História Boneco Humano - JiKook - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Boneco, Boyxboy, Fada_jimin, Jikook, Jimin, Jk!top, Jm!bottom, Jungkook, Kookmin, Mistério, Porcelana
Visualizações 288
Palavras 1.644
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Nine


Mansão do Jeon; 

11h:23min

Desde que Jimin saiu do hospital, passou a ignorar o moreno, e Jeon queria ao menos entender o motivo pelo qual o bonequinho estaria agindo daquele jeito. Inúmeras vezes o CEO tentou puxar algum tipo de assunto no caminho para casa, mas o mais novo dava pequenas respostas ao mesmo, demonstrando que não queria conversar com o moreno.

Sua raiva aumentou ainda mais quando teve que aturar Jimin meloso com o melhor amigo, e toda hora o CEO ficava olhando o retrovisor do carro, vendo Jimin agarrado ao Kim.

Mas ele se negava a dizer que estaria com ciúmes.

Os rapazes após terem chegado na mansão, saíram do carro, e Jimin começou a puxar Taehyung para dentro da mesma deixando um Jeon Jungkook furioso para trás. E em saber que o Kim iria passar um tempo em sua casa, e tomar toda à atenção de Jimin, seus neurônios começava a ferver.

— Woa! Isso é um castelo, Jimin! — Taehyung estava boquiaberto com a elegância de tudo que havia ali.

— Vamos ver o quarto onde estou dormindo, TaeTae! — O baixinho saiu puxando o amigo, subindo as escadas com a possibilidade de caírem por estar subindo a mesma euforicamente.

O CEO ao adentrar a mansão não teve sequer um rastro dos dois rapazes, e o mesmo suspirou pesadamente podendo ouvir as vozes no andar de cima.

Jeongguk jogou a bolsa preta que antes carregava roupas novas para Jimin — que agora —, haviam roupas da noite anterior do bonequinho. Seus passos seguiram até uma mesa redonda de vidro ao lado do sofá de couro caro, e o moreno destapou a garrafa de cristal lodz, que continha uísque. Jeon encheu a metade do copo com o líquido, sentando-se no sofá e aproveitando de um bom e velho uísque de anos.

Se sentia estranho.

Estava tomado por uma raiva inexplicável dentro de si, pelo fato de Jimin está o ignorando, tratando o moreno como um mero ninguém para si. Seus olhos estreitava à cada vez que ouvia as vozes dos rapazes, e sua mão segurava fortemente o copo.

Jeon bebeu o último gole do uísque deixando o copo na mesinha, levantando-se abruptamente do sofá e subindo as escadas. A cada passo que dava parecia que o moreno estava fundindo um buraco, e seus olhos cegos pela raiva de ser ignorado pelo seu bonequinho.

Parou em frente a porta do quarto do menor, e pela fresta que ficou, pôde observar Jimin mostrando suas roupas novas para Taehyung. Seu maxilar estava travado, a ponto do moreno deslocá-lo.

Voltou a andar até chegar na última porta do corredor, retirando uma chave que ficava atrás de um quadro. Jungkook destrancou a porta, e quando seu corpo ficou todo para dentro do cômodo, a fechou e passou a chave novamente.

Ligou as luzes do quarto revelando seus diversos bonecos de porcelana ali.

Havia vários em uma prateleira enorme que ficava em uma parede, também havia outros pela cama de casal. Haviam muitos bonecos espalhados pelo quarto, e o moreno começou a caminhar vagarosamente perto da prateleira com seus olhos vidrados nos bonecos.

Não havia bonecas, e sim, apenas bonecos.

O CEO se sentia mais calmo vendo seus queridos, sua raiva estava amenizada, enquanto os dedos longos acariciava um boneco que vestia uma roupa de marinheiro.

— Como está, querido? — Jeon o pegou começando a ajeitar seus fios de cabelo. — Jimin está me ignorando. O porquê? Eu não sei.

Jungkook costumava falar com seus bonecos, sempre fora assim, ele se sentia leve desabafando suas frustrações para aqueles bonecos.

— Ele se parece muito com vocês, sabia? — Jeon riu nasal. — Tem belos olhos. Tem belos lábios. Um nariz perfeito. E sua pele é macia e branca como a neve. — Jeongguk pôs o boneco de volta na prateleira.

O moreno decidiu ir embora do quarto, apagando as luzes e trancando novamente a porta. Puxou o quadro novamente, e escondeu a chave ali, só não imaginava que Jimin apareceria juntamente com Taehyung no corredor.

— Jimin... — O CEO ficou estático. Se Jimin tivesse visto ele escondendo algo no quadro? De fato ele estava nervoso, e o baixinho apenas o olhou impassível. — Eu espero que esteja gostando da casa, Taehyung. — Para descontrair, Jungkook soltou essa para que não pudesse levantar alguma suspeita do que havia escondido. Mas pelas feições de Jimin, o moreno concluiu de que ele não havia visto nada. Ou talvez foi o que Jeon calculou.

— Ela é linda! — Taehyung não poderia negar que ainda tinha um pé atrás sobre o moreno.

— Que bom que gostou, Tae. — Jimin abraçou de lado o amigo, e Jeon sentiu novamente a mesma raiva subir em seu corpo.

O que Jimin queria afinal? Lhe tirar do sério? Jeon estava se segurando para não tomar uma atitude precipitada.

— Você pode ficar com o quarto ao lado do de Jimin. Mandarei arrumarem para você. — Seu olhar era direcionado para Jimin, com as orbes escuras exalando frieza, Jimin percebera aquilo e se afastou do amigo abaixando sua cabeça intrigado e com certo medo.

— Tudo bem, então. — O Kim notou um clima esquisito rodeando por ali. — Eu só preciso pegar algumas roupas na minha casa. — Ele sorriu amarelo ainda intercalando o olhar para Jimin e Jungkook. O Kim estava com medo do olhar do moreno, que queimava Jimin friamente. — Jeon! — O mesmo se aproximou do homem ali, conseguindo a atenção para si.

— Diga. — Curto e grosso fora seu tom.

— Poderia pedir para Jackson me levar até lá? — Perguntou receoso.

— Diga-o que eu mandei ele levar você até o subúrbio. — Suas mãos estava nos bolsos da calça, e aquela áurea de Jeon, estava assustando o acastanhado que apenas assentiu.

— Bolinho. — Taehyung foi até o amigo que lhe olhou rapidamente, para depois olhar para Jeon, vendo o moreno lhe secando ainda da mesma forma. — Eu irei agora. Ficará bem aqui? — Jimin entendeu aquela pergunta do amigo.

— Sim, Tae. Não se preocupe comigo. — Sorriu reconfortante para o amigo que sorriu receoso, se curvando e se retirando do local.

Ficou apenas um silêncio no momento em que Taehyung havia saído, e Jeon continuava com seu olhar frio sobre o bonequinho.

— Precisamos conversar, Jimin. — A voz estava mais grave que o normal, o que arrepiou os pelos de Jimin.

— Precisamos?

Jimin não obteve resposta alguma da parte do moreno, e o mais alto se aproximou em passos pesados. O flocos de neve se assustou quando Jeon pegou sua mão fortemente, e o levando para dentro do quarto do menor, onde fechou a porta e encurralou Jimin sobre ela.

Os olhos penetrantes olhava Jimin com uma certa raiva, e Jimin notara, se encolhendo por se sentir tão indefeso. Estava com medo e isso era notório.

Jeon colocou suas mãos de cada lado da cabeça de Jimin, e sua respiração pesada batia de encontro ao rosto pálido do bonequinho.

— Olhe para mim, Jimin. — Aquilo não parecia ser um pedido, mas sim, uma ordem. Jimin recuou alguns segundos a olhar em seus olhos, mas o moreno bateu com a mão na porta assustando Jimin.

— O que eu fiz, Jungkook? — Jimin tentou não vacilar com suas palavras. — Eu...

— Eu te pergunto, Jimin. — O moreno se aproximou mais do rosto assustado, deixando seus narizes se tocando. — O que eu fiz para que você passasse a me ignorar como alguém qualquer? Responda! 

— Jungkookie. — O bonequinho estava com medo do moreno, nunca viu o mesmo agir daquele jeito tão agressivo e ameaçador consigo. Suas mãos tremiam, e Jimin tentava sustentar seu peso nas pernas bambas. — Me desculpe por isso.

— Desculpa, Jimin? É isso que você tem a dizer? — Jungkook cerrou os dentes com raiva, batendo mais uma vez a mão na porta descontrolado.

O bonequinho podia sentir seus olhos marejados. Ele havia sentido o cheiro do álcool forte no hálito do moreno, e ele pensou que a bebida alcoólica era a culpada por Jungkook estar daquela forma. Sua mão pequena foi até ao rosto dominado pela raiva, alisando devagar a pele bem cuidada. Jimin colou seu corpo ao do moreno, mesmo com medo, o menor abraçou o corpo grande sentindo uma lágrima descer por sua bochecha.

Park podia ouvir os batimentos cardíacos do mais alto acelerado.

Jeon não moveu seu corpo e nem correspondeu ao abraço, apenas ficou estático ao sentir os bracinhos lhe apertarem a cintura.

— Não brigue comigo, por favor. — Jimin sentiu mais lágrimas descendo por suas bochechas, por lembrar da época que sofreu com aquele homem estranho. — Me desculpe por te ignorar, Jungkookie. Eu fiquei com raiva quando você não me beijou no hospital, foi por isso que agir assim. — O menor afundou mais seu rosto no peito trabalhado do mais velho. Jeongguk escutava atentamente, e sua consciência sóbria começava a voltar. — Mas por favor... — Era como uma súplica de temor. — Não fale comigo dessa maneira. Isso me assusta muito.

Jungkook não falou nada desde do momento em que Jimin falara tudo aquilo, e seu peito começava a doer de maneira estranha após aquelas palavras do menor. O moreno começou a pensar sobre sua atitude usada com Jimin, e se sentiu um completo idiota, mas nunca saberia admitir isso ao mesmo.

O moreno apenas retirou os braços que lhe abraçava de sua cintura, e Jimin o olhou confuso com os olhos brilhando em lágrimas. Sua mão agarrou a maçaneta, abriu a porta e saiu pela mesma sem dizer algo ao bonequinho. No momento ele se sentia um monstro, um completo idiota por ter se deixado levar pela ira. E talvez ter machucado a única pessoa que o mesmo nunca seria capaz de magoar. 


Notas Finais


Eita que o clima agora ficou tenso!

O que vocês acharam da atitude do Jeon? E será que o Jimin viu o JK escondendo algo no quadro?

Meninas eu estou ficando desmotivada! :/ Eu sei que ninguém é OBRIGADO a comentar, mas vocês não sabe o quanto isso ajuda a autora a saber sobre as opiniões de vocês para com a Fanfic.... :/ e eu estou tendo muita visualização, mas nem metade expõe sobre o que achou ou não, ou sobre a opinião em certo momento da Fanfic. Isso desanima muito! Mas é isso! Lembrando que EU NÃO ESTOU OBRIGANDO A NINGUÉM A COMENTAR!

Não sei se amanhã vai sair capítulo porque eu vou fazer Enem, então caso eu esteja bem mentalmente eu farei capítulo, mas se eu ver que não dá, não terá meninas!

Beijos de luz do Suga.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...