História Book of sun - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Seokjin (Jin), Min Yoongi (Suga)
Tags Chanbaek, Min Yoongi, Taekook, Yoonseok
Visualizações 1
Palavras 3.416
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo-Ai
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Dessa vez eu nao demorei 5 dias para escrever e revisar, estou com um bom pressentimento sobre essa fanfic
Espero que eu consiga termina-la

Boa leitura

Capítulo 2 - Strawberry and Cigarettes


Dias chuvosos são os melhores para Sun, era perfeito para tocar o seu violoncelo, mas estaria mais confortável se não houvesse mais de trinta e dois alunos a observando tocar, ela tinha confiança mas todo mundo possuía uma certa insegurança dentro de si, mesmo que não fosse evidente

A música para Sun era como o ar que respiramos, desde que se entedia por gente já amava demasiadamente tudo isso, seus pais foram como inspirações para continuar, mas esse não era o motivo principal. Sentia algo em seu peito, que fazia seu coração se aquecer se aquilo fosse possível, era o que Sun sentia quando tocava qualquer instrumento, mais precisamente o seu amado violoncelo, era como estar sob um feitiço que desconhecia, quando deslizava o arco, o som era tão estridente quanto forte que podia senti-lo. Ela dedilha pelas cordas de seu amado com tanta agilidade, delicadeza.

É como uma dança a dois.

Ela e o instrumento.

Quando havia acabado, ainda permanecia com suas pálpebras sentindo o silencio e sua respiração um pouco ofegante, logo o barulho das palmas tomou conta do local fazendo a morena voltar para a sua realidade

- Muito bem! Obrigado por ter nos dado uma demonstração - Dita a professora para a garota agora envergonhada pelos elogios que recebera.

Voltou ao seu lugar ao lado de Taehyung, não poderia dizer que eram amigos mas conversaram algumas vezes, ele pertencia ao grupo que se destacava mais na escola, tanto pela sua beleza quanto pelas detenções que já havia recebido. Ela poderia o descrever como típico garoto que se metia em problemas, mas mesmo assim era amado por todos a sua volta e arranca suspiros de todos, e isso inclui a maioria dos meninos.

Pouco meses haviam passado, mas os boatos correm pelos corredores, mesmo que não fosse permitido diziam que Taehyung fazia visitas especiais em ambos os dormitórios, ela mesma poderia jurar que tinha ouvido algo noite passada no quarto ao lado do seu, preferiu não comentar nada sobre o ocorrido com ambos, mas seu amigo Chanyeol sabia por conta das inúmeras reclamações que ela fazia.

O sinal já havia tocado e os alunos saiam com a maior pressa, mas a garota preferiu ficar na sala para ajudar a professora, não tinham a muitos lugares para ir e já era 17;54, todas as aulas e cursos haviam sido encerrados, o único lugar que tinha em mente era sua cama

- Fique surpresa quando tocou o violoncelo - Ditou a professora quebrando o silencio entre elas - Você possui bastante potencial Sun e tem um talento absurdo

- Obrigado. . . - Ditou enquanto arrumava as cadeiras - Mas ainda tenho muito a aprender para me tornar a melhor - Sem esforço e estudos nunca se poderá avançar para alcançar o seu objetivo, era assim que pensava.

A jovem ainda pensava no acabava de acontecer mais cedo quando se depara com uma cena inesperável no momento, uma roda se formava em frente ao seu quarto, tampando a sua passagem e várias pessoas gritando, era difícil dizer do que se tratava e decidiu entrar no meio da pequena multidão al, mesmo com uma certa dificuldade e queria ouvir do que se tratava a discussão violenta.

Brigas eram contantes no internato, mas nunca é de se esperar que algo assim acontece a cada dois segundos

- Seu merda! Eu vou te quebrar inteiro - A raiva na voz de Jimin era evidente e os socos no garoto na qual Sun não conseguia ver, o menino se apoiou em seus joelhos e cuspiu o sangue no chão, pelo estado não era a primeira vez que ele cuspia sangue - Quem você pensa que é pra fuder com a minha namorada?! - Ele aumentava o seu tom de voz cada vez mais se tornando assustador, a morena ficara preocupada com a situação cada vez mais, sempre pensava nas piores possibilidades e hoje não seria diferente

O menino soltou a maior risada sarcástica que se podia ouvir e levantou seu rosto, Yoongi estava com a face toda machucada e sangrando, a sua expressão sarcástica para Jimin era de chocar a todos ali presentes, alguns poderiam achar que fosse uma atitude muito psicopata da parte dele, mas Sun não tirava razão de Jimin de querer soca-lo até a morte, afinal o loiro era um filho da puta com todos a sua volta e não era a primeira vez que ele agia como egoísta

- Ela quis que eu a fudesse Jimin -Yoongi dita limpando o sangue que escorrida de seu rosto com a manga de sua jaqueta, a deixando manchada - Você deveria brigar com ela por me preferir do que você!

Sun sentiu que ele iria bater no menino até falecer e não podia, antes que o moreno pudesse avançar em Yoongi, ela ficou entre os dois tentando separa-los

- Não façam isso vocês dois! Olha o escanda-lo que vocês estão causando... - Dita a garota tentando acalmar a todos que estão ali - É capaz da diretora vier aqui e dar suspensão a todos, provável que expulse vocês dois

A palavra chave era suspensão e expulsão

Todos sabiam a fama que eles tinham por colecionarem punições

O moreno se manteve em silêncio e aparentava estar pensativo, analisando a situação, encarou Sun por alguns minutos e suspirou, não queria levar suspensão e acabar sendo uma decepção aos seus pais, até para sim mesmo. A Royal era uma das melhores escolas que se tinha em quesito da área artística e ambos ali tinham um objeto um tanto competitivo de se conquistar, ser expulso da melhor escola do mundo era como ter o seu nome machado para sempre.

Era como ter o título de mais inutil do mundo

Aos poucos as pessoas iam indo embora, deixando apenas os três no local

- Você está certa Sun - Disse rapaz mais calmo com a situação - Mas saiba que eu estou fazendo isso por que eu gosto de você - O moreno entrou no quarto ao lado deixando os dois a sós

Na visão de Sun não conseguia compreender do porquê Yoongi era da aquele jeito, era como uma criança perdida ou um rebelde sem causa, talvez ele fosse a mistura de ambos mas era algo que não conseguia entender, Yoongi era o típico problema de filmes clichês, uma mistura perigosa de música dos anos 80, Bon Jovi e jaquetas de couro escuras gastas, ele tem aquele olhar perigoso que conquista qualquer pessoa, suas mentiras e absurdos são como a mais bela sinfonia de Betthoven escrita, ele tinha o mais oceano obscuro consigo e isso despertava algo em Sun, não algo superficial como o resto das pessoas com quem dividia o mesmo local, mas algo profundo como cicatrizes em suas costas e suas feridas sentimentais.

Olhava o garoto limpar as suas férias e tentava tirar o máximo de sangue possível com suas mangas, aquela cena lhe dava calafrio e nem fez questão de dirigir qualquer palavra ao loiro, o arrastando para dentro de seu quarto para tratar das suas feridas

- Se me quisesse em seu quarto, poderia ter vindo mais cedo - Sun notava a luxuria na voz do garoto que sentara na cama, observando todos os detalhes que haviam ali.

De fato, o quarto da garota era o mais aesthetic possível e ela se esforçava para manter a sua fama, Yoongi achou fofo e não conhecia ele seu lado, ela fazia questão de não mostra-lo

O loiro pegou um de seus cadernos de desenhos e folheava as páginas, sem interesse

- Muito engraçado - Disse no mesmo tom sarcástico que Yoongi antes, trazia consigo uma caixa de primeiros socorros - Mas acho que a última coisa que eu quero, é me deitar na cama contigo

- Eu posso te fazer mudar de ideia - Antes que pudesse toca-la, Sun aplicou algodão com pomada nas feridas em seu rosto, fazendo o loiro resmungar por conta da dor e a encarar com uma certa raiva - Isso é jeito de me tratar?

- Eu que te pergunto isso. Acha que eu sou como a namorada do Park? Uma qualquer que se entrega para qualquer um que passe em minha frente? - Disse ofendida, de fato Sun não era como as garotas comuns ali, era profunda como músicas alternativas e pelicular como os livros de Edgar Allan Poe, mas Yoongi era como uma tentação a ser vencida e sabia que se o loiro pedisse ela acabaria cedendo, queria manter em sua mente de que isso nunca aconteceria, mesmo que uma parte de si ainda quisesse. Terminou os curativos e logo se afastou o loiro, indicando de que deveria sair de seu quarto

Yoongi soltou uma risada gostosa, mostrando o seu famoso sorriso gengival

- Ao menos eu descobri esse seu lado, gostei dessa Sun - Com tais palavras Sun corou o rosto inteiro, não sabia se era possível aquilo mas sentiu suas bochechas arderem, talvez de raiva vergonha, mas provável que seja por causa de ambos. - Talvez um dia, eu e ela possamos sair juntos

Min segurou as mãos de Sun, acariciando os dedos da jovem, nem ele sabia o porquê do toque delicado mas sentiu que precisava da aquilo, ficou por alguns segundos ali e Sun estranhou mais ainda, sua feição denunciava isso. Ele possuía as mãos mais geladas que havia tocado, era como se estivesse segurando as mãos de um cadáver.

O loiro foi embora do quarto de Sun sem dar ao menos alguma palavra a ela, o que a deixou mais confusa ainda. Poderia ligar ao seu amigo e contar tudo o que acontecera, mas lhe parecia exaustivo ou inútil, apenas deixou que o seu cansaço emocional tomasse conta de seu corpo como sempre fazia, era uma maneira de não enlouquecer de alguma forma, todos sabem que apenas guardar sentimentos não faz bem a ninguém, mas era uma maneira em que Sun pudesse refletir sobre a situação que acabar de acontecer e sobre os seus sentimentos em relação aquilo

(...)

Talvez aquele fosse a sexta-feira mais fria do ano desde que começou as aulas e já era de se esperar que Sun fosse pegar um resfriado, sempre acontecia quando a temperatura caia drasticamente, o arrepio em seu corpo era constante e mesmo os aquecedores das salas não eram suficiente para esquentarem os alunos, a Escócia poderia ser mais fria do que uma mulher traída, mas isso era um bom sinal, significava que o baile de inverno estava cada vez mais próximo de acontecer, erra o maior evento que todos conheciam e ainda melhor, esse ano ao iria ter a supervisão dos professores, Sun tentou se lembrar do motivo mas parecia ser impossível, ao menos era mais interessante do que as aulas obrigatórias.

O professor fazia a chama e a morena reparou de que Yoongi e nem Jimin estavam ali presentes, já imaginava o motivo da ausência

- Você ficou sabendo da briga? - Chanyeol sussurrou perto do ouvido de Sun

- Claro que sim... foi em frente ao meu quarto - Disse respondendo a curiosidade de seu amigo - Quem ia no quarto da Sun Hee todos as noites era o Yoongi - Não podia ver o rosto de Chan, mas sabia que ele estava tão espantado quanto ela

- Era ele então? Como os dois podem fazer isso um com o outro? - Era estranho como era a amizade entre eles, mas não podia julgar ou criticar, não queria mais encrencas com ele

- Aquele loiro aguado deve ter um rolo com o Jimin... me contaram isso esses dias - De alguma forma Sun sempre ficava sabendo do que acontecia dentro do colégio, talvez por que ela fosse confiável ou amigável com os demais alunos

- Fico me perguntando como você fica sabendo dessas coisas Sun - Disse pensativo.

Nem ela sabia de como as coisas ao seu redor funcionava, ela sempre seguiu a maré, mas as vezes quando era necessário ia contra a corrente e a todos ali. Logo a porta deu um baque, causando um barulho que fez os demais se assustarem e a figura de dois alunos era surpresa, por que iriam aparecer se faltava apenas dez minutos para acabar a aula, poderia a vontade de aprender (o que ela achara difícil de acreditar) ou foram ameaçados pela diretora a comparecerem o resto das aulas do dia.

Era incrível como os olhos negros de Yoongi encaravam Sun fixamente, era como tomar um copo de vodca inteira, sentir o álcool puro descer e a sensação de rasgar a sua garganta era única, assim que Sun se sentia com as encaradas fixas do loiro, seus sentimentos ferviam e borbulhavam dentro de si e sabia que mais alguém ali sentia o mesmo, Yoongi era como o seu maior pecado, ele trazia o inferno e o céu ao mesmo tempo

- Nos encontramos novamente gatinha - Sua era suave e grossa, fazendo-a sentir um ódio imenso dentro de si, desde o primeiro dia das aulas eles agiam assim, mas Yoongi nunca deu o primeiro passo e Sun não iria fazer isso por ele, poderia admitir que sentia uma forte atração, mas não rebaixaria em um nível tão baixo por ele, ao menos por enquanto...

- Odeio quando me chama assim sabia? - Seu tom de arrogância era sexy para Yoongi, mas na aquela frase continha um certo medo. Sun realmente odiava quando ele agia assim, não sabia se era assustador ou estranho, ele era mais complicado do que as pessoas achavam e ela poderia ver isso em seu olhar

- Por que? - Ele inclinou seu corpo e aproximou lábios finos no ouvido da morena - Eu te deixo molhada? - Corou por inteira e ninguém ali havia escutado o que ele havia dito. Quanto orgulho em um ser só! A raiva dentro de Sun apenas aumentava cada vez mais e se pudesse iria socar no mesmo local que Jimin havia deixado no rosto de Yoongi

Ela não queria ouvir aquilo da boca imunda e pervertida dele, não o queria, mas ao mesmo tempo iria se jogar aos braços pálidos de Yoongi, ele causava esse efeito nela e não sabia de que era algo mutuo, ele amava provocar ela desde o primeiro dia em que a empurrou de propósito, amava cada expressão que saía de seu rosto pois sabia que era apenas para ele e ninguém poderia tomar o seu lugar. Ainda pensar de que teria os mesmos cursos que ele, a deixaria louca de raiva e felicidade, as vezes ambos ficavam sem encarando, era como uma linguagem única entre eles e que mais ninguém entendia.

E novamente o sinal tocou, nunca havia desejado tanto ir embora e apenas mofar o resto do dia em seu quarto, até que sentisse alguma força de vontade para continuar a socializar com os demais.

Sentiu seu braço ser puxado e já imaginara quem seria

- O que foi? - Foi mais rude possível, não iria se deixar por vencer fácil

-É assim que você fala com o amor da sua vida? - Disse num tom brincalhão.

- Que eu saiba... comida não fala - Estava ficando sem paciência - Eu tenho coisas para fazer, então seja rápido.

- Mas você não quer isso a muito tempo...? - A aproximação repentina a assustava - Fiquei sabendo de certas pessoas aí, que você tem interesse por mim.

- Más língua estão erradas e diz para o seu amigo Taehyung, que ele não sabe de nada sobre mim - Soltou seus braços das mãos gélidas de Yoongi - Eu digo e repito, eu nunca iria me deitar com você

- Você também nem sabe brincar - Logo a sua verdadeira face veio à tona, ambos os jeitos de Yoongi a irritavam profundamente - Sei que você deita com os outros daqui do colégio

- O que está sugerindo? -Deu mais uma chance para que ele arranjar qualquer desculpa para que pudessem esquecer aquela história toda - De que eu me deito com qualquer um que apareça?

- Não disse isso ..., mas já que sugeriu, então sim - Fazia-se de dessentido - Por que você diz sim para os outros e não para mim? Qual é Sun! Um a mais não faz diferença

- Eu nunca me deitei com ninguém! Fique sabendo que eu sou essas putas e vagabundos que dão logo a bunda para você. - Estava fervendo de raiva e prestes a explodir - Respeito é bom e conserva essa sua cara de morto! Tenha um bom dia! - Estava enfurecida com a atitude mesquinha do rapaz, não esperava a audácia de Yoongi, mas não estava surpresa com a sua atitude

Em seu quarto ainda xingava Yoongi em seus pensamentos, usou todas as palavras que pensou para humilha-lo, mas esse plano não seria praticado, Sun não teria coragem de chegar a este nível, apenas falava da boca para fora e era óbvio isso.

Novamente o cansaço tomava conta de seu corpo, ele tinha esse efeito nela, era cansativo e desgastante essa situação que vivia com Yoongi. Era impressionante como ele sempre estará por perto, pensava que poderia ser conhecidencia ou qualquer coisa que fizesse sentido do que o destino, mesmo que ela admitisse sabia que seria impossível ambos ficassem juntos ou tivessem algum relacionamento.

Tudo aquilo era fútil

Sentia seu corpo estremecer por inteiro, suspirou na tentativa de se acalmar, mas suas tentativas sempre eram inúteis. Queria poder tirar Yoongi de seus pensamentos, mas até seu cheiro estava em seu quarto.

Se lembrou da primeira vez que o beijou em seu quarto, as memórias vinham em sua mente e sentiu seu peito se encher, não poderia dizer exatamente qual era o sentimento sobre aquilo, mas sabia que estava viciada.

Viciada no cheiro, toques e sensações que ele causava em Sun, era uma droga que estava infestada em seu organismo e sabia que aquilo a fazia mal.

Sun era devota de Yoongi, mesmo que rejeita-se com todas as suas forças, sabia que era apenas mais um tola por ele.

Era devota de seu cheiro de cigarro com sabor de morango, e das suas mentiras bem contadas nas noites frias.

Apenas decidiu descansar, achava que sua mente iria se esvaziar se fosse dormir, era a melhor e unica opção que via no momento.

Desejou morrer quando soube que estava atrasada para o curso de música, poderia ser sorte mas estava mais para o azar do dia. Corria o mais rapido que podia pelos corredores, segurando sua bolsa o mais forte que podia,no caminho olhou para um relógio qualquer no local e percebeu aula havia começa a vinte minutos, queria ser cega ou ter ficado no quarto mas era tarde demais

Arrumou seu cabelo rapidamente e abriu a porta, tendo toda atenção para si

Sun tirou o dia para que suas bochechas atingirem um tom avermelhado varias vezes no mesmo dia

- Desculpe o atraso... - Sua voz saiu quase em um sussuro e sentou-se na cadeira mais proxima

- Espero que tenha uma bom motivo para o atraso - A professora suspira e parecia estar decepcionada, ignorou a presença repentina da jovem, voltando a dar o conteúdo

Seu dia parecia ir de mal a pior, pensou que não poderia ficar pior

- Psiu! Psiu! Psiu! - "que pessoa chata" pensou consigo, tentou ignorar mas parecia inutil.

Virou- se sutilmente e revirou os olhos ao ver Yoongi

- O que foi? - Sussurou já sem paciencia

- Preciso falar com você...

- Mas eu não quero! - Ficou em silêncio por alguns segundos, com medo de que a professora escutasse - Finge que eu não existo

- Porra Sun! Caralho... é serio isso - O que ele queria? Isso sempre foi a pergunta que ele mais questionava - Preciso falar contigo

- Mas eu não quero Yoongi! Que saco... - Sun estava sem paciencia com o loiro, mas isso não era novidade para ambos

Por conta da teimosia de ambos e os gritos na sala, foram expulsos juntos. Yoongi se sentia culpado por ter feito aquilo com a morena, apenas não sabia como agir ou usar as palavras certas quando estava ao seu lado, ele a machucava com suas palavras frias e afiadas como uma espada mas ainda a queria, não entendia por que não a tirava de sua mente mesmo sabendo que estava quase compromissado com Hoseok.

Queria pedir desculpas por tudo, mas a palavras não pareciam certas e o pior, tinha medo de perde-la para alguém, de que qualquer cara ocupasse seu lugar no coração de Sun.

Era evidente que ela o guarda em seu coração, com raiva, mas guardava

Ambos estavam presos um ao outro, mesmo que apenas ferisse um deles apenas. 


Notas Finais


obg por lerem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...