História Bonenzo: Uma canção p'ra ela - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Emilly Bennett, Enzo, Jeremy Gilbert, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Lilian "Lily" Salvatore, Lucy Bennett, Mary Louise, Sheila Bennett
Tags Delena, Klaroline, Sobrenatural, Stelena, Thevampirediaries, Tvd
Visualizações 16
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


☆Vem ver ☆

Ps: Esse capítulo contém conteúdo sexualmente descrito.🙃

Capítulo 5 - Foi bom, mas foi só uma noite!


Fanfic / Fanfiction Bonenzo: Uma canção p'ra ela - Capítulo 5 - Foi bom, mas foi só uma noite!

                     PV -Bonnie 


Eu ainda tô sem acreditar que  ele forjou um restaurante na própria sala de casa. A mesa está posta com dois pratos, ele me convidou para entrar e eu já me sentei no sofá, enquanto ele foi pegar a caneta. Ele preparou um jantar para a gente tenho certeza, e se a intenção era ser romântico, eu tô achando isso tudo  muito engraçado, esse pisca-pisca é muito brega, me contive e volto a me concentrar pois ele vem vindo.

-Eai achou a caneta ?

- Sim, estava lá no meu quarto, em cima da cômoda. Onde eu assino ? 

-Aqui -Falo apontando para o papel, depois que termina de assinar ele exprime.

- Eu não se vai aceitar, mas eu preparei um jantar, ficaria feliz se aceitasse jantar comigo.

-Faço suspense e lhe respondo - É não sei.. acho que  sim, eu aceito. Mas antes de comermos eu gostaria de repetir algo  - Falo levantando e me  aproximando dele que está em pé próximo a mesa. E ele questiona-

- O que? 

-Isso- Então roubei um beijo dele, enquanto puxo suavemente seu cabelo, minha língua buscava a sua descontroladamente, meu Deus... como eu amo o seu jeito de me beijar,  um calor consumia meu corpo, então passo minha perna direita sobre a sua, e lhe tiro a camisa, ele então me pega no colo e eu agarrada a sua nuca, sou jogada na cama, enquanto ele desamarra o nó que prendia meu blazer, ele acaricia todo meu corpo, eu já estava inudada de prazer até ele me fazer sentar e tira o meu sutiã enquanto sua mão acariciava minha costas, até parar nos meus seios, que são delicadamente apalpados por ele, e a sua boca que antes estava me beijando agora beijava meu pescoço intensamente, até descer aos meus seios, e eu senti sua língua chupando o meu bico, enquanto eu arranho suas largas costas, eu já estava no ápice da excitação, e gemeia suavemente no seu ouvido, durante a penetração eu contemplei um sorriso tão lindo no seu rosto e sorri também, enquanto me contorcia de prazer, e assim  transamos intensamente.

Após aquela noite quente. Olhei no relógio e era  00 horas e 20 minutos da madrugada, ele dormia tão lindo, e eu tiro suavemente sua mão que me prendia ao seu corpo, e  pode parecer loucura mas eu já tô de pé e evitando fazer barulho, enquanto arrumo minhas coisas e me visto para sair, estou indo para casa e confesso que queria muito continuar deitada ali do seu lado mas... no outro dia era capaz dele me pedir em namoro, e futuramente em casamento,  ou seja, tudo que eu não quero no momento  é me prender a ninguém, caminho na ponta dos pés, abro a porta devagar e saio.


(....)


Enfim cheguei em casa, abro a porta devagar para não acordar a Caroline mas ela logo  exprime assustada saindo do quarto com seu moletom-

-Quem tá aí? Bonbon é você?

-Oi Care, sou eu sim - Falo tirando o salto e me jogando no sofá.

-Onde você tava uma hora dessas ?

- Adivinha? - Falo sorrindo 

-Deixa eu ver ..... na cama de um certo cantor? - ela exclama com a mão no queixo.

-Yes - Eu falo suspirando e sorrindo 

-Eai me conta? - Ela fala se jogando ao meu lado

-Foi ... Foi...  -Fala Logo Bonnie Bennett - Ela pede ansiosa 

-Foi deliciosa, avassaladora e intensa, romântica. Aquele homem é tudo de bom! 

- Meu Deus Bonnie conta os detalhes

- Eu Gozei - Cochicho no seu ouvido 

-Como assim?  Você gozou? Go-zou ? Bonbon tem muito tempo que você  disse gozou depois de uma transa.

-Pois é! Minhas últimas noites foram traumatizante só homens buscando seu próprio prazer, eles gozavam e foda-se se a mulher. Mas essa noite foi diferente, ele foi tão carinhoso e ao mesmo tempo tão safado, eu podia ver a preocupação em seu olhar de saber se eu estava gostando, ou não. E eu não precisei fingir orgasmo Care  - Eu tô muito realizada. 

-Você falando essas coisas me dá calores -Ela exprime se abandonado. - Mas se sua noite foi tão  boa assim,  por que fugiu na madrugada ?

- Porque eu sei que se ficasse lá, amanhã ou no caso hoje, ele iria querer um segundo, um terceiro encontro, depois me pediria em namoro e até em casamento. Sem condições disso acontecer.

- Ah não acredito! Ainda nessa paranóia  de não se apegar?

-Eu chamo de prevenção e auto cuidado. Agora eu vou dormir - Exprimo enquanto caminho para o quarto.

-Tá! E quando o dia amanhecer o que vai  fazer?

- Fingir que nunca conheci ele. Bons sonhos Care.

-Sonha com o roqueiro gostosão  Bonbon 

-Vai te catar.



              PV -Enzo 


Acordei e procuro pela  Bonnie na cama mas não a encontro, então rodei toda a casa e ela não está, fui la fora para ver se seu carro estava e nada, não sei que horas ela foi, e nem porquê  não se despediu. Eu ia preparar um café  bem gostoso para gente, já que não jantamos. Enquanto me arrumo para ir para loja, penso na noite incrível que tive ontem, ela é tudo de bom, espero que tenha sido incrível para ela também. Pedir um carro no aplicativo para chegar mais rápido no Music Store e vou o caminho inteiro pensando, e já decidir vou pedir o endereço da Bonnie para Elena, elas são  amigas ela deve ter. Cheguei na loja e a Elena está no balcão.

- Bom Dia Elena! -Exclamo entrando na loja 

-Oi Enzo, Bom Dia! Tá com um sorrisão parece feliz.

-É, tô um pouco, posso te pedir algo?

- Sim, lógico!

-Poderia me passar o endereço da Bonnie?

-Da Bonnnie? -Ela exprime franzino a sobrancelha.

-É, a doutora Bennett é minha advogada no processo do acidente e preciso falar com ela.

-Ah, não sabia! Nunca mais conversamos também, e que mundo pequeno né?!  Tudo bem então, te passo sim.  - Ela pega papel e caneta e anota o endereço e me entrega.

-Obrigado!


                         (...)


A noite enfim chegou comprei rosas para levar pra ela, é  uma forma de dizer que eu amei a nossa noite e se ela quiser repetiremos sempre, o porteiro interfonou porém ela não atendeu, e depois de muita labuta consegui convencê -lo a me deixar subir após lhe entregar dois ingressos para o festival de rock  que vai acontecer no Brooklyn na próxima semana, e só assim ele permitiu minha subida, e enfim o elevador parou no  andar do seu apartamento, tudo aqui é sofisticado e elegante. Caminho até a porta e toco a campanhia. E ao abrir a primeira coisa que pergunta é-




- O que você tá fazendo aqui?


Notas Finais


Ixiii 😱


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...