1. Spirit Fanfics >
  2. Boku no villain >
  3. Algumas confissões

História Boku no villain - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


uouo boa noite parte 2
⚠ Se você for uma pessoa sensível, recomendo que você não leia essa fanfic ⚠
boa leitura

Capítulo 4 - Algumas confissões


- Ok, vamos nos separar - fala Deku - Toga e Tamaki vão para a área do terceiro ano, Shigaraki e Dabi vão pro pátio, Denki e Kirishima vão pra área do segundo ano, enquanto eu e Kurogiri vamos pra área do primeiro ano, Lida nos encontrará aqui na frente as 15:30.






- Não tem niguém de interessante no segundo ano - fala Denki olhando as salas com alguns alunos assustados. 

- Certeza? - fala Kirishima, ele aponta para dois garotos brigando, mais conhecidos como Bakugou e Shinsou. 

- Olha, olha, se não é o meu sonâmbulo favorito? - fala Denki se aproximando dos dois. 

- Quem é  você? - fala Shinsou prestando atenção no garoto de cabelos pretos com um raio amarelo. 

- Ah, assim você me mágoa Shinsou - fala Denki fingindo tristeza - por enquanto pode me chamar de Chargebolt. - assim que Denki fala isso, Shinsou automaticamente se lembra do garoto. 

- D-Denki? - fala dando um passo para trás. 

- Acertou bobinho - fala Denki

- E você Bakugou, faz tempo não faz? - fala Kirishima. 

- Cabelo de merda, como você se juntou com esses lixos? Você tinha capacidade - fala Bakugou se aproximando de Kirishima. 

- Como assim Bakugou? Eu achei que eu não tinha capacidade, como você falava as vezes, mais não foi isso que me fez virar um vilão, mais infelizmente não tenho tempo para contar a história inteira. - fala Kirishima com um pequeno sorriso no rosto. 

- O que foi Shinsou? Você poderia usar a sua individualidade não? Ou você não quer... Ou melhor... Você não consegue - fala Denki sussurrando na última parte. 

- Denki eu... - Shinsou é interrompido por um beijo e Denki, que acidentalmente da um choque em Shinsou. 

- Não precisa falar nada, eu sei dos meus erros do passado mais você não foi um deles, eu ser assim hoje, não é por sua causa, e saiba que... eu ainda te amo, e sempre vou amar - fala Denki com as mãos no ombro de Shinsou. 

- Eu também te amo Denki, você faz muita falta - fala Shinsou dando mais um beijo em Denki - vamos nos encontrar, se você puder. 

- Claro, meu sonâmbulo - fala Denki, eles tinham o costume de dar apelidos uns nós outros, mais só apenas dois permaneceram. 

- Combinado então, meu raio - fala Shinsou. 

- Podemos ir - fala Denki para Kirishima que ainda discutia com Bakugou. 

- Ta, tchau biribinha - fala Kirishima que recebe um dedo de Bakugou. 

- Vocês realmente tiveram algo no passado? - pergunta Kirishima. 

- Sim, e acho que ainda temos. - fala Denki se lembrando das noites que passava em claro pois o outro não conseguia dormir, lembrando de quando fazia café da manhã para o mesmo, Denki não tinha muita certeza se conseguiria manter seu relacionamento com o Shinsou bem, mais de uma coisa ele tinha certeza... Ele amava aquele garoto cheio de olheiras. 





- Não é incrível Dabi? Como nós conseguimos novos membros e eles deram certo? - fala Shigaraki. 

- De fato, é incrível isso, ainda mais ao seu lado - fala Dabi abraçando de lado Shigaraki. 

- Nós não parecemos pais deles? - fala Shigaraki olhando para o céu. 

- Sim, Kurogiri é a avó que mima as crianças e a Toga é a tia louca que oferece maconha pras crianças falando que é farinha - fala Dabi fazendo Shigaraki rir - sua risada é tão linda. 

- Ah para, eu só tenho defeitos, não consigo tocar em nada sem tranformar tudo em pó, meus lábios são ressecados e meu corpo é frio e também - Shigaraki é interrompido por um beijo de Dabi. 

- Tudo em você eu amo, a sua voz, o seu cabelo, a sua boca, que faz coisas maravilhosas, as suas mãos pequenas e se eu fosse falar cada coisa que eu amo em você eu ficaria aqui a minha vida inteira - fala Dabi lhe segurando pela cintura. 

- D-Dabi - fala Shigaraki envergonhado. 

- EI VOCÊS VILÕES! PAREM AGORA - fala algum polícial. 

- É... Parece que as suas declarações ficam pra depois - fala Dabi indo para cima do polícia. 

- Parece que sim hahaha - fala Shigaraki indo atrás de seu amado. 





- Alunos, vilões estão atacando o prédio, então peço que mantenham a calma - fala Aizawa na sala. 

- Mais professor, Bakugou e Todoroki não estão aqui - fala Momo preucupada. 

- Os outros professores estão em busca deles - explica Aizawa. 

- Ok... - fala Momo se sentando - Jiro você acha que eles vão ficar bem? 

- Vão sim Momo, eles são fortes, e ninguém iria querer lutar com o Bakugou - fala Jiro fazendo Momo rir. 

- Hahaha, só você pra me fazer rir nessa situação Jiro, obrigada - fala Momo abraçando a mesma. 

- D-de nada - fala Jiro. 





- Olha Toga não é incrível? Estou de volta a UA, tantas memórias boas e ruins aqui - fala Tamaki. 

- Eu já posso sentir o cheiro de sangue - fala Toga procurando pessoas - onde é a sala do seu amigo? 

- Pra direita - fala Tamaki, eles seguem o caminho encontrando Mirio e Nejire no corredor, depois de algumas aulas de Tamaki, Toga consegui ficar mais rápida, correndo em direção aos dois e cortando um pedaço de cada fazendo os dois se assustarem logo em seguida, depois disso Toga prende Nejire no chão e deixa Mirio para Tamaki. 

- Oi Mirio, se lembra de mim? - fala Tamaki se aproximando do mesmo. 

- T-Tamaki? Porque você está fazendo isso - grita Mirio. 

- Vários motivos Mirio, mais é assim que você recebe seu melhor amigo? Ora assim você me deixa triste - fala Tamaki fingindo tristeza. 

- Você não é o Tamaki que eu conheço - fala Mirio ativando a sua individualidade e caindo um andar abaixo. Ah mais isso não vai ficar assim, Tamaki tinha comido frango no almoço, ou seja, criou assas de foi voando em busca do antigo melhor amigo. 

- Mirio~ - fala Tamaki tentando achar o amigo, brincavam assim quando eram crianças. Rapidamente Tamaki vai ao banheiro e encontra a última cabine fechada. 

- Ora Mirio eu sei que esta ai - falo parando em frente a porta - e também sei que você guarda uma roupa reserva nesse correndor - assim que Tamaki fala isso, ele automaticamente chuta a porta dando de cara com um Mirio assustado. - desculpa se eu te assustei. 

- O-o que você quer? - fala Mirio. 

- Eu só queria conversar um pouco com meu melhor amigo - fala Tamaki - então, eu consegui evoluir meu poder, agora eu posso ter a individualidade de outras pessoas, assim eu posso ficar muito mais forte, mais nunca vou brilhar como o verdadeiro Sol que você é - fala Tamaki olhando pro lado. 

- Então você ainda se lembra disso - fala Mirio surpreso, será que seu amigo ainda tinha capacidade de perceber que o que ele faz é errado? 

- Depois das pessoas ficarem falando que eu fiquei obcecado por um dia brilha que nem o Sol, começaram a me chamar de louco, inútil, fraco, e vários outros apelidos que me deixaram mais sem chão ainda, depois disso eu não lembro muito bem... - fala Tamaki. 

- Depois disso falam que você adotou uma segunda personalidade, mais agressiva e sádica, mais você não é assim Tamaki, você é calmo e dedicado, e eu queria fazer um pedido... Será que por alguns minutos eu posso ter o verdadeiro Tamaki? - pede Mirio, depois disso Tamaki tem um pequeno arrepio. 

- M-Mirio - fala me abraçando - você tá bem? fui eu que fiz isso? me desculpa Mirio - falava Tamaki chorando, em meio ao choro, Mirio pega em seu queixo fazendo ele olhar para cima. 

- Ta tudo bem Tamaki, eu estava com saudades - fala Mirio e em seguida é tomado por um beijo de Tamaki, que retribui logo em seguida, mais infelizmente seu Tamaki tinha ido embora, e só foi perceber isso quando o jovem mordeu seu lábio inferior, de um modo que deixou um grande corte. 

- Me desculpe Mirio, mais eu preciso ir andando - fala Tamaki saindo do banheiro e indo se encontrar com Toga. 

- Como foi? - pergunta Toga. 

- O sangue dele é bom - fala Tamaki. 





- Kurogiri você sabe onde está Todoroki? - pergunta Deku. 

- Não, oh, olha a hora, você vai encontrá-lo ainda? - fala Kurogiri vendo as horas, eram 15:24.

- Só vou falar um pouco com ele, vá encontrar Lida - fala Deku, Kurogiri não diz nada e vai, deixando Deku sozinho, que logo avista uma cabeleireira bicolor, sem fazer barulho vai atrás do mesmo e tapa seus olhos por trás. 

- Advinha quem é - fala Deku sendo empurrado logo em seguida - Ei, ei, ei, vai com calma. 

- Midoriya, o que te trás aqui? - fala Todoroki. 

- Nada de seu interesse, só quero dizer que nos encontraremos em breve, meu caro amigo - falo Deku, Todoroki sem perder tempo lança seu gelo para cima de Deku, porém Kurogiri apareceu e levou Deku bem na hora. 





- Finalmente todos aqui, agora vamos - fala Lida. 








Notas Finais


Oi gente, não tenho que enrolar aqui hoje (porque eu to com sono) então até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...