1. Spirit Fanfics >
  2. Bordeland in Love - Você x Niragi e Chishiya >
  3. Situações constrangedoras

História Bordeland in Love - Você x Niragi e Chishiya - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente, bom dia 💓❤️

Capítulo 17 - Situações constrangedoras


Estávamos os três andando em direção da saída da praia, sendo guiados por Niragi que estava a todo custo nos ajudando a sair dali, seguindo pelos corredores encontramos alguns capangas do Chapeleiro que foram mortos por Niragi que sendo mais rápidos que eles. Estávamos andando tranquilamente até que Chota é atingido na perna e logo Arisu faz questão de matar o responsável por isso.


- Merda.....o que esse desgraçado fez com você? Esse corte está tão feio - disse Arisu olhando para ele desesperado.

- O que a gente tem que fazer é estancar o sangue, isso vai fazer ele parar de sangrar - disse rasgando uma parte de pano que estava na mesa e amarrando na perna dele.

- Larga ele aí! Só vai atrapalhar a gente nessa fuga - disse Niragi já revirando os olhos parecendo entediado.

- No nosso grupo não existe esse tipo de coisa, então não iremos abandonar ninguém aqui - disse Karube olhando para ele de forma seria.

- Está tudo bem pessoal....podem ir sem mim, ele está certo....só irei atrasar vocês - disse Chota com um leve sorriso forçado.

- Fica tranquilo cristão! Vamos levar você então não precisa se preocupar - disse Kuina com um pirulito em sua boca.


Depois daquilo Karube colocou Chota em suas costas e corremos em direção da porta percebendo que vários capagas do Chapeleiro estavam atirando em nossa em direção mas por sorte nada pegou em nós mas ainda precisávamos correr para os despistar. Corremos até uma floresta onde se iniciou um intenso tiroteio com direito a tudo, estávamos atrás de algumas árvores e tivemos que fazer uma escolha dificil.


- Temos que ter uma escolho difícil agora, sei que parece arriscado mas temos que nos separar - disse olhando seriamente para eles.

- Dessa vez ela tem razão....se continuarmos juntos iremos morrer - disse Niragi num tom de voz sério.

- Vamos logo nos separar, tenho que levar alguém comigo para dar segurança ao Chota - disse Karube ainda com o mesmo em minhas costas.

- Sobre isso eu irei ficar responsável por vocês, do jeito que o Niragi é qualquer coisa que faça vai virar motivo para atirar em vocês - disse Chishiya olhando para eles.

- Nisso vocês estão certos, mas onde iremos nos encontrar? Tem que ter um local de encontro - disse Kuina pegando uma arma e nos olhando.

- Eu tive uma ideia...vamos nos encontrar no mercado, eles não iriam procurar lá e sim em hotéis abandonados - disse Arisu raciocinando bem rápido.


Então diante daquilo nós decidimos que iríamos cada um para seu lado numa tentativa de os despistar. Chishiya, Karube e Chota iriam para a lado leste. Eu e Niragi iríamos para o sul, Kuina e Arisu iriam para o oeste enquanto os tiros vinham da direção norte. Estávamos correndo tranquilamente afinal provavelmente a essa altura os capangas haviam desistido quando sou jogada no chão escondido por alguns arbustos por Niragi, ele estava em cima de mim e tapou minha boca.


- Onde será que aqueles dois estão agora? Mas que droga! Temos que achar eles - disse um dos capagas bem bravo.

- Logo iremos pegar eles e vamos ter uma boa tarde de descanso - disse um outro capanga suspirando bem fundo.


Observamos eles irem embora tendo o máximo de cuidado possível mas mesmo quando já tínhamos certeza de que eles haviam saído, Niragi continuava em cima de mim.


- Acho que já está na hora de irmos, temos que sair daqui rápido - disse tentando levantar mas minha cintura foi segurada.

- Nada disso...invés disso devemos aproveitar um pouco, eles ainda devem estar perto - disse Niragi beijando meu pescoço com vontade.

- Niragi....isso não é hora de fazer isso e muito menos o lugar, vamos embora - disse tentando resistir.


Estava tentando sair daquela situação mas Niragi estava esfregando seu membro contra minha intimidade me fazendo soltar alguns suspiros, eu rua estava desistindo de o fazer parar...estava querendo aquilo mas era muito arriscado naquele momento. Sinto ele fazendo alguns chupões pelo meu pescoço e depois descer até meus seios.


- Está bem....faça o que quiser mas temos que ser rápidos, não devemos demorar muito - disse advertindo ele num tom de voz bem manhoso.


Niragi deu um leve sorrisinho e sem muita enrolação ele colocou a minha calcinha de lado e me penetrou bem fundo me fazendo soltar gemidos que eram abafados pelos beijos que ele me dava. A cada estocada eu tinha que me conter para não gemer alto e descontava aquilo arranhando as costas de Niragi por baixo da blusa enquanto gemia seu nome, aquilo estava muito bom e eu não poderia negar. 


(...)


Depois de 20 minutos de sexo intenso, nos vestimos colocando nossas roupas de antes e começamos a andar em direção do mercado que havíamos combinado de ir. Chegando lá vemos todos olharem para nossa cara e agora tinha percebido que estávamos atrasados, todos estavam olhando para nós principalmente Chishiya que cruzou os braços.


- Por onde estavam? A gente ficou preocupado achando que algo havia acontecido com vocês - disse Arisu num tom de voz um pouco irritado.

- Eu também não gostei nada disso, todos nós ficamos preocupados esperando por vocês - disse Kuina cruzando os braços e olhando para nos.

- Parece que estavam bastante ocupados "se escondendo" - disse Karube dando ênfase na frase.

- Não sei bem o que está falando ou insinuando mas se fizer isso de novo eu arranco seus dentes - disse Niragi dando um olhar mortal para ele.

- Gente por favor! Não vamos brigar justamente agora! Precisamos nos unir invés de brigar - disse Chota num tom de voz calmo.


Entramos em acordo com aquelas palavras e entramos no mercado evitando fazer muito barulho mas mesmo assim Chishiya estava me olhando estranho e o silêncio dele estava me assustando de uma forma que estava achando estranha. Estávamos andando pelo shopping, alguns comiam enquanto Arisu ia para a parte de remédios para dar alguma coisa para Chota.


Estava andando tranquilamente pelo mercado em uma sessão que só tinha roupas e sinto uma mão percorrer meu pescoço percebendo que era Chishiya que estava encarando meu pescoço, provavelmente analisando as marcas de chupão no mesmo.


- Pelo visto se divertiram bastante, eu não sou idiota como os outros para acreditar que só estavam fugindo - disse Chishiya num tom de voz sarcástico.

- Não sei do que está falando, estávamos apenas fugindo....devo ter me batido em alguma árvore - disse tentando ser o mais convincente possível.

- Você acha realmente que nasci ontem? Eu sei muito bem o que estavam fazendo - disse Chishiya me olhando com os braços cruzados.


Quando iria falar mais alguma coisa sou colocada contra a parede e minha calcinha é colocada de lado revelando o gozo de Niragi ali dentro. Agora estava perdida, tínhamos aquele relacionamento a três mas ambos morriam de ciúmes um do outro e isso estava bem nítido. Então senti um puxão de cabelo bem forte indicando que ele estava muito bravo comigo e dependendo do quanto eu poderia ficar com marcas bem fortes.


- Eu acho muito engraçado que não lembro de termos combinado que iríamos fazer coisas separados - disse Chishiya dando um tapa forte em minha bunda.

- Chishiya....eu até tentei dizer a ele que aquele não era o lugar mas aconteceu - disse falando aquilo com certo receio de ganhar outro tapa.

- E quem disse que poderiam transar sem mim? Ele acha mesmo que você é somente dele? - disse Chishiya passando a mão pelo meu corpo.


Por mais que aquela situação não estivesse uma das melhores, mesmo assim eu sabia muito bem dos meus direitos e não estava apaixonada por eles mas sentia alguma coisa.


- E quem disse que eu pertenço a um de vocês? Não pertenço a nenhuma de vocês, não se ache tanto! - disse te olhando por um tempo com os braços cruzados.

- Como ousar dizer algo assim? Irei te mostrar que me pertence ! - disse Chishiya me colocando de 4.


Estava tentando resistir aquilo quando ele começoua roçar seu membro em minha intimidade me fazendo ficar bem molhada. Estava quase me rendendo aquilo quando ele me colocou de joelhos fazendo com que fosse óbvio o que ele queria. Realmente pensava em não o chupar mas acho que um pouco não faria mal.


- Eu quero que você use essa boca muito bem em um pedido de desculpas para mim - disse Chishiya com um leve sorriso nos lábios.


Então ele abriu o zíper da calça tirando sua box e eu comecei a o chupar com vontade enquanto olhava. Estava fazendo aquilo tranquilamente quando escuto a porta se abrir vendo Chota, Karube e Arisu. Rapidamente parei percebendo que estava numa situação contrangedora, o que eu faço agora?


Notas Finais


Continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...