História Bonequinha de Luxo - Marichat - Capítulo 46


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Nooroo, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Hollywood, Marichat, Plakki
Visualizações 61
Palavras 1.718
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Magia, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigada pelos comentários, espero que gostem do capítulo de hoje
Uma boa leitura.

Capítulo 46 - O ultimato do senhor Licorne.


Chat : ___ Ah sim, assim eu me livro daquela chata da Miss Catalina , também deste casamento que eu nem queria , isso o meu pai faz para me aborrecer ! - concordando com o moreno, falando sobre o que realmente achava do casamento que o seu pai arrumou para ele, escrevendo o segundo bilhete para a Marinette.

 

 

 

Carapace : __ E então, o que achava que ela está fazendo no momento ? - olhando para o seu amigo escrevendo, querendo saber o que a noiva dele estava fazendo no momento , esperando a resposta do amigo.

 

 

 

Chat : ___ Bem, na última mensagem que ela me escreveu , ela disse que o pai dela tinha chegado em casa , depois que ela falaria comigo de novo , mas desta vez , eu não vou responder ela ! - escrevendo o bilhete para a mestiça , falando sobre as últimas mensagens de texto que trocou com a noiva arranjada, pretendendo não responder ela.

 

 

 

Carapace : __ Bem, meu amigo, espero que tenha certeza disto , porque eu imagino que ela pode ligar para o seu pai , dizendo que você foi grosso com ela, assim o seu pai ia ligar para você, o obrigando a falar com ela ! - olhando sincero para o seu amigo , dizendo as consequências de sua decisão , acreditando que o gato ia ceder ao seu pai.

 

 

 

Chat : ___ Eu já sou adulto , nem o meu pai me obrigue a falar com essa mulher infantil , eu não vou mais atender nenhum pedido dele , já fiz demais pelo meu pai por longos anos , agora é a minha vez de decidir o que eu quero na minha vida, sem o meu pai ficar me falando o que eu devo ou não fazer ! - dando uma resposta a altura para o seu amigo, ainda escrevendo o bilhete, dizendo que ele ia agir por conta própria.

 

 

 

Carapace : ___ Muito bem, meu amigo, eu estou vendo que está amadurecendo , isso me deixa muito feliz ! - vendo a decisão do amigo como um amadurecimento , parabenizando por sua decisão, sorrindo para o amigo.

 

 

 

 

Chat : ___ Eu apenas cansei de ficar fazendo o meu pai feliz , se ele não quiser olhar para mim , depois disto tudo , o problema é dele , não meu ! - escrevendo o bilhete , respondendo mais para o amigo, dizendo que não mais se importar com o seu pai

 

 

 

Carapace : ___ Ah sim, espero que isso seja verdade, porque eu o conheço a um bom tempo, sei como você encara aquele olhar frio do seu pai , depois de alguns poucos segundos , você acaba cedendo as vontades dele ! - olhando realista para o seu amigo, falando sobre o olhar frio do pai dele , dizendo o tempo que levava para o amigo ceder as vontades dele.

 

 

 

Chat : ___ Nem com isso , eu vou me importar , eu não vou ceder mais , nem como aquele olhar frio dele , já fiz muito por ele, o meu pai nunca me agradeceu de bom coração , ele foi sempre frio comigo, mesmo tentando agradar ele em todos os sentidos , então, ele que se acostume em não ter mais nenhuma exigência dele comigo ! - olhando para o moreno, terminando de escrever o bilhete , dizendo que nunca ia ceder ao pai dele .

 

 

 

Carapace : ___ É um bom ponto de vista , então, está terminando o seu bilhete para a Marinette ? - aceitando as decisões do amigo , olhando para ele , perguntou ao amigo sobre o bilhete dele.

 

 

 

Chat : ___ Ah sim, estou quase terminado, assim que eu terminar , eu falo o que eu que escrevi para ela ! - ficando satisfeito com a mudança de assunto , avisando que estava no final , prometendo que que ia ler depois do término, terminando de escrever.

 

 

 

Carapace : ___ Está bem, meu amigo ! - vendo que o seu amigo estava terminando o bilhete dele , aceitando a promessa do amigo.

 

 

 

[ … ]

 

 

 

Enquanto o gato estava terminando de escrever o segundo bilhete , o movimento ao redor dos rapazes se tornou menos tenso , assim que o número de clientes começou a ficar mais baixo , assim , em breve a sorveteira ia encerrar as atividades do dia de hoje.

 

 

 

[ … ]

 

 

 

~ Quebra de tempo - Los Angeles, Califórnia , Estados Unidos - Na mansão dos Licorne - Na sala de estar.

 

 

 

 

O senhor Licorne estava cansado da falta de respeito da família dele com os criados , então, ele decidiu que ia conversar com as duas mulheres de sua vida , ao entrar na sala de estar , viu as duas brincando com o sentimento de uma empregada que estava ajoelhada no chão , implorando o perdão da senhora Licorne.

 

 

[ … ]

 

 

 

Camilla : ___ Ah , por favor, senhora Licorne, não tinha na despesa , eu compro mais, me desculpe mesmo ! - ajoelhada ao lado da poltrona aonde estava a senhora Licorne sentada , pedindo desculpas por ela não trazer o vinho favorito da senhora, prometendo que ia comprar mais.

 

 

 

Senhora : ___ Espero que compre mais mesmo , pode você nunca prestou para nada nesta vida , além de nos servir , deve nos agradecer muito, porque você sem este emprego, estaria morando no olho da rua, agora , toma isso ! - adorando em perturbar a coitada da empregada , falando mal da empregada , jogando o vinho que a mesma trazido no rosto da empregada, rindo depois.

 

 

 

Miss : ___ Boa, mãe, é isso que ela merece , ela não presta para nada ! - vendo a mãe jogando o vinho no rosto de Camila, dando o seu apoio doentio para a mãe, concordando com ela , rindo junto.

 

 

 

Camilla : ___ Sim, eu mereço mesmo, eu não presto para nada ! - sentindo o vinho em seu rosto, ficando deprimida com os risos das duas, concordando com as duas chefes.

 

 

 

Senhor : ___ Camilla, pode sair por alguns instantes , eu preciso falar com essas duas ! - chamando pela empregada , olhando torto para a esposa e filha, pedindo para que a empregada saia de cena para que ele converse com a família dele.

 

 

 

Camilla : ___ Mas senhor Licorne , a sua esposa me disse que eu não posso sair daqui até ela e a sua filha acabem de dizer o que elas querem falar sobre mim ! - ouvindo o chamado, dizendo que tinha sido ordenada a ficar na sala , começando a chorar muito.

 

 

 

Senhor : ___ Mas quem paga o que elas gostam , sou eu, então, pode desobedecer as duas , quero ter uma conversa pessoal, aproveite a sua saída para lavar o seu rosto, também se recomponha ! - olhando sério para a empregada chorosa , pedindo para que ela realmente saia para se recompor .

 

 

Camilla : ___ Sim, senhor , eu estou indo mesmo ! - levantando-se sozinha , chorando ainda , aceitando o pedido do senhor, começando a sair correndo para sair da sala.

 

 

 

 

Senhora : ___ Olá, meu bem, por que pediu para que a Camilla fosse embora , eu estava terminando de acabar com ela ! - vendo o seu marido, saudando ele , limpando as suas lágrimas de riso , querendo saber o motivo para ele ter pedido para que a empregada saia.

 

 

 

Miss : ___ Pai, eu posso te pedir um favor ? - vendo o seu pai, sorrindo para ele, querendo pedir mais alguma coisa para ele , esperando ansiosa por uma resposta positiva.

 

 

 

Senhor : ___ Nada de favores , Miss, eu não vou mais atender eles, também você é muito ingrata comigo, você é muito interesseira ! - negando o pedido da filha pela primeira vez , dizendo que não ia mais atender ,falando que a filha era muito ingrata com ele.

 

 

 

Miss : ___ Mas , pai, é para uma amiga minha , ela quer um vestido florido lindo , mas a loja que a gente ia , bloqueou o nosso acesso em tudo , pode comprar o vestido para ela ? - ficando chocada com a recusa do seu pai , dizendo que o favor era para uma amiga dela , pedindo para que o pai compre o vestido para ela.

 

 

 

Senhor : ___ Vocês duas somente pensam em dinheiro, acham que eu sou uma fonte de muito dinheiro , querem mais , mais ,mais, nunca estão satisfeitas , então, partir de agora, eu não vou mais atender nenhum pedido das duas , também eu quero que trate bem os nossos empregados , porque eu não quero mais pagar danos morais por causa de vocês, isso acaba hoje ! - vendo que era a hora de ser enérgico com a sua família, confessando tudo o que achava dela, dando o seu ultimato .

 

 

 

Senhora : ___ Mas , querido, a nossa filha está pedindo para uma das amigas dela , deixe de ser pão- duro , compre o vestido para a amiga da nossa bebê ! - ficando confusa com o ultimato do seu marido , acusando ele de ser pão – duro, pedindo para que ele compre o vestido da amiga da filha.

 

 

 

Miss : ___ Eu prometi para a minha amiga ir na loja para ela , mas eu achei melhor que você compre para ela ! - começando a fazer uma chantagem emocional com o seu pai, fingindo chorar para o pai , dando uma boa explicação.

 

 

 

Senhor : __ Primeiro, filha, pare com este choro falso, também com a sua chantagem emocional, e você, querida , eu não sou um pão – duro, sempre dei dinheiro para as duas , então, se quiserem algo,vão ter que trabalhar como todo mundo ! - olhando azedo para a filha, pedindo para que ela pare com a sua falsidade , dizendo para que as duas trabalhem para ter o dinheiro delas.

 

 

 

Miss / Senhora : ___ O que , isso nunca vai  acontecer  conosco, ficou louco   ?! - ficando chocadas com a decisão do senhor Licorne, olhando feio para ele, recusando -se a trabalhar ,perguntando juntas sobre a sanidade do senhor Licorne 


Notas Finais


Me desculpe por algum erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...