrar aqui. - Nós duas rimos juntas.

Eu conversei com ele e cara... Eu estou sendo muito mimada por esse cara, estou sentindo como se ele fosse... AAAAAAAAAH! U-um... Sugar daddy... PARA DE PENSAR BESTEIRA!! Voltando, eu me sinto assim porque ele acabou de falar para eu pegar o cartão de crédito dele, se caso a gente for no shopping e tals.

Saí de casa e fiquei conversando no caminho até a sorveteria com a Bea, eu descobri que ela ama Yungblud! Um cantor maravilhoso, adoro as músicas dele. Quando cheguei na frente da sorveteria tinha um pessoalzinho da minha sala, então me despedi de Beatrix e saí do carro, quando já estava na calçada indo falar com meus amigos, há 1 metro da BENDITA, ela falou: "Quando for voltar pra casa, BJ que irá vir te buscar." Eu apenas acenei e fui para perto dos meus amigos.

 

Mina: Ih alá burguesa!

 

Protagonista delícia: Tem cu. - Mostrei o dedo pra ela.

 

Denki e Uraraka: Concordo com a Mina. - Disseram juntos e por um segundo eles se olharam mortalmente, tipo.. "NÃO ME COPIA SEU FILHO DA PUTA."

 

Lumaki: Falta quem ainda?

 

Tsuyu: Bakugou, Midoriya e Tokoyami, gero.

 

Entramos na sorveteria e ficamos esperando pelos três, eu me sentei ao lado de Shoto Todoroki, enquanto eu esperava eu fiquei mexendo no meu celular, vendo alguns vídeos e respondendo algumas mensagens e Shoto como um bom cavalheiro foi pegar um sorvete para mim, quando ele voltou eu abri o app da câmera e segundos depois eu senti braços rodearem minha cintura e uma cabeça se deitar sobre meus ombros, pela tela do celular se via nitidamente quem era.

 

SHOOOTOOOOOOOOOOOOOOOOO! (Pensem o Endeavor gritando o nome do Shoto)

 

*cof cof, voltando* Passei meu braço esquerdo por trás do pescoço do bicolor e comecei a tirar fotinho com ele.

 

Lumaki: Shoto, posso colocar alguma delas no status do Line? - O garoto deu um sorriso de canto e assentiu com a cabeça. - Oba!! - Eu beijei a bochecha do garoto e comecei a olhar minha galeria do celular.

Toru: Ah! Genteeee! Não vão dizer o quanto esse casal é lindo? E a Lumaki ainda que não são.

Lumaki: Que?! Do que você está falando Toru-chan?

Momo: Claramente de você e do Todoroki-kun. - Olhei para a Momo e vi seu rosto, ela estava meio irritada e o motivo eu não sei.

Lumaki: Hum... O que mais? - Voltei a prestar atenção na minha galeria.

Uraraka: Como assim?

Lumaki: Do jeito que 'cês são, vão falar que eu e o Shoto-kun vamos nos casar daqui um mês, ter filhos, algum animal de estimação e vamos morar numa mansão?

Mineta: Não, talvez só falemos de como vai ser o sexo de vocês. - Denki começou a cochichar algo na orelha de Mineta.

Lumaki: Se os dois taradinhos de merda não calarem essa merda de boca eu juro que eu esfaqueio até a morte. - Eu falei de uma forma seca, sem emoção nenhuma. - Gente alguém sabe sobre os três que não vieram?

Uraraka: Midoriya vai depois no shopping, agora ele está ocupado ajudando a mãe, Tokoyami não quis sair de casa e o Bakugou nem o Kirishima convenceu ele.

Lumaki: Eu convenço ele rapidinho.

Sero: Haha, duvido, aquele lá tem mais cabeça dura que uma rocha.

Lumaki: Quanto vocês apostam que eu convenço ele?

 

E começou as aposta, as pessoas acharam que eu ia convencer: Mina, Koji, Ojiro, Toru e Jirou. O resto tudo pensou que eu não ia conseguir convencer ele. Se eu vencer cada um que acha que eu não vou convencer o Katsuki tinha que me pagar 5 reais e para os que estavam me apoiando, e vice-versa.

Mensagem On

"Katsuki-chaaaan"
"Kat"
"Kacchaan"
"Bakugo-chaan"
"Rei das explosões"- Lumaki

"O que é praga?" - Bakugou

"Estamos indo no shopping, vem também, por favor!!!" -Lumaki

"Não"- Bakugou

"Te faço uma comida bastante picante e um beijinho depois"- Lumaki

"Qual parte do Shopping?"- Bakugou

"Apenas avise quando chegar no shopping e eu vou dizer a onde estaremos"

"bye bye rei das explosões assassinas"

Mensagem Off

 

Lumaki: Vamos para o shopping que o Bakugou vai nos encontrar lá. - Dei um sorriso vitorioso.

Denki/ Kirishima/ Sero: É O QUE?!

Mineta: Ela deve ter dito que faria algo com ele... HMMMM, menina rápida hein!

Todoroki: Fecha essa boca, Mineta, está fedendo de tanta bosta que sai.

Mina: AAAAAAAH! TODOROKI-KUN ESTÁ COM CIÚMES!!

Lumaki e Todoroki: Não sou obrigado(a) a escutar isso. - Nós dois nos levantamos e saímos da sorveteria em rumo ao shopping, alguns segundos depois tinha UMA MANADA DE ADOLESCENTE ATRÁS DA GENTE, BRINCANDO IGUAL UNS IMBECIS.

Lumaki: Ás vezes eu penso... "Sério que eu tenho a mesma idade deles?"

Todoroki: Também.

 

Chegamos no shopping e esperamos uns 5 minutos e o Bakugou logo apareceu. Então eu me virei para todos e comecei a sorrir.

 

Lumaki: Quero meu pagamento HAHAHA! - Estendi minha mão e eles ficaram com caras emburradas e logo me pagaram.

Bakugou: hu? Que merda está acontecendo?

Todos: Apostamos se você viria ou não. -Bakugou olhou mortalmente pra mim, então comecei a correr no shopping pela minha vida mas acabei trombando com alguém e acabei caindo e olhei para a pessoa e o mesmo se virou para mim. Seu rosto por mais que estivesse neutro seu olhar esbanjava gentileza, ele era um homem jovem, com olhos de ônix e cabelos negros amarrado em cima de seu ombro, tinha franjas que emolduravam o centro do rosto que se separavam e se estendiam até o queixo, tinha tatuagens em seus braços e alguns símbolos sobre os dedos. Ele vestia uma calça jeans preta rasgada nos joelhos, um tênis preto e uma camiseta cinza com um pequeno símbolo da Nike no canto.

Lumaki Yachi-kun! - O mesmo estendeu a mão para eu levantar e assim fiz.

Yachi: Luma-chan, que bom te ver novamente. - O mesmo deu um leve sorriso... Cara, Yachi sempre teve um sorriso lindo.

Bakugou: EU VOU TE MATAR SUA IMBECIL! - Sem pensar eu me escondi atrás de Yachi. - Medrosa do caralho.

Yachi:  Posso saber o que está acontecendo?

Lumaki: Nada de demais. Hey Yachi por que não conhece meus amigos?

Yachi: Tá. - Puxei Bakugou pelo colarinho até onde meus amigos estavam e o loirinho rabugento não parava de gritar comigo; e Yachi nos seguia.

Lumaki: Gente quero que conheçam o Yachi!

 

Todos se apresentaram para ele, e pude ver que Todoroki lançava um olhar fulminante para o Yachi e o bicolor começou com uma enorme ignorância. Toru e Mina deram umas cantadas tipo... muito boas para o Yachi o que fez com que Ojiro e Kirishima começassem a olhar meio irritados parao mais velho, mas o mesmo não se importou muito com as cantadas e muito menos com os olhares.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...