História Bonequinha de Luxo - Marichat - Capítulo 47


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Nooroo, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Hollywood, Marichat, Plakki
Visualizações 46
Palavras 1.575
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Magia, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá,meus amores, obrigada pelos 80 favoritos, estamos chegando aos 100 favoritos,
Espero que gostem do capítulo de hoje
Uma boa leitura.

Capítulo 47 - O carrasco financeiro das Licorne


Senhora : __ Querido , somos muito ricas , não precisamos trabalhar , aonde está com a sua cabeça , tem certeza que está com a sua sanidade em dia ? - achando graça no ultimato do seu marido, acreditando que ainda estavam ricas , perguntou sobre a saúde mental do marido.

 

 

 

Senhor : __ Sim, o que eu peço para que vocês duas dê o devido valor para o dinheiro que eu gasto com as duas , nunca se quer me agradecem pelo meu esforço , sempre querem e mais , também vivem maltratando os nossos empregados, eu perdi a conta que quantos pediram demissão, também os processos por danos morais , isso tudo custa muito dinheiro , mas vocês duas só querem saber de gastar , gastar , ainda por cima com bobagens ! - respondendo a esposa, olhando torto para ela , falando sobre o dinheiro excessivo que as duas gastavam com bobagens.

 

 

 

Miss : __ Mas, pai, a minha amiga precisa muito de um vestido florido que viu naquela loja que a gente acostumava a ir, porque não podemos mais entrar na loja , porque fomos expulsas de lá, tanto na física , quanto na virtual ! - tentando convencer o pai a comprar o vestido da amiga, contando sobre a expulsão dela da loja.

 

 

 

Senhor : __ Qual foi o motivo para que você e as suas amigas fossem expulsas da loja , filha ? - olhando sério para a sua filha , querendo saber o motivo para a expulsão , esperando a resposta da filha.

 

 

 

Miss : ___ Porque a gente mandava em tudo mundo, a gente era as rainhas do lugar, eramos atendidas , quem não fazia que a gente queria , maltratamos as pessoas , porque nenhum dos funcionários de lá ! - respondendo a pergunta do pai, sorrindo para ele, fazendo uma posse de diva.

 

 

 

Senhor : ___ Por acaso, filha , você conhece a palavra limite ? - olhando azedo para a pose da filha, querendo saber se a filha conhecia a palavra limites, ouvindo a filha rindo da pergunta com gosto.

 

 

 

Miss : ___ Pai, eu nem sei que palavra é essa, também se ela existe no dicionário ! - dando uma boa risada da pergunta do seu pai, olhando risonha para ele, acreditando que a palavra não existia no dicionário.

 

 

 

Senhor : ___ Existe sim, filha, agora, eu vou fazer uma coisa que eu já deveria ter feito muito antes ! - vendo bravo a filha rindo da sua pergunta , dizendo que a palavra existia sim , decidindo uma coisa realmente importante.

 

 

 

Senhora : ___ Vai comprar o vestido florido da amiga da nossa filha, que bom , que ainda está são ! - olhando para o seu marido, acreditando que ele ia comprar o vestido para a amiga da filha, ficando feliz por ele recuperar a sua sanidade.

 

 

 

Senhor : ___ Não, querida , na verdade , é outra coisa ! - negando o palpite da sua esposa, dizendo que era outra coisa , olhando para as duas, indo pegar o seu celular.

 

 

 

Miss : ___ Desistiu da ideia que a gente vai procurar emprego, pai ? - acreditando que o seu pai tinha mudado de ideia, olhando esperançosa para ele, vendo ele ligando para alguém.

 

 

 

 

Senhor : __ Ah , não, mas vão saber em breve ! - corrigindo a filha , esperando alguém a atender , dando uma boa pista para ambas.

 

 

 

 

Senhora : ___ Por favor, querido, não faça tanto mistério ! - vendo o marido no telefone, acreditando que era uma coisa boa, pedindo para que ele revele o seu plano

 

 

 

Senhor : ___ Eu vou bloquear todos os cartões de crédito de vocês, assim não vão mais comprar besteiras, também eu tenho algumas vagas na minha empresa, eu vou uma de vocês, assim ,trabalhando direto , vocês aprender a dar valor ao dinheiro que eu estou dando para vocês ! - dando a pior notícia do mundo aos ouvidos da mulher e filha , dizendo que elas iam trabalhar , acreditando que as ambas iam dar o devido valor para o dinheiro que ele gasta para as duas.

 

 

 

 

Senhora : ___ Querido,seja sensato , preciso do meu cartão de crédito para pagar o meu cabeleiro , a minha manicure , a minha pedicure, também para as festas do country clube que a gente vai , desde que a nossa filhinha era pequena ! - pedindo pela sensatez do seu marido,citando coisas que usa em seu crédito , olhando para o seu marido.

 

 

 

 

Senhor : ___ Eu estou sendo muito sensato , querida , mas eu já me decidi ! - olhando calmo para a sua esposa, dizendo que já tinha tomado a decisão, esperando a atendente na linha.

 

 

 

Miss : ___ Pai , por favor, não cancele o meu cartão de crédito , eu preciso dele para viver , porque sem ele , não sei viver mesmo, também quero passear com as minhas amigas no shopping, para passamos uma tarde de divertimento juntas, porque está sendo tão mau comigo ?! - começando a fazer um bom drama , dizendo que não ia sobreviver sem o seu cartão, começando a chorar falsamente.

 

 

 

 

Senhora : ___ É querido, por favor, seja sensato com a nossa filhinha, também em breve vai casar com o Chat , assim você não precisa comprar nada para ela, quem vai comprar é o Chat ! - acreditando no teatrinho da filha , pedindo pela mesma coisa, dizendo sobre o casamento da filha , olhando para o marido.

 

 

 

Senhor : ___ Quando o casamento não vem, vocês duas vão ter que trabalhar para aprender dar valor ao dinheiro, além disto, nenhuma das duas vai para o shopping, country club , entre outros gastam muito dinheiro, também eu já bloquei todos os seus cartões de crédito, porque sou eu quem paga todas as contas ! - olhando azedo para a sua esposa , desligando o seu telefone , dizendo que já tinha bloqueado os cartões de crédito , proibindo as duas de irem aos locais.

 

 

 

 

Miss / Senhora : ___ Nãooooooooooooooooo, por favor , desbloqueie os nossos cartões ! - gritando para o senhor Licorne , começando a chorar , implorando para que ele desbloqueie os cartões.

 

 

 

Senhor : ___ Nem vem, eu pago por tudo aqui, também eu vou economizar uma boa grana , agora, eu quero que peçam desculpas para a Camilla , pelos maus tratos que deram a ela ! - negando o pedido , dizendo que ia economizar com o bloqueio dos cartões, pedindo para que as duas peçam desculpas para a emprega.

 

 

 

Miss / Senhora : ___ Isso nunca, ela não presta ! - negando o pedido dele , fazendo rebeldia , virando os seus rostos para o lado , ficando de mal com o senhor Licorne.

 

 

 

 

Senhor : ___ Bem, se não pedirem desculpas de bom coração , então, sem tudo o que gostam , tipo internet , televisão a cabo , festas com as amigas ! - olhando para as duas rebeldes , dizendo que ia cortar mais coisas , vendo a reação das duas.

 

 

 

Miss / Catalina : ___ Não , por favor ! - percebendo que o senhor Licorne falava bem sério, implorando pelas outras coisas , virando os seus rostos para olhar para o seu carrasco financeiro.

 

 

 

Senhor : ___ Bem , eu acho que as duas devem pedir de desculpas para a Camilla, quero que sejam de coração , porque se não for, eu tiro mais coisas , até que vocês fiquem sem nada ! - olhando para as duas , pedindo novamente pelo um bom pedido de desculpas para a empregada , voltando a ameaçar em cortar as suas coisas.

 

 

 

 

Senhora / Miss : ___ Está bem, seu carrasco ! - aceitando as ameaças do senhor Licorne, olhando para ele com rebeldia , ficando bravas com ele.

 

 

 

Senhor : ___ Tudo bem, podem me chamar do que quiserem, eu não estou mais importando, agora, eu vou tomar um bom banho , que eu estou realmente precisando ! - aceitando a rebeldia das duas , dizendo que não estava se importando com aquilo, dizendo que ia tomar um bom banho , começando a ir embora da sala.

 

 

 

Miss : Mãe, o meu pai ficou maluco, ele nem quis ajudar a minha amiga com o vestido , também está nos obrigando a trabalhar , que injustiça ! - olhando para a mãe, acreditando que o pai estava maluco, ficando brava com ele.

 

 

 

 

Senhora : ___ Eu sei ,meu amor , mas pode deixar comigo, porque , em breve , eu vou mudar o seu pai rápido , assim voltaremos a ter tudo o que realmente merecemos ! - olhando para a filha , dizendo que ia resolver as coisas , prometendo para a filha que o pai dela ia voltar ao normal.

 

 

 

Miss : ___ Eu espero que sim ,mãe, porque eu odeio trabalhar ! - acreditando na promessa de sua mãe, olhando sério para ela , dizendo que odiava trabalhar.

 

 

 

Senhora : ___ Ah sim, sim, eu também odeio trabalhar ! - aceitando o pedido da filha, olhando calmo para ela , concordando com a filha.

 

 

 

 

[ … ]

 

 

 

Enquanto as duas Licorne discutiam sobre o seu ódio em trabalhar , começando a planejar para ter volta as suas coisas , antes tiradas delas, pretendendo fazer que o senhor Licorne pague por tudo novamente


Notas Finais


me desculpe por algum erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...