História Borboletas, Corações, Liberdade, Revelações e Tristeza. - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem a demora pra postar esse capitulo, tava distraída com o aniversario do meu amigo e como eu só mestra de rpg eu fiz uma maratona de 3 dias de narrativa pra ele, e fiquei ocupada editando a mesa pra ele conseguir jogar.
apesar de que ele curtiu só um pouquinho ¬.¬

Capítulo 4 - O Beijo Roubado, A festa. (ConversaSallyLarry)


Fanfic / Fanfiction Borboletas, Corações, Liberdade, Revelações e Tristeza. - Capítulo 4 - O Beijo Roubado, A festa. (ConversaSallyLarry)

*Passado*

Já fazia umas 3 semanas e uns 3 dias desde a chegada de Sally, Larry, Todd e Ashley resolveram chamar o menor pra festejar um pouco, aparentemente o namorado de Ashley ia dar uma festa, e ela convidou todos os amigos pra festa, Sally se sentia meio que fora de orbita, afinal ela quase nunca era chamada pra festas e nem nada do tipo, Larry conseguiu convencer a mãe, e bem depois de muita batalha e discussões todos foram, Sally ainda se sentia meio desconfortável, mas Larry garantiu que ficaria por perto, a festa era na casa do namorado da ash, uma casa com seus 3 andares, uma piscina, duas garagens numeradas com 1 e 2, e por fim um jardim que dava pra acessar passando por um portão que ficou meio escondido com duas moitinhas que aparentemente era pra ser um arbusto de flores, e claro também o famoso ângulo que deixava ainda mais escondido, a festa deixou várias opções onde todos poderiam ir, seja pra se pegar ou pra dançar, os únicos lugares estritamente proibidos eram o quarto dos pais e a garagem 1,  bem até onde sabiam “todos estavam respeitando as regras”, e Larry estava junto da Sally o tempo todo, bem... pelo menos foi isso até certo momento, que ele deu de bicha loca e sumiu no meio da festa deixando a coitada sozinha, ela tava de máscara e procurava o Larry como nunca procurou antes, ela viu o todd aos amassos com seu namorado e inclusive a Ash também, resolvendo não atrapalhar eles, ela realmente estava desconfortável com todos a encarando e alguns até zoaram ela, quando ela já estava bem perto de desistir e voltar pra casa ela finalmente encontra o Larry atrás de uma arvore abraçado com ela... a beijando.... Sally aproveita o momento e tira uma bela foto disso, se aproxima do Larry e então com dificuldades separa ele de sua amada arvore, aparentemente o teor alcoólico dele estava incrivelmente alto, mas a maior pergunta dela era onde raios ele achou bebida alcoólica?

Depois de um bom tempo carregando o Larry ela finalmente encontrou o lugar calmo que achou enquanto procurava por ele era o jardim que estava super escondido do pessoal, ela ficou com o Larry ali, eles foram até  o banco que tinha no jardim, e ela colocou ele lá, deixando-o com a cabeça no colo dela, ele tava deitado e falando tudo conte coisa, por sorte era um lugar com 0 almas vivas, aparentemente o povo nem ao menos sabia sobre o lugar.

Sally- se quebrou sua promessa, me abandonou e ainda ficou completamente bêbado, e agora que faço com você?

Larry– N...sei– falando de um jeito meio que indescritível em determinado ponto, enquanto abraça a cintura da Sally.

Sally– Você não tem jeito Larry– fazendo carinho na cabeça dele – Deveria ter ficado perto.

Larry– Mas...eu queria Banfiaee– Sally olha pra ele tentando traduzir o que ele disse.

Sally– Beber? – Larry balança a cabeça um pouco como sim– Porque?

Larry– Pra esquecer..... – Ele se manteve quieto, um pouco após isso.

Sally– o que? –curiosa pelo motivo dele beber até esse nível– oque e tão sério que você se embriagou a ponto de não poder andar ou falar direito?

Larry– Eu...Fal se... mostrar seu.... e face– ele levanta o dedo pra contestar, mas o estado de embriagues dele faz ele manter o dedo a uma altura bem pequena, sem contar que ele se sentia bem confortável no colo do amigo.

Sally– Você sabe que não gosto de mostrar meu rosto – falava meio envergonhada.

Larry– Se quer sbe.. seu ver tua...face– falava esticando a mão e tentando passar na cara do Sally, mas via 3 figuras e ele escolheu uma aleatória sendo o ar, e acabou virando uma tentativa meio frustrada tocar na máscara do menor, e sem qualquer coordenação motora, a mão dele bate na própria cara– Ai....

Sally– Não gosto de demonstrar meu rosto, mas se isso vai te fazer falar eu mostro. – Falava meio envergonhada pela situação, ajudando-o e repousou a mão dele no peito próprio peito dele.

Larry– E... – Levantou o dedo de comemoração.

Sally– .... – Ficou em silêncio e não removeu a máscara apenas observou ele um pouco.

Larry– Porque não remove? – ele balançava um pouco a Sally– Eu... Eu não s-s-sou seu a-a,,, amigo? – Seus pensamentos estavam meio confusos e suas frases era as vezes devaneios dele mesmo com o nada.

Sally– sim você é –Respirando fundo.

Larry– Rosto! – Contestava como uma criança birrenta.

Sally– Ok você ganhou– ela remove a máscara.

Larry– Cavalho... tu e mu gato– ele fica cutucando o rosto do Sally– Porque... máscara? –  ele antes mesmo de saber a resposta acaba dormindo.

Depois de uns 30 minutos Larry acorda do sonho dele onde ele estava beijando uma super modelo, e quando se liga está em cima do Sally, ambos no chão onde o Larry estava beijando o Sally, assim que recobra parte da consciência total  de suas ações, ele bruscamente tenta se levanta, batendo a cabeça e caindo do lado do Sally que está em choque, ambos estão no jardim ainda, poucos segundos se passaram do estado de choque, Larry depois de passar a mão na cabeça recuperar um pouco das memorias dos fatos que estavam acontecendo, e também para obviamente o beijo de um lado que aconteceu ou talvez dos dois ele não entendeu totalmente os fatos, Sally estava no chão em estado de choque, Larry segurava a máscara do amigo com a mão esquerda, assim que nota ele a coloca de volta no amigo.

Larry– Eu juro, eu sonhei que era uma supermodelo, eu estava beijando-a, não sabia que era você Sal!

Ash– Seu sonho foi bem bom pelo visto. – Aparecendo ali do nada, assustando o Larry.

Todd– Coitado do Sal, ele nem teve tempo de reagir, seu abusador!

Larry– Não estava totalmente consciente de minhas ações, não e minha responsabilidade!

Ash– Sally você está bem– ela falava esticando a mão pra amiga e a mesma pegava, com uma mão enquanto a outra segurava a máscara.

Sally– Só foi um choque e bem repentino eu não esperava um ataque desses do Larry– falava entrando na brincadeira, colocava a máscara no lugar de novo, e então ela ia abraçando os próprios braços, como se tivesse em choque e se autoconsolando por ter sido violada. – E ele ainda não quer assumir que me violou. – Fazia voz de choro dando uma de coitadinha.

Ash– Vamos lá, veja pelo lado bom, esse não foi seu primeiro beijo né– Ash abraçava a pequena tentando conforta-la.

Larry– eu... não foi minha culpa– Ele estava vermelho de vergonha– Eu vou fingir que isso não aconteceu... e vocês não toquem mais nesse assunto– apontava pros amigos.

Sally– Era... –falou cobrindo o próprio rosto em vergonha.

Ash– Nossa Larry, você tirou o primeiro beijo de alguém, e ainda está mandando a pessoa esquecer– ela balança a cabeça em negação pro mesmo.

Todd– isso é feio– até mesmo ele faz o mesmo.

 Larry– Não foi intencional Carambolas! – ele coça aparte de traz da cabeça olha pra Sally– Desculpa não queria ter feito isso ok?

Sally– tudo bem, foi só meu primeiro beijo roubado por meu melhor amigo, que achava que estava beijando outra pessoa– Fazia o Larry se sentir mais culpado pela situação– Eu irei te perdoar por ter feito isso...

Todos Voltaram pra casa depois disso, as vezes todos os presentes no momento lembram o Larry  do beijo que roubou do Sally e zoam os dois, ou zoam apenas o Larry, que insiste em evitar lembrar do assunto, pois fica bem envergonhado, apesar de que talvez alguns dos dois vejam esse beijo com outros olhos...


Notas Finais


Juro que ainda amanhã posto o próximo <3
pode ter sido curto, mas espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...