História Bons Pais... (Kiribaku) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Volteiiii
Eu me empolguei nesse cap. O próximo vai ser menorzinho e mais focado nos três, esse eu precisava fazer algumas coisas e emfim...
A essa é uma fotinha dos dois adultos pra vocês terem uma noção.
Aproveitem para ver um Bakugou super fofooooooooo! ❤️

Capítulo 2 - Festa surpresa


Fanfic / Fanfiction Bons Pais... (Kiribaku) - Capítulo 2 - Festa surpresa

    Kirishima despejava a massa de panqueca na panela na maior felicidade do mundo.  Era folga dele e de Bakugou, e decidiram dedicar esse dia a fazer compras para a pequena. Apesar de terem comprado brinquedos, decidiram deixar as roupas para comprarem junto dela, até porque não queriam comprar roupas pequenas ou grande demais pra ela. 

   Logo depois que saíssem do shopping iriam até a casa de Mina, uma janta para mostrar a pequena aos amigos, oferecimento de Mina e Hanta que já haviam sido escolhidos como padrinhos da menina. E deixariam o padrinho de consagração..(caso ela seguisse a religião de Eijirou) para ela decidir quem iria pôr, mas eles desejavam que fosse Denki, pois ele se sentiu completamente traído quando Mina foi escolhida e não ele.

   --Bom dia..-- Bakugou disse descendo as escadas e indo em direção ao, ainda namorado… eles tinham 26 anos e Estavam namorando, isso porque Kirishima queria que esse momento fosse compartilhado junto do filho ou filha, queria ter a filha entrando de daminha no casamento deles. E além disso, a vida deles era boa assim, morando junto e namorando. Não tinham problemas, o único que tiveram foi na hora de adotar a pequena, acabaram conseguindo ter a guarda compartilhada, mas ela só poderia ter o sobrenome de um dos dois, que acabou sendo Kirishima.

       --Bom dia…- O ruivo respondeu sorridente se virando pra trás. Bakugou chegou perto dele e o abraçou por trás, escorando a cabeça no ombro dele. 

    --Você mandou bem ontem, conseguiu acalmar ela.-- disse e depositou um beijo na bochecha dele com carinho. Bakugou tinha melhorado muito ao logos dos 11 anos de relacionamento. Era raro ela falar algum palavrão como xingamento a Eijirou. A maioria era tipo: puta que pariu Eijirou você é perfeito. Porém com os amigos ele continuava sendo o mesmo, sem paciência e explosivo.

   --É eu achei que ia ser mais difícil..-- Comentou tirando uma panqueca em formato de Mickey da panela e colocando em cima de várias outras . --Comida na mesa pra mim por favor suki..- Pediu e o loiro obedeceu o largando e colocando o prato cheio de mickeys na mesa.

  Aos poucos eles ouviram alguns passos apressados pelo corredor de cima. Olharam para escada e segundos depois a cabeleireira branca de Yasu apareceu. Ela estava na beirada da escada olhando para os dois, aquele cheiro maravilhoso de panquecas tinha atraído dela. Um sorriso estava nos lábios dela.. a noite tinha sido maravilhosa pra ela o colchão era o mais macio que já deitado...e deitar com os dois foi...acolhedor, e acordar com um cheiro maravilhoso de panquecas era ótimo.

    --Vem tomar café da manhã Yasu..- Bakugou a chamou se sentando na mesa. A platinada desceu a escada rapidamente indo se sentar na cadeira toda feliz da vida. 

     --Gostou do cheiro?-- O ruivo questionou indo se sentar na mesa.

      Ela acenou a cabeça positivamente enquanto olhava as panquecas com desejo.

       ---Isso é porque eu sou o melhor cozinheiro do mundo!--Kirishima disse pra menina que arqueou uma sobrancelha, com um olhada empolgado...como se quisesse dizer: "Verdade?"

        --Não vai na onda do Eijirou! Ele é mentiroso.--Bakugou disse pra menina pegando umas panquecas e colocando no prato dela. --Aqui tem calda de chocolate,--apontou pra um potinho com a mala amarela, --Ali de morango .- Apontou pra uma da tampa vermelha-- E ali de caramelo..- apontou pra branca. -- Tem chantilly também, você quer?--Ela acenou um sim com a cabeça, enquanto seu cérebro tentava acompanhar tudo aquilo...ela nunca tinha tudo tanta opção. Geralmente no orfanato era só arroz um inhame ou talvez batata doce. Mas aquela mesa que ela está a observando parecia dos filmes da Disney…

   


     ***********



    Os três caminhavam em uma loja de roupas para todas as idades, iriam começar as compras agora. E incrivelmente Bakugou estava animado, em geral ele odiava ir às compras, mas ele parecia estar super animado com isso. Eijirou não estava diferente, ahhh ele mal via a hora de chegar nas Cross e comprar várias de cada cor.

     O primeiro lugar onde pararam foi em uma enorme estante com camisetas da Disney, todas da Disney e para crianças entre 3 e 6 anos. Começaram a olhar aquela parte e a pegar alguns e perguntar a Yasu se ela gostava, quando ela acenou um sim com a cabeça a camiseta ia para dentro da sacola de compras. E assim 15 camisetas entraram na sacola, umas 4 com estampa do Mickey,1 da margarida, 2 do pato Donald, 2 de Alice no país das maravilhas, 1 do Timão e Pumba, 2 da Bela, 1 da Cinderela, 1 de Frozen e por fim 1 do Stitch. Depois da parte Disney tinhas outras blusas, algumas mais sociais. Acabaram pegando alguns vestidos sociais em tons de roxo, azul e rosa (cores que Yasu escolheu) Também pegaram algumas blusas sociais brancas e pretas...essa era a parte chata das roupas para a menina, então os dois adultos foram escolhendo...com Katsuki controlando Eijirou pra não pegar cores como verde fluorescente.

     Depois das roupas mais sociais passaram para shorts e saias onde pegaram 10 shorts 10 calças e 6 sais. Mais adiante pegaram mais camisas e blusas finas de frio, mais 18 peças na sacola. Chegaram enfim na parte de inverno, onde pegaram as meias, roupas térmicas, Casacos, cachecóis entre outros, e assim mais 12 peças de roupas entraram na sacola. Por fim não cabia mais e tiveram que pegar outra. Passaram na parte dos vestidos e não demorou muito pra Yasu correr em direção a um de unicórnio, ele era lindo, a parte de cima era azul com detalhes rosas e com estampa de unicórnio, pegaram ele entre outros da Cinderela, ladybug. Pegaram algumas jardineiras e macaquinhos, tanto de usar em casa, quanto formais.

       Chegaram na penúltima parte...os biquínis e calcinhas. Eles já tinham olhado sobre os tamanhos.. e para pegar calcinhas era só olhar a idade na parte de trás. E segundo Haru, Yasu não precisaria de sutiã. Sim os dois achavam que as mulheres usavam sutiãs dês de pequenas. E quanto às medidas da roupa eles tinham olhado a etiqueta das roupas que ela trouxe do orfanato para saberem o tamanho na hora de comprar. Acabaram pegando 5 conjuntos de calcinhas que vinham 5 em cada uma. Pegaram dois maiôs, um de pelicano e outro do olaf, já aproveitando a onda pegaram algumas bóias de unicórnio, toalhas de desenhos. Passaram na parte dos pijamas e compraram quatro: 2 de frio (um do Garfield e outro da Sakura Card captor) e dois de calor que eram lisos.

     Por fim a última parte, sapatos. Tinham sido aconselhados por Haru a não exagerar pois ela iria perder sapatos muito rápido. Apenas umas duas botas para o inverno, chinelo e uns 3 tênis

  e 3 sandálias para ela usar.

   ---Ah...Yasu eu vou te apresentar a melhor coisa do mundo.- Kirishima disse pegando um par de crocs lilases. 

  A menina olhou estranho. 

  --Você não gostou?-- Bakugou perguntou com esperança na voz. Ela olhou pro par de crocs em seguida para Eijirou e depois para Bakugou….sem saber oque fazer.

    --Pode falar a verdade...você gostou?-- Kirishima perguntou e recebeu um não de resposta. 

     --AAAAAAAAAAAA HAHAHAHA !-- Bakugou comemorava aliviado.-- TOCA AQUI PEQUENA!- Ele Exclamou levantando a mão e deu um hi-five com a pequena. 

     Kirishima ainda tentou convencê-la do contrário. Porém a cara com que ela olhava pro crocs, denunciava que ela não gostava. Por fim compraram os sapatos, com Bakugou esfregando na cara de Eijirou que só ele gostava dessas aberrações. 

   Saíram da loja e foram comer um MC Donald's..afinal já eram 12:30 da tarde, e eles ouviram a barriga da pequena roncando. Depois de comerem passaram em mais algumas lojas comprando outras coisas como óculos, bolsas, anéis, brincos e essas outras coisa. Por fim passaram em uma loja de brinquedos, já que os únicos brinquedos que tinha dado a ela eram duas casas da Barbie, e duas Barbies. Chegando lá deixaram ela pegar o que quiser...mas para ela não sair levando a loja toda já que ela era uma criança, falaram que ela podia pegar 5 brinquedos, e incrivelmente ela não questionou e foi pega os brinquedos, que foram o garfinho de toy Story, uma Barbie que tinha um guarda roupa, um conjunto com três pôneis de my little pony, um gatinho de pelúcia e o trailer da Polly.

      Depois de toda gastança eles voltaram pra casa quando já eram 2 horas da tarde. Assim que eles chegaram colocaram todas as sacolas em cima do sofá. Lugar onde Yasu também se jogou, deitada completamente cansada.

     --Voltaram..- a empregada da casa disse. (sim heróis ganham muito bem, Bakugou ganhava cerca 798.917,70 ienes. Cerca de 30 mil reais. Isso porque atualmente ele era o 3 melhor herói perdendo para Midoriya em primeiro e Shoto em segundo. Kirishima era o sétimo e ganhava cerca de 399458,85, 15 mil reais. Isso porque todo herói abaixo do 5 lugar ganha o mesmo salário, apenas o quarto, terceiro, segundo e primeiro tinham salários diferentes) 

     Ambos tiraram os disfarces que usavam. Kirishima usava uma peruca marrom e lente de contato roxas. Bakugou usava uma peruca preta e óculos falsos. Esse era o preço de ser herói, ser assediado e seguido pela mídia. Se quisessem fugir disso e proteger a privacidade da filha, tinham que se disfarçar.

    -- Akemi...você poderia guardar as roupas dela por favor? Eu não faço ideia de como fazer isso...o Bakugou muito menos. ---Kirishima perguntou educado. A empregada acenou um sim com a cabeça e pegou as 5 enormes sacolas levando pro andar de cima. 

   --Que horas é a janta na casa da Mina mesmo?-- Bakugou perguntou 

 --As 7.-- Ele respondeu-- Uma cara safada apareceu na face do loiro.

    --Dá tempo de brincar bastante até lá…- Ele disse abraçando ele por trás e dando um chupão no pescoço dele.

     --Mas e a Yasu?--O falso ruivo disse, Bakugou olhou para Kirishima e em seguida para o sofá, fazendo o ruivo ver que a menina estava dormindo profundamente ali. Então ele sorriu safado e sem enrolação os dois subiram para  o andar de cima. 



******************



  E lá estava quase toda 1-A reunida na casa de Mina. Na verdade não era um jantar era uma festa surpresa. Todos estavam animados, eles sabiam como os dois tiveram que lutar pra conseguir adotar uma criança. Eles tinham acompanhado os comentários preconceituosos de algumas assistentes sociais. E de como foi difícil para os dois ficarem na lista de espera até alguém achar uma criança que se adequasse ao casal.

     --Eles falaram que já tão entrando no Bairro.-- Denki disse e todos apagaram as luzes e se abaixaram. Não demorou muito e ouviram o barulho de um carro estacionado, deixando eles apreensivos.

      Do lado de fora Bakugou e Kirishima tiravam Yasu da cadeirinha assim que colocaram a menina no chão se abaixaram na altura dela.

    --Olha, lá dentro vai ter um monte de gente, e eles são meio..-- Kirishima procurava palavras

 --Malucos. Eles são malucos, escandalosos, então vai ter muitos gritos. 

     --Então vai ser normal se eles te assustarem.-- O ruivo completou -- Mas relaxa você vai ver que eles são muito divertidos, e ainda tem o Kema se você quiser brincar.-- O ruivo disse. -- 

       --Menos um loiro que se chama Denki, nele você pode meter a porrada.-- Bakugou disse.

      --Não, não pode. -- Kirishima olhou para ele incrédulo. -- Todo mundo lá é legal, não precisa ter medo de ninguém. -- Disse e viu ela acenar a cabeça com um mini sorriso no rosto. 

Passaram pelo jardim e ficaram a campainha. Não demorou muito e Mina atendeu. 

   --Ahh bem vindos! Cadê minha afilhada?-- Ele questionou dando espaço para os entrarem na casa. Eles estranharam estar tudo calado e escuro. Só a luz da área do fundo estava acesa...talvez a janta fosse lá.

    --SURPRESAAAA!!!- Os amigos gritaram felizes acendendo as luzes. Os dois poderiam ver o local todo decorado.

     --Cadê ela?-- Toda a sala questionou em unisom. 

       --Olha ela aqui!-- Mina disse vendo a pequena atrás de Bakugou. Não tardou em pegá-la no colo ---Wntttt você é tão linda, olha essa cabelão branco lindo….ainnnn prazer eu sou sua madrinha!-- Mina estava tendo um surto de fofura.

   --Aff...lá vai ela se achar…-- Ouviram Denki resmungar. Yasu respondeu com um aceno de mão timidamente...aquela mulher era muito escandalosa.

        Todos foram ao encontro dela, a olhando e admirando a beleza dela, e fazendo sons como:Wntt, ainnn. 

        --Vem cá no meu colo pequena--Denki disse e a pegou do colo de Mina,-- Eu sou seu tio Denki, o tio mais legal que você vai ter.-- Ele disse e em seguida apertou as bochechas dela. Não demorou para ela fechar a cara e começar a olhar em volta desesperada procurando Eijirou ou Bakugou, assim que viu o ruivo virou a cara pra Denki e levou os braços na direção do ruivo praticamente se jogando no colo dele. Assim que parou nos braços do ruivo ela esfregou a mão na bochecha com uma cara nada boa.

       --Eu falei que ele era do mal, tá vendo?-- Bakugou questionou pra pequena. E viu ela acenar um sim com a cabeça.

         --Hey eu sou gente boa!-- O loiro protestou.

         --Você achou ele gente boa Yasu?-- Bakugou questionou e ela acenou um não com a cabeça enquanto Bakugou riu debochado.

         --Poxa pequena! Isso porque eu apertei sua bochecha?-- Pikachu Questionou e ela acenou um sim com a cabeça. 

        --Ain...ela é tão fofinha!-- Uraraka comentou.

        --Muito mesmo!-- Eri que agora tinha seus 16 anos disse olhando a pequena. -- Ela não fala?-- 

       --Não,quer dizer fala, mas ela tá vergonha.-- Kirishima tentou explicar rapidamente.

         --Mãe…-- Um menino de cabelos lisos, castanhos e olhos verdes brilhantes chamou Uraraka. -- Ela que é a nova menina?-- Kema o filho dela e de Midoriya perguntou. Depois que Midoriya descobriu o filho, ele o assumiu e desde que  Kema tinha dois anos a guarda dele era compartilhada. 

 

   Flashback on



 --Você sabia disso?-- O esverdeado perguntou para a menina a sua frente que estava sentada na maca de hospital.

 --Humrum. -- ela concordou, deixando algumas lágrimas caírem.

  --Porque não me contou? Você sabe desde quando?--

    Ela respirou fundo.

    --Já faz seis dias que eu sei..e eu ia te contar.

   --Quando?

   --Não sei, mas Izu... Midoriya você tinha acabado de se assumir gay e eu sei como isso é difícil, eu vi como a mídia julgou o Bakugou e o Kirishima quando eles se assumiram. Eu imaginei que estivesse sendo difícil pra você passar por isso, então eu ia esperar até a mídia parar de pegar no seu pé pra te contar…. 

      --...desculpa...eu tô nervoso, isso é meio novo pra mim….a culpa não é sua.

     --E agora? Izu.. Midoriya eu não quero te forçar a nada, se você não quiser assumir eu vou entender e..-

     --Claro que eu vou assumir, eu sei o que é não ter um pai, não quero que o bebê passe por isso.


  Flashback off




   No momento o menino estava com Midoriya e Todoroki, depois de 3 anos do seu término com Uraraka o esverdeado começou a namorar o bicolor. Shoto se sentia realizado já que amava Izuku desde a Yueei. O namoro deles ia bem, e o ruivo era extremamente aplicado em cuidar de Kema junto de Izuku, eram um casal perfeito. Por outro lado Uraraka começou a se envolver com Lida, eles não namoravam oficialmente nem nada. Apenas flertavam e trocavam uns beijinhos, mas por enquanto nada sério. ( DK: SIMMMM, eu shippo os dois pq eu não acho que Uraraka e Tsuy são um bom shipp, vcs que lutem) 

    Depois de várias perguntas todos entraram e foram aproveitar a festa.  Kema, Yasu e Daichi filho da Jirou e do Denki, foram pular em um pula pula que mina tinha alugado para a afilhada.

    --Mas ela é muito quietinha, nem deve dar trabalho. -- Momo comentou 

    --Poise, ela só fica quietinha na dela, não chama a gente pra nada, só quando tá com sede ou fome.--

     --Então ela não fala nem com vocês?-- Midoriya questionou.

     --Não, mas a assistente social disse que depois que ela pegar confiança na gente ela vai perder a timidez. -- Bakugou completou.

       --Mas e se ela for surda?- Denki questionou.

     --Você é burro Pikachu?-- Bakugou disse --Como ela ia ser surda se quando a gente perguntou pra ela se você era gente boa ela disse que não. E outra isso faria no laudo médico dela né poha?--

      --Karai Bakugou, os anos passam e você continua de TPM.-- Denki respondeu meio chateado.

          --Aff, Jirou você tem sorte do Daichi não ser burro como o pai.-- Bakugou disse.

          --É eu tenho. -- Ela respondeu e riu para o marido. 

         --Então você me acha burro?-- 

        --Não amor, -- O abraçou carinhosa. -- Só um pouco desprovido de inteligência, mas é coisa pouca.

       --Beleza Kioka, Be-le-za! -- Disse o loiro indignado.

       --Mas voltando ao assunto…- Momo chamou. --Vocês já levaram ela no médico para fazer os exames gerais e as vacinas?-- Questionou ao casal.

    --Vamos fazer isso semana que vem, na nossa próxima folga, já que hoje nós fomos comprar as roupas e outras coisas pra ela.--

   --Imagino, vocês devem estar mimando ela ao máximo. -- 

    --Eu nem tanto, quem tá mimando ela mesmo é o Bakugou. -- O ruivo disse. --Para vocês terem noção, ele não me deixou escolher quase nada no quarto dela. Ele que contratou a decoradora e escolheu os móveis.

    --Nossa Bakugou..- Mina disse -; Porque não deixou o Kiri escolher.

       --O cabelo de merda queria comprar uma almofada de crocs pra por no quarto menina! COMO EU IA DEIXAR ISSO?-- 

    --É...o Bakugou tem um ponto nessa Kirishima.--

       --Vocês são uns caretas, crocs são as melhores invenções do mundo. Crocs são estilosas.

          --Tão estilosas que nem a Yasu achou bonito quando você foi comprar pra ela.

          --Pera, a Yasu não quis usar as crocs? -- Denki perguntou.

         --Vocês tinham que ver a cara dela de nojo quando o Kirishima mostrou uma crocs pra ela na loja.

         Todos se puseram a rir.

      --Até uma menina de quatro anos tem mais bom gosto que o Kirishima!-- Hanta exclamou 

       --Pode crê!-- Denki disse.

       --Vocês são uns chatos…-- O ruivo respondeu cruzando os braços

         E assim 3 longas horas se passaram com os amigos conversando e comendo alguns doces entre outros, enquanto bebiam um pouco, não podiam exagerar afinal iam trabalhar no outro dia a tarde. Uma vez ou outras as crianças saiam do pula pula e iam pegar alguns doces. Pararam apenas para jantar. Não demorou muito e Yasu e Kema saíram do pula pula, com expressão de cansados.

     --Cadê o Daichi?-- Jirou perguntou.

     --Dormiu dentro do pula pula…-Kema disse e seguida bocejou também com sono.

       --É parece que teu filho também é desprovido de inteligência Jirou.-- Bakugou comentou  enquanto colocava Yasu sentada no seu colo, já que ela estava quase dormindo em pé de tanto sono.

    --Eu vou lá buscar ele.-- Ela disse indo em direção ao pula pula pegar o filho.

       --Pai...quero colo…-- Kema disse olhando para Midoriya que rapidamente o pegou no colo também. Apesar de não ter sido planejado, Kema era extremamente amado por Midoriya, ele tinha um apego tão grande no filho que faltava encher o celular de Uraraka de chamadas para conversar com o filho.

      Não demorou muito pras duas crianças estarem dormindo tranquilamente. Yasu estava com a cabeça escorada no peitoral do loiro e dormia tranquila parecia até um anjinho com aqueles cabelos brancos amarrados em uma trança postiça. (Obra de Kirishima) E com aquele macaquinho lilás claro e os brinquinhos de corações vermelhinhos pequeno mas orelhas. 

      --Querem colocar eles na cama?-- Mina questionou aos dois e eles acenaram um sim com a cabeça. Logo eles se levantaram indo colocar as crianças na cama.

      --Pode deixar que eu levo ele, continua conversando aí amor.-- Shoto disse pegando Kema do colo do esverdeado com o maior cuidado do mundo.

      Assim que chegaram no quarto de hóspedes Shoto entrou primeiro colocando Kema em uma cama de solteiro que havia ali. 

      Ele pegou uma coberta e cobriu o enteado.

     --Boa noite papai Shoto..- Kema resmungou se virando na cama e se aconchegado.

     --Boa noite… O papai Zuku, o papai Shoto e mamãe tão na área tá? Se você acordar a gente vai tá lá -- Disse e fez um pequeno cafuné nos cabelos marrons do menino.

      --Humrum --resmungou o pequeno pegando no sono. Shoto então saiu do quarto, dando licença para Bakugou colocar a filha. Ele a colocou em uma outra cama de solteiro. Tirou os tênis All Star brancos dos pés dela e pegou uma manta também a cobrindo…. Ele olhou rapidamente pro rostinho dela 

    "Boa noite papai Shoto…" 

   --Vai ser ótimo quando você me chamar de papai. -- Ele disse olhando a pequena. Afinal ele mal podia esperar para ser chamado de pai. Era estranho pra ele, ela só estava na vida dele a dois dias, mas ele já sentia uma vontade imensa de cuidar e proteger ela, e sentia aos poucos um amor novo tomando conta do coração dela. 

   Antes de sair do quarto e voltar pra conversar com os amigos ele deu um beijo nipo da cabeça dela, com todo amor e carinho que poderia ter. 


  

            



   

        

     

  


       


Notas Finais


E aí oque acharam?
Só tenho algo a dizer, vocês não imaginam como o Bakugou vai ser um ótimo pai pra Yasu, sério! Ele vai fazer umas cagadas...mas eu garanto ele vai ser um ótimo pai.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...