História Borboletas - Borusara - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Sarada Uchiha
Tags Borusara, Boruto Uzumaki, Romance, Sarada Uchiha
Visualizações 201
Palavras 2.787
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hoje, deixei um pequeno trecho da música Bombs On Monday - Melanie Martinez no capítulo. Pesquisem a música, a descobri recentemente, lembra muito essa história e é linda, porém triste.
Boa leitura XD

Capítulo 7 - Rosa


Fanfic / Fanfiction Borboletas - Borusara - Capítulo 7 - Rosa

Konohagakure, dia 20 de janeiro de 2019

Inverno


_Tudo bem, Sarada-chan?_ Perguntou Sumire, pondo a mão no ombro da Uchiha_ Você está mais distraída que o Bolt, tem noção do quão distraído é isso?!_ Riu

_Está tudo bem, Sumi, ando pensando de mais em algo..._ Ela sorriu fraco

_Em quê?_ Perguntou inclinando-se na direção da morena

_Não sei, parece que algo vem na minha cabeça o tempo inteiro, um pensamento me cercando, não penso mais em outra coisa, mas também não sei no que estou pensando_ Sarada deitou a cabeça no ombro da Kakei

_Eu não entendi nada_ Riram_ E pelo visto, você também não_ Ela apoiou sua cabeça no próprio ombro, acima da cabeça da Uchiha, a confortando

Sarada e Sumire se tornaram melhores amigas, as duas são bem diferentes, mas ao mesmo tempo, quase iguais.

Nesse momento, estão no quarto da Himawari, que agora, é também da Uchiha. As duas estão sentadas na pequena cama de lençol verde-pistache, como era na antiga casa de Sarada.

A Uchiha sente algo inexplicável em relação a Kakei, ela nunca teve amigos, nenhum, pra ela, é uma sensação nova. Ela confia na garota pra dizer tudo o que pensa, compartilhar coisas que aconteceram no seu dia e, se sente confortável perto dela. Então é essa, a sensação de ter amigos? Se sim, por que sente algo meio... diferente por Boruto? São amigos, não?

_Eu e a Chõchõ planejamos algo pra essa noite_ Sumire começou a citar em tom alegre

_O quê?_ Perguntou a Uchiha, vendo a Kakei pelo canto dos olhos

_Uma noite das garotas!_ Sumire comemorou batendo palminhas

_E como é isso?_ Sarada perguntou meio desapontada

Sumire fez um olhar espantado para a morena, que não entendeu o porquê disso.

_É uma noite em que garotas se juntam para dormir na casa de uma delas_ Começou a explicar para a Uchiha, que não ouvia muito_ Nós geralmente compartilhamos segredos, arrumamos uma à outra, conversamos sobre os meninos..._ Sumire explicava distraída, mas a Uchiha não prestava atenção.

Sarada havia marcado de sair com Boruto, Mitsuki, Inojin e Shikadai, apenas pra andar por aí, mas por alguma razão, estava ansiosa.

_Enfim, vai querer ir, Sarada?_ Sumire perguntou gentilmente

A Uchiha se assustou com a pergunta, não havia prestado atenção nenhuma no que a arroxeada falou, mas sua amiga estava com um sorriso tão contagiante no rosto, tão esperançosa para que ela vá, a Uchiha não conseguia negar.

_Vou sim, Sumi_ A Uchiha sorriu forçado, o que passou despercebido pela Kakei

_Eu preciso ir..._ Ela olhou o relógio de parede_ Daqui a pouco o cinema fecha. Sabe, ingressos antecipados são melhores que enfrentar fila no dia!_ Sumire se levantou sorrindo

A Uchiha se levantou e a acompanhou até a porta.

_Eu te busco às 19:00, certo?_ Sarada assentiu

_Até mais!_ A morena acenou

_Até!_ A Kakei respondeu e a Uchiha fachou a porta

_Sarada-chan?_ Ela ouviu uma voz doce soar atrás de si, se virou e se deparou com a mais nova Uzumaki com uma expressão triste

_O que foi, Hima?_ Sarada perguntou andando até o sofá

_Você é muito amiga do onii-chan?_ Perguntou Himawari vendo Sarada se sentar e a seguiu

_Acho que podemos dizer que sim_ Sarada sorriu vendo a Uzumaki sentar-se ao seu lado

_Bem, o convença a me levar com vocês quando forem sair! Ele disse que não quer me ver com um "certo tarado"_ Ela fez aspas revirando os olhos

A Uchiha começou a pensar em quem seria esse "certo tarado", um de seus amigos?

_Sabe me dizer quem é esse "certo tarado"?_ Sarada fez aspas rindo de canto

_O Inojin_ Ela suspirou_ O onii-chan disse que não posso falar com ele_ Revirou os olhos novamente_ Mas ele é o meu melhor amigo, Sarada-chan!_ Ela fez uma expressão dramática e deitou a cabeça no colo da morena

Ela começou a acariciar os cabelos de Himawari, rindo

_Oras, seu irmão não quer perder você_ Disse prendendo a atenção da Uzumaki_ Não quer ver a Irmãzinha perto de algum garoto que, talvez, ela se apaixone, não quer que se esqueça dele. Ele apenas te ama, não faz isso por maldade_ Ela explicou e a menor se levantou e a encarou

_Mas por que ele não me diz isso, no lugar de ser tão impulsivo?_ Ela murmurou chorosa, Sarada riu_ Qual é a graça?_ Disse fazendo uma expressão de raiva, mas que acabou tendo um biquinho fofo

A Uchiha apertou a bochecha estufada da morena e riu mais.

_Devia saber que seu irmão é um bobo, descontrolado, idiota, impulsivo, infantil e birrento, precisa aprender a lidar com ele, entender o que ele quer te dizer, acima de tudo, ele lhe ama, Hima_ Sorriu e a Uzumaki a abraçou, apoiando a cabeça em seu ombro, estava chorando_ Hey, mas, o que fez Boruto pensar que estava apaixonada?_ Perguntou a Uchiha em deboche

A Uzumaki se afastou e Sarada percebeu um rubor em sua face, quando percebeu, sorriu e beijou a testa da menor.

_Quando precisar dizer algo, pode contar comigo, certo?_ Sarada sorriu e Himawari assentiu

_Vocês são fofas!_ Ouviram uma voz masculina estridente ecoar atrás delas

Se viraram ao mesmo tempo e Sarada sorriu ao ver Boruto abaixo da escada, Himawari ficou séria ao olhar para o irmão.

Boruto se aproximou dela, pôs uma mão em seu queixo e colou suas testas, sorrindo.

_Hima, a Sarada-chan está certa, eu tenho apenas medo de te perder, mas, não estou sendo justo em não lhe deixar ir por isso, pode ir com a gente._ Boruto sorriu acariciando a bochecha de sua irmã mais nova

A Uchiha observava encantada, queria ter um irmão também, por isso, gostava de ver como eles eram um com o outro.

O Uzumaki se afastou de Himawari rindo, Sarada se aproximou por trás do Uzumaki, colou seus corpos por trás, a Uchiha pegou uma das mãos dele, por trás dele e, pegou dois dedos dele, os levou a tocar na testa de Himawari.

Os Uzumaki olhavam confusos para a Uchiha, que se afastou rindo.

Os três passaram algumas horas ali, conversando de tudo um pouco, Sarada compartilhou a estranha experiência com borboletas que está passando, sobre como elas aparecem de repente e como descrevem tanto suas emoções e, é claro que o Uzumaki mais idiota de todos bolou várias teorias sobre o que estava acontecendo.

_Bem... vamos sair agora. Esse é o inverno mais bipolar que eu já vi, então, peguem um casaco, garotas_ Boruto disse se escorando na porta

♡♡♡♡♡

Boruto, Sarada, Himawari, Inojin, Shikadai e Mitsuki andavam pelas ruas de Konoha, eram 18:30, já estavam na rua há um tempo, mas ninguém percebeu o tempo passando.

_Vamos jogar um jogo?_ Perguntou Mitsuki, que estava andando na frente de todos

_Não seria bom pararmos ali pra poder jogar?_ Sarada apontou para uma pracinha ali perto

_Não pra esse jogo_ Mitsuki riu maliciosamente

_Qual, Mitsu-kun?_ Perguntou Himawari indo na frente de Mitsuki, o parando

_Qual a Probabilidade. Já jogaram?_ Perguntou o papel-"humano" Mitsuki

_Não, como é?_ Perguntou Shikadai em um tom de tédio, mas estava curioso

_Eu proponho um desafio pra um de vocês, eu digo o desafio e nós dois falamos um número de um a cinco, se falarmos o mesmo número, você vai ter que cumprir o desafio_ Mitsuki explicou se virando para todos

_Parece legal, você começa!_ Inojin disse voltando a andar, e todos o acompanharam

_Desafio... o Boruto a...._ Parou para pensar, olhando em volta_ Pedir um dango ali_ Apontou para uma barraca_ e quando forem te dar, diz que tá sem dinheiro!_ Mitsuki finalizou e todos riram, menos Boruto, que andava inexpressivo

Boruto permanceu calado, sério, andando. Os outros pararam de andar, Boruto continuou andando e esbarrou em Inojin, que o olhava curioso.

_Boruto?_ Todos perguntaram em uníssono, mas o Uzumaki continuou parado

_Ei, onee-chan?_ Himawari se aproximou dele, mas ele parecia não vê-la

_Boruto?_ Sarada se aproximou lentamente dele, levando sua mão à testa dele_ Está quente_ Sussurrou

De repente, o Uzumaki deu um pulo de susto, olhou para todos em volta, confuso.

_O que está havendo com você?_ Perguntou a Uchiha, que estava com os braços pra trás e com o rosto a poucos centímetros de distância do de Boruto

_Nada, só me sinto muito cansado..._ Ele respondeu suspirando_ Estou tendo que esconder algo que queria gritar para o mundo..._ Ele disse cabisbaixo, mas quando percebeu a expressão preocupada de todos, principalmente a da Uchiha, esboçou um sorriso_ Mas eu estou bem!_ Fez um "legal" com sua mão direita, vendo a face de Sarada se relaxar_ Do que estávamos falan--

_Sarada-chan!_ Foi interrompido por uma voz menina e doce na qual ele conhece muito bem

_Sumire?_ Perguntaram todos em uníssono novamente

_Sarada-chan_ Ela se aproximou de todos_ Pensei que iríamos dormir na casa da Chõchõ!_ Ela disse em um tom falsamente bravo

_Eu me esqueci completamente_ Sarada disse levando as mãos a cabeça

_Vamos logo!_ Sumire agarrou o braço da Uchiha e começou a arrastá-la, mas, de repente, não conseguiu mais puxá-la

Olhou para trás e viu um certo Uzumaki a puxando.

_Não vai, Sarada, as coisas ficam chatas sem você aqui!_ Boruto a puxou

_Mas ela combinou comigo!_ Sumire puxou de volta

Todos riam deles, Sarada não sabia se ria junto ou chorava, estava se sentindo como a corda de um cabo de guerra.

_Ei, ei, ei!_ Sarada protestou se soltando dos dois_ Que tal se todos ficarmos juntos?_ Sugeriu sorrindo

_Por mim tudo bem_ Boruto disse levantando os braços num sinal de rendição

Os meninos assentiram, mas Sumire não concordou com a idéia da Uchiha.

_Não! Na noite das garotas não podemos dizer tudo o que dizemos para os garotos!_ Ela murmurou_ Eles não sabem o valor de um emocionante romance em nossas vidas!_ Dramatizou se jogando nos braços de Sarada

_Oras, eu odeio romance!_ Sarada murmurou_ Vocês só não querem falar de garotos porque provavelmente estão apaixonadas por um do grupo_ Ela riu_ Vamos, Sumi! Os meninos já concordaram e duvido que a Chõchõ vá negar também_ Ela disse tirando a arroxeada de seus braços.

_Tá bom então... Vamos buscar a Chõchõ!_ Ela ergueu seu braço numa falsa animação, todos riram

♡♡♡♡♡

_Inojin, qual a probabilidade de você fazer um pássaro de tinta rasgar e melar o cabelo daquela senhora?_ Shikadai desafiou o amigo e todos riram

_Um, dois, três e..._ Inojin começou_ Dois!_ Shikadai e Inojin disseram ao mesmo tempo

_Se ferrou, Inojin-kun!_ Himawari brincou

_Eu te achava mais fofa!_ Inojin riu_ Tá bom então..._ Ele disse pegando uma espécie de pergaminho que sempre leva e um pincel que fica em seu cinto_ Chōjū Giga!_ Disse após desenhar um pássaro azul

Todos olhavam atentamente, o pássaro voou até ficar um pouco acima da cabeça de uma senhora, aparentemente já idosa, que não o vira. De repente, ele rasgou e sua tinta voou para o cabelo da mulher, que começou a choramingar com raiva, passando as mãos em seu cabelo. Todos riram, a mulher ouviu eles rindo e correu para cima deles, que correram rindo feito loucos.

♡♡♡♡♡

_Hima, já fazem cinco meses que não como batatinhas, pode dividir esse pacote comigo?_ Chõchõ perguntou fazendo biquinho

_Essa foi a mentira mais mentirosa que já ouvi na minha vida_ Boruto brincou

♡♡♡♡♡

_Toma, Hima!_ Inojin entregou para Himawari um girassol, que ele havia acabado de pegar quando passou na frente da floricultura de sua mãe

Himawari levou uma mecha de seu cabelo para trás do ouvido e pegou a flor, o agradecendo tímida.

Todos olhavam curisos para a cena, menos Boruto, que estava com seu Byakugan ativado.

♡♡♡♡♡

_Nossa, pra que humilhar tanto, você me odeia mesmo, Inojin!_ Shikadai murmurou

_Meu amor por você é do tamanho do meu sarcasmo_ Inojin disse sorrindo de canto

_Espera, está sendo sarcástico?_ Shikadai perguntou

_Uhum..._ Inojin disse em tom preguiçoso

_Confuso..._ Mitsuki afirmou

♡♡♡♡♡

_Quer dizer que o casalzinho vai assistir romance juntos no cinema amanhã? _ Sarada brincou se referindo a Mitsuki e Sumire

_Você e o Boruto também vão, "casalzinho"_ Mitsuki inssistiu

_Vamos ver terror, vocês vão ver um romance clichê!_ Boruto sorriu de lado

_Geralmente, garotas ficam com medo de filmes de terror e se jogam nos garotos_ Sumire brincou

_Acho que seria o contrário_ Sarada piscou para Boruto, rindo

_Ao menos não negaram se são um casal_ Boruto riu

_Vocês também não!_ Brincou Sumire

♡♡♡♡♡

Boruto acordou naquele dia se sentindo muito mal, após a noite divertida que tiveram, começou a sentir uma forte dor de cabeça. Agora que acordara, essa dor continua, porém agora, sua visão está um pouco embaçada. Ele levou sua mão aos olhos embaçados, os sentiu molhados, percebeu que estava chorando. Talvez chorando por conta de um sonho? Mas ele acaba de acordar e não se lembra de ter sonhado.

Quando sua visão ficou um pouco mais nítida, sentiu algo quente e delicado pondo a mão em seus olhos, ele os fechou, sentindo um calor e um conforto inexplicável com aquela mão, aquela palma quem cobria seus olhos.

Quando os abriu, sua visão estava completamente nítida, mas ainda haviam lágrimas em seus olhos.

Olhou para seu lado, viu Sarada sentada em sua cama, ela ainda estava com suas roupas de dormir - Que, na opinião de Boruto, são pequenas e transparentes demais - Ela sorria fraco.

_Você estava com febre, ainda bem que conheço ninjutsus médicos!_ A Uchiha afirmou, explicando sua presença

_Obrigado, Sarada_ Sorriu _Agora sai daqui porque eu quero me trocar logo pois sinto fome!_ Ele apontou para a porta em tom de brincadeira

_Idiota! Seus pais saíram e Himawari ainda está dormindo, eu vou ter que fazer a comida e ela está 0% pronta!_ Ela brincou e ele fingiu uma expressão triste, arrancando uma risada dela

♡♡♡♡♡

_Está quase na hora, Sarada!_ Boruto disse aparecendo por trás dela. Se referia ao cinema

Ela estava no quintal da casa, alternava seu olhar do chão para o cavalete e estava pintando um quadro. O cavalete de madeira clara apoiava a tela, que estava quase completamente pintada.

A Uchiha passava o pincel delicadamente em cada borda, cada traço, com todo o cuidado possível para que a pintura transmita o que ela deseja.

O sol estava forte, no quesito brilho, mas não muito quente, mesmo sendo inverno, algumas flores já floresceram, por conta do clima estranhamemte quente, esse clima era questão de discussão em Konoha.

O sol batia na direção do cavalete, a tela bloqueava o sol no rosto da morena, a grama estava coberta de pequenas flores amarelas, porém, uma violeta estava misteriosamente no meio das outras. Haviam pingos de água nela, descendo das pétalas, mas não havia chovido. As pétalas delicadas balançavam com o vento fraco, era isso que Sarada pintava.

Boruto, vendo que a Uchiha estava pintando aquela flor, se aproximou de uma pequena torneira no chão. Ele a girou, fazendo com que, de alguns pontos do quintal, água começasse a jorrar, estava numa frequência fraca, mas o Uzumaki sabia o que estava fazendo.

Ela se assustou com a água, mas não estava molhando o cavalete. Quando ela olhou para flor novamente, viu que a água, que estava semdo jorrada, entrou em contato com a luz do sol, refletiu um arco-íris, ali mesmo, logo acima da flor. Ela começou a pintar aquilo encantada, Boruto sorria ao ver o quão feliz ela havia ficado com algo tão simples.

Boruto estava percebendo a evolução de Sarada. Agora, a garota sozinha e triste pela morte de seus pais, os superou, encontrou paz em míseras coisas, seu senso de humor estava cada vez maior, seu sorriso cada vez mais verdadeiro, ele se lembra do dia em que ela soltou um sorriso falso a ele, agora, o sorriso dela é tão real que o traz felicidade só de olhar. Sabe a melhor coisa? Ele trouxe esse sorriso pra ela! A garota que não sabia mais o que era felicidade, encontrou num moleque que não se lembrava de já ter visto na vida! Ele é a razão pra esse sorriso, a razão pela qual as lágrimas não descem mais. As lembranças continuam vivas, as memórias continuam no coração dela. Eles ainda estão vivos, no coração dela, eles sempre estarão, pois seus pais deixaram nela um sentimento chamado de amor, esse sentimento cria um laço eterno.


Ela nunca pensou que algo tão trágico poderia acontecer com a sua linda família perfeita, ela promete, promete amá-los pra sempre, tudo que eles viveram nunca perderá sua beleza. Dois olhos, como um céu escuro e estrelado, principalmente quando choram, principalmente quando choram. Nesses olhos, há constelações formando cicatrizes. Pois mesmo que esteja morrendo, o amor continuará tentando.


Nesse momento, os olhos de Boruto se encheram de lágrimas. Ele se aproximou da Uchiha, ela deixou a palheta apoiada em seu colo e, como se já soubesse o que ele iria fazer, ergeu os braços, ele a abraçou, se afundou em seu ombro, sentindo o cheiro tão doce que emanava dela.

Não viram, mas uma borboleta cor-de-rosa pousou na flor que a Uchiha pintava. Ambos ali sorriam, não sabiam o por quê, mas também choravam, como se eles partilhassem do mesmo pensamento. Nesse momento, ambos perceberam uma coisa, amam o cheiro um do outro.

_Sarada..._ Boruto sussurrou passando a mão por seus cabelos negros_ Eu te amo, nunca mais permitirei que fique triste novamente.

Rosa


Notas Finais


O que acharam? XD
Comentem, onegai! XD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...