História Boneco de Porcelana - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Boneco De Porcelana, Boyxboy, Casa De Show, Harry Styles, Harry Tops, Hot Of Larry, Hot Of Ziall, Larry Stylinson, Lemon, Louis Bottom, Louis Tomlinson, Niall Bottom, Niall Horan, One Direction, Romance, Yaoi, Zayn Malik, Zayn Tops, Ziall, Ziall Horlik
Visualizações 199
Palavras 3.669
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu demorei muito! Sim eu demorei para valer.
Desculpa por ser tão negligente com todos(as) vocês.
Acho que sou a pior autora... mas não vou ficar enrolando vocês aqui com o meu bla bla bla.

Vocês pediram #NoivadoDeLarry e eu fiz.
O capitulo não tá bom, dava para ser melhor, mas foi isso que eu conseguir.
Sinto muito por fazer vocês esperarem e quando vem um capitulo... ele tá horrível.

DESCULPEM, as pessoas que queriam que.... enfim, depois eu falo.

até lá em baixo, para quem... conseguir chega lá....

Capítulo 26 - Capitulo 026


Louis estava andando no shopping - como Styles pediu quando lhe entregou o seu cartão -, no entanto ele não estava sozinho, porque Harry fez ele ligar para Niall, em sua frente, e pedir para acompanhá-lo. Tomlinson achava que o irlandês iria negar o seu pedido, pois deveria estar muito ocupado com a festa do seu casamento que iria ser em algumas semanas; porém não foi isso que aconteceu, já que Horan logo aceitou e agradeceu por ligar porque ele precisava ir ao shopping, para comprar presentes, antes de viajar junto com Zayn para rever os seus pais.

– Oh... eu gostei desse. – o loiro falou ao seu lado, enquanto encarava a vitrine em sua frente, e logo virou-se para Tomlinson – O que você acha?

– São bonitos. – sim, eram bonitas as jaquetas de couro e as roupas nos manequins em sua frente – Mas eu não estou pensando em comprar algo para mim, tenho roupas demais.

– Você ligou para mim e disse que queria fazer compras. – o garoto ao seu lado perguntou com uma sobrancelha levantada – Então para que as compras se você não precisa de nada?

Louis respirou fundo. Ele só havia chamado Niall para as “compras” porque Harry estava em sua frente, mas Louis não queria fazer compras, ele não precisava, porém, ele tinha que comprar alguma coisa para Styles não ficar a reclamar consigo. Visto que se ele não comprasse nada, o homem de olhos verdes saberia e se ele comprasse alguma coisa, iriam mandar uma mensagem para ele falando que haviam feito compras com o seu cartão.

– Eu vim comprar o presente do Hamon. – falou o que veio em sua mente – Já comprou alguma coisa?

– Merda! – Horan praguejou “pelo jeito também não” – Eu estou tão ocupado com os preparativos da festa de casamento e com a viajem até os meus pais, que acabei por esquecer. – falou cansado, pois o casamento estava tirado as horas do seu dia – Mas obrigado por me convidar para vim até aqui, e já que vou comprar os presentes para levar aos meus pais, vou comprar o de Hamon.

– Por nada. – “pelo menos não sou o único que esqueceu” – Vem, vamos por aqui. – Louis andou até o outro lado do corredor e foi em direção a escada-rolante “Mas Niall tem uma desculpa, porque estar muito ocupado com o seu casamento”, ele olhou para o loiro que parecia cansado e com certeza era por causa do casamento “será que precisa de ajuda?” – Hum... Niall?

– Sim. – o irlandês virou-se quando já estavam a subir pela escada.

– Você precisando de uma ajuda para o casamento? – Louis era o seu padrinho de casamento e Niall estava cheio de coisas para arrumar e como ele estava desocupado poderia auxiliar; “esse é o certo, sim? Eu sou padrinho dele, devo ajudá-lo” – Por que se você quiser posso lhe ajudar, não é isso que os padrinhos fazem?

Os olhos azuis de Niall iluminaram enquanto ele abria um sorriso verdadeiro e feliz para si, e por um certo motivo Tomlinson sentiu algo esquentar o seu coração e um peso sair da suas costas. Com certeza era uma parte da magoa que ele ainda sentia, por Niall ter lhe prometido lhe tirar de um inferno em forma de uma casa noturna e no final não cumpriu. Mas ele não sabia.

– Claro que sim, Louis. – a escada chegou no andar de cima e eles saíram dela e logo o castanho sentiu braços lhe abraçarem – A sua ajuda é muito bem-vinda, estou muito feliz. – Tomlinson automaticamente abraçou o garoto igual como eles faziam na casa de show – Muito obrigado por isso e vai ser muito bom poder ter a sua ajuda. Ajuda de quem eu posso confiar.

– Não precisa agradecer. – Louis sentiu novamente o calor de um abraço tinha, era com ele pudesse sentir o carinho, a confiança e amor da amizade que Niall havia por ele. Por um momento ele sentiu-se idiota por ter ficado com raiva e magoado como o garoto de olhos azuis em sua frente, ele conseguia lembra-se de Harry a falar que Niall estava tentando tirá-lo daquele lugar horrível e por causa disse ele e Zayn quase tiveram uma briga – Oh meus Deuses. Niall, desculpe-me.

Só com esse pedido de desculpas que percebeu que estava sendo ingrato com o seu amigo, pois ele foi o único que lhe ajudou quando ele precisou e que pode confiar e que o loiro nunca lhe deixaria de proposito ou por pura maldade em um inferno para sofrer. Niall só demorou para lhe tirar e no fim foi Harry que lhe ajudou.

Todo humano erra porque não são perfeitos e cada um tem os seus defeitos, mas eu não posso desculpá-lo? Porque quando eu sem querer praticar os meus defeitos, eu sei que vou ter um amigo, ou melhor o Niall, para desculpa-me e dizer que não iria usar essa desculpa ‘do meu defeito’ para deixar de ser meu amigo. Ele iria falar que as minhas qualidade é maior e que chega até cobri os meus erros e isso faz na maioria das vezes, os meus defeitos desaparecerem.”    

– O que? – Horan afastou-se de si e lhe olhou nos olhos – O que aconteceu? O que você estar falando?

– Desculpa por eu seu um idiota e não ter confiado em você.... Confiado em nossa amizade. – Louis deu uma pausa e piscou para que as lágrimas não derramassem pelos seu rosto – Olha, eu tenho que lhe explicar uma coisa e não dá para fazer isso aqui. – ele olhou envolta – Vamos em alguma lanchonete e comprar um lanche para comermos enquanto conversamos.

– Okay.

 

 

[...]

 

 

– Eu não acredito que o Justin falou isso! – Niall quase gritou enquanto deixava cair uma batata frita. Louis contou tudo, desde quando ele e Hamon foi procurá-lo para despedir-se antes de Niall ser comprado por Zayn até agora – Bem, eu já sabia que Justin havia machucado você porque eu sempre estava a mandar mensagens à Toni para saber como você estava, mas eu não sabia que ele havia falado coisas horríveis. – ele pegou o seu copo com refrigerante e bebeu um gole – Toni só me disse que uma das causas era por causa de Harry.

– E por causa disso eu deixei o passarinho fazer ninho na minha cabeça e criar imaginações horríveis e bobas. – Louis bufou e enquanto brincava com o canudinho em seu copo e logo ele lembrou-se de Toni havia falado que Niall sempre lhe enviava mensagens para saber como ele estava. – Como eu sou idiota, deixei de acreditar em você que sempre me ajudou, para acreditar o que Justin falou. Desculpe-me.

– Eu lhe desculpo, mas não fica assim. – Horan colocou a mão na sua e sorriu e fez um carinho rápido – Agora estar tudo bem, nós três saímos de lá, estamos com caras incríveis e a nossa amizade voltou, foi só um pequeno mal-entendido. – Niall falou enquanto os dois se levantavam da mesa e começavam a andar.

– Bem... não estar tudo cem por cento bem. – Tomlinson disse quando eles estavam chegando perto dos elevadores e ficar a esperar um.

– Por qual motivo não estar tudo bem, estar acontecendo alguma coisa ou aconteceu algo?

– Os motivos é: eu ainda não vir o Hamon, vou vê-lo agora e nem sei o que pode acontecer; e sobre caras incríveis... e porque aconteceu sim alguma coisa e ainda vai acontecer mais. – Louis parou de falar quando as portas do elevador abriu e eles entraram, porém só havia um garoto com seus fones de ouvido no máximo – Okay, Harry é uma pessoa boa, ele me salvou, colocou-me dentro da casa dele, vestiu-me e deu-me comida e outras coisas, mas esse caso do casamento.... Eu não sei, eu não estava pensando em casar, porque eu...

– Como assim? Por que você não me falou isso? Como não estou sabendo ainda? Pretendia falar isso quando? – o irlandês atirou.

– O que? – com tantas perguntas sendo feitas que ele não processou nem uma frase inteira.

– O Harry te pediu em casamento? – “finalmente só uma pergunta”.

– Sim, foi...

– Quando isso aconteceu? Por que não me falou antes?

Oh, céus, de novo não”.

– Niall, me escuta. – as portas de aço abriram-se e o garoto parou de falar enquanto ele saíam do elevado e começaram a andar até as lojas – Ele havia falado sobre o casamento antes de você ir lá em casa naquele dia, mas hoje ele veio com uma história que nós já estávamos noivos...

– E onde estar as alianças? – Horan olhou para sua mão – Não estar a usar porquê?

– Não estou usando porque não tenho nenhuma aliança.

E desse jeito estar melhor”.

– Ele falou que vocês estavam noivos, sendo que, não tem alianças, é isso?

– Sim... não. – Louis respirou fundo, ele estava confuso – Ele só disse que estamos noivos para um amigo dele que apareceu lá no escritório hoje, mas na verdade não teve nenhum pedido. Porém ele me disse que nós íamos casar.

– Então vocês vão casar, mas não teve nem pedido e aliança...

– Sim, é isso, só sabemos que vamos casar. – o castanho fez uma careta.

– Por que fez careta? – o irlandês juntou o seu braço com o dele enquanto lhe puxava para andar – Vamos ali em uma loja. – não perguntou, só avisou – Ainda não respondeu da careta, Tomlinson.

– Porque eu nem pensava em casar, agora vou ter que casar com o Styles.

– E isso é tão ruim?

– Claro, Horan! – Louis teve que conter-se para não gritar – Estamos falando de casamento, algo muito sério. Porque significa que você está aceitando conviver com outra pessoa e todos os dias ver ela, e até mesmo fazer algo junto. – explicou para o amigo – Imagina acordar e dormir com a mesma pessoa, olha na cara dela todos os dias, você tem defeitos e a outra tem que aturar, assim como, você tem que aceitar os defeitos dela. Vocês tem conceitos, morais e opiniões diferentes e vocês vão ter que respeitar mesmo não gostando.

– Louis, você falou tanto e tudo isso estar correto, mas me responde uma coisa.

– Sim.

– Não quero me meter na sua vida íntima, mas o Harry é bom na cama?

– Niall Horan. – o loiro olhou para o amigo e começou a rir, pois ele estava com o rosto vermelho.

– Desculpa, por ter deixado você vermelho.

– Tá. – o castanho respirou fundo e respondeu à pergunta feita pelo amigo em um sussurro – Sim ele é.

– Então por que você estar reclamando? A metade de um casamento é isso.

– Mas, isso só é a metade, e a outra metade? – Louis perguntou e logo respondeu – Companheirismo, amizade, respeito, ajudar e apoiar o outro quando quiser fazer algo, saber entender, ter um sonho e o outro ajudar a realizar e outras coisa. – e logo desabafou – É por isso que eu não quero casar. Harry e eu só temos a metade, mas a outra... acho que não vai existir. E quando um dia a química entre nós acabar, então não vai mais existir nem essa metade, ou seja, a outra nunca existiu e essa acabou, não vai ter mais nada.

– Como você sabe que não vai existir a outra metade? – eles pararam em frente a uma joalheria.

– Porque somos muito diferentes, com certeza nós olhamos para horizontes diferentes, não temos os mesmos sonhos e nem os mesmo pensamentos; nós adaptamos a teoria de “boa vizinhança” de nunca tomar o espaço um do outro e um em cada canto, mas nunca teremos amizade e companheirismo.

– Eu acho que você deveria tentar um relacionamento com ele, já que vão casar. – o loiro deu sua opinião – Você deve dar uma chance em vocês dois e investir para ver no que dá.

– E se não der certo? – Tomlinson perguntou olhando para aquelas alianças.

– Você nunca vai saber se vai dar certo ou errado, se não tentar. – respondeu o amigo – E outra, acho que você não vai estar perdendo o seu tempo, porque vocês vão casar e se conseguir um bom relacionamento vai ser melhor para os dois; e se não conseguir... como não envolveram emoções nisso, vai ser mais fácil na hora de cada um tomar o seu caminho sozinho. E pelo mesmos você vai embora sabendo que não foi culpa sua porque você tentou.

Louis respirou fundo e pensou no que Horan falou, aquilo era verdade. “Tudo bem, eu vou tentar”, pensou, pois ele e Styles teriam que morar debaixo do mesmo teto e conviver um com o outro todos os dias, por um certo período de tempo, então seria melhor eles terem um bom relacionamento, do que viver como gato e rato. “Ter um relacionamento vai ser melhor para nós dois”, pois se eles tiverem uma boa convivência iram poder conversar e até definir algumas “regras básicas” para não terem brigas bobas constantes.

– Okay, eu vou tentar. – disse para o seu amigo do lado, que o mesmo riu e lhe puxou para dentro da loja.

 

 

[...]

 

 

Harry passou pela porta da frente da sua casa e soltou a sua respiração “finalmente em casa depois de um dia cansativo”, ele passou a mão pelo seus cabelos para tirá-los do seu rosto e logo fez uma nota mental que teria que cortar o seu cabelo amanhã antes da festa. Depois de mais alguns passo ele percebeu algo na sua casa silêncio e escuro, ele estava acostumando a chegar em casa e estar assim antes, porém quando ele trouxe Tomlinson para morar ali não era mais assim, pois quando chegava sempre havia a luz da cozinha ou da sala acessa e a TV ligada enquanto passava alguma novela, filme ou serie.

– Louis? – chamou o garoto e não teve resposta – Louis? – Harry chamou enquanto andava até o sofá e deixava sua pasta junto com o seu terno em cima do mesmo; ele andou até a escada e chamou novamente – Louis, cadê você?

Já com um pouco de desespero ele subiu os degraus em dois em dois. Bem ele sabia que Louis não iria sair para algum lugar antes de deixar um recado e muito menos iria fugir. Fugir. A palavra ecoou na sua cabeça, “não, ele não pode ter feito isso”, Harry não era o melhor ser humano da face da terra mas ele também não era o pior, ele estava preocupado com o garoto castanho, preocupado de verdade “se ele fugiu, para onde ele foi?”.

Styles começou a pensar no garoto dentro de algum avião, ônibus ou barco indo para longe da sua casa, “por que ele fez isso? Será que foi eu que fiz ou falei algo para magoá-lo?” sua mente começou a dizer que por culpa sua o garoto estava longe e que iria passar fome e frio em alguma lugar e até iria ser maltratado de novo. “Não!”.

Ele abriu a porta do quarto do Tomlinson e respirou fundo enquanto um peso saía da suas costas, Louis estava deitado na sua cama enquanto dormia com um livro aberto ao seu lado. Ele estava apenas dormindo. O mais velho riu sem graça quando percebeu que ele criou vários pensamentos do menor para deixá-lo desesperado, ele olhou envolta do quarto e percebeu algumas sacolas, que com certeza era das compras que ele fez com Niall.

Harry andou até o garoto e pegou o livro aberto e fechou antes de colocar em cima do criado-mudo, então ele ajeitou a posição de Louis para ele ficar mais confortável e cobriu-o para ele não sentir frio durante a noite.

– Mesmo você quieto, me fez ficar desesperado, garoto.

– Harry? – o maior ouviu a voz do outro e virou-se de frente para o mesmo.

– Sim. – ele viu o garoto senta-se da cama e coça seus olhos.

– Eu estava lhe esperando chegar para lhe dar uma coisa. – Louis levantou-se da cama e andou até uma das sacolas e pegar algo rápido e virar-se para si do mesmo jeito e colocar o que havia pegado atrás das costas antes de andar até onde ele estava. – Senta.

O homem de olhos verdes arqueou uma sobrancelha mas mesmo assim sentou-se na cama do menor e assistiu o mesmo vim andando e subir na cama ao seu lado e sentar-se sobre suas pernas e lhe encarar.

– E o que você quer me dar? – ele olhou nos olhos azuis que lhe encaravam e só desse jeito percebeu que o outro estava corado.

– Isso. – ele tirou sua mão das costas e lhe mostrou uma caixinha de veludo preta, o que fez Styles juntar suas sobrancelhas.

– Louis...

– Silêncio, Styles. – e ele mais uma vez lhe obedeceu e fez silêncio e o outro limpou a garganta – Bem... Você me disse que estávamos noivos, mesmo que nunca tivesse existido antes um pedido de namoro, de noivado e alianças. Ou seja, nós estávamos noivos está manhã mesmo que nós não sejamos um casal. – o cacheado soltou um risinho e o outro fez silêncio enquanto abria a caixinha e lhe apresentava duas alianças de ouro.

– Você comprou um anel para mim? – Harry perguntou, porém logo refez – Melhor, você comprou alianças para nós. – dessa fez confirmou.

– Olha, eu sei que isso não foi caro igual aos anéis que você usa, mas...

– Eu sei. Eu já entendi. – cortou a fala do castanho. – Eu falei que estávamos noivos e já que eu lhe dei um cartão de crédito você aproveitou para comprar nossas alianças. – o menor balançou a cabeça confirmando, então Harry olhou para dentro da caixinha – Bela escolha, Louis, elas são bonitas. – o de olhos azuis lhe olhou e sorriu.

– Sim, elas são, obrigado. – porém, depois disso os dois ficaram em silêncio, pois sabiam que agora seria a hora do pedido, mas nenhum dos dois estavam afim de falar algo – Okay... então vamos lá. – Louis levantou-se da cama enquanto falava mais para si do que para Harry, ele ficou em pé em sua frente ainda segurando a caixinha – Harry Styles vo....

– Você quer casar comigo? – falou mais alto enquanto cortava a fala do outro de novo, porém o menor ficou só lhe encarando, como tivesse pensando se havia ouvido mesmo ou era só coisa da sua cabeça. Harry levantou da cama e ficou na frente de Louis e colocou sua mão debaixo da mão que o garoto segurava as alianças – Então Louis... Você aceita se casar comigo?

– Eu... eu.... – Styles percebeu que Louis havia se esquecido de como falar e de como formar uma frase, pois foi pego de surpresa. Então ele pegou a caixinha preta de sua mão e fechou-a e depois colocou em cima do criado-mudo.

– Melhor você respirar fundo antes que tenha um desmaio. – o homem colocou suas duas mãos no rosto do outro e com o polegar fez um carinho na bochecha.

– Eu estou bem... não vou cair. – o outro riu e levou sua boca até a boca do outro e começou a beija-la e o beijo foi correspondido por algum tempo antes de ser emburrado para trás, porém não com força o suficiente para fazê-lo sair do lugar – Eu não entendo você, Styles, um minuto estar preocupado comigo e no outro está me atacando.

– Eu também não entendo você, Tomlinson, um minuto está me beijando e no outro está me acusando.

Harry não deu tempo de Louis falar algo porque logo atacou sua boca novamente e o seu beijo foi correspondido novamente. O de olhos verde levou suas mãos até a coxa de Louis e lhe levantou do chão, o que fez o garoto segura-se firme em seu ombros, sem parar o beijo; o cacheado levou Tomlinson até a sua cama e colocou-o na mesma ficando por cima do mesmo.

– Harry... – o menor desgrudou suas bocas, porém o outro começou a deixar beijos em seu pescoço – Harry, você nem me deixou responder, nem sabe a minha resposta e já...

– Qual é a sua resposta, Louis? – Styles parou de distribuir beijos e lhe olhou, porém teve silêncio – Louis?

– Okay, eu não tenho outra escolha... Eu quero.

– Com certeza você não tem outra escolha, até porque foi você que comprou as alianças e que iniciou o pedido. – o cacheado fez silêncio por alguns segundos – Sim, eu aceito.

– O que? – o castanho perguntou.

– Sim, eu aceito o seu pedido, que por um acaso você não fez, ou melhor, não terminou de fazer para mim.

– Foi você que me cortou e que me pediu em casamento.

– Sim, foi eu, mas foi você que iniciou tudo.

– Tá, tudo bem. – Tomlinson concordou, pois foi por causa de Niall que ele fez tudo aquilo mesmo – Agora que nós dois nos pedimos em casamento e aceitamos, você pode sair de cima de mim.

– Não, isso não. – Styles riu – Nós agora somos noivos e vamos comemorar o nosso noivado e também terminar o que nós quase começamos mais cedo na minha sala.

– Styles...

– Tudo bem, nós não vamos comemorar o nosso noivado igual os casais normais que faz uma festa e chama a família e os amigos. Até porque nós não somos um casal normal. – os dois riram sabendo o que aquilo significava – Mas nós podemos comemorar de um jeito que só nós dois sabemos. – Harry voltou a beijar o seu pescoço subindo até a sua orelha – Uma comemoração simples só com duas pessoas, você e eu, e que não precisa tem mais ninguém, porque sabemos como deixar tudo maravilhoso. – sussurrou e mordeu o glóbulo da sua orelha e levantou a blusa do menor e levou sua mão até um dos seus mamilos. – Depois nós podemos fazer uma comemoração mais normal. – ele puxou com os dedos o mamilo do outro.

– Harry... – Tomlinson passou suas pernas ao redor da cintura do maior e começou a desabotoar a blusa do outro rápido ajudou-o a tirar e jogou em algum lugar do quarto e logo depois levou a sua mão até a nunca de Styles e a outra em suas costas e apertou entre seus dedos.

Styles lhe beijou e Louis correspondeu, assim como ele se entregou de novo para o outro homem, e Niall havia razão já que essa metade do seu “relacionamento” com Harry era boa e talvez o que eles estavam tendo desse certo no final. E para comprovar isso os dois foram nessa comemoração até as primeiras horas da madrugada, que depois descansaram um pouco e voltarem a comemorar novamente.

 

 

 

 

 

Continua...


Notas Finais


Como sempre: Quem conseguiu chegar até aqui?
okay... não foi aquele pedido de noivado como eu planejada, mas eu tô sem tempo então teve que ser esse, para ser mais rápido para postar logo para vocês #Noivado_de_Larry ou #LarryNoivos.

DESCULPAS, as pessoas que queriam que o Niall e o Louis ficassem separados, mas eu não aguentei. Até pq eu tô vivendo uma separação com uma amiga minha (não por briga) e tá sendo horrível, e nós até falamos que quando estávamos juntas nós brigávamos por qualquer bobeira(tpm principalmente) e só agora estamos percebendo isso.
Então é uma coisa horrível está longe de um amigo, sendo que vocês dois queriam estar tudo bem.
#Agradecimentos do capitulo 25: @AnnaStyles3 @Vish_Anna @Dominik22 @dlowerlys @FilhadeZiamlarr #Agradecimento "O motivo do tempo fora": @Lucilane @Love_Shipp @AnnaStyles3 @1996cams

Caraca, eu tenho que agradecer o apoio de todos(as) vocês, viu?
Vou tentar escrever mais ligeiro, viu?

Agora, com licença, porque faz uma semana que cheguei de viagem e não tive tempo nem de desfazer as malas.
Quero mais tempo, por favor, DEUSES!!


Kiss, Bonecos e Bonecas de Porcelana.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...