1. Spirit Fanfics >
  2. Borboletas, Corações, Liberdade, Revelações e Tristeza. >
  3. Dias Negros.

História Borboletas, Corações, Liberdade, Revelações e Tristeza. - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 19 - Dias Negros.


Fanfic / Fanfiction Borboletas, Corações, Liberdade, Revelações e Tristeza. - Capítulo 19 - Dias Negros.

Larry queria encontrar com sua ex-namorada, e por mais que ele tentasse ela não o respondia, ele mal dormia direito a noite, e fez muitas teorias, uma pior que a outra, ele estava bem cansado, sua família voltou a estar quase que completa, ele tinha sua mãe e seu pai, e sua adorável irmã, mas não tinha a pessoa que amava, ele estava em seu quarto deitado na cama e coberto, olhava pro celular que tinha uma foto dele e da sally, ambos pareciam felizes, e ele queria que ainda estivessem assim, durante esses tempos difíceis pra ele, ele soube que a amiga que ele achou que tinha voltado pra vida dele, por pura bondade, tinha realmente o objetivo de terminar o relacionamento dele com a Sally, e que ela realmente queria que ele se tornasse namorado dela, mas ela desistiu e se arrependeu muito por tudo que fez, inclusive até pediu desculpas pelos atos que fez, Larry aceitou as desculpas mas ele ainda não queria muito ver a cara dela, ainda mais depois de descobrir isso, então lá estava ele, se culpando por não ter notado antes enquanto estava numa profunda tristeza por não poder dizer o que sentia realmente pra sua amada, então enquanto ele estava assim sua mãe entrou no quarto dele, acendeu as luzes e arrancou suas cobertas gritando com ele.

Lisa– ACORDA CRIATURA, E VAI ARRUMAR O QUARTO AGORA! – Ela realmente berrou no ouvido dele.

Larry– CARALHO MÃE, EU NÃO TO COM ÂNIMO PRA ISSO – Tentava puxar a coberta de volta.

Jim– EPA olha o palavreado garoto– o pai falava meio longe.

Lisa– E sério, se não limpa esse quarto a quanto tempo? – colocava as mãos na cintura.

Larry– Sei lá a 1 ano? – Esfregava os olhos, um pouco.

Lisa– VAI LIMPAR LOGO ESSE QUARTO, SINTO O CHEIRO DE MORTE DELE NO CORREDOR DO 4 ANDAR!

Larry– TA BOM PÓ – se levanta resmungando.

Jim– Olha a sua mãe tem razão. – O pai dele concordava.

Jasmin– mãe, vamos nos atrasar –Falava e se grudava nela.

Lisa– Se daqui a 1 semana quando eu seu pai e sua irmã voltarmos, eu tiver sentindo o cheiro de morte desse quarto, e bom você estar preparado, porque mesmo depois de adulto eu vou dar umas belas palmatorias na sua bunda! – ela fazia sinal de estar de olho nele.

Larry– Está bem mãe e boa viagem. – Ele se arrastou pro lado de fora pra pegar um saco de Lixo grande e os apetrechos pra limpar o quarto dele.

Jim– Tem dinheiro ali por sinal, caso queira comprar algo pra comer entre outras coisas. – O pai dele apontou pro lugar, e depois foi e lhe deu um abraço.

Jasmin– Eba Disney! – Ela parecia estar superfeliz.

Lisa– e se comporte, não destrua nada, e coma bem–Ela começou o sermão.

Larry– Ta mãe vai logo antes que vocês percam o voo–Cruza os braços.

Jim– Xau garoto– Ele da um abraço nele e bagunça o cabelo do mesmo, e pega as malas.

Jasmin– Xau irmãozão – Ela dá um abraço nele e arruma as coisas dela pra sair, pegando sua mochilinha.

Lisa– Bem eu vou indo até logo– Ela dá um beijo na testa dele e um abraço leve, ela pega uma mala, dá a mão a pequena Jasmin e vai seguindo com o marido, saindo do apartamento.

–Depois deles saírem ele fica sozinho em casa, e começa a arrumar o quarto, conforme ele mexia nas coisas, ele vai até as tintas dele, e quando abre pra verificar as coisas, encontra uma carta que tinha uma marca de um selo, ela era um tanto quanto estranha, ele a pega, olha e vê seu nome, ao abrir a carta e começar a ler ele vê  que era de Sally, era uma carta pra ele, a data foi de muito tempo atrás, praticamente 1 dia depois que ela começou a agir de maneira estranha, a carta dizia....

Querido Larry, quando estiver lendo isso possivelmente ou eu vou ter sumido ou talvez eu esteja por perto, mas bem, como sei que você só vai achar essa carta se você for pintar, ou jogar suas tintas fora porque sua mãe te obrigou a limpar o quarto, bem essa carta e pra explicar algumas coisas, espero que você a leia depois de tudo já ter sido resolvido e não antes, mas se ler antes por favor evite brigar sobre isso, ou se irritar sobre o assunto, bem alguns dias atrás recebi uma mensagem, era de um membro da máfia, que perseguiu seu pai, bem, essa e tipo a 2 carta que escrevo pra você, a primeira estava escondida na sua mochila, mas bem, eu já tirei ela de lá, em resumo, a conversa seguiu tranquila, não levei você ou qualquer um junto comigo, porque temia que usassem você ou qualquer um como um jeito de me obrigar a fazer algo, por sorte a conversa seguiu bem, e o resultado era que eu apenas tinha que descobrir o motivo, o desaparecimento, e localizar 2 coisas pro líder da máfia, esses 2 objetos eram 2 alianças que representavam os líderes da máfia, e quem portasse eles seria o novo líder, sendo de sangue ou não, mas bem, eu comecei a investigar isso, em troca dessa investigação eu iria ganhar a liberdade do seu pai, eu devo estar fazendo isso no momento, se ele ainda não foi solto, mas se ele já foi, espero que vocês estejam felizes, meus avôs por parte de mãe me convocaram pra ir pra casa deles, eles são pessoas importantes, e bem como a máfia estava perto de mim eu tive que falar com eles, e eles me garantiram a segurança, no dia que eu fui, mas em troca eu deveria imediatamente depois de terminar tudo, ir pra casa deles por um tempo indeterminado, eu vou  estar resolvendo os problemas por lá, e provavelmente ajudarei meu tio que está com certos problemas, e como eu tenho as mesmas habilidades que minha mãe eu sou útil pra eles, e claro que depois que resolver eu vou voltar pra você afinal eu te amo, eu só espero que, tudo continue tudo bem, até eu finalmente voltar, se por acaso, eu e você nos separarmos no meio do processo, por conta deu estar muito distante ou por estar te negligenciando de mais, eu peço desculpas pra você Larry, mas eu não podia falar ainda pra você, mas espero que tenha um pouco de confiança em mim, ninguém vai ocupar o espaço que você ocupou no meu coração, e se por acaso nos separarmos eu vou estar esperando você naquele lago que fomos no nosso aniversario de 1 ano de namoro, que era um lugar lindo lembra, quando eu voltar eu estarei sempre indo lá todos os dias, isso e claro se você se mudar e não nos encontrarmos mais, ou se o tempo passar muito, mas e claro não precisa me esperar, se você encontrar a verdadeira felicidade em outra pessoa só deixe o primeiro quadro que você pintou de mim lá, e eu saberei que você finalmente achou alguém que ocupou o meu espaço no seu coração, mas eu gostaria de dizer pela última vez que eu te amo....

Larry– Sua idiota– ele estava sentado com as costas na parede, e a mão na cara, derramava algumas lagrimas.

 


Notas Finais


<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...